História Arqueiro - Arrow - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow
Personagens Amanda Waller, Donna Smoak, Felicity Smoak, Helena Bertinelli, John Diggle, Laurel Lance, Malcolm Merlyn, Moira Queen, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Quentin Lance, Ray Palmer, Roy Harper (Arsenal), Sara Lance, Slade Wilson, Thea Queen, Tommy Merlyn
Tags Arrow
Visualizações 41
Palavras 629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Drogas, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui mais um capítulo.
*Baseado na série Arrow*

Capítulo 9 - O encontro de Oliver e Felicity.


Fanfic / Fanfiction Arqueiro - Arrow - Capítulo 9 - O encontro de Oliver e Felicity.

A caminho do médico, Thea sofre um aborto espontâneo e grita desesperadamente.

Felicity, preocupada, resolve ligar para Oliver e avisar onde estão e o que aconteceu com Thea.

Oliver, Diggle, Roy e Laurel falam com Felicity pelo celular e vão todos atrás delas.


Felicity:

- Ah, meu Deus, o que eu fiz?


Curtis:

- Ué, você fez o certo, não foi?


Felicity:

- Tive uma uma, Curtis, você fica e destrai eles enquanto eu levo a Thea pra outro lugar.


Curtis:

- Eu?


Felicity leva Thea correndo do hospital, fugindo.

No meio do caminho, Felicity aponta uma arma para um homem em seu carro e pede que ele saia.


Thea:

- Ok, agora eu tô com medo de você.


Felicity entra no carro e empurra Thea pra dentro.


Thea:

- Espera... Você sabe dirigir?


Felicity:

- Não, não sei. Mas aprendo agora. Isso é caso de vida ou morte.


Thea:

- Vida ou morte é "passear" em carro roubado com uma pessoa que não sabe dirigir. Na real, eu vou gritar!


Felicity liga o som no máximo:

- Grita agora! Segura firme!


Felicity dirige em alta velocidade.


Felicity:

- Até que pra uma primeira vez eu tô mandando bem! (Risada)


Thea:

- Olha o carro! Ah, Meu Deus, um caminhão. Uma moto! Cuidado com a senhora! Ai, meu Deus, um cachorro. Para, para, para, para esse carro! Para, Felicity! Olha a calçada!


Felicity:

- EU SEI! Eu não sou cega! Quer dizer... Sou, mas é pra isso que eu uso óculos, para de me pressionar! Ai, caramba! Meus óculos!


Os óculos de Felicity caem, enquanto ela tenta pegar, Thea tenta dirigir o carro, porém, não consegue se desviar de uma moto e acabam todos feridos no carro.


Felicity:

- É disso que eu tô falando! ADRENALINA! Amo isso!


Thea:

- Isso NÃO É ADRENALINA! ISSO É PEDIR PRA MORRER!


Felicity vai ver quem estava na moto e se surpreende:

- Ray? Ray!


Thea:

- Ele não pode ver a gente. Deve estar ajudando o Oliver.


Felicity:

- Como? Você não quer voltar pra eles? Fiz tudo isso em vão?


Thea:

- Você nem me deu chance de falar! Eu acabei de perder meu bebê, eu não quero voltar e ficar imaginando como seria minha vida ao lado dele.


Felicity dá um tapa em Thea:

- Sua burra! Seus parentes estão lá te esperando! Você não tem nada pra fazer aqui!


Thea:

- Mas, então que diabos está fazendo? Me forçando a ficar!


Felicity:

- Desisto! Não nasci pra ser vilã, nasci pra ser trouxa!


Oliver, Laurel, Diggle e Roy as encontram.


Felicity:

- Como nos acharam?


Felicity olha em volta e vê uma equipe de reportagem que estavam gravando ao vivo.


Felicity corre enquanto Oliver tenta alcançá-la.

Felicity cai e Oliver a levanta:

- Felicity, meu amor!


Ele a abraça e tenta beijá-la, mas Felicity o rejeita:

- Eu não te quero mais, Oliver. Quer dizer... Quero, mas não quero mais. Eu jurei pra mim que não ia mais me deixar levar pelo seu encanto, seu sorriso, seu abraço... Eu tô fora.


Oliver:

- Você é o amor da minha vida!


Felicity:

- Ahan, seu amor! Assim como a Sara, que foi seu amor, a Laurel, que foi seu amor, a Samantha, que foi ser amor. Você teve muitos amores, Oliver... Eu não quero ser só mais uma na sua lista... Mulherengo.


Oliver:

- Precisei passar tudo isso pra descobrir que o meu verdadeiro amor era você.


Felicity:

- Ah, que bonitinho! Ops! Não dei certo. Vai, volta pra Star City. A cidade precisa de você. A cidade precisa do Arqueiro Verde.


Oliver:

- Mas, eu preciso de você, Felicity. Sem você eu não funciono. O Arqueiro Verde não funciona!


Felicity:

- Ah, que bonitinho! Ops, não deu certo de novo!


Oliver sai de cabeça baixa.


Felicity:

- Você está triste?


Oliver:

- Lógico!


Felicity:

- Yes! Eu sou malvada.


O time do Arqueiro está reunido prontos para voltar à Star City.


Diggle:

- Felicity, vem!


Felicity lembra dos bons momentos que viveu ao lado dos amigos:

- Eu não sei.


Donna Smoak aparece e leva a filha até eles:

- Filha, a sua vida é essa! Você tem que voltar.


Felicity abraça os amigos um a um e decide voltar pra Star City.


Notas Finais


E as emoções continuam.
Se você gostou, favorita aí. Logo mais posto o próximo capitulo. Espero que estejam gostando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...