História As aventuras de Kate Harper - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Vivendo Em Nova York
Visualizações 5
Palavras 966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 18 - Resultados de uma noite


Fanfic / Fanfiction As aventuras de Kate Harper - Capítulo 18 - Resultados de uma noite

            Eu disse para mim ‘’ isso pode ficar difícil ‘’, é quando eu estava distante que por sinal, acontecia muito, você veio até mim, e disse “já chegar ‘’, eu sei que esse amor é dor, mas não podemos cortá-lo destas veias. Não consigo dormir essa noite, acordada é tao confusa, tudo está certo, mas ao mesmo tempo, tudo está errado, mas eu ainda estou ferida. Eu preciso de uma voz para ecoar, eu preciso de uma luz para me levar para casa, eu meio que preciso de um herói. É você? Sim com certeza e você. Mas porque você não estar aqui? Lagrimas em meus olhos, por segurar muito forte a dor. Então me diga Dylan?

                                                                                      Você realmente me amou?

                                                                                      Você realmente me quis?

                                                                Agora que eu te vejo claramente, eu me pergunto

                                                                                     Eu era realmente feliz?

                                                                     Não tiver a chance de me perguntar

                                                                                      Isso foi apenas uma ilusão?

Me responda uma perguntar, porque eu poderia jurar que não estava errada. Querido eu estiver com medo, eu só conseguia pensar no seu nome, agradeço aos céus por você não ter escutado, mas, se eu estiver te dizendo a verdade, não fuja.

Eu me lembro que ti vi com ela durante a noite e eu te flagrei me olhando também, mas você não olhou duas vezes, você parece feliz, agora eu gostaria que nunca tivéssemos nós conhecido, porque você e muito difícil esquecer, enquanto limpo meus pensamentos de você, eu sei que ela está deitada no seu peito agora, e isso me doí. São 3 da manhã e o luar estar me testando, eu sei que você tem se apegado a outra pessoa e agora eu não consigo dormir. Eu não estou muito feliz. Lembrando de nova York, eu estava feita, mas você me desfez, eu sei que NÃO, mas se eu te perguntar se me ama, eu espero que você minta, minta para mim, pois não suportaria a verdade.

Finalmente depois de tempo, consigo dormi. Acordo as 8:15, morta por não ter dormido direito, me levanto morrendo de sono e tomo um banho gelado para mim desperta. Escolho uma roupa confortável (foto de capa), já que vou passar o dia no hospital com a mamãe, resolvo desce e toma meu café.

- Bom dia pessoal – beijo a cabeça de Alison e me sento do seu lado

- Bom dia Kate – falam em uníssono

- Vai para o hospital hoje? – pergunta  Matt

- Vou sim, to loca para ver a mamãe, e a tia lou precisa de descanso – falo colocando café na minha xicara

- Ah eu também posso ir Kate – Alison se oferece

- Agora comigo não, mais por que vocês não vão visitar a mãe no horário de visitar

- Acho uma ótima ideia, aproveito e compro as flores favorita dela. E a gente aproveita e conversa já que foi a mesma que disse que precisava fala com nos três urgente – completa Matt

- Qual as flores favorita dela mesmo – pergunto não lembrando

- Não lembro – fala Alison

- Também não – completa Matt

- E orquídeas

Caramba foi de quem eu menos esperava, e para mim que sou filha foi uma facada

- Como você sabe? – questiono curiosa

- Primeiro que já namorei com o Mathew, segundo que eu vivia aqui, e terceiro lembro de uma vez que estávamos reunidos e o seu Harry, PAI DE VOCES, trouxe para ela de presente, e ela acabou me falando que orquídeas, de preferência ou branca ou lilás, eram suas favoritas- ela fala simples assim

 

- Bom então você já saber qual é. Bom preciso ir, beijos amo vocês – me levanto deixo um selar na testa de Allison e um selinho no Luan e subo para escova os dentes e pega minha bolsa. No meio da escada vejo que todos ficaram em choque com minha iniciativa envolvendo Luan, resolvo para e escutar.

- Vocês estão namorando – pergunta clara

- Não, entre eu e a Kate não passa de amizade, é além do mais ela e minha melhor amiga- Luan fala com calma

- Aham, melhor amiga – fala Allison rindo fazendo Matt bufa

- Melhores amigos se beijam? – pergunta Matt encarando ele

- Simples, temos uma amizade moderna – ele fala fazendo Bella e Alli rirem

 

Subo rindo e faço o que tenho que fazer e pego minha bolsa indo em direção ao quarto de mamãe para pega a chave do carro dela. Estava a caminho do hospital e vi que as ruas de gramado (em Florianópolis), continuam calmas e lindas.

Chego e estaciono o carro saindo e entrado no hospital, me direciono ao balcão de informação e sou atentida por uma moça super educada.

- Olá, bom dia no que posso ajudar?

- Sou acompanhate da senhora Cloe Harper, minha mãe.- ela parece verifica algo no computador e sorri ao encontra e olha para mim

- Bom aqui estar seu crachá, ela está instável e dando ótimos resultado aos remédios- fala me entregando o  crachá – eu acho que a moça que sempre fica com ela já foi, mais você pode subir, e no decimo terceiro andar, quarto 579

- A moça e minha tia não que isso importe e só para informa, ah quase ia esquecendo, no horário de visita meus irmãos vem visitar ela e você pode libera direto por favor

- É claro só preciso dos nomes deles por favor – ela fala digitando algo

- Mathew Harper e Allison Harper

- Okay, estar certo a entrada deles

-Muito obrigada, agora deixa eu ir – falo me retirando e indo ao elevador

Subor e encontro o seu quarto, ao entar vejo a mulher da minha vida dormindo feito anjo, com o rosto pálido. Me aproximo e toco em suas mãos geladas.

- Mãe, eu to aqui- ao fala isso vejo a mesma abri os olhos

- Kate?.....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...