1. Spirit Fanfics >
  2. As Cartas De Park Jimin >
  3. Capítulo 2

História As Cartas De Park Jimin - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Aqui está a atualização da fanfic, espero de coração que vocês gostem💗💕

Capítulo 2 - Capítulo 2


Eram exatas sete horas da manhã, Jimin havia acabado de deixar o livro de Jungkook abaixo de sua carteira, a carta estava dentro do mesmo. Logo andou até a porta saindo de sala, e de longe viu Jeon rodeado de seus amigos, e uma garota sentada ao seu lado que o encarava.

Park suspirou baixinho, talvez a carta tivesse sido uma má idéia, mas sabia que já não era mais tempo de voltar lá para desfazer o que tinha feito. Enquanto passava pelo lado do grupinho em direção a um banco afastado de todos, sentiu seu pulso ser agarrado.

O menino um pouco assustado olhou para ver quem havia o agarrado é deu de cara com Kim Namjoon, um garoto duas vezes maior que ele. Ele era um gênio, ajudava todos os alunos com as matérias, o que tornava ele um grande destaque no colégio, e claro uma porrada de gente atrás dele. Mas ele só tinha interesse em um garoto, que participava do clube de culinária do colégio de Jimin.

ㅡ Desculpe, mas você pode me soltar por favor? ㅡ A voz do loiro saiu baixa, tentando sair dali, seu rosto pegava fogo, o garoto estava claramente envergonhado.

ㅡ Espere um pouco loirinho, entra aqui na nossa rodinha. ㅡ Dessa vez quem havia de pronunciado era Yoongi, o pálido tinha um sorriso minimalista no rosto.

Então Jimin se aproximou um pouco da roda de amigos, segurando com firmeza seu suéter, era sua forma de não sentir tanta vergonha assim. O loiro só queria que o Taehyung tivesse ali consigo, mas o mesmo não iria na aula naquele dia, havia ficado doente.

O tímido devagar levantou seu rosto para olhar para as pessoas da roda, e notou que estava sendo encarado por todos, inclusive por Jungkook, o que fez o menino se sentir ainda mais envergonhado.

ㅡ Desculpa ter te puxado assim Jimin, mas soube que aquele garoto que você anda, participa do clube de culinária, você confirma isso? ㅡ A voz grossa de Namjoon deixava o garoto um pouco intimidado, mas o mesmo assentiu. ㅡ Ele conhece um tal de Seokjin?

ㅡ Jinnie e o Tae são amigos, não tão próximos assim, mas são bons amigos. ㅡ Sua voz logo foi ouvida por todos ali, vendo que seu rosto estava bem corado, e Jungkook acabou rindo do loirinho.

Yoongi logo deu um tapa no braço do moreno, que fechou a boca, parando de rir, e de certa forma tentando se desculpar com o Jimin com o olhos. Namjoon então colocou o braço sobre os ombros do menino que se encolheu cada vez mais com a proximidade.

Se Park fosse outra pessoa com certeza obrigaria com o Kim, falando que o mesmo não havia lhe dado intimidade. Mas claro, ele não era assim, sempre continuaria sendo um garoto medroso.

ㅡ Jimin, assim, você acha que seu amigo poderia me apresentar ao Seokjin? ㅡ Seu sorriso de covinhas fez Jimin sorrir levemente, pois era fofo.

ㅡ Posso conversar com ele, pode ser? ㅡ Namjoon assentiu, soltando o garoto logo depois. ㅡ Tae não veio hoje porque ele está doente, então converso com ele quando eu for na casa dele depois da aula.

Jimin havia se virado para seguir seu caminho pelos corredores, quando a voz da menina que até o momento não havia dito nada soou  em seus ouvidos.

ㅡ Que fofo, ele vai cuidar do amigo dele, certeza que ele tem interesse a mais. ㅡ Então todos ali caíram na risada, menos Jungkook que observava o garoto se distanciar com passos rápidos.

[…]

O sinal havia batido, todos estavam em seus lugares, Jimin abria seu livro e arrumava seu estojo em sua mesa, enquanto observava Jungkook de canto de olho lendo a carta que tinha sido deixada ali dentro.

Yoongi nem ao menos havia observado que o amigo estava distraído lendo algo, o menino trocava mensagens com uma pessoa através de um aplicativo, Park se perguntava como a professora não havia notado ainda.

Então sentiu alguém cutucar a sí, quando olhou para o lado era Jeon, o mesmo guardava a carta em seu bolso da jaqueta, logo após fechando o zíper da mesma, e mirando seu olhar no menino loiro ao seu lado.

ㅡ É  Jimin, você tem um lápis para me emprestar? ㅡ Park assentiu rapidamente, tirando um lápis rosa com alguns corações pintados no mesmo, e entregando ao rapaz. ㅡ Que fofo. ㅡ Deu uma risada gostosa. ㅡ Todos seus matériais são muito adoráveis, combinam com você.

Jimin então deu um sorriso pequeno, e agradecendo, voltando ao seu livro. Após terminar o dever que a professora havia dito para fazer em sala, Jimin decidiu  escrever mais uma carta para Jeon, pegou seu caderno de desenhos, e sua caneta mais bonita, começando a escrever mais um texto se declarando para o garoto da jaqueta de couro.

Quando terminou, pegou sua caixinha de lápis de cor fazendo um desenho de Jeon, assim que terminou guardou todo pegando apenas o envelope que tinha feito para a carta, a guardando lá dentro, e colocando dentro de sua bolsa para depois pensar em um jeito de entregar para ele.

[…]

As aulas da manhã passaram bem rápido na visão de Park, ele recolheu seus materiais e seguiu em direção ao refeitório, ainda teria que ir até o clube de culinária e deixar a informação que seu amigo faltou por estar doente. E claro correr para seu clube de dança, o amor do loirinho.

Jimin fazia parte do balé clássico de seu colégio, gostava de dançar, e fazer piruetas  no ar, já havia feito algumas apresentações em seu colégio, mas nada que fizesse chamar atenção de muitos alunos de seu colégio.

O garoto já havia tentado várias vezes tentar entrar para o clube de teatro de seu colégio, pois achava incrível suas atuações fantásticas, mas infelizmente nunca passará, Seulgi a líder do clube o odiava por motivos desconhecidos para sí, então por isso provalemente nunca havia passado.

Suspirou ao se sentar em uma mesa sozinho, as vezes sentia falta do amigo tagarela ao seu lado, e um grande fofoqueiro por sinal. Enfiou a primeira colherada na boca, comendo calmamente ainda tinha um tempo revelante até ter que ir fazer seus afazeres.

ㅡ Jimin. ㅡ Levou um susto ao ver Junghwa em sua frente, uma das bailarinas do seu clube. ㅡ Eu acho que não vou poder participar do ensaio de hoje, me menti em uma encrenca bem feia que ocasionou isso. ㅡ Ela levanta a sapatilha rasgada e toda enlameada.

ㅡ Junghwa!! O que aconteceu com sua sapatilha?! Você não pode faltar! Não agora. ㅡ Puxou a sapatilha que antes era rosa, e agora estava suja da mão da menina. ㅡ Quem fez isso?

ㅡ Bem, hoje eu fui chamada pelo meu amigo do clube de teatro pra ajudar ele com o roteiro, eu aceitei é fui, tava tudo bem até a Seulgi  chegar e falar um monte, de eu não poder estar ali os atrapalhando. ㅡ Colocou uma mexa de seu cabelo ruivo de trás da orelha. ㅡ Acabei batendo boca com ela, e dei um tapa na cara dela, e hoje quando peguei minha sapatilha no meu armário ela estava assim.

ㅡ Junghwa  você sabe que ela odeia a gente, não deveria ter brigado, vai ter que ensaiar descalça por mais que te machuque. ㅡ Ela assentiu leve com a cabeça, suspirando baixinho. 

Me assustei quando senti alguém se sentar ao meu lado, quando virei minha cabeça devagar era Jungkook, com sua jaqueta de couro e com um sorriso lindo no rosto, Junghwa começou a o encarar corada, não a criticava, afinal todos ali, se não a maioria tinham uma queda por ele.

ㅡ Você participa do clube de dança não é Jimin? ㅡ Voltou seu olhar para Park, que assentiu com a cabeça. ㅡ Me ensina? Chamei uma menina para o baile, e eu não sei dançar nada!

Baile, todo ano naquela época havia um, Park nunca tinha ido pois ninguém o convidava, geralmente achavam o garoto estranho ou algo do tipo, mas ver que Jeon iria com uma menina, partiu seu coração, porém de qualquer forma, era uma ótima oportunidade para ficar mais próximo do garoto.

ㅡ Claro posso sim. ㅡ Minha voz saiu baixa, mas logo ele deixou um selar em sua bochecha em agradecimento, mas após isso, abriu o zíper de sua jaqueta tirando aquele papel escrito, a carta que o loiro havia feito.

ㅡ Vocês já viram essa letra em algum lugar? ㅡ Se referiu não só a Jimin, mas também a sua amiga ruiva que até então só observava. ㅡ Queria saber de quem é, eu achei tão fofo, e amoroso.

ㅡ Nossa, parece muito a letra do… aí! ㅡ Gemeu de dor ao sentir o loiro pisar em seu pé, que olhou para a garota silibando para ela ficar quieta. ㅡ É, quer dizer, não parece a letra de ninguém que eu conheço.

ㅡ Bem eu vou descobrir, e vai que essa pessoa me mande mais. ㅡ Riu  bobo. ㅡ Tchau  moça ruiva que eu não sei o nome, tchau  Jimin.

[…]

Jimin estava sentando em um banco do colégio, enquanto massageava seus pés para ir embora, era até que muito cansativo dançar duas horas seguidas, e seus pés doíam muito mesmo.

O loirinho ainda passaria na casa do amigo para deixar-lhe sopa que ajuda muito quando se está com febre, quando levantou para finalmente ir, o Jeon aparece novamente na frente do garoto. Não que Jimin não gostasse de sua presença, mas por que ele estava aparecendo tanto para sí naquele dia?

ㅡ Vamos eu te acompanho, eu quero conversar sobre nossas aulas de dança e quando vão começar. ㅡ Sua voz era animada, e Park riu com isso, e foi ali que notou que a mochila do garoto estava aberta, então na maior descrição do mundo, pegou a carta é a colocou ali dentro, fechando o zíper da mochila logo depois.

ㅡ Temos que ver direitinho, pode ser na minha casa ou na sua, ou se preferir a gente fica mais um tempo no colégio e eu te ajudo. ㅡ Sua voz soou fraquinha de novo, como sempre era, além da vergonha tremenda  de ter Jungkook ao seu lado.

Jimin estava tão tímido e envergonhado que ao menos notou quando foi atravessar a rua e não viu um carro se aproximando, sua sorte foi que Jeon puxou o garoto que bateu de frente com seu peitoral.

O loirinho fechou os olhos, e só abriu quando ouviu a risada alta do moreno, que ainda o abraçava entre seus braços, aquilo foi uma das melhores sensações que o outro tiverá naquele dia tão turbulento.


Notas Finais


Meu Twitter - @pires_cipriano
- Minha MP está sempre aberta pra vocês -

Até o próximo capítulo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...