1. Spirit Fanfics >
  2. As aventuras de marichat >
  3. Paris !?

História As aventuras de marichat - Capítulo 1


Escrita por: marcelobagboy

Notas do Autor


Espero que apreciem essa saga de marinette e cat noir, boa leitura!

Capítulo 1 - Paris !?


Fanfic / Fanfiction As aventuras de marichat - Capítulo 1 - Paris !?

Eu não acreditava... Mas sim um super herói havia me salvado, eu estava trêmula e ao mesmo tempo incrédula, não acreditava de que esse super herói famoso de Paris era real...

- Você não se machucou senhorita? - Ele falou, olhando fixamente para mim, estava sem fôlego para respondê-lo, na televisão ele não parecia ser bonito, mas pessoalmente...

- Graças a você estou bem, muito obrigada! - resolvi então perguntar para ele - Qual seu nome? 

- Olha, não é querendo me gabar não, mais muitas donzelas por aqui me chamam de gatinho, mas meu nome de super herói se chama cat noir! Agora se quiser me chamar de gatinho fico lisonjeado.

Tá não imaginei que ele era tão convencido assim, sei o que ele acabou de fazer foi algo extremamente insano, eu ia ser assaltada, e não tinha nada em minha bolsa, creio que poderia ter me dado muito mal, mas ele apareceu derrepente pulando de um prédio é com seu bastão deu uma boa cacetada nos 3 bandidos, foi algo incrível...

- Cat noir, prazer, me chamo marinette, muito obrigada pelo o que você fez, bom não tenho nada para lhe dar mas... - eu tinha certeza que eu tinha um macarron guardado em minha bolsa, só não conseguia... Achei!!! - toma e tudo que eu tenho!

- Muito obrigado senhorita Marinette! - ele pegou o macarron, e quando eu menos esperava ele já estava terminando de comer ele - Nossa Marinette, esse macarron e uma delícia, foi a coisa mais gostosa que já comi!!!

Ta eu fiquei besta com o elogio é Claro, pois eu que tinha feito aquele macarron, e ver que ele, um super herói de verdade tinha gostado, me deixou extremamente feliz.

- Fico feliz que tenha gostado! - respondi meio desajeitada que droga, deveria tentar olhar nos olhos dele.

Tomei coragem e resolvi o encarar!

 Nossa, os olhos verdes dele, são tão lindos...

Quando me dei conta estávamos parados olhando um para o outro, como se a gente já se conhecessemos de longa data, ele tinha um olhar forte e penetrante, como será que ele é debaixo daquela máscara?

- bom ! - interrompeu ele - tenho que ir marinette, Paris está repleta de problemas, a gente se vê! 

Tá não sei por que, mas antes que ele saísse eu o puxei pela cauda, que na verdade era um cinto, que esquisito... 

- É ... - tá a gente tava se olhando novamente e eu a tonta não sabia o que dizer, que ótimo Marinette, aff - Boa sorte gatinho!

Ele se aproximou de mim, e falou - obrigado Marinette, te desejo sorte também! - ele pegou seu bastão subiu em um prédio e sumiu.

Que incrível, mas tá bom deixa eu me apresentar direito, eu me chamo Marinette dupain Cheng, me mudei para Paris tem uma semana, eu morava na china com meus pais, mas eles resolveram se mudar para Paris, em busca de oportunidade de abrirem um negócio, meu pai já morava aqui em Paris antes, mas resolveu ir morar com minha mãe na china, e lá eu nasci...

Bom não sei como vai ser as coisas por aqui, Paris não está parecendo um ótimo lugar para se viver, os índices de criminalidade aqui estão avassaladores, mas ainda sim com suas crises, continua sendo uma linda cidade, aí estou louca para ver de perto a torre eifel e suas outras obras de arte que tem espalhadas pela cidade, bom finalmente cheguei em casa, graças a Deus inteira, se não fosse o cat noir, não sei o que seria de mim.

- pai, mãe!!! Cheguei! - que estranho parece que eles não estão em casa... Bom melhor para mim.

Subi até meu quarto, e fui logo olhando as revistas de moda que tinha comprado pela manhã, caso vocês não saibam tenho um sonho de ser estilista! 

Hum... Essas revistas de moda de Paris são realmente interessantes... Enquanto eu passava pelas folhas me deparei com... Nossa que garoto lindo! Adrien agreste, na matéria diz que é o garoto mais badalado de Paris, preciso conhecer esse rapaz !!!

Derrepente ouvi um barulho no telhado, fiquei um pouco assustada, mas fui ver o que era... Cat noir ?

- Marinette? Me desculpa a ocasião.... Ahhhhhhhh - um bando de pombos avia pegado o cinto do cat noir e o arremessando para longe - inconcientemente eu peguei minha bolsa desci as pressas a escadaria da minha casa e fui até a rua para ver o que estava acontecendo.

Tinha algumas pessoas na rua, cheguei em uma delas e perguntei.

- o que tá acontecendo?

Ela olhou para mim com uma cara de espanto - como assim o que tá acontecendo, em que planeta você vive em? E o cat noir brigando com um super vilão!

- Ah entendi... Pera aí ???? Então realmente esse negócio de super vilão existe?

- Claro que sim, por acaso você não acompanha meu Catblog ainda?

- Catblog? Desculpa mais eu sou nova na cidade, qual seu nome mesmo?

- alya césaire, sou a dona do Catblog, se quiser se informar de tudo sobre Paris, é só acessar meu site depois! E seu nome qual é?

- Marinette, Marinette dupain Cheng! 

- Muito prazer Mari !

Derrepente a polícia chegou no lugar, e fechou toda a área, para que ninguém pudesse passar.

O policial em seu mega fone se pronunciou - Cidadões de Paris, não temos o que temer, o catnoir ira resolver isso tudo! 

A batalha continuava enquanto o policial falava, mas algo em meu coração me dizia para ir ajudar o cat noir, por mais que eu não tenha poder nehum, eu sinto que eu devo ir ajudar!

- Alya escuta só, distrai aquele policial para mim, por favor!

- O que você vai fazer Mari? 

- Irei ajudar ele! 

Alya olhou supresa para mim - E muito arriscado Mari, você pode se machucar seriamente!

- É eu sei, mas é um risco que quero fazer! Se você observar bem, ele está precisando de ajuda, só ele sozinho deve ser difícil de manter as coisas sobre controle! 

- Bom, te conheci Hoje, mas já gostei de você - Alya olhou para o policial - vai lá amiga eu distraiu ele!

Eu só fui, os policiais nem me viram passar, concerteza se eu fosse uma samurai eu seria incrível, bom mas também tive a ajuda da Alya! concentração Mari, como podemos ajudar o gatinho, que dizer o cat noir!

Já sei!

Enquanto isso!

- entregueme seu miraculos cat noir, e eu pouparei sua vida, caso contrário eu usarei meu pombos para destruir a sua vida!

- Nem ferrando sr. Pombo, não deixarei que hawk moth, obtenha o meu miraculos, ahhhh!!! - cat noir, avançou para cima do Sr. Pombo mas novamente sem sucesso, os pombos dele o pegaram e o jogaram com tudo na água da fonte da praça, era nítido que o cat noir já estava no seu limite, o Sr. Pombo se aproximou.

- você já era cat noir, finalmente irei pegar seu miraculos, pombos!!! Peguem!!! 

...

- pombos ??? - o Sr. Pombo não havia entendido o que tinha acontecido quando derrepente os pombos seguiram em direção oposta... - Mas que diabos está acontecendo? 

É eu havia distraído os pombos com migalhas de macarrons, eu sou demais né!!!  E aquele tanto de pombos estavam vindo todos em minha direção - aqui pombos, venham!!! Pegue esses deliciosos macarrons!!!

O cat noir conseguiu se levantar - Marinette?

- Mas afinal de contas quem você pensa que é mocinha! - Falou o Sr. Pombo irritado vindo em minha direção!

- Venha me pegar seu pombo idiota!!! - falei e sai correndo distraindo o Sr. Pombo, nesse momento flertei novamente com o cat noir, quando nós olhamos rapidamente, meu coração estava estranho, uma sensação que não sei explicar, mas era como se eu soubesse o que ele tinha que fazer... - ahhhn???? 

- Te peguei sua garota irritante! - falou o sr. Pombo, ao conseguir prender meus pés com os pombos. 

Droga estou presa, não sei como esses pombos estão me prendendo!!!

- Agora eu irei te matar, sua garotinha ferrada !

Merda merda merda, esse super vilão vai me matar, é agora o que eu faço???

- Quais são suas últimas palavras mocinha?

- Cat noir !!!!!! Socorroooooo!!!!

- hum !? - foi tão rápido que até o Sr. Pombo se espantou, mas quando vi o cat noir havia aparecido!

- Cataclismo!!!!

 Ele havia usado algum poder ?  Nunca tinha visto algo daquilo antes, ele tocou um objeto que o vilão segurava, e o objeto se despedaçou, e o vilão simplesmente se destransformou na minha frente, mas algo estranho havia saído dali, uma borboleta de cor roxa...

- Chega de maldade Akuma ! 

Ele pegou seu bastão e combinou o bastão com um par de brincos, que estranho? 

- Hora de aniquilar a maldade! 

Ele capturou a borboleta com o bastão? Ta eu não tou entendendo mais é nada!

- Tchau tchau borboletinha, miraculos Catnoir!!!!

Nossa parecia mágica, derrepente, tudo voltou ao normal, os lugares destruídos, tudo!

- sr. Ramier - falou o cat noir para o moço - Tem que tomar cuidado para não ser akumatizado denovo, já é a quarta vez! 

- Me desculpa cat noir, eu realmente não sei o que deu em mim, estava alegre dando comida para meus pombos quando derrepente, não me lembro mais de nada!

- Tá tudo bem,se cuida tá! - Derrepente o cat noir estava vindo em minha direção. - você se saiu muito bem mocinha, estou miau miau com você, se é que me entende ... 

- É é é, obrigada, você me ajudou mais cedo, era o mínimo que eu podia fazer - nossa ele é realmente muito lindo, é ele está todo ferido, preciso ajudar ele!

- Bom eu tenho que ir, nos vemos em breve senhorita Marinette - mas antes que ele saísse ele caiu, estava muito machucado. 

- cat noir!!! - cheguei perto dele - você está bem???

- estou sim Mari, acho que só machuquei o pé! Nada demais...

- como assim nada demais, você precisa de cuidados!!! 

Derrepente estava começando a aparecer um monte de pessoas.

- droga precisamos sair daqui, esses entrevistadores vão acabar expomdo você Mari! 

- Ué mas isso não e bom? - falei enquanto eu o ajudava a se levantar.

- não! Pois... Depois te explico, precisamos sair daqui!

Lembrei que meus pais não estavam em casa.

- Gatinho, vamos para minha casa, e naquele telhado!

- Certeza?

- Não temos muito tempo cat vamos!!!

- Certo Mari!

Derrepente seu bastão se esticou e a gente subiu, nossa estamos muito alto, e eu estava abraçada a ele, nossa como ele e forte, não esperava tudo isso, para falar a verdade ele é lindo em tudo, e mais uma vez nossos olhares se bateram, eu nitidamente corei um pouco o rosto, quando me dei conta tinhamos conseguido dispistar as pessoas e chegamos no telhado de minha casa.

Ele me colocou no chão, mas logo em seguida caiu...

- Cat !!! - Fiquei próxima a ele - tá tudo bem?

- Está sim Mari, já estou acostumado com isso aí ai !!!

- espera aqui, que vou pegar uma bacia com água, para limpar seus ferimentos!

- Mari espera!  

Eu o olhei estava cara com ele, quando derrepente ele me beijou!

Annnnnn????

Continua....




  





Notas Finais


Cat noir beijou a Mari???
O que será que irá acontecer depois, não sei vocês, mas eu estou ancioso pela continuação, a vocês que chegaram até aqui muito obrigado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...