1. Spirit Fanfics >
  2. Art in your body - ji.kook >
  3. 00. This is art

História Art in your body - ji.kook - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Caso tenha erros ignore rsrs

1° : Essa One-shot foi postada no wattpad, mas em um livros de contos de Jikook caso se deparam com ela lá, só não postei no meu perfil ainda.

2° : Frênulo: é a “preguinha” vertical que liga a cabeça ao corpo do pênis, e se parece muito com a pelinha que todo mundo tem embaixo da língua. O frênulo, é chamado de “clitóris masculino” por ser tão sensível aos estímulos – alguns homens gozam apenas com sua estimulação.

Capítulo 1 - 00. This is art


O verão de 1975 estava quente, mas ótimo para tomar um sorvete em família ou com os amigos, nadar na cachoeira e até mesmo fazer um belo piquenique ao ar livre. E era isso que Jungkook e Jimin estavam fazendo, o casal de jovens fizeram juntos alguns petiscos e limonada, colocaram dentro da cesta e pegaram uma toalha xadrez vermelha para o passeio, logo foram fazer um piquenique no campo. O lugar era lindo e calmo, Jungkook morava em uma casa isolada ali e era o cenário perfeito. Tinha várias árvores ao redor o que dava uma bela sombra pelo lugar, não tinha casas ali mas nas redondezas sim, porém bem poucas, então ali era o lugar perfeito para estar sozinho, acompanhado ou fazendo coisas indecentes com alguém, pois era improvável alguém passar ali.

Diferente do namorado, que morava na cidade e ainda por cima em um quartinho não muito bom para ele, mas era o único que conseguia pagar com o dinheiro ganho trabalhando na loja de discos nem um pouco perto de seu bairro. Ele não gostava de ver seu amor vivendo em um lugar que pode se encontrar facilmente um ratinho passando em qualquer hora do dia, poderia ficar doente com isso oras, então a semanas estava planejando chamar ele para morar consigo em sua casa, não sabia se ele aceitaria, mas não iria desistir fácil.

Assim que Jungkook abriu a toalha, ele se sentou e tirou para fora as coisas da cesta, enquanto isso Jimin tirava fotos com a câmera instantânea de tudo que via pela frente, aquele momento daria uma bela pintura. Um piquenique, um garoto lindo e uma paisagem encantadora.

Oh sim, Jungkook era pintor, ele criava diversos quadros incríveis e todos ficavam lindos, era um dom dele desde que era criança, alguns eram vendidos e isso lhe rendia um bom dinheiro que conseguia manter a casa grande, a empregada e as despesas. E por ter esse talento, muitas pessoas procuravam ele para fazerem um quadro seja em família, em casal ou sozinho, e era sozinho que ele mais recebia de pedidos, principalmente de mulheres. Várias mulheres procuravam ele para pintar um quadro delas nuas.

Mas, isso nunca foi um problema para Jimin, ele sabia que Jungkook não sentia atração por mulheres e confiava nele, então não tinha motivos para desconfiar dele, só das mulheres, ah sim, delas deveriam desconfiar sim. Todas eram jovens e belas, então não podiam ver Jungkook que ficavam fora de si, dando em cima dele para ver se conseguiam algo com ele, mas a única coisa que ele oferecia era o quadro pronto, nada mais que isso. Algumas já chegaram a mandar cartas para ele declarando seu interesse no jovem, mas foram respondidas com a maior sinceridade.

"Desculpe-me. Mas meu amor já pertence a um garoto, e é o mais belo de todos." Elas achavam que por serem bonitas e terem um corpo bonito, posar nua para ele era a única chance de fisgá-lo, mas não, estavam completamente erradas.

ㅡ Venha, Jimin. Vamos comer. ㅡ Jungkook chamou por Jimin que logo foi ao seu encontro se sentando na toalha. ㅡ E então, já pensou na minha proposta? Irá aceitá-la? ㅡ Perguntou bebendo um pouco da limonada preparada pelo amado, e logo comendo uma fatia do bolo cremoso comprado por Jimin na cidade.

ㅡ Não sei se devo aceitar, eu não iria atrapalhar? Morarmos juntos é um grande passo e não quero que se arrependa depois. ㅡ Dizia comendo os morangos, eram tão gostosos e estavam docinhos.

ㅡ E por que atrapalharia ou eu me arrependeria? Morar com você seria um sonho se tornando realidade, eu adoraria já que vive apenas eu e Florence na casa, eu sempre sinto sua falta por não viver aqui comigo. E olha por um lado bom, você não irá precisar se matar de trabalhar para pagar o aluguel daquele quartinho que vive na cidade, ele não está nas melhores condições e o proprietário é um homem rude.

ㅡ Então, você estaria disposto a me aguentar todos os dias? Acordar ao meu lado pela manhã e fazermos várias coisas juntos? ㅡ Se aproximou do maior ameaçando beijá-lo.

ㅡ Sim, todos os dias. E além disso, aqui é calmo sem movimentação, podemos tranquilamente sair mais vezes a noite e fazermos amor junto a lua e as estrelas, como da última vez.

ㅡ Eu iria adorar. ㅡ Estavam com os rostos próximos, ambos podiam facilmente sentir a respiração um do outro. Mas Jimin como gostava de atiçar Jungkook se afastou para comer um morango. Jungkook por um momento se perdeu na beleza de Jimin, era incrível como ele é lindo. Quando criaram ele, não usaram um pincel qualquer, e sim um especial, era perfeito, tudo, seu jeito, seu corpo, suas mãos pequenas e delicadas, e aqueles lábios vermelhos e carnudos. ㅡ Por que me olha assim?

ㅡ Eu tive uma inspiração, quero pintar você. Você está lindo. ㅡ Respondeu. Jimin arregalou os olhos de leve, seu namoro tinha inspirações de várias coisas isso era fato, e quando essa luz brilhava na mente dele tinha que colocar em prática, era onde ele dizia que seus quadros saiam mais bonitos e detalhados.

ㅡ Me pintar? Inspiração? Você deve ter em média dez quadros de mim, Jungkookie. ㅡ Riu. E ainda disse talvez pois o namorado tinha dezenas de quadros, e já pintou Jimin em vários momentos, seja distraído lendo um livro ou dormindo sereno após uma noite longa de amor.

Assim como um cientista maluco, Jungkook era o pintor maluco.

ㅡ E sempre vou querer mais e mais. Vamos, tire a roupa. ㅡ Jimin ficou surpreso, tirar a roupa? Ser pintado nu? Nesse tempo que namorou com Jungkook ele nunca foi pintado sem roupa, sentia um pouco de vergonha em saber que seu corpo estaria estampado em um quadro, e seria pintado do jeito que Jungkook o via. E se tivesse… Algo que ele não gostasse no corpo? Alguma insegurança talvez. ㅡ Por que o espanto, doçura?

ㅡ Você nunca me pintou nu nesses dois anos de relacionamento, mas já pintou muitas mulheres bonitas. E se… Meu corpo estiver feio? Se não estiver tão bonito como os delas? Afinal, será do jeito que você vê ele.

ㅡ Meu amor, que insegurança é essa? Eu já te vi várias vezes sem roupa, e posso ter pintado várias mulheres, e não vou mentir, elas eram bonitas, mas nenhuma se compara a arte que é seu corpo, você é único e perfeito. Não pense assim, uhn? ㅡ Deu beijos na bochecha dele, Jimin assentiu. ㅡ Vou buscar os materiais, volto logo.

Jungkook foi em sua casa e ao estúdio onde usava para pintar, pegou uma das telas limpas, paleta e algumas tintas. Com tudo em mãos, voltou para a toalha, ainda de longe pode ver Jimin já se despindo, e mesmo que estivesse tão distraído era tão sexy, ele desabotoava os botões da camisa lentamente, e descia por seus ombros sem pressa alguma, quando o viu ele sorriu. O maior preparou o quadro e as tintas, ali próximo tinha um tronco pequeno então aproveitou ele para se sentar, e pôde ter a visão perfeita de Jimin de frente para si.

ㅡ O que está esperando? Pode retirar o resto. ㅡ Disse já escolhendo as cores que mais usaria, começaria por Jimin, depois o restante.

ㅡ É que… E se alguém nos vê aqui? Florence? Não quero que ninguém me vejo assim além de você. Estamos aqui do lado de fora da casa e me sinto muito exposto, literalmente. ㅡ Tentou esconder o corpo com a camisa.

ㅡ Dei folga para Florence, e ninguém passa por aqui, pode ficar calmo. É apenas eu, você e a natureza. ㅡ Jimin fez um bico fofo ainda pensativo. Jungkook se levantou de seu lugar e foi até ele, se sentou na toalha e tirou sua camisa. ㅡ O que acha de depois de pintar seu corpo formoso, a gente fazer algo mais divertido?

ㅡ Gostei da proposta, isso inclui eu e você sem roupas ofegantes? ㅡ Sorriu malicioso atacando os lábios de Jungkook em um beijo calmo e cheio de carinho. As mãos de Jimin foram para o cabelo do namorado puxando de leve enquanto ele aproveitava para retirar as peças de roupa que ainda estavam no corpo de Jimin.

Seu corpo foi deitado deixando Jungkook por cima, as mãos dele pararam no cós da calça de Jimin e após desabotoar ela tirou lentamente de seu corpo, e logo sua peça íntima, agora estava totalmente nu.

ㅡ Uhn… Com certeza sim. ㅡ Murmurou Jungkook entre o beijo, tinha que resistir à tentação, mas era tão difícil, ainda mais com Jimin ali baixo de si sem roupa alguma. O deixava tão excitado. ㅡ Mas agora não, está tirando minha concentração seu danado. ㅡ Riu.

ㅡ Ah, Kookie… ㅡ Resmungou após o afastamento do maior. Jungkook lhe deu um último beijo e se levantou seguindo para seu lugar.

ㅡ Fique de frente para mim e cruze as pernas. ㅡ E assim Jimin fez. ㅡ Agora… Uhn… Deixe uma mão apoiada no chão, e com a outra segure esse cacho de uvas perto da boca como se fosse comê-los, e incline só um pouco a cabeça para trás, meu amor.

ㅡ Assim está bom? ㅡ Perguntou fazendo a pose.

ㅡ Está ótimo, lindo e deslumbrante. Agora terei eu de aguentar até o final.

Como Jungkook pintava muito, ele conseguia terminar uma pintura em horas, os mais complexos ficavam poucos dias mas sempre conseguia finalizá-los bem. E ele logo começou com o pincel mais fino passando na tela, fez o rosto redondo de Jimin junto ao cabelo, olhos castanhos e brilhantes e sem deixar de lado também aquela boca, seus lábios desenhados perfeitamente. E logo o seu corpo, a parte que mais teve cuidado pois fora da tela ele tinha um corpo pequeno e delicado, e na tela não iria mudar isso.

Sua cintura foi fácil modelar, era fina e tinha uma curva encantadora, seu quadril não era muito largo, era na medida certa, suas coxas fartas junto a sua bunda empinada deixava qualquer um excitado, mas apenas Jungkook o via dessa forma. Depois de seu corpo, fez a toalha, a cesta e as coisas que estavam em cima dela. De tempo em tempo Jungkook dava uma pausa para Jimin descansar, ou caso contrário ficaria todo dolorido por ficar naquela posição por muito tempo. A parte final foi as árvores no fundo, não foi difícil, estava acostumado a pintar elas então rapidamente fez algumas, tinha finalizado, agora era esperar secar e colocá-la exposta na parede de seu quarto, e toda manhã quando acordasse iria ver ele ali, a visão que só ele tinha.

ㅡ Terminei. ㅡ Adicionou por fim sua assinatura e a data, e finalmente a pintura estava pronta. Pegou ela com cuidado e mostrou para Jimin que ficou de boquiaberta.

ㅡ Uau! Está incrível!

ㅡ Essa ficará no meu quarto, e em breve, o nosso. ㅡ Voltou a tela para seu lugar a deixando ali para secar bem, e depois guardá-la em seu quarto. ㅡ Agora sim, poderei apreciar seu corpo com as minhas próprias mãos.

Enquanto ia para a toalha, Jungkook desabotoava a camisa de mangas compridas da cor nude, assim que a tirou, jogou em cima da pano no chão deixando a mostra seu peitoral definido, era muito gostoso. Ele se aproximou de Jimin ficando entre suas pernas. O menor Depositou suas mãos nos ombros dele e desceu para suas costas fazendo carícias ali, Jungkook apenas beijou ele, pela segunda vez iriam transar ali do lado de fora, e não tinham medo algum.

Jungkook desceu os beijos pelo pescoço branquinho do namorado e ora ou outra dava alguns chupões naquela região sensível dele, Jimin já arfava baixinho.

ㅡ Vai dormir aqui hoje?

ㅡ Sim, e amanhã você vai comigo até o meu quartinho para pegar minhas coisas? Não conseguirei sozinho. ㅡ O maior parou com as carícias e olhou para ele.

ㅡ Então isso significa que irá morar comigo?

ㅡ Sim, absolutamente sim. Eu quero morar com você hoje, amanhã e até ficarmos velhinhos. Você também quer?

ㅡ Sim, eu quero muito.

Jimin gargalhou com os selinhos recebidos no rosto, ainda não acreditava que Jungkook estava mesmo chamando ele para morar consigo, não imaginou que esse dia chegaria tão rápido, era um sonho morar com o amor de sua vida.

O baixinho saiu de seus devaneios ao sentir a língua molhada de Jungkook passar por sua barriga, subindo até seus mamilos. Com a boca e a língua estimulava o seu mamilo esquerdo, enquanto com a mão livre o direito, Jimin agarrou os cabelos do namorado puxando de leve, era tão gostoso aquela sensação. Seus mamilos foi deixado de lado e logo a boca dele desceu novamente, dessa vez Jimin sentiu a mão de Jungkook em seu membro, e logo a boca do maior em volta dele, Jimin arfou. Ele começou com movimentos lentos subindo e descendo, rodeou a língua pela glande recebendo gemidos baixinho de Jimin.

Desceu a boca para seus testículos e chupou com gosto, deixando eles cheio de sua saliva, sugava como se sua vida dependesse daquilo. Olhando de relance, via o quanto Jimin amava seus toques, pelo jeito que contorcia, mordia os lábios e gemia. A ponta de sua língua subiu para seu frênulo estimulando ele, Jimin gemeu mais alto ainda, aquela área era a sua mais sensível, de qualquer homem na verdade. Sua língua fez movimentos circulares lentos, levando Jimin a loucura, poderia gozar rapidamente se ele continuasse naquela região, e então sentiu seu orgasmo próximo quando ele começou uma sucção deliciosa com os lábios.

ㅡ Jung… Kookie… Eu vou gozar se continuar. ㅡ Se contorceu gemendo, já estava perdido no prazer.

ㅡ Pode gozar, ainda ficaremos aqui por um longo tempo, querido. ㅡ Ao dizer aquilo, Jimin se desmanchou nas mãos de Jungkook, esse que sem um pingo de frescura chupou cada gotinha que escorreu.

No final, deu um sorriso sapeca para Jimin já ofegante sentindo os últimos espasmos do orgasmo recente, seu corpo estava com gotículas de suor e seus olhos tentando se manter abertos, ele ficava exausto depois de um orgasmo. Em um movimento rápido, Jimin se levantou e se aproximou de Jungkook selando seus lábios em um beijo eufórico, suas línguas ao mesmo tempo que se tocavam, também brigavam por espaço na boca de um ou de outro.

O menor aproveitou e fez Jungkook se deitar sobre a toalha e ficou entre suas pernas rebolando devagar, as mãos ágeis dele desceram para sua bunda onde apertou elas ditando os movimentos, mais rápidos, ele queria mais rápido. Ambos só separam quando sentiram o ar faltar em seus pulmões. Jimin deitou o namorado e desceu seus beijos para o pescoço dele deixando suas marquinhas ali, fez uma trilha de beijos em seu peitoral e enfim chegou a calça, desabotoou o botão e abriu ela, com a ajuda de Jungkook ele a tirou de seu corpo junto a sua cueca, sua boca salivou ao ver o membro dele já ereto.

Não esperou mais um minuto em abocanhar ele por completo sentindo bater em sua garganta, com a língua lambeu seus testículos até sua glande podendo ouvir os gemidos roucos de Jungkook, oh seus gemidos e voz roucos deixavam ele excitado, era gostoso de ouvir. Jimin chupava tudo que conseguia com a boca, e com suas mãos massageava os testículos do maior, ele tentava controlar os gemidos mas era impossível com Jimin lhe chupando, aquela boquinha quente o abrigava muito bem. Para ditar os movimentos, levou suas mãos até o cabelo dele entrelaçando seus dedos, assim ajudou a Jimin o chupar do jeito que gostava, e sentia seu orgasmo próximo.

ㅡ Agora não, não quero gozar na sua boquinha. ㅡ Ofegante tirou a boca de Jimin de seu membro segurando seu queixo o beijando. ㅡ Agora fica de quatro para mim.

E assim Jimin fez, ficou de quatro na toalha  empinando bem a bunda deixando o máximo possível exposta para Jungkook, ele se aproximou por trás e passou as mãos na coluna do menor deixando ele todo arrepiado, com isso fez ele deitar o tronco na toalha deixando apenas sua bunda mais empinada. Sem avisos prévios, Jungkook passou a língua pela entradinha de Jimin deixando ela bem úmida, o baixinho contraiu pelo contato repentino. E então ele começou a usar os dedos, o próprio chupou um dedo e penetrou Jimin com ele, fazendo movimentos de vai e vem em um ritmo acelerado, Jimin apertava a toalha, e logo sentiu o segundo dedo entrar, no começo foi um pouco difícil mas logo se acostumou, agora eram feito movimentos de tesoura para deixá-lo bem mais abertinho.

O terceiro dedo foi penetrado e Jimin soltou um gemido alto, três dedos eram bons mas não se compravam ao pau de Jungkook, oh sim, receber seus dezessete centímetros era a melhor parte de todas. Jimin já estava pronto, e Jungkook tinha certeza já que o baixinho não parava de rebolar com seus dedos, ele precisava de algo mais. Então, o maior pegou o preservativo no bolso de sua calça e abriu, descendo por seu pau até a base.

ㅡ Você sempre carrega camisinha no bolso? ㅡ Jimin perguntou em um tom divertido.

ㅡ Claro, gosto de andar prevenido, assim como daquela vez na loja de discos. Camisinha no bolso é sempre bom. ㅡ Sorriu. Em um movimento rápido fez Jimin se deitar de frente para si, era a melhor visão que tinha. ㅡ Quero transar com você olhando no seus olhos, poder apreciar cada segundo de você gemendo e ofegante para mim pedindo por mais. ㅡ Sussurrou para ele que mordeu os lábios. ㅡ Seu corpo é a arte mais linda que pintei, e a única.

ㅡ Se o pintor profissional falou, está falado. ㅡ Respondeu se aproximando do ouvido de Jungkook para lhe cochichar algo. ㅡ Agora, me pinte com um pincel diferente, com o seu pincel especial, Jungkook-ah.

ㅡ Gosto desse seu lado pervertido. ㅡ Sem mais delongas, Jungkook penetrou Jimin de uma vez, os dois gemeram alto e juntos. Antes de começar a se movimentar, ele esperou por algum tempo até Jimin se acostumar, mesmo que fossem bastante ativos ele sempre esperava alguns dois minutos antes de foder ele do jeitinho que gostava, bem selvagem. ㅡ Vai me deixar te pintar do meu jeito? Te colorir de outra forma, mas bem mais gostosa?

ㅡ Sim. Use seu pau para me pintar com a sua porra, deixe sua marca em mim. ㅡ Sorriu de lado antes de atacar os lábios de Jungkook em um beijo sedento, ele aproveitou e mexeu o quadril avisando ao maior que já poderia se mexer.

Ele entendendo o recado começou a estocar a entrada de Jimin forte e fundo, ainda mantendo o ósculo perfeito ambos gemiam um para o outro. Enquanto as mãos de Jungkook desciam para a carne farta do namorado apertando forte deixando certamente marcas depois, Jimin levou suas mãos até as costa do maior começando a arranhar com suas unhas curtas, ele metia fundo e isso deixava Jimin doidinho.

Ao se separarem do beijo de bocas vermelhas, Jungkook pegou as pernas de Jimin e levou até seus ombros o deixando mais fácil para a penetração, Jimin era flexível então não era incômodo para ele. Ele podia sentir seu pontinho doce ser tocado diversas vezes por Jungkook, ele intensificava os movimentos sempre quando Jimin gemia mais alto. O maior puxou Jimin devagar pelo braço e fez ele se sentar sobre ele, se auto penetrando e aquilo atingiu a próstata facilmente de Jimin.

ㅡ Quero você quicando em mim do mesmo jeito que fez na loja, lembra? ㅡ Jimin assentiu. ㅡ E como era? Me diga.

ㅡ Eu subia… ㅡ Ofegante disse se lembrando do dia em que houve esse momento. Quando Jungkook foi visitar ele na loja e acabaram transando na sala de estoque, quase foram pegos pelo chefe de Jimin, mas o perigo deixou tudo mais incrível. ㅡ … E descia bem rápido.

ㅡ Sim, faça desse jeitinho.

Jimin começou a subir e descer rápido ora ou outra rebolando no colo de Jungkook, esse que de olhos fechados gemia. As mãos de Jungkook não se seguravam e logo foram para a bunda de Jimin apertando ela sem dó algum. E para provocar um pouco Jungkook, o baixinho contraiu em volta do pau do namorado.

ㅡ Contrai… Isso, você me deixa louco.

ㅡ Kookie… M-me come de ladinho. ㅡ Pediu manhoso, Jungkook não pôde negar. De ladinho era a segunda posição que Jimin mais gostava, a primeira era de quatro. O maior atendeu o pedido tirando suas pernas de seu ombro deixando Jimin de ladinho, logo voltou a penetrar ele na mesma velocidade que antes, bem forte e fundo.

ㅡ Será que você goza sem se tocar? ㅡ Perguntou estocando mais bruto. ㅡ Apenas comigo, metendo bem fundo em você?

ㅡ C-claro… Ahn… Mete bem gostosinho em mim.

Os dois já estavam prestes a gozar, as bochechas de Jimin sempre ficam mais vermelhas quando gozava e isso era completamente à perdição, e novamente Jungkook teria aquela visão para si. Não demorou para Jimin se desmanchar pela segunda vez nas mãos do namorado. Jungkook sentindo que gozaria, saiu de dentro de Jimin e tirou a camisinha, se masturbou por poucos segundos e logo gozou em cima de Jimin sujando sua barriga e coxas com sua porra. Jimin sorriu e passou o dedo na barriga chupando em seguida.

ㅡ Chupei sua obra de arte. ㅡ Jungkook riu. Antes de se deitar ao lado do baixinho, vestiu sua calça e pegou a camisa para limpar Jimin, depois vestiu ele com o maior carinho.

Estavam cansados, e ficar deitado ali seria uma ótima opção, estava um entardecer calmo, o pôr do sol estava próximo e uma leve brisa de vento balançava as folhas das árvores. Jungkook se deitou de bruços ao lado de Jimin que balançava as pernas enquanto olhava ao redor.

ㅡ Amor, me diga três partes do meu corpo que você mais gosta. ㅡ Disse fazendo desenhos imaginários nas costas do namorado. Jungkook fitou seu rosto sorridente, estava engraçado mas adorável com o cabelo bagunçado e a camisa abotoada errada, mas não ligava.

ㅡ Apenas três? É muito pouco, amo cada parte de seu corpo. ㅡ Se deitou de lado apoiando a cabeça na mão fazendo carícias no rosto angelical de Jimin. ㅡ Mas entre três eu escolho… Sua boca, ela é linda e eu sou apaixonado nela, adoro beijar e morder, também gosto de sua cintura, adoro abraçar ela, você fica tão pequeno nos meus braços, e por último não menos importante, sua bunda. ㅡ Passou a mão pela bunda dele dando um tapa em seguida, Jimin gemeu baixinho. ㅡ Ela é muito gostosa e não tem como não ficar louco com ela, você é muito gostoso e eu amo você, amo seu corpo, amo tudo. Você é a obra de arte mais linda e preciosa do mundo que o museu não tem, nunca vou me cansar de falar isso.

ㅡ Eu também te amo, e nunca vou me cansar de falar isso. ㅡ Surpreendeu ele com um beijinho carinhoso. ㅡ E da próxima vez, eu quero desenhar você nu. Você me ensinou algumas coisas e eu estou conseguindo fazer ótimos desenhos, então quero desenhar seu corpo já que você pintou o meu. O que acha?

ㅡ Se incluir eu e você transando, com certeza sim. Você me desenha no meu estúdio e depois transamos no chão em cima das almofadas. E eu vou te comer de todas as formas, de todos os jeitos até você cansar.

ㅡ Está me deixando excitado de novo. ㅡ Sussurrou. Jungkook apenas levou sua mão ao membro de Jimin e apertou de leve.

ㅡ Pode ficar, assim transamos aqui fora de novo, a noite. ㅡ Riu fazendo o baixinho também rir e por fim beijou ele novamente.

Assim como a arte pode ser demonstrada em diversas coisas como na dança e na pintura, Jungkook via a arte mais além, via a arte no corpo de Jimin. Era uma verdadeira obra de arte tanto seu corpo, quanto ele, e Jungkook amava isso.

Sua arte que podia ele própria pintá-la de seu jeito.



Notas Finais


Isso é arte kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...