1. Spirit Fanfics >
  2. Arqueira de Araque (Satzu) >
  3. Para Tudo Tem Uma Primeira Vez (pt1)

História Arqueira de Araque (Satzu) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


nova fic amades

espero que gostem :)

Capítulo 1 - Para Tudo Tem Uma Primeira Vez (pt1)


Tzuyu P.O.V

- Tzuyu! Tzuyu! - sinto alguém me balançando, porém não correspondo - TZUYU ESTÃO TENTANDO ARROMBAR A PORTA!

Logo abro os olhos na hora e levanto rapidamente derrubando a garota que estava encima de mim.

- Aí sua ogra! - diz a menor caída no chão passando a mão na cabeça.

- Desculpa, mas ninguém mandou você ficar em cima de mim - digo estendendo a mão pra ela, logo ela pega e levanta do chão - Já está pronta? - pergunto para a mais nova.

- Não...- diz ela coçando a nunca.

- Tá de brincadeira? Yiren...são que horas? - digo tentando achar meu celular.

- São cinco pras sete - diz ela olhando o celular.

- Ata...- logo arregalo os olhos - SÃO CINCO PRAS SETE! YIREN EU PEGO AS NOVE HORAS NO TRABALHO! POR QUÊ NÃO ME ACORDOU ANTES? - digo correndo para o banheiro.

- Eu acordei atrasada também e tentei fazer café sozinha...mas não deu muito certo...- ela diz em voz baixa mas eu consigo escutar graças há um dos meus poderes...super audição.

Eu conto essa parte de poderes depois.

- Como assim não deu certo? - digo só colocando a minha cabeça para fora do banheiro.

A garota não fala nada...ok, estou começando a me preocupar.

- Yiren...o que você fez naquela cozinha? - pergunto chegando perto da garota.

- Bom...talvez eu tenha colocado o pó do achocolatado ao invés do pó de café com a máquina ligada e só talvez, o achocolatado possa ter voado pela cozinha inteira - diz ela forçando uma risada.

Logo fecho meus olhos e os coço buscando paciência e tentando contar até dez para não partir pra cima da mais nova e cometer um crime.

Respiro fundo e volto a olha para a menor que ainda estava ali em pé olhando pra mim.

- Melhor você se arrumar antes que eu te congele e não vai ser o papai que vai vir aqui e te descongelar a tempo do seu baile de primavera...- digo séria olhando para a garota que em segundos não se encontrava mas na minha frente.

Depois da saída da mais nova, vou em direção ao meu armário e pego uma camisa social preta e um tênis Vans da mesma cor e corro para o banheiro terminar de arrumar o meu cabelo.

Quando vou para a sala, vejo o desastre provocado por Yiren.

- E eu pensado que ela estava brincando - digo rindo ironicamente buscando paciência mais uma vez.

Logo escuto um latido e olho para baixo e vejo uma pequena criatura pedindo colo.

Gucci é o cãozinho que eu e Yiren adotamos há quase dois anos, porém, ele já tem seus três anos de idade.

Mas ele não estava em sua coloração normal.

Ele estava com pó de achocolatado por toda a extensão do seu pelo e não parava de lamber seu fussinho por conta do sabor do alimento.

- Chewy tô pronta...- diz Yiren com o blazer e a saia da escola, porém sem a gravata.

- Quando voltar do trabalho quero ver essa cozinha brilhando e o Gucci cheirando a rosas...estamos entendidas? - falo olhando seria para a menor.

- Sim senhora capitã - diz ela rindo, porém, ela vê que eu continuo séria olhando pra ela - Ok, ok - diz ela revirando os olhos e pegando a mochila.

Deixo Gucci no chão e pego minha mochila que tinha meu notebook, uma das minhas câmeras, alguns cartões de memória com projetos das próximas capas do mês e um casaco...vai que eu precise.

Eu e Yiren entramos no elevador e aperto o andar da garagem com pressa e olhando o relógio impaciente.

- Chewy - Escuto Yiren me chamar.

- Fala - respondo olhando para a mais nova.

- Não sei se você não percebeu mas, você não abotoou sua camisa - diz ela olhando pra mim de cima a baixo.

Logo olho para a camisa que estava realmente desabotoada, porém, estava de regata branca por baixo, então não tinha problema.

- Depois eu abotoo, ok? - digo saindo do elevador correndo junto com a menor tentando acompanhar meus passos.

- Ah não Tzuyu! Você sabe que quando as minhas amigas vêem você só falta elas te comerem na rua! Abotoa essa camisa agora! - diz ela revoltada.

Logo reviro meus olhos com a resposta da menor e aperto ainda mais meus passos até chegar no carro e abrir o mesmo.

- Eu não vou abotooar minha camisa só por quê suas amigas tem uma tal tara por mim e mais! Não tô com tempo para abotoar direito! - digo colocando minha mochila no banco de trás, colocando o sinto e dando partida no veículo.

No caminho, paramos para tomar um café e logo depois parto para o colégio de Yiren.

- Toma cuidado ok? - digo vendo a garota saindo do carro.

- Ok - diz ela fechando a porta do veículo.

- Vê se toma cuidado! E lembra do quê eu te falei sobre a cozinha e o Gucci! - digo e vejo a garota revirar os olhos e logo sumir da minha vista em meio a aglomeração de alunos.

Logo dou partida no carro em direção há empresa, porém, de olho no relógio que estava marcando oito e meia.

*Quebra Tempo*

Em menos de alguns minutos chego ao grande e luxuoso prédio, onde ficava localizado a Kang Models, uma das maiores e importantes empresas de moda da Coreia do Sul.

Logo saio do carro e deixo a chave com o manobrista e saio em disparada ao elevador.

- Tzuyu! Até que enfim! - Vejo Nayeon, minha amiga e secretaria da nossa chefe, correr com aqueles saltos finos em seus pés em minha direção - Tá perto da chefona chegar? - pergunta ela sussurrando pra mim.

Sim, ela sabe dos meus poderes, além dela, só Yiren, que é minha irmã mais nova, Lay, meu irmão mais velho e meu pai, Han Geng, sabem que tenho poderes.

Ah, esqueci de mencionar. Lembram dos meus parentes? Yiren, Lay e meu pai? Eles também têm super poderes. Todos da minha família, viemos de uma linhagem de "super heróis" porém, vivemos em segredo, pois não somos os únicos "super humanos", como somos chamados aqui na terra e podemos dizer que nem todos os coreanos gostam de nós e quando digo nem todos, digo a polícia, NIS e governo federal que acham que nós somos uma ameaça a sociedade.

Por isso, eu e Yiren vivemos uma vida de pessoas normais, tanto para minha, quanto para a segurança dela, enquanto meu pai e meu irmão utilizam seus poderes indiretamente em Busan como policiais da parte de investigação criminal.

Logo uso meus poderes de super audição e consigo escutar a minha chefe dentro do elevador.

- Esse elevador é uma placa de petri humana, está coberta de germes - diz ela suspirando e em tom de nojo.

- Ela tá chegando! - Digo saindo, mas sou impedida pela mão da mais velha sob meu peitoral - O quê foi?

- Olha, eu sei que você é uma linda gostosa, mas por favor, abotoa essa camisa antes que a chefe tenha um dos ataques dela! - me avisa Nayeon.

- Ok, ok - digo abotoando a camisa.

Logo escutamos a porta do elevador sendo aberta e revelar a nossa chefe.

Kang Seulgi tem apenas 30 anos e é uma das empresárias mais bem sucedidas, não só da Coreia, mas de toda a Ásia. Ela começou sua empresa com apenas 24 anos e alcançou o ápice com 27 anos. Sim posso estar parecendo uma stalker? Talvez. Mas quando se trata de parecer uma pessoa normal, temos que ter toda e qualquer informação que ajude.

Ela é de baixa estatura, comparada há mim, estava vestindo mais um dos seus vestidos de luxuosos da Chaennel, porém, de coloração preta com alguns diamantes somente na parte de cima do vestido e de tecido que parecia ser veludo, em seus pés estavam saltos de Jimmy Choo, esse salto deve custar mais de mil dólares, seus óculos escuros estavam agora em suas mãos e em uma delas, estava uma bolsa da Gucci.

Sim, ela é muito rica.

Logo escutamos o som dos seus saltos sob o piso de mármore branco vejo ela indo em direção e passa por nós.

- Nayeon quero que você desmarque aquele jantar inultil com Kim Jongin, diga a ele que peguei uma gripe, invente algo para que ele não tenha que me ligar reclamando do cancelamento, quero também que confirme minha presença na Semana da Moda em Paris do mês que vem e diga que eu não quero ficar ao lado daquela cobra da Chrystal, não quero ter que me desgastar com ela e quero também que ligue para minha mãe e diga que o almoço de amanhã está confirmado...- logo ela para na grande porta de vidro que havia na entrada do seu escritório e vira olhando para todos nós - Só isso por enquanto. Voltem ao seus trabalhos.

- Boa sorte bunny - digo sorrindo para a menor.

- O mesmo pra você Tzu...- diz ela me dando um abraço e indo em direção a sua mesa.

Antes que eu pudesse seguir o meu caminho...

- Tzuyu, preciso de você aqui! - escuto a voz de Seulgi me chamando.

- Boa sorte - diz Nayeon prendendo o riso.

Faço uma careta para a menor e vou em direção a sala.

- O que deseja chefe? - pergunto olhando para a mais velha.

- Sabe que uma de nossas modelos mais importantes está vindo aqui para o nosso mais novo projeto da coleção de primavera, certo? - pergunta ela se sentando em sua cadeira.

- Sim sei, o quê que tem senhorita? Aconteceu algo? - pergunto curiosa.

- Sim, ela está vindo para o ensaio de fotos hoje a tarde, quero que tudo esteja pronto quando ela chegar e sei que posso contar com você para ajeitar tudo, certo?

- Claro senhorita, vou preparar os equipamentos agora - digo quase saindo da sala, mas ela me chama denovo.

- Tzuyu! Também preciso das fotos das outras modelos para aparecer na revista.

- Trago logo mais senhorita, só precisa de mais alguns ajustes para ficar perfeito.

- Ótimo...pode ir - diz ela colocando seus óculos de grau e vendo as fotos para a nova coleção.

Logo vou em direção a minha sala, deixo a mochila e pego os equipamentos e vou direto para o estúdio onde estava algumas pessoas que iriam trabalhar no projeto.

- Ok pessoal, a modelo japonesa irá chegar na parte da tarde, são...- ergo meu pulso e vejo que os ponteiros marcavam dez e quinze da manhã - Dêz e quinze da manhã, podem terminar de arrumar tudo, quando for duas da tarde, é bom eu ver todos aqui ou então o karaokê de sexta de vocês estará cortado! - digo e logo vejo todos ficarem tensos e logo sorrio - Brincadeira, mas é bom eu ver todos aqui às duas em ponto senão é capaz da chefia matar um por um... Vamos ao trabalho pessoal! - digo batendo palmas e vejo todos voltarem aos seus deveres.

Quando estava pegando o tripé da câmera, vejo um pingo de gente vindo na minha direção.

- Tzuyu me ajuda aqui! - diz Chaeyoung com o tripé de uma das luzes nas mãos.

- Meu Deus Chaeyoung - digo rindo pegando o tripé das mãos da menor e pondo no lado direito do set de frente para um dos cenários que serão usados. - Como você está?

- Bem, como você pode ver, minhas mãos já melhoram - diz a menor sorrindo, fazendo com que sua covinha aparecesse.

- Ótimo, vê se na próxima vez tome mais cuidado quando for pegar trocar a roda da sua bicicleta - digo rindo.

- Ha Ha, engraçadinha - diz ela rindo forçado - Mas e aí, como vai ser essa sessão de fotos? Conhece a modelo?

- Não, as únicas coisas que eu sei dela é que ela é japonesa e é uma das modelos mais importantes da empresa...só isso - digo levantando os ombros e pegando umas das lentes da câmera e coloco na mesma.

- Se ela é a mais importante, como nunca ouvimos falar dela? Nem mesmo você que é uma das fotógrafas mais importantes e talentosas daqui? - pergunta ela curiosa.

Acabo rindo fraco com a pergunta da mais velha.

- Olha, eu não sou umas das fotógrafas mais importantes daqui e mais, não sabemos quem é ela, pois ela é modelo de uma filial lá em Osaka - digo pegando minha mochila e de lá, pegando meu notebook e abrindo no Photoshop.

- Mas você não sabe nem o nome dela? - pergunta Chaeyoung pegando uma extensão e conectando o carregador do meu notebook no mesmo - Pelo menos isso deveríamos saber.

- A Seulgi só deve estar querendo fazer mais uma de suas surpresas pra imprensa - digo como se fosse óbvio, afinal, não é a primeira vez que trabalhamos com uma modelo no qual não sabemos nem o nome - Você já deveria estar acostumada, trabalha a mais tempo que eu aqui e sabe que ela adora fazer isso.

Chaeyoung tem a mesma mesma idade que eu, é apenas 2 meses mais velha e trabalha aqui a mais tempo também, mais ou menos há 3 anos enquanto eu, há 2 anos.

Quando a menor iria dizer algo, o celular da mesma começa a tocar.

- Hora do almoço! - diz ela alegremente - Você vem? - pergunta ela olhando pra mim.

- Não, não estou com fome, tomei café quase agora - digo terminando de editar as últimas fotos que faltavam para a edição desse mês - E ainda tenho que terminar de editar essas fotos e entregar ainda hoje pra Seulgi. Como mais tarde, ok?

- Hum...vai ficar bem aí sozinha? - pergunta ela pegando suas coisas.

- Sim, você sabe que sim! - digo sorrindo para a menor.

- Ok, qualquer coisa me liga! - diz ela saindo do studio e como era a última, só eu fiquei ali dentro.

Olho para o relógio da tela do notebook e percebo que são meio-dia e meio.

Dou um longo suspiro e volto ao trabalho.

Sana P.O.V

- Sana, já terminou de comer? - pergunta Mina, minha irmã mais nova, entrando no meu quarto do hotel.

- Já, que horas temos que estar lá mesmo? - pergunto dando os últimos toques na minha maquiagem.

- Pelo que a Seulgi disse a produção iria começar a ajeitar tudo duas horas, enquanto isso você iria estar na coletiva junto com ela e as outras modelos da empresa, e duas e quarenta a sessão de fotos irá começar - diz ela olhando para o meu reflexo no espelho - Você está linda.

- Você acha? - pergunto insegura.

- Claro que sim Sana! Você é uma das modelos mais lindas, talentosas e importantes do Japão e agora da Coréia! Por quê ainda se sente insegura? - pergunta ela, agora, olhando nos meus olhos.

- Eu não sou insegura! Só queria saber se estava apresentável - digo nervosa.

- Do jeito que você ta, você pode desfilar agora mesmo - diz rindo.

- Só você, Minari - digo rindo da resposta da mais nova.

- Vamos? - pergunta Mina me olhando.

- Sim, vamos - digo sorrindo para a mais nova e me levanto da cadeira indo em direção a minha cama.

Ali, pego meu casaco da Channel mandado pela própria Seulgi, para usar na entrevista coletiva, e a minha bolsa tiracolo da Saint Laurent.

Vou em direção a porta e abro a mesma junto com Mina, que me acompanha até o elevador.

- Mina, posso te perguntar uma coisa? - pergunto olhando para a mais nova que estava apertando o botão do elevador.

- Claro Sannie - responde ela sorrindo.

- Você sabe quem é o fotógrafo que vamos trabalhar? - pergunto curiosa.

- Hum - ela entra no elevador junto comigo e aperta o botão do térreo - Na verdade é fotógrafa, ela é uma das fotógrafas mais promissoras da Seulgi, ela veio de Tawian e só isso.

- Só isso? Não sabe nem o nome dela? - pergunto ficando confusa.

- A Seulgi não disse, você sabe que ela gosta de fazer mistério, já deveria saber disso - diz Mina olhando agora para mim.

- Eu sei mas...não era o mínimo que deveríamos saber?

- Eu também acho, mas sabe como ela é - diz a mais nova levantando os ombros.

Logo as duas portas de metal do elevador se abrem me dando a visão do saguão do hotel, que naquele horário, estava vazio.

Porém, quando eu e minha irmã mais nova andamos mais um pouco até a porta principal do hotel começa uma grande movimentação de repórteres, fotógrafos e anônimos curiosos com oque estava acontecendo.

- Sana, poderia nos dar uma entrevista? - pergunta um dos jornalistas.

- Sana, aqui! - pede um fotógrafo para que eu pudesse olhada para sua câmera e ele tirar uma foto.

- Continue andando Sana - diz Mina me puxando para dentro do carro.

Logo o motorista abre a porta do carro e nós duas entramos rapidamente no veículo.

- Quanta gente - diz Mina meio assustada.

- Não esperava tanta gente assim...- digo olhando o veículo se afastar da pequena multidão e seguir seu rumo.

Fico olhando a paisagem do lado de dentro do veículo, estava um pouco frio, as flores das árvores estavam mais vivas e mais coloridas.

Muitas pessoas caminhavam pelas calçadas, umas com pressa e outras com calma, apenas querendo chegar em seus destinos.

Havia também muitos carros na rua, no que acabava ocasionando em um pequeno trânsito na rua que estávamos passando.

Quebra Tempo

- Pronta? - pergunta Mina.

- Pronta - digo sorrindo fechado.

Mina faz um sinal de possivitivo pela janela, logo vários seguranças ficam ao redor da porta onde irei sair, um deles abre a porta e eu saio.

Havia muitos jornalistas e paparazzis tentando furar o bloqueio feito pelos seguranças em minha volta.

- Senhorita Minatozaki, vamos! - diz um deles ao meu lado, coloco meus óculos escuros e ando em passos largos até a entrada do enorme prédio da Kang Models.

Tzuyu P.O.V

- Você tá vendo oque eu tô vendo? - pergunta Chaeyoung ao meu lado enquanto estávamos de frente para o grande vidro do studio que tinha vista para uma das ruas mais movimentadas de Seoul, porém hoje, com um grande alvoroço por causa da chegada de uma certa japonesa.

- Estou, imagina o trânsito que deve estar pelas ruas perto daqui - digo cruzando os braços.

Chaeyoung logo me olha indignada.

- Você não viu o poder que aquela mulher carregava? Como ela desceu do carro, o momento que os jornalistas chegaram, ela colocando os óculos escuros e saindo com os cabelos ao vento? E você falando de trânsito? Jura Tzuyu? - diz Chaeyoung rapidamente.

- Já pensou em virar rapper? Sério, você ia se dar muito bem - digo franzindo o cenho.

- Mereço - diz a menor revirando os olhos - Vamos descer? A chefe deve estar nos esperando para a coletiva.

- Sim, vamos - digo saindo de perto da janela e seguindo a menor até a porta.

No lado de fora, todas as salas do corredor estavam vazias, concerteza foram ver a entrevista coletiva.

- Não é que todos estão curiosos também? - diz Chaeyoung pedindo o elevador.

- Pelo visto...- digo olhando meu celular.

- Sério que você não tá nem aí? - pergunta Chaeyoung olhando pra mim.

Respiro fundo e solto o ar bem devagar.

- Não é que eu esteja nem aí, apenas não entendo pra quê todo esse show por causa dessa modelo misteriosa - digo pondo minhas mãos nos bolsos da calça.

- Você acabou de falar o motivo desse "show" - diz Chaeyoung fazendo aspas com as mãos - Ela é uma das modelos mais importantes de Osaka, porém, muita gente aqui da Coréia nunca ouviu falar dela a não ser a Seulgi. Todos estão curiosos em saber quem é a modelo misteriosa - diz Chaeyoung me acompanhando dentro do elevador.

- Ok, ok! Entendi que ela é importante - digo levantando as mãos em modo de rendição.

Em alguns segundos, chegamos ao andar onde aconteceria a coletiva de imprensa.

- Nunca vi tanta gente assim desde que o vídeo em que a Seulgi tinha dado um tapa na cara da Chrystal havia vazado - sussurra Chaeyoung em meu ouvido e logo prendo o riso.

- Até que enfim vocês chegaram - diz Nayeon correndo em nossa direção - Venham logo! - diz ela puxando eu e Chaeyoung.

- Por quê eu tenho que subir também? - pergunta Chaeyoung.

- Por que você é uma das editoras da revista e a Seulgi quer que você e a Tzuyu estejam lá com ela e com a modelo misteriosa - diz Nayeon ainda puxando eu e a Chaeyoung até a grande mesa que estava no centro.

Logo quando chegamos, nos sentamos em nosso lugares e ajeitamos nossa postura.

- Boa sorte pra vocês - diz Nayeon sorrindo.

- Obrigada Bunny - digo olhando a mais velha.

- Valeu Nay - diz Chaeyoung meio nervosa.

Percebo o nervosismo da mais velha, o batimento cardiaco dela estava acelerado, suas mãos estavam suando, por isso estava esfregando uma na outra, não parava de mexer a perna direita e olhava sempre em volta tentando buscar algo que a acalma-se.

Esse é um dos meus poderes, chamo de "identificação de estado de espírito", sempre uso eles na Yiren quando ela está mentindo.

- Ei, fica calma, do jeito que seu coração tá batendo pode ter um ataque sabia? - digo em um tom brincalhão.

Logo arranco uma risada baixa da menor e percebo que os batimentos do seu coração vão voltando ao normal.

- Eu estou nervosa Tzu, nunca estive em uma entrevista de imprensa antes - diz ela olhando para mim.

- Como não? Tem certeza que trabalha na Kang Models?

A menor ri mais uma vez.

- Digo dando uma, nunca aconteceu comigo...- diz ela olhando para suas mãos.

- Para tudo tem uma primeira vez Chaeng - digo sorrindo para a mais velha.


Notas Finais


continuo??????


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...