História Artificial Love - Imagine Park Chanyeol (EXO) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Personagens Originais, Zhang Yixing (Lay)
Tags Chanyeol, Exo, Imagine, Kpop
Visualizações 494
Palavras 1.326
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Descupa a leve demoraaaaa. Começaram as provas e eu estou tendo que estudar bastante, por estou eu aqui escrevendo em plana uma da manhã pra vocês kkkk

Desculpem qualquer erro.

Espero que gosteeeem!

Capítulo 9 - Whats that feeling?


Fanfic / Fanfiction Artificial Love - Imagine Park Chanyeol (EXO) - Capítulo 9 - Whats that feeling?

Nós passamos mais ou menos uma hora na sala principal conversando sobre coisas aleatórias quando Xiumin nos chama

-Gente - todos nós o olhamos - Que tal irmos para piscina? - Ele propõe e todos concordamos.

-Vou subir pra pôr um biquíni e já volto. 

-Eu também. - Chanyeol fala e os garotos somente assentem.

Eu e Park subimos as escadas e fomos para o quarto em que dormimos, já que as coisas de nós dois estavam nele.

Eu pego meu biquíni e quando ía sair do quarto Chanyeol me chama.

-S/n! - o olho - Pode se trocar aqui, eu irei para outro quarto. - Ele sorri para mim e logo sai fechando a porta.

O que será que deu nele? Está sendo tão legal comigo ultimamente. É até de se estranhar, já que estou acostumada com ele sendo um idiota.

Enfim, eu termino de me vestir, ponho um short de moletom preto e uma regata larguinha da mesma cor e desço não encontrando ninguém na sala, imaginando que já deveriam ter ido para piscina. 

Eu chego e eles já estavam todos dentro da piscina. Eu me avistarem me chamam.

 Eu começo a tirar a blusa que estava usando por cima do biquíni e percebo alguns olhares sobre mim, mas eu decido ignorar. Logo deixo tudo em cima de uma das espreguiçadeiras e indo em direção à piscina.

Eu estava quase entrando na piscina quando me lembro de uma coisa.

-Ah! - Eles me olham meio confusos enquanto eu dou meia volta e entro novamente na casa.

Vou até um “interruptor” e aperto o botão que liga as caixas de som da área da piscina, depois disso eu conecto meu telefone nelas e ponho em uma playlist legal.

Depois de pôr a música eu volto para a piscina e me deparo com os garotos dançando igual loucos ao som do Gashina da Sunmi e rio bastante da cena, logo entrando na piscina e me juntando a eles.

Nós ficamos algumas horas do lado de fora conversando e zuando, até que deu um momento em que já estava escurecendo, nos cansamos e decidimos sair da piscina e ir fazer alguma outra coisa.

 Quando eu ía sair da piscina, eu obviamente estava toda molhado e, como os garotos já haviam saído, o chão também estava bem molhado. Eu saí da piscina, mas assim que o fiz, acabei por pisar em falso e cair no chão.

Eu estava sentindo uma dor tremenda em meu pé direto, estava deitada de lado no chão enquanto abraçava minha perna.

-S/n! - Escuto eles gritando preocupados e vindo até mim.

-Você está bem? O que aconteceu? -Chanyeol perguntava com um ar preocupado e com uma de suas mãos em meu ombro (obviamente o que não estava virado para o chão rs)

-S-Sim. - Falo e tento me levantar, mas tendo uma tentativa falha e caio novamente no chão por causa da dor. - Ah! - Fecho meus olhos com uma certa força e desisto de levantar.

-Aham, ta bem sim. - Revira os olhos. - Vem cá! - Ele me puxa e me põem em seu colo estilo noiva e me leva para dentro da casa sendo seguido pelos garotos, que olhavam para mim com olhares preocupados.

Ele vai subindo as escadas ainda comigo no colo com a maior facilidade “Caralho, puta homem forte da porra”, eu penso ao me lembrar da dificuldade que tive de carrega-lo nessa mesma escada na noite anterior.

Nós chegamos no andar de cima e ele vai até o quarto que dormimos, acho que está virando costume. Ele me põem na cama e logo os meninos chagam e se sentam na mesma, já que ela era bem grande. 

-Eu vou pegar gelo! - Diz Baek e sai correndo porta a fora, fazendo com que nós ríssemos um pouco do seu desespero.

-S/n, você faz alguma ideia do que tenha acontecido? - Sehun me pergunta, fazendo com que minha atenção, que antes estava em Chanyeol, passe para ele.

-Ahn... Acho que quando eu sai da piscina eu pisei em falso, e o piso molhado facilitou com que eu caísse. - Ele faz tipo um “Ah”.

-Voltei! - Baekhyun entra no quarto escandalosamente, como sempre e me entrega o gelo. - Você devia tomar mais cuidado. - Todos assentem com a cabeça.

-Vou tentar, prometo! - Sorrio e ele corresponde.

-O que acham de assistirmos um filme? - Todos concordamos novamente com a ideia e assim fizemos.

Os meninos saíram correndo animados, menos Chanyeol que logo que eles saem ri soprado.

-Incompetentes - Ele revira e vêm até mim. - Vem, deixa que eu te ajudo - Ele estendo a mão para mim. Eu hesito por um momento, mas acabo cedendo e seguro sua mão.

Ele me levanta e passa minha mãe por cima de seus ombros, e seu braço segura minha cintura. 

Nós vamos andando com um pouco de dificuldade até a escada e ao chegar nela, quando pisei com meu pé machucado no primeiro degrau, senti novamente aquela dor infernal.

-Ah! - Eu dou um gritinho e levanto meu pé, deixando-o suspenso no ar.

-Você tá bem? - Ele me olha preocupado. Eu olho para ele e só assim reparo no quanto nossos rostos estavam próximos um do outro. Eu podia sentir meu coração acelerando a cada respiração sua que eu sentia em meu rosto. A cada segundo que se passava eu reparava nos detalhes de seu rosto. Aqueles olhos negros olhando diretamente para os meus, como se pudesse enxergar minha alma.

O que é esse sentimento? 

Por que meu coração está batendo tão rápido? 

Eu não poderia estar desenvolvendo nenhum tipo de sentimento por ele, poderia? 

Meus pensamentos são cortados quando ele vira de costas para mim e se agacha.

-Sobe nas minha costas.

-Não precisa! - Responde rápido.

-Só sobe logo, não irá doer! - Ele insiste e assim eu faço.

Nós subimos as escadas e mesmo depois de chegar no topo delas ele não me põem no chão.

Entramos na sala de cinema do mesmo jeito que estávamos e recebemos vários olhares curiosos dos meninos que já estavam lá há muito tempo.(sala de cinema na foto do cap)

-Bando de ignorantes. - Chanyeol fala sem olhar para eles e me põem sentada no sofá lá de trás, já que os garotos ocupavam os outros e senta ao meu lado.

-Que filme vamos ver? - Eu pergunto curiosa.

-Que tal algum de terror? - D.O sugere.

-Ah não! Eu tenho medo! - Suho fala fazendo com que todos nós ríssemos.

-Então ação? - Foi a vez de Xiumin sugerir e nós concordamos, assim pusemos em algum filme desse gênero e começamos a assisti-lo.

Se passaram alguns minutos do filme e eu pude sentir meu olhos começando a pesar, e sem nem mesmo perceber acabo pegando no sono.

De manhã

Eu acordo, vejo que não estava mais na sala de cinema, e sim no quarto de sempre. Percebo estar envolvida por braços, me viro e dou de cara com o rosto de Chanyeol ainda dormindo. Ele estava tão fofo com aquele rosto angelical  inchadinho. 

Nossos rostos estavam próximos novamente, desse vez ainda mais. Meu coração já estava acelerado, parecendo que iria explodir a qualquer momento.

Levo minha mão até seu rosto e faço carinho com as costas dela em sua bochecha. Sorrio um pouco apreciando o rosto bonitinho dele.

-Se apaixonou? - Ele pergunta sorrindo de lado ainda com seus olhos fechados e me dando um susto. Imediatamente eu tiro minha mão de seu rosto e me viro para o outro lado.

-Até parece!- Respondo e rio um pouco nervosa.

Sinto suas mãos circularem minha cintura e me puxarem para perto dele, colando nossos corpos. Percebo que ele se aproxima da minha orelha.

-Não tem problema... - Ele sussurra no meu ouvido, fazendo com que eu me arrepia-se. - Sei que sou irresistível. - Pude perceber que ele estava sorrindo, aquele sorriso que só ele tinha.


Notas Finais


Foi isso meu amoreeeessss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...