História As Calouras - Fillie - Capítulo 8


Escrita por:

Visualizações 27
Palavras 414
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Como a história estava indo para o caminho "cliché" resolvemos mudar um pouco e colocar alguns personagens novos, sendo eles criados por mim e pela escritora.

ㅡ Corretora.

Boa leitura ❤❤

Capítulo 8 - "A morte nem sempre é real." Parte 1.


Acordo com despertador do celular. Bocejo ao  se levantar da cama, coloco minhas pantufas e vou ao banheiro. Depois de estar pronta para mais um dia, sinto meu celular vibrar em meu bolso. Ao ler a mensagem que Sadie mandou minha alegria é despedaçada e meus olhos se enchem de lágrimas.

Corro para a sala. Procuro por minha mãe, em seguida, a encontro procurando algo na geladeira, não questiono em perguntar o que era, vou até a mesma e me pronuncio abalada:

ㅡ Ela morreu! - A mulher em minha frente se desespera. 

ㅡ Como? Quem morreu Millie?! - Falou assustada.

ㅡ A-Ah...

ㅡ Respira! E me fala.

ㅡ A Maddie! Ela morreu mãe! Morreu! - Minha garganta fica seca ao terminar a frase gritando.

Quería realmente não ter gritado com ela, mas eu não conseguir conter... A Maddie é muito especial para mim, ou pelo menos era. 

ㅡ Calma não fique assim... - Me abraçou forte. ㅡ Me conte o que aconteceu.

ㅡ Pelo que eu entendi, foi ontem de noite, quando eu estava fora, ela saiu para comprar algo e não voltou mais para casa, o pai dela ficou preocupado então foi atrás dela, mas ao passar por uma rua reparou em muitas pessoas em volta de algo, ambulância e um carro da polícia. Reparou que próximo do local... Estava a pulseira que eu havia dado a ela, aquela da amizade. Ele chegou perto daquele tumulto e... - Tento proseguir. ㅡ  E viu um corpo. Sua visão estava embaçada, mas jurou que era a... Maddie. - Termino gaguejando. 

ㅡ Mas... Como ele soube que era a Maddie?

ㅡ Os médicos que examinaram o tal corpo, declararam que a aparência era muito parecida com a Maddie e que a identidade e os outros pertences era dela, e o "tio" confirmou. Como acreditaram nas palavras dos médicos e dos detetives, que examinaram o caso, não quiseram ve-la...morta. - Prosegui chorando.

ㅡ Millie... Eu não sei o que dizer. - Me abraçou mais forte enxugando minhas lágrimas. ㅡ Posso te apostar que ela está em um lugar melhor... Então... Não chore, esta bem?

ㅡ Mãe, a culpa é minha! Eu não deveria ter saído ontem, deveria ter ficado com ela. Isso não teria acontecido.

ㅡ Espera... Como ela mo-... Deixa! Melhor não falarmos mais disso. ㅡ Vamos visitar o pai e a mãe dela... Precisamos dar nosso total apoio nessa hora. Nunca saberemos o dia de amanhã...

ㅡ A felicidade, as vezes, não é duradoura. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...