História As 8 Lendas - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Comedia, Drama, Pouco Sexo, Romance, Sobrenatural
Visualizações 4
Palavras 871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aqui um capítulo mais longo.

Capítulo 2 - Passado e presente


Fanfic / Fanfiction As 8 Lendas - Capítulo 2 - Passado e presente

Vitoria Vampi, uma garota vampira jovem cabelos longos e pretos, olhos vermelhos, solitária, mas feliz. Sua família era composta por uma mãe, um pai e uma irmã chamada Karamin Vampi, mas ela se mudou para outro lugar, com isso Vitoria viveu sozinha até aos 6 anos onde ela conheceu Léo Lobo seu único amigo, todos tinha medo dela, achavam ela era estranha, junto os pais de Léo, por eles ter medo dela proibiram de vê-la, mas ele ia vê-la, com isso Léo e Vitoria se apaixonaram um pelo outro, mas Léo e seus pais se mudaram e nunca mais voltaram.

    Depois ela ficou sozinha na escola, em todos lugares, mas aos seus 7 anos quando ela voltou para casa, sua casa estava escancarada com marca de sangue nas paredes, e esse sangue era de seus pais, quando ela foi ver no quarto deles onde viu os corpos de seus pais, ao ver os corpos, ela começa a chorar com muita raiva, por isso ela jura que ia vingar seus pais, para sua vingança ela luta todo dia para se vingar,  e muitos acham que foi ela que matou os próprios pais. Atualmente ela vive em sua casa antiga, estuda ainda na mesma escola, e sua paixão pelo seu antigo amigo Léo, mas não demonstra, pois sabe, como todos, ele tem medo dela e demonstra, mas ela não se incomoda com nada, ela nem se importa, ela taca foda-se pra isso. 

     Em seus pensamentos mais sombrios, ela vê todos com medo dela, até seus professores, onde Vitoria começou a gostar de ver o medo dos outros. Em um dia Vitoria pensa, o que faria hoje com treinamento, até ouvir sua professora dizer que teria que fazer um trabalho de artes, onde pode ouvir vários comentários:

     - Eu não quero ir com a Vitoria.- Várias pessoas falaram isso, mas outras falavam:

     - Eu não vou com aquela Assassina, hahaha.- A maioria das garotas disse isso, mas Vitoria nem ligou, e pensou: "Hahaha são bando de idiotas, só falam isso por medo ai, mas se esse trabalho for em dubla, vou ter que pensar bem que vou matar, para não matar minha dupla, assim não pegaram."

      Depois de pensar isso Vitoria, observa todos indo com suas duplas, até ouvir seu nome e de Léo dizendo que eles serão uma dupla, nada demais para Vitoria, tá mais para uma um agrado, mas para Léo não foi tão legal, onde ele pensa: "Não, não, ela não, ai como posso sobreviver assim, provavelmente ela vai me matar, o que faço? Tenho que pensar. Hamm.... Ahh não consegui pensar em nada, só está rezar".

       Léo reza para a lenda Henrick, pois além de lendas, As Lendas são chamadas de deuses, depois de Léo rezar bate para o intervalo. Léo pensa em fala com Vitoria, mas seu medo é maior, então antes de fugir para outro lugar uma cutucada, ao sentir se fira e vê Vitoria, logo depois se a susta e pergunta:

       - O-oi o que q-quer Vitoria?- Pergunta com muito medo.

       - Pergunta quando vamos fazer o trabalho. Enfim Quando vamos fazer?- Vitoria pergunta.

       - Ann....

       - Léo, Léo, LÉO.

       - QUE?

       - Responde porra, tá ai viajando.

       - Desculpa, irritadinha baixinha.- Ele diz num tom de deboche.

       - O que você disse?- Ela diz o ameaçando.

       - Nada.

       - Ótimo. Agora responde.

       - Ann.... Amanhã na minha casa as 3:30, ok?- Ele diz nervoso.

       - Tá.

       Vitoria vai embora, e Léo começa a perder o medo, e por incrível ou não que seja Léo até gostou de fazer o trabalho com Vitoria, porque obvio ou não ele ainda gosta dela, ele senti medo dela e gosta de Vitoria, algo bem confuso, tal fez diferente ou não. Léo aproveita o resto do intervalo, e quando bate para voltarem a aula começa, ele senta em seu lugar e começa a pensar coisas dele com a Vitoria, e não e nada pervertido (seus safados, aposto que pensaram outra coisa, hehehe.), é apenas pensamentos do trabalho, mas com um pouco romântico, quanto pensa isso ele observa Vitoria,  já que quando ele a observa, Léo vê ela com uma garota simples, Léo a observa até vê-la a olhando, ela acha estranho quanto ele rapidamente vira para frente, depois disso ele pensa: "ai caralho, tenho que para de fazer isso, que susto.", quanto isso Vitoria pensa: "Por quê ele sempre fica olhando para mim? Estranho".

        Depois das aulas Léo volta pra casa, mas em seu caminho viu Vitoria em um peco, e quando ele ia se aproxima, Léo vê Vitoria matando três garotas, ele ao tentar correr Vitoria o vê e com seus poderes de Vampira, ela se teletransporta para o lado dele, só que virada ao contraria dele, ou seja de frente para para ele, mas ao seu lado, ao lado dele Vitoria diz:

       - Não se preocupe, não vou matar você.- Ela diz sussurrando.

       - E eu não sou o monstro que todo mundo diz, mas que se importa com o que penso.- Ela diz quase chorando.

       - Ah foda-se.- Vitoria diz chorando com raiva. 

      Depois Vitoria sai voando enquanto chora, Léo depois de ouvir isso ele começa ver Vitoria diferente.

       



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...