1. Spirit Fanfics >
  2. As 4 Estações do Ano >
  3. Capítulo 1: O começo da Primavera

História As 4 Estações do Ano - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá leitores! Estou aparecendo aqui no começo do capítulo para lhes desejar uma ótima leitura, espero que gostem da escrita e do conteúdo que estou produzindo e desenvolvendo aos poucos eu já escrevo essa fic em uma outra plataforma então podem ficar calmos que não é plágio ok?! A história é de minha autoria então é isto espero que gostem! Beijos de luz🦋

Capítulo 1 - Capítulo 1: O começo da Primavera


Veneza, 1999

Estávamos na primeira semana de primavera, aquela estação do ano predominante na natureza, o jardim do colégio se tornava destaque aos meus olhos, ali sentada naquele banco de madeira aproveitando da brisa primaveril que junto carregava todo aquele aroma doce das flores.
Observava toda aquela multidão caminhando de um lado para o outro, os grupinhos em cada canto daquele pátio, deixava meus olhos passearem por todo o local até repousarem no garoto alto de cabelos ondulados escuros com alguns fios recaidos sobre seu rosto, eis ali o garoto por qual as meninas se derretiam, Kim Taehyung.

Cobiçado pelas garotas desde 1997, quando havia se mudado para cá, chegou em Veneza quando seu pai foi transferido de escola para se tornar o novo diretor do colégio Foscarii, como uma proposta melhor de trabalho, o garoto em sí chegou carregado de mistérios, sendo adornado por olhares curiosos. Considerado como o encrenqueiro de todo o colégio, o típico garoto que nossos pais nos alertavam para nós mantermos distância por ser considerado como uma má influência para seus filhos, mas claro conseguia sempre escapar de broncas por ser o filho do diretor porém, o senhor Kim já estava cheio das brigas que o filho se metia por aí.

Me desfazendo daqueles pensamentos volto a me concentrar em meu livro, a escrita, e junção daquelas palavras nunca me decepcionavam a cada página virada me deixava mais curiosa mais admirada. Minha atenção ao livro é cortada após o sinal tocar alertando que o intervalo havia acabado e que todos deveriam voltar para a sala de aula, estávamos no último ano colegial, aquele ano repleto por adolescentes no auge de suas idades, sem falar do ano 1999, todas aquelas roupas coloridas, as bandas e músicas de rock onde formavam pequenas bandas de garagem. As paixões que se formavam principalmente naquela estação do ano, era de se admirar como o amor se destacava tanto aqui em Veneza deve ser pelo fato de ser Itália.

- Você nunca desapega desses livros né?

Mais uma vez minha mente estava indo longe com pensamentos alheios até eu despertar com a pergunta de Francis quando a mesma me viu parada de frente ao meu armário com o livro em mãos

- Você sabe que eu amo livros, eles fazem parte da minha vida agora.

Sorrimos levemente com a minha resposta, após eu trancar a porta do armário Fran me puxou para irmos para a sala, Francis Kurch é minha melhor amiga ela e Sofie Moretti, nos conhecemos desde o fundamental fizemos parte da infância uma da outra, sempre nos divertimos com festas do pijama, dia das garotas, esses eventos faziam falta nessa nossa rotina de estudos hoje em dia já que oque ocupa nossas mentes são os estudos e a pressão de nossos pais sobre nós.

- Achei que vocês tinham ido cabular aula sem mim.

Disse Sofie após adentrarmos a sala

- Bom sorte nossa do professor ainda não ter chego

Disse após me sentar em meu lugar, poderíamos se dizer que Sofie era uma das garotas mais lindas do colégio até mesmo de Veneza, seus cachos ruivos e seu olhos claros, com aquelas sardas em seu rosto despertava o desejo de luxúria em qualquer um, e Francis ah, sua beleza era de outro mundo seu longo cabelo loiro, e seus olhos verdes e suas pintinhas que marcavam seu rosto de pele clara.

O professor logo chegou na sala e toda a conversa cessou, me concentrei em fazer a lição que o mais velho escrevia na lousa, até meus olhares se dispersar em um bilhete que estava passeando pela sala até chegar na mesa de Francis, observei a mesma pegando o papel e abrindo acompanhando com seus olhos todas as palavras escritas ali, claro não pude deixar de notar o sorriso bobo que se formou em seus lábios após terminar de ler, rapidamente a mesma escreveu algo e retornou o bilhete que acompanhando com meu olhar logo repousou na mesa de Jeon, Jeon Jungkook, o garoto de sorriso fofo do cabelo castanho claro, um dos melhores amigos de Tae, Kim sentava na carteira à frente da minha e Jeon Jungkook sentava na carteira ao lado dele, ao contrário de Taehyung, Jungkook era o aluno exemplar para todos ali.

Alguma coisa estava rolando ali, talvez mais uma paixão que estava surgindo na primavera de 1999? Era difil de se ver Fran sorrindo daquele jeito, admito Jeon ser um gato Jungkook mexia com muitas garotas, mas o pegador da história mesmo era Taehyung, logo após olhei para Sofie que olhou de volta, acho não fui a única a perceber oque aconteceu ali

(•••)


Ao fim da aula tocou o sinal para irmos embora, como um último aviso o professor passou uma lição para entregar no dia seguinte nada mais como um dia normal de um estudante em pleno terceiro ano colegial, Fran e Sofie foram guardar seus cadernos no armário enquanto eu as esperava na saida da escola, logo avistei as duas vindo em minha direção saímos juntas seguindo caminho para minha casa, hoje elas dormiriam lá

- Estou tão ansiosa para o baile de primavera

Comentou Sofie toda animada com o evento que se tornou típico no nosso colégio, todos os anos faziam o baile de primavera no colégio, com aquelas músicas despojadas e outras tão melosas que faziam meu estômago embrulhar

- Só se falava disso pelos corredores da escola

Respondi encarando meus tênis com os cadarços desamarrados que eu enfiava debaixo da sola do calçado, justamente por preguiça de amarrar, com aquelas meias que viam até a canela do típico uniforme do colégio, todo feito a cores claras, carregava em meu cabelo presilhas coloridas que prendiam minha franja e em meu pulso tantas pulseiras da amizade que eu e as garotas passavam horas fazendo simplesmente para simbolizar o detalhe de "Amigas para sempre"

-Mas então iremos juntas como em todos os anos certo?

Questionei ficando em frente às duas enquanto andava de costas olhando para elas, principalmente encarando Fran que não soltou uma palavra desde que saímos do colégio.

-Sobre isso...Ér...

A mesma hesitou alguns segundos para falar até que Sofie completou o restante de sua fala

- Jungkook lhe convidou para ir ao baile com ele né?

Ela olhou para nós com os olhos arregalados, sem nada a dizer ainda

- Olha parece que temos aqui mais uma jovem apaixonada não é mesmo

Disse lhe fazendo cócegas

- Qual é Fran, aquele bilhete na aula de matemática não foi nada discreto

Completei minha fala voltando a ficar entre as duas andando normal novamente

- Tudo bem, se esse ano for só eu e a Valentina, é impossível não se render à uma paixão de primavera

Disse Sofie e logo um longo sorriso tímido teve forma no rosto de Fran, caminhávamos lentamente pelas pequenas ruas de Veneza, onde todo dia passávamos em frente à floricultura da senhora Kim mãe de Tae, ao voltar da escola passávamos ali apenas para cheirar as flores com isso senhora Kim aproveitou para colocar uma flor no cabelo de cada uma de nós logo saímos dançando pelas ruas enquanto cantávamos "Wannabe"
pareciamos três garotas desorientadas da vida, quando na verdade estávamos apenas apreciando o único momento em que esquecemos de todas as responsabilidades e nos divertimos com os pequenos momentos da vida

Ao virarmos a esquina de longe avistei o grande Jardim lá de casa que mamãe sempre cuidou bem, após entrar em casa avistei mamãe e papai na cozinha ambos cozinhando juntos enquanto sorriam sobre suas lembranças da adolescência, eu e as meninas ficamos admirando aquilo até notarem nossa presença ali

- Ah, oi meninas finalmente chegaram, aqui preparei lanche para vocês

Mamãe nos entregou uma bandeja de lanches e limonadas

- Obrigada senhorita Violet

Agradeceu Sofie e Fran, pedi para que as mesmas subissem para o meu quarto enquanto eu pegava algumas guloseimas na cozinha para também comermos

- Como foi na escola hoje filha?

Perguntou papai, com aquele olhar curioso mas que carregava toda sua poesia atras daqueles olhos verdes claros tais motivos que provavelmente minha mae se apaixonou, Leonardi um grande poeta, autor carregado de trechos mais belos sobre a vida, lembro-me o quanto eu adorava ouvir suas poesias quando ia dormir, palavras que ficavam gravadas em minha memória, entre as histórias que ele me contava para dormir quando pequena a mais bela história de amor dele e da minha mãe Violet Parrie, a masterchef na culinária, mamãe era uma grande cozinheira fazia de tudo com certeza herdou os talentos de vovó, meu maior passatempo quando pequena era ficar roubando os cupcakes que minha mãe fazia na sua confeitaria eu me esbanjava de doces hábito que faço até hoje

- Foi tudo bem pai, nada de novo

Falei indo em direção a escada logo me virando para papai novamente

- Pai...Depois o senhor me empresta seu livro de poesias?

Ele me olhou brevente com seu pequeno sorriso formado nos lábios, logo o olhar curioso de mamãe me cercou

- Claro filha!

Sorri o agradecendo e logo subi as escadas indo para meu quarto onde já encontrei as meninas se divertindo dançando e cantarolando ao som de "Lithium Nirvana" que tocava naquele antigo radio que havia ali no meu quarto não demorando muito para eu também embarcar nessa loucura junto com elas, pulavamos em minha cama como se tivéssemos energia de sobra, nos sentindo verdadeiras estrelas do Rock, carregadas de tantas emoções, até nos cansarmos deitando todas sobre o lençol de seda que forrava minha cama

- Acho melhor fazermos logo essa lição de casa

Disse olhando para as duas enquanto pegava nossas mochilas trazendo para cama, onde cada uma retirou dali seu caderno

- Ta mas agora você vai ter que nos contar Fran, oque anda rolando entre você e o galanteador Jeon Jungkook?

Perguntei me ajeitando melhor na cama com aquele olhar curioso sobre seu rosto, logo Sofie sorriu empolgada tambem curiosa para saber mais, poucas vezes conversávamos sobre garotos até porquê dificilmente nos apaixonamos por alguém, era mais fácil de Sofie ou Fran se apaixonaram do que eu, nunca encontrei alguém que despertasse esse meu lado

- Ah gente vem acontecendo há um tempo para ser mais específica desde o inverno de 1998, começamos a conversar e a passar mais tempo juntos saímos algumas vezes

Eu e Sofie a olhávamos como se fossemos duas criancinhas escutando uma história de amor tipo autores de contos de fadas

- Aí ele é tão carinhoso, amoroso, gentil...- Ela nos olhou por breves segundos com aqueles olhos esbanjando sentimentos tão leais como era o amor - Acho que estou apaixonada por ele

Eu e Sofie soltamos um "Ownn" em uníssono admirando as palavras ditas pela loira, do trio Fran havia sido a primeira a se apaixonar de verdade o jeito que ela retratava tudo parecia como um verdadeiro poeta escrevendo trechos de um amor que estava apenas por começar 


Notas Finais


Olá gente, sou eu de novo, espero que tenham gostado do primeiro capítulo ficou um pouco grande e não foi lá essas coisas mas garanto a todos vocês que nos próximos capítulos estará bem melhor! Espero que tenham tido uma boa leitura, agradeço à todos que leram até o final e que estão dando uma oportunidade para a minha escrita e para a fanfic! Eu gosto muito de detalhar as coisas para deixarem bem esclarecidas, e adoro dar ênfase aos minuciosos detalhes de cada acontecimento e sentimento, por isso procuro me expressar através da minha escrita e também exatamente por este motivo que os capítulos acabam ficando grandes mas é isso! Esoero que estejam todos bem e Beijos de luz🦋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...