História As Aventuras De Jenny - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Lucas Till
Personagens Jared Padalecki, Personagens Originais
Tags Jared Padalecki, Jensen Ackles, Supernatural
Visualizações 43
Palavras 1.337
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Welcome Vegas Baby


Fanfic / Fanfiction As Aventuras De Jenny - Capítulo 1 - Welcome Vegas Baby

- Vem Jenny.


Brittany me gritava ao lado do aparelho de karaokê. Eu balancei a cabeça negando encostada ao balcão do bar, que ainda estava sendo organizado para atender seus clientes, enquanto bebia meu suco de laranja.


- Não tem a menor graça sem você, sua voz é linda.


Sorri de canto e disse que talvez mais tarde. 


Meu nome é Jenny tenho 23 anos sou publicitária trabalho na área de criação. Por ser criativa desde pequena me formar em publicidade e propaganda sempre foi meu grande sonho. Saí da faculdade já empregada, o que se tornou muito importante para minha independência financeira. Tive a sorte de ver minhas campanhas e comerciais caírem no gosto do público. Ah já ia me esquecendo eu estou noiva do Jonah. Ele é engenheiro, recentemente conseguiu um emprego numa grande empresa. Nós começamos a namorar quando tínhamos 17 anos, são 6 anos de relacionamento. O Jonah foi o meu primeiro amor, primeiro namorado primeiro tudo. Assim como eu fui para ele primeira e única. Fui parar em Las Vegas, a cidade do pecado com meus melhores amigos: Brittany, Bryan e Lauren. Nós nos conhecemos no colegial. Vocês devem estar se perguntando o que estamos fazendo em Las Vegas. A história é longa, a verdade é que após 6 anos de relacionamento, e dois destes morando sob o mesmo teto, eu e Jonah resolvemos oficializar a nossa união. Um pouco por pressão da minha parte confesso. Eu queria me casar, era louca pra isso com direito a vestido de noiva e uma festa maravilhosa. Jonah concordou em oficializar a nossa união, com uma condição: passaríamos um mês separados, separados mesmo. Não nos falaríamos nem nos veríamos. Não existia o relacionamento, a fidelidade e o companheirismo. Simplesmente seríamos solteiros, completamente livres por um mês. O grande motivo? Ele acreditava que apesar da certeza do amor que sentia por mim, não tínhamos vivido outras experiências. Sempre era só nós dois o tempo inteiro… e ele dizia que não era saudável em um relacionamento. Eu nunca senti falta de outras experiências. Para mim ele sempre foi o suficiente, mas essa era sua condição para casarmos. E após uma semana triste e outra tentando ser o mais racional possível, decidi aceitar. Lógico que minhas amigas não concordaram com a minha decisão. Pelo contrário, elas acharam um absurdo. É por esse motivo que fomos para Las Vegas. Elas disseram que se ele teria direito a um mês curtindo e vivendo novas experiências, eu também deveria ter.


Flashback On


 Chegamos a Las Vegas um dia antes do episódio do karaokê. Ansiosos e sedentos por diversão, logo nos aventuramos em um cassino. Confesso que adorei! Dei muita risada, ganhei dinheiro e perdi muito mais. Tudo bem! 

Las Vegas nunca dorme e você sempre tem o que fazer a qualquer hora do dia ou noite. É só escolher. Las Vegas é quente. Sufocamente quente. Mesmo com o ar condicionado potente dentro dos cassinos, era possível sentir o calor do lado de fora. Quando estávamos voltando para o hotel vimos uma pequena loja, com letreiro em neon que indicava “Madame Z”.


- Olha só isso galera nós temos que entrar.

Disse Brittany apontando para a loja.


- De jeito nenhum Brittany.


- Ah qual é vai ser divertido, ela pode falar sobre o futuro.


- Mas e se ela ver algo horrível para mim?


- Para de ser pessimista Jenny vem logo!

Disse Bryan me puxando.


Entramos achando tudo muito engraçado, fomos atendidos por um rapaz magro, careca e muito alto. Ele nos encaminhou para uma sala reservada onde fomos atendidos pela tal “Z", fantasiada com uma túnica púrpura brilhante, um gorro da mesma cor e sua bola de cristal". 


- Olha três jovens sejam bem vindos crianças… você é a Brittany, Bryan e… Jenny estou certa?


- Uau Z você está certíssima. Disse Bryan todo eufórico.


- Bryan dês de quando você acredita nessas coisas?

Perguntei me virando para ele.


- Sei lá… ela acertou nossos nomes isso já mostra que ela é das boas. 


- Uma cética não é?

“Madame Z" disse olhando para mim.


- Não que eu seja só não acredito nessas coisas… por que não começa pelo Bryan ele está super curioso…


- Não… vou começar por você, sente- se.


Ela se concentrava e nós nos olhávamos rindo.


- Vejo lágrimas e tristeza.


Por isso não gosto dessas coisas de saber sobre o futuro, olha aí essa vidente louca vendo desgraça para mim". 


- Mas fique calma criança. 


A“ madame” Z abriu os olhos me encarando.


- Vejo também um casamento em seu futuro muito em breve e também muita felicidade.


Foi impossível evitar o sorriso e o alívio que senti. Afinal de contas eu queria um casamento e desejava desesperadamente a minha felicidade. Fiquei tão feliz com as suas palavras que não consegui mais prestar atenção no que ela dizia. Permaneci perdida nos meus pensamentos, imaginando como seria quando tudo acabasse. Voltei para o hotel com meus pensamentos. Antes de dormir fiquei pensando em Jonah e nesse acordo de despedida de solteiro.


 Flashback off


- Hey Jenny estamos aguardando por você. 

Lauren me chamou através do microfone tive que rir. Já estava praticamente cedendo elas iriam cantar nossa música “Sugar” não poderia perder.


- Jenny.


Lauren me chamou piscando aqueles olhinhos brilhantes que sempre me convenciam a fazer sua vontade. Dei risada e fui até elas, deixando o suco no balcão. Tenho que admitir era muito divertido quando brincávamos daquela forma… Sem público, muitos risos. Só quando terminamos percebemos a presença deles. Três rapazes lindos à primeira vista, moviam - se em nossa direção com passos decididos de quem sabia que era notado. Brittany foi a primeira a percebe - los. 


- Hum! três e somos três o que acham? 


Olhei pra trás curiosa então o avistei. Alto, forte… mas não muito, cabelos castanhos. Havia algo nele que transmitia segurança talvez a maneira de andar ou olhar o fato era que ele parecia o tipo de homem que sabe o que quer. Era gato! Eu não podia negar. Seus olhos me fulminaram. Fiquei perdida neles até perceber o que estava fazendo então desviei o olhar me sentindo ridícula. 


- Oi. Podemos cantar também? 


Disse o loiro forte deixando clara a sua intenção em relação ao nosso grupo. Apenas confirmou que fazia o tipo “galinha” exatamente como Brittany gostava. 


- Claro! A Brittany respondeu retribuindo o sorriso. 


Eu sabia que ela daria um jeito de ficar com o cara. Me afastei do grupo e voltei para o balcão. 


Lauren e Brittany ficaram ao lado dos rapazes enquanto cantavam Bon Jovi, boa escolha! Fiquei observando. O de cabelos castanhos tinha uma voz linda apesar de não parecer muito empolgado para cantar. 


- Ele parece triste. 


Bryan se expressou ao meu lado ao perceber enquanto o olhava pra ele. Ele tinha dito as palavras que estavam na minha mente. 


- É.. Onde você estava?


- Conhecendo essa maravilha de cidade, passo muito tempo com vocês não que eu não goste mas… Ah você entende.


- Sim entendo. 


Rimos juntos.


Voltei a olhar para o cara de cabelos castanhos. Ele era lindo! Como se tivesse adivinhado meus pensamentos, virou em minha direção e nossos olhos voltaram a se encontrar. Um misto de agonia e ansiedade brincava em meu estômago. Desviei os olhos voltando a atenção para o Bryan. 


- Sério que você vai fazer isso?


- Isso o que?


- Fingir que esta tudo bem que você está aceitando essa despedida de solteiro do Jonah numa boa só para não perder ele… Jenny você é mais do que isso você não precisa se sujeitar a uma coisa absurda dessas só pra ele se casar com você. Você é maravilhosa, mas é uma pena que você não consiga enxergar.


Bryan saiu do balcão e foi andando antes que eu pudesse dizer algo para me defender. Eu não vim para Las Vegas conhecer rapazes.


Bryan voltou.


- Essa é sua despedida de solteira, não estou te pedindo para casar com ele. 


Apontou para o rapaz de cabelos castanhos que ainda me encarava. 


- A ideia era que vocês tivessem novas experiências. Jonah esta tendo as dele, já está na hora de você começar adquirir as suas.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...