História Artificial love - Vmon (Texting) - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V)
Visualizações 85
Palavras 627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo Hot e fofo, caso não goste de Hot, vai ler a Bíblia.

Foto linda pra vocês.

Capítulo 28 - Twenty six


Fanfic / Fanfiction Artificial love - Vmon (Texting) - Capítulo 28 - Twenty six

Meu bem:

Nam?

Amor?

Cadê você? 

Me respondeeee

Para de visualizar e não responder 

Porra

Te odeio 

Vai se foder.

.................


Taehyung ouviu a campainha tocar,  logo correndo para abri-la, vendo Namjoon, com uma cesta de piquenique em uma mão e o celular em outra.


-Não sabe esperar, Aigoo. Nasceu de 3 meses? -Riu baixinho.

-Você não me respondia. -Fez bico.- E o que é essa cesta?

-Só vai descobrir se vir comigo.


Taehyung entrou correndo para calçar seus tênis e por um casaco, logo voltou e trancou a porta, caminhando ao lado de Namjoon.


-Para onde estamos indo?

-Tae, calma. Tá estrangando o clima.


O mais baixo fechou a cara e foi calado até o carro de Namjoon.


-Por que foi com a cesta até a porta e não deixou no carro? 

-Pra você ficar mais curioso. 


Taehyung revirou os olhos e foi calado durante todo trageto.

Minutos depois, chegaram ao em um parque que custumava ser bastante vazio,  desceram do carro e foram até uma parte ainda mais escondida desse parque, onde já tinha uma toalha de piquenique estendida no chão, uma barraca e algumas velas. Tae sorriu bobo e olhou para Nam, que também o fitava. 


-Liga para seus pais, diz que vamos acampar.

-A...ok


Taehyung pegou o celular e discou o número de sua mãe, assim que a mais velha atendeu, disse que acamparia com uns amigos e ela deu aquele sermão de mãe preocupada, "tome cuidado", "levou repelente", "não volte muito tarde amanhã."


Já sentados em algumas almofadas em cima da toalha, tiraram as coisas da cesta, tinha pães, sucos, bolo, frutas e alguns doces. 


-Nam, eu te amo tanto. Você nem tem noção do quanto.  -O mais novo dizia enquanto sorria bobo pela surpresa.

-Também te amo, meu amor. Mas coma um pouco, depois vamos para denteo da barraca, tem muitos insetos aqui.


Os dois comeram alguns pães e doces apenas, guardaram tudo na cesta novamente e foram até a barraca, se deitando com Taehyung apoiando a cabeça no peito do maior.

Taehyung começou a acariciar o abdômen de Namjoon, que logo o puxou para um beijo calmo, ainda sem língua, apenas um toque de lábios que já fazia os dois estremecerem. Logo Taehyung passou língua nos lábios de Nam, que a abriu deixando que a língua do mais novo adentrasse, iniciando um beijo intenso.

Tae sentou na cintura do maior, com o mesmo apertando sua cintura e sua nuca. Tae retirou sua camisa e voltou a beijar Nam que logo desceu beijos por seu pescoço e logo comecou a lamber e chupar um de meus mamilos, arrepiando todo meu corpo e me fazendo arfar.

Logo Namjoon levantou e tirou a blusa, então beijei seu pescoço, peitoral, abdômen e parei na barra de sua calça, o olhando como quem "pede permissão" e ele assentiu sorrindo.

Abaixei sua calça de moletom e comecei a beijar sua glande inchada por cima do tecido da boxer molhado de pré-gozo, vendo o maior arfar e morder os lábios. 

Abaixei a boxer vendo seu pênis ereto pular para fora, quase batendo em meu rosto e o segurei, movimentando minha mão para cima e para baixo, com movimentos rápidos, o ouvindo gemer rouco, o que me causava ainda mais tesão, fazendo meu membro ficar cada vez ainda mais duro, sentindo uma leve dor a cada pulsação. 

Abocanhei a glande do maior, a sugando com força, enquanto masturbava toda a extensão. 

Logo senti Namjoon mexer o quadril, estocando em minha boca, logo se ajoelhou e eu ajoelhei em seguida, abaixando e levando a boca até o membro de Namjoon e "engolindo" todo seu membro, enquanto ela era estocada com força. 

Sentia seu membro passar por minha garganta, me fazendo ter pequenas ânsias no início, mas logo me acostumando. 

Nam puxava forte meu cabelo, enquanto movimentava o quadril, cada vez mais forte e quando sentiu que ia gozar, e parou.


-Eu quero foder você. Agora. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...