História Arrogância Latente - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias One Piece
Personagens Roronoa Zoro, Sanji, Trafalgar D. Water Law
Tags Idk, Ot3, Porn!fic, Sanlaw, Sanzo, Threesome, Zolaw, Zosanlaw
Visualizações 144
Palavras 1.040
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieee!!

Tentei atualizar um dia desses, mas interessantemente o Spirit se comportou como um(a) namorado(a) ciumento(a) e não me deixou fazer nada 😐 mas voltei e aqui estamos...

Anyway, finalmente vamos saber o que o Zoro fará... rs...

Um pouco de ZoSan, vocês querem? 💖


*A fanart de capa é original de yuushishio (diva das fanarts Zosan), eu editei um pouco!*


BOA LEITURA!!

Capítulo 3 - Arrogância


Fanfic / Fanfiction Arrogância Latente - Capítulo 3 - Arrogância

A noite avançava e o céu era despido de estrelas, Nami havia dito alguma coisa para Usopp sobre este trecho do mar ser sempre de céu negro e mar arriscado, mas Zoro não tinha se importado, tudo o que ele perseguia eram sons.

Ele ouvira mais cedo, Sanji sussurrando, e a voz abafada de Law respondendo. Zoro ouvira minutos atrás Usopp descer do Ninho do Corvo e ir até a biblioteca, o caminhar do atirador era calmo e até alegre, depois Usopp voltara de lá, passos apressados, urgentes, como se algo terrível estivesse acontecendo. O espadachim esperou alguns instantes, mas Usopp não pediu ajuda.

Zoro aguardou alguns minutos e se dirigiu silenciosamente até a biblioteca para descobrir o que acontecia. Quando ele se aproximou da entrada, a voz zombeteira de Sanji flutuou.

“... você pode se apaixonar por mim perdidamente. ”

O espadachim ouviu uma gargalhada nova, a voz de Sanji era rouca, quente, Zoro inevitavelmente imaginou o cozinheiro sorrindo arrogante com olhos semifechados, sussurrando no ouvido de alguém.

Alguém que não era Zoro.

Cenas sensuais de Sanji com outro homem passaram como um trailer em alta velocidade na cabeça dele, e sem poder se conter ele escancarou a porta da biblioteca e explodiu todo seu mau humor.

— MAS QUE PORRA É ESSA, COOK??

Sanji congelou no meio de um sorriso que se desmanchou com desprazer aparente em ver o nakama parado na porta, era como se Zoro tivesse atrapalhado algo muito especial, muito pessoal, muito...

... íntimo.

— VAI FALAR OU O QUÊ, IMBECIL?

Sanji se dignou a sorrir exatamente como Zoro imaginara, a altivez desnudada assim como o corpo do loiro, de onde Zoro não conseguiu tirar os olhos.

— O que acha que é, Aho Kenshi? — Sanji deu as costas para Zoro, o deboche embutido em cada palavra dele, o traseiro deliciosamente branco destacado na penumbra.

Zoro não respondeu, respirando pesadamente, tentando ignorar o cheiro de sexo e especialmente Law que se vestia no canto escuro.

Law apanhou a calça, a vestiu e caminhou para Zoro, que estava concentrado em ler as feições de Sanji, ele se interpôs entre os dois Mugiwaras, e encarou Zoro, sua pequena diferença de altura não era vantagem frente ao bloco muscular intransponível que o caçador de piratas formava.

— Você está convidado a se juntar a nós da próxima vez, Roronoa-ya. Tenho certeza que ele não vai se opor. — O cirurgião convidou, a voz era baixa e grave.

— Vai sonhando. — Zoro cuspiu enraivecido, então virou para Sanji. — Você estava transando com ele.

Sanji não conseguiu ignorar o tom acusador de Zoro, ele vestiu a roupa e tentou ignorar um sentimento estranho de culpa, e encarou o outro com olhos escarnecedores.

— Não sei de onde tirou essa imaginação tão fértil, Marimo pervertido, e também não te devo satisfação alguma.

Zoro não soube o que responder, o sangue correndo rápido em suas veias, martelando na sua cabeça, o suor no rosto de Sanji brilhando com as luzes do aquário, e o maldito cheiro de que algo inegavelmente sexual acontecera ali.

Sanji deu as costas para ele abotoando a camisa e ajustando a gravata, Law passou pelos dois alçando a espada enorme nos ombros.

— Pergunte ao Hana-ya. Ele estava de vigília e saberia se alguém estivesse passeando pelo navio. — Law falou friamente.

Só agora Zoro e Sanji percebiam que Usopp estava ali, o atirador parecia ter sido pego roubando comida da cozinha, sua feição de horror crescia palpavelmente enquanto os outros dois Mugiwaras o encaravam aguardando uma resposta que não queriam ouvir.

— Eu... eu não notei nada estranho. — Usopp respondeu, e Zoro lhe deu um olhar inquisitivo.

Law atravessou o espaço calmamente carregando a enorme espada atravessada sobre os ombros, Usopp se demorou dois segundos e escapou para fora da biblioteca, agora Zoro formava uma muralha bloqueando a porta, Sanji o observou com olhos impassíveis.

— Preciso sair, dá pra tirar essa infestação de algas do meu caminho? — O loiro disse, queria ir ao convés e fumar imediatamente, seu pau ainda latejava olhando para Zoro bloqueando seu caminho.

— Não vou até que me responda o que havia aqui.

Sanji encarou os sapatos recém calçados, depois voltou os olhos azuis para Zoro avaliando se falava abertamente ou se o chutava para liberar a porta, mas Zoro voltou a falar atrapalhando o fluxo de pensamentos dele.

— Você estava fodendo com ele.

Sanji ficou trêmulo por um momento, a condenação no rosto de Zoro era mais do que retumbante, era algo palpável.

— Olha, você não precisa se envolver com a minha vida íntima. Eu nem quero que se envolva, então cale a porra da boca e saia da minha frente.

— Você é muito sórdido. Fodendo com um cara que recém conheceu, sem saber se pode confiar nele. Só pelo prazer imoral. Você me enoja, Cook.

Sanji sentiu uma onda de pânico, a repulsa no olhar de Zoro só era traída pelo brilho do olhar dele, o moreno ficou calado, tentando se organizar internamente, se arrependeu do que falou, Sanji se aproximou, o encarando com um olhar ferido que ele nunca vira.

— Eu queria foder com caras que conheço a mais tempo, mas eles estão muito ocupados LIDANDO COM CADA MERDA QUE ENCONTRAM NO CAMINHO!!

Então é isso, Zoro pensou e puxou Sanji para um beijo dominador, o loiro resistiu por um instante, tentou virar o rosto, mas Zoro agarrou-lhe os cabelos loiros, os dedos plantados no couro cabeludo, ele endireitou e forçou Sanji a encará-lo e penetrou a língua o mais fundo que pôde dentro da boca do cozinheiro, não havia rastros do gosto de outro homem ali, o espadachim sorriu satisfeito, e abriu a boca aprofundando o beijo.

Não o beijou né, Ero Cook?

O pensamento não deixava a cabeça de Zoro raciocinar, o beijo crescia e Sanji começava a amolecer em seus braços, ele o apertou, bruto e feroz, pressionou a carne pálida, queria machucar, queria marcar... queria...

Dizer que Sanji era só dele.

Sanji repentinamente voltou a si e empurrou Zoro.

— O que está fazendo, maldito??

Mas Zoro o encarava transbordando arrogância.

— Posso ser melhor do que ele. Eu não vou perder para outro espadachim!

— Não é uma porra de uma competição, seu imbecil de merda.

Mas Zoro saiu, finalmente desbloqueando a porta e ostentando um sorriso insolente.


Notas Finais


~continua~

Oi, Minna-san!!

Poucos perceberam, mas não houve beijo entre o Sanji e o Law... Por quê? Bem, simples, acho que o Sanji não pensou em beijar, ele queria apenas algo carnal, ele mordeu e lambeu, chupou e gozou, mas ele não está emocionalmente envolvido, e talvez, apenas talvez, ele considere o beijo algo muito emotivo, muito pessoal...

Mas isso saiu (talvez só) da minha cabeça, acho que o beijo é algo de pessoas que se amam, e, oh, come on, o Sanji ama o Zoro, vocês não sabem? 😊

FAVORITEM E COMENTEM!!
As pessoas leem mas não comentam, como eu vou saber se gostaram ou não? Vamos lá, não custa nada e isso me ajuda para os próximos trabalhos 😉

Próximo capítulo: Threesome ON


Mil Bjs,
Vivi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...