História As assaltantes em série - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 1.450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Festa, Policial, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Capítulo 1 - Prólogo



Quem é que disse que as senhoras não podem ser assaltantes... Pois eu eu venhos vos mostrar que consegui-mos.
Hey, chamo-me Mariana, tenho 21 anos, tenho cabelos castanhos claros com algumas pontas loiras,e olhos verdes e tenho 1.68m.O outift do dia é uma camisa de manga curta amarela com floreszinhas, umas calças de ganga e umas botinhas. Para acompanhar este lindo outift com a minha babe AK-RIFLE mais conhecida como AK-47 e uma Bernetti 9 com silenciador. E para segurar esta belissima arma eu tenho umas luvas ROSINHAS.
 Neste preciso momento estou a ir a alta velocidade em direção a casa da Sofia. Nós estavamos a ir numa  carrinha super sexy, de cor amarela com um autocolante da barbie atrás... desculpa estava em promoção da carglass.
E comigo estava Beatriz mais conhecida como BEA, yha é só isso. A BEA tem cabelos castanhos escuros, tem uns olhos verdes meio azulados VERY FANCY'S, 1.64m ah e usa óculos. E também a nossa condutora de fuga. E o outift dela para hoje era tudo rosa, literalmente TUDO ROSA, até as meias.
-CHEGAMOS -- BEA gritou enquanto abria a janela.
-EU ESTOU AO TEU LADO OK?! agora foi a minha vez de gritar.
Olhei para o lado e vi Sofia a sair do seu prédio.
Sofia um ser mais baixo que o normal, tem 22 anos, cabelo e olhos castanhos. O seu outift dela estava lindo, um casaco preto, todo mal vestido, uma manga estava para cima e a outra não... calças de ganga pretas e uns tenis desapertados azuis, e a ainda as suas luvas, uma azul e outra preta. Ela era acompranhada por uma mala, a suas Akimbo Deagle com silenciador, e pela Interceptor 45... ela perdeu o silenciador desta. Para não falar que ela tava com a roupa toda branca... e o nariz também, não vamos tirar conclusões.
-Helloooooouuh -- diz Sofia dirigindo-se até a carrinha.
-Entra, gorda UUUUUUUUUUUUH-- gritou mais uma vez BEA.
Sofia levou a mão ao peito como se a frase a tivesse afetado e entrou no carrinha amarela sexy.
Uns minutos depois chegámos ao local onde ia decorrer o nosso assalto. 
-BEA, se demorar-mos mais de 1 hora liga-me ok? disse saindo do carro enquanto retirava a minha mala.
-ESTÁ BUEM!11!1 -- depois disso BEA meteu a música ragatanga e começou a dançar dentro do carro.
Estavamos na parte de trás do shopping, o nosso plano era irmos pelas condutas, e sermos o mais furtivo possivel. As condutas estavam longe do nosso alcance, era preciso fazermos parkour até lá.
Subi um caixote do lixo e saltei com a maior fé possivel, agarrando-me a grade da conduta.
-AAAAAAAAAAAAAAAAA ISTO VAI PARTIR -- gritei quase a cair dali de cima.
Terminei a minha frase a conduta partiu e eu caí para cima do caixote do lixo. Quando dei por mim, a Sofia já estava na conduta a minha espera, e fiquei bugada por mais 1 minuto.

(...)



-Isto deve está cheio de aranhas ew..- sussurrei para a Sofia que estava atrás de mim, vocês pensavam que a Sofia alguma vez ia a frente numa conduta cheia de teias de aranha? Hahah. Olhei para ver a cara da Sofia de nojo mas ela estava no telemóvel a mandar mensagens no whatsapp.
-Para lá de comer a Vera virtualmente e presta atenção a missão. disse enquanto ria.
-Mas é um grup-- neste preciso momento a dona Sofia caiu no gemidão do whastapp.
-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA -- dei um grito de susto -Ah! Sofia olha uma luz ali-- apontei.
Espreitei pela conduta e sorri ao ver a ourivesaria, senti a conduta a inclinar um pouco.
-Oh-uh...
A conduta caiu connosco lá dentro, por sorte caí-mos num insuflavel de crianças, que por acaso não tinha de nenhuma criança lá, ah correção tinha duas crianças que tinham acabado de cair de uma conduta...
Coloquei o meu Ushanka branco como a neve. Sofia colocou a sua mascara do Donald Trump.
Recarregamos as armas e fomos a correr em direção a ourivesaria, infelizmente os seguranças já haviam chamado reforços. Mandei uma granada de fumo lá para dentro, entretanto Sofia já estava a partir tudo.
Infiltrei-me na loja, para ajudar Sofia a levar tudo.
-TENS O TEU COLETE, SOFIA? -- gritei para ver se Sofia ouvia.
-NÃO, upsi... 
-O QUE ACONTECEU COM O TEU COLETE?!?!?!
-A MIMI RASGOU-O!! 
(Mimi mais conhecida por Mimi, gata da Sofia)
O efeito do fumo tinha acabado, e nós já estavamos com quase tudo na mala, só faltava, a nossa drill perfurar o precioso cofre.
Durante isso tudo os policias já estavam a encurralar todas as nossas saídas, mas está tudo controlado ou talvez não... Sofia chegou ao pé de mim com uma refém:
-Olha apresento-te a Badalhoca --a única coisa que eu faço é rir-me 
-Olhe para sua informação eu não me chamo Badalhoca tipo -- a mulher revirou os olhos , Sofia riu-se também.
-Ora bem, "Badalhoca" diga-nos como sair daqui sem ser pela frente, rápido -- Ela apenas bufou, apontou com a cabeça em direção do armazém do stock deles.
Depois deste dialogo todo, a drill já tinha o seu trabalho, fui até o cofre, e apanhei naqueles maços de dinheiro e coloquei-os o mais rapidamente na mala. Sofia já tinha derrubado a porta, foi só fugir, mas as nossas malas estavam muito pesadas o que nos dificultou a missão. 
-Ai --ouvi de longe Sofia, olhei para trás e vi-a caída no chão --O MEU PÉZINHOOOOOO AAA -- voltei para trás com uma cara de cú. Levantei-a e ela quase foi a voar. Corremos até OUTRA conduta, usei a minha Bernetti 9 para partir, agachei-me ,fui gatinhando. 

(No meio da conduta, quase a sair do shopping)
(...)
Tinha uma ligeira sensação que estávamos a andar em circulos, raio das condutas...
-Sofia, vai ao teu telemóvel e liga a BEA -- Sofia rapidamente tirou-o do bolso, começou a digitar o número.
-Estou? BEA? Olha eu acho que estamos perdidas nas condutas -- durante a ligação, eu continuava-me a arrastar pelas condutas.
-Ahh já percebi, obrigada BEA em menos de 5 minutos estamos aí -- Sofia terminou a ligação.
-E então, como nós saímos daqui? -- perguntei curiosa.
-Temos de ir pela direita, de seguida vamos para a esquerda e... ou era ao contrário? 
-Olha, foda-se vamos para direita, seja o que a Ally quiser, amén!
(10 minutos depois)
-OLHA A LUZ, AMÉN ALLY --gritei tão alto, acho que os russos ouviram-me.
Eu parecia uma minhoca de tanto rastejar, já não sentia nada, nem ossos, nem musculos, NADA. Olhei para conduta que já estava aberta (foi por onde nós entramos), espreitei e vi BEA que estava escondida para que os policias não a vissem. Como era suposto eu descer esta merda toda, observei tudo e vi os caixotes do lixo, então tive a melhor ideia de sempre.
-IIIIIIIIIIIIIAAAAAAAAAAAAAAAA -- isto fui eu a mandar-me da conduta até aos caixotes (3 metros). A mala aparou-me a queda, por isso não sofri quaisquer danos :D . Olhei para o céu azul e deparo-me com um helicoptero e vários carros da policia a aproximarem-se.
Dei um sprint imenso até a carrinha, desviando-me dos carros que me apareciam a frente: 
-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA -- ouvi aquele guinchinho de desespero inconfundível da Sofia, e virei para trás.
A mala da Sofia tinha ficado presa no retro visor de um carro da policia, ela caiu para trás, mas eu continuei a correr para carrinha pois sabia que Sofia ia-se safar da situação. Chegando a porta da carrinha, bati para a BEA abrir e eu meter a mala. Entrei na carrinha a espera de Sofia que continuava no chão. 
Veio 3 policias contra ela apenas... rebolou até a carrinha enquanto atira com sua arma contra eles. Ela chegou na carrinha com um pouco de sangue no joelho e na mão, mandou-se para dentro da carrinha e BEA pôs o pé no pedal acelerador e saiu daquele lugar.
É claro que os policias continuavam atrás de nós, mas a situação estava controlada por BEA mais conhecida como CONDUTORA DE FUGA. BEA estava com a rádio ligada ao som de SWEET DREAMS.
-UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH-- ouvi BEA  a gritar.
O carro só fazia curvas, eu já estava um pouco enjoada até... abri a porta de trás da carrinha e vomitei o meu pequeno almoço, torradas queimadas com um pouco de leite azedo, hm que bom não é? É o que dá fazer as coisas á última da hora.
O lado positivo era que os carros dos policias tinham deslizado no meu vómito. Boa!
Eu, Sofia e BEA celebravamos o sucesso do nosso assalto, no total tinhamos ganho 50,000 já não é mau para um começo. Porque nos nossos próximos assaltos vamos ficar RICAS E PODEROSAS!
 


Notas Finais


aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...