História As Aventuras de Key e Manu'h - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias 100%
Personagens Personagens Originais
Tags Cassydy, Daniel, J-hope, Jimim, Jin, Jungkook, Key, Manuh, Philipy, Suga
Visualizações 5
Palavras 891
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tenham uma ótima Leitura

Capítulo 4 - O Beijo


                                                                                   Na minha casa

Depois de andar bastante nos chegamos na minha casa e a Amanda para na calçada e fica encarando a janela 

Amanda- Eu vi alguma coisa na janela 

Eu- Relaxa deve ser a minha Mãe ou o meu Pai

Amanda- Tem certeza?

Eu- Sim vamos ( Pego na mão ela e puxo a mesma para dentro de casa) Seja bem-vinda ( sorrio)

Mãe- Quem é ela?

Eu- Educada você né mãe ( Reviro os olhos)

Mãe- Boa tarde

Amanda- Boa tarde senhora ( Ela sorri )

Eu- Vou sair e talvez eu chegue tarde

Mãe- Talvez?

Eu- Sim ( dou de ombros) 

Mãe- Você tem ate 00:00 pra chegar em casa ( diz seria )

Eu- ok... vem Amanda ( puxo ela)

                                                                                 30 Minutos depois

Depois de escolher uma roupa que era: Uma calça preta rasgada nos dois joelhos, uma blusa preta de manga longa e um tênis bota preto, eu fui acorda a Amanda que praticamente estava dormindo 

Eu- Amanda ( cutuco ela que não acorda) AMANDA (grito)

Amanda- O que é? ah lembrei vamos.... que hora é?

Eu- 14:00 em ponto estamos atrasadas 

Amanda- Vamos?

Eu- me espera la em baixo

Amanda- Ok ( ela sai)

Nesse momento eu pego Uma Lâmina e a minha Pistola Nunca se sabe vai que eu precise depois saiu do quarto e vou para a sala e vejo a Amanda do lado de fora da casa e eu ando em sua direção e dou um susto nela que no mesmo estante grita e eu começo a ri

Amanda- Não tem graça ( ela coloca a mão no coração )

Eu- Tem sim hahahaha 

Amanda- Vamos ( ela sai)

                                                                                    Quebra de Tempo

Chegamos na casa da manu'h e batemos na porta e no mesmos estante ela abre

Manu'h- Estão atrasadas

Eu- Sei disso

Amanda- Desculpa

Manu'h- Ok entrem ( nos entramos ) 

Mila- Oi Amanda

Amanda- Oi

Manu'h- Já falou pra ela Key?

Eu- Manu'h ( digo com reprovação )

Amanda- Falou oque?

Manu'h- Que ela é psicopata? 

Eu- Manu'h ( suspiro ) Sabe guarda segredo não?

Amanda- Key é verdade?

Eu- Sim ( Ela da um passo para traz ) Agora você vai ter medo de mim?

Amanda- N-Não só preciso digerir tudo oque eu escutei aqui ( Ela vai pra varanda)

Eu- Isso é tudo culpa sua ( aponto para Manu'h) Sabe ficar com a boca fechada não desgraça?

Manu'h- Desculpa 

Nesse momento eu pego a garrava de Rum e saiu da casa de Manu'h e fui para um beco sozinha e comecei a beber como eu não sou uma pessoa Normal sou uma Psicopata tem uma coisa que você não sabe então eu escuto vozes sempre ou quase sempre elas sempre me dizem " Você deve ir para o caminho do fim" Mais como eu não quero morrer eu sempre consigo calar essas vozes quando eu mato, alguém ai elas param e eu tenho uma enorme sensação de prazer e satisfação ao ver sangue sendo rojado de alguém que na maioria das vezes, são pessoas inocentes que são certinhas essas porras de santisse  me irrita. Eu estava de boas bebendo a minha Rum quando por fim me aparece dois meninos ou melhor dizendo dois demoniozinhos que Vinheram me incomodar... começaram a me provocar e como eu não tenho paciência com muleques enxeridos peguei um deles pelo braço e o segurei enquanto encurralei o outro que parecia ser seu irmão, cravei os dentes sobre a veia do pescoço do primeiro menino que logo em seguida caiu morto no chão e o outro começou a chorar e pedir socorro 

Eu- Pode gritar, baixinho, por que daqui a pouco ninguém mais vai poder te escutar sabe por que? Por que mortos não falam .

Nesse momento eu pego a minha pistola e dou um tiro em sua cabeça e ele logo cai morto no cão depois eu pego a minha garrafa de Rum e vou para a casa de Paula como se nada tivesse acontecido. Chegando na casa dela tranquilamente com um grande sorriso brilhante no rosto e disse para as meninas 

Eu- Oi gente tudo bem? ( Antes delas responderem passa um noticiário na Tv)

Jornalista- Crianças são brutalmente atacadas em um beco na rua 31...

Manu'h- Key me diz que não foi você

Eu-Bom... Foi em por que?

Manu'h- Eram crianças key CRIANÇAS ( ela grita )

Eu- Demônios você quer dizer.... Cade a Amanda?

Manu'h- Ta lá em cima

Eu- Ta ( vou para o quanto que tinha uma varanda )

Amanda- Key é você?

Eu- Sim?

Amanda- Quero conhecer o seu lado mal 

Eu- Se eu fosse você eu não iria gostar não ( olho para o chão )

Amanda- Key?

Eu- Fala?

Amanda- Me mostra o seu lado Mal

Eu- Depois ta?

Amanda- Ok mais não esqueça 

Eu- Não vou... vem tenho que te levar para casa ( nos saímos )

No caminho fomos em um silêncio ate A amanda dizer

Amanda- Key?

Eu- Hum? ( olho para ela)

Nesse momento ela me beija um beijo lento mais depois ela pede passagem com a língua e eu concedo nos paramos por falta de ar

Amanda- Tchau ate amanhã

Eu- Tchau

Amanda Amanda espero que você não esteja se apaixonando por mim por que eu só estou com você para conseguir alguma coisa e espero que eu consiga 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...