História As Cartas- Jikook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Amor, Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bts, Drama, Ficção, Ficção Adolescente, Jeon Jungkook, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Paixão, Park Jimin, Romance, Shoujo, Tragedia, Yaoi
Visualizações 8
Palavras 1.841
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieh, espero que gostem, favor não plagiar. Posso demorar um pouco pra postar o episódio 2 Ok? Fiquem com a Fanfiction ><

Capítulo 1 - 01: Duas mudanças em tempos diferentes.


Fanfic / Fanfiction As Cartas- Jikook - Capítulo 1 - 01: Duas mudanças em tempos diferentes.

Povs Park Jimin 


Dois anos atrás...





Eu acordei bem cedo, hoje eu irei me mudar, arrumei minhas malas até tarde ontem e por isso estou muito cansado, minha Omma me disse que iríamos nos mudar para uma casa muito linda, do que adianta beleza sendo que ela não pode preencher o vazio dentro de mim? Nem as cartas me fazem feliz como antes, a culpa? De ninguém, minha avó faleceu faz 5 dias e não consigo lidar com essa perda, ela era muito especial para mim,  quando eu viajava para a Inglaterra, eu era a pessoa mais feliz do mundo, porque eu tinha a melhor avó, ela me contava histórias, por mais que eu ficasse velho, eu amava ouvir sua voz rouca, muito fofa, dizer histórias falsas...Hoje? Jamais as ouvirei de novo, as vezes, eu acho que eu deveria acabar com a minha vida, eu só sou especial para a minha mãe e era para minha avó, mas, vou tentar seguir minha vida, bom, decidi que irei parar de usar meu dom para a escrita, antes de partir, vou escrever muitas cartas e deixar no porão, um dia, alguém vai ler elas...Eu espero estar vivo, porém a probabilidade de virem atrás de mim é pequena.

Me levanto e faço as minhas higienes matinais, logo coloco uma calça preta e um moletom vermelho, me sento na escrivaninha e abro a primeira gaveta...Bom, espero que eu me sinta melhor ao escrever minha vida...Pego muitos papéis tamanho carta e início a escrita, eu era rápido com tudo, depois coloquei todas em envelopes e suspirei largando a caneta, agora é só esconder, guardei-as numa caixa e as tampei, escrevi com um canetão: Cartas. Na tampa da mesma e a levei ao porão,voltei para meu quarto mas antes que eu pudesse respirar minha mãe abre a porta:


 Mãe do Jimin: Jimin, o café está pronto...

Jimin: Ok Omma, eu já vou, ah sim, da próxima vez pode bater na porta  ok?

Mãe do Jimin : Perdão eu me esqueci...

Jimin: Percebi...


Ela sai e eu suspiro, pois vai ser meu último café da manhã nessa casa, eu vivi nela desde que eu nasci, desde que meu pai sumiu da minha vida, desde que me conheço por gente...e agora vou partir sem mais nem menos, sem dar minha opinião sobre, eu espero que eu me acostume com a nova vida, paro de pensar por um momento e vou para a cozinha, minha mãe estava lá, sentada em uma cadeira comendo waffles com Mel, eu me sentei de frente pra ela e peguei um waffle, logo o cobrindo com chocolate.

Mãe do Jimin: Não perde mesmo esse costume de comer waffle com chocolate em vez de mel- Ela riu.

Jimin: Claro, aprendi com o...- Parei de falar pois sabia que mencionar meu pai a magoava

Mãe do Jimin: Bom, eu vou indo- Ela se levantou, droga, porque eu fui me lembrar dele, eu sou mesmo um idiota!

Comi meus waffles ainda me xingando por dentro, quando terminei, fui para o meu quarto, mas antes de entrar no mesmo, espiei minha mãe, pois a porta de seu quarto estava aberta, como é de se esperar, desatando a chorar, este é seu estado, me perdoa mãe...

Entrei em meu quarto e peguei as malas, as levei para a sala e me sentei no sofá, puxei o celular do meu bolso e liguei o mesmo, faltavam duas horas, minha Omma pensou como eu e desceu com suas malas também, ela sorriu para mim, eu sabia que esse sorriso era porque ela sabia que eu a vi chorar, sorri fraco pra Ela e voltei minha atenção para o celular, abri o chat, apenas uma mensagem do meu melhor amigo, Yoongi, ele sempre esteve comigo quando precisava e muitas vezes as cartas que eu escrevia eu enviava para ele, ele as guardou com muito carinho, pois gosta da forma como escrevo, olho para o seu contato com o número 1 indicando uma mensagem por um tempo, decido abrir a mesma depois, suspiro e abro o YouTube, entrando no vídeo do meu canal favorito, o tempo passa e minha mãe aparece de novo na sala porém dessa vez mais arrumada e apressada, olho o horário e restam vinte minutos.

Mãe do Jimin: Vamos Jimin?

Jimin: Claro.- Coloco o meu celular no bolso e pego minhas malas.

Mãe do Jimin: O caminhão de mudanças leva as coisas pra casa daqui quatro horas, enquanto isso você pode ir conhecer seus vizinhos...

Jimin: Tá, ou eu vou pra casa do Yoongi que é lá perto

Mãe do Jimin: Acho melhor conhecer os vizinhos porque soube que tem três garotos lá da sua escola que serão seus vizinhos.

Jimin: Ok...- Resmungo saindo de casa 

Colocamos as malas na parte de trás do carro e partimos para a nova casa, a ex dona da mesma nos aguardava ansiosamente com um sorriso no rosto, ela parece bem jovem para ser dona daquela casa, logo percebo uma outra mulher, porém mais velha se aproximar da jovem, acho que a moça era filha da mulher que chegou depois.

Eu desci do carro primeiro e a jovem me encarou com um sorriso, ela era sim bonita, mas se algo acontecesse entre nós, ela aceitaria o fato de eu ser Bissexual? Enfim, pouco me importei, a mãe dela veio me abraçar dizendo:

??: Você deve ser o Park Jimin, tua mãe falou tão bem de você, esta é Jennie minha filha que tem sua idade! Essa casa era nossa mas nos mudamos para a da frente.

Jimin: Sou sim o Jimin, prazer. Como é o seu nome?- Pergunto assustado

Ah Ra: Sou a Ah Ra, prazer meu jovem, vou deixar você conhecer a Jennie, eu levo suas malas ok?- Ela disse quase me jogando pra cima de sua filha

Eu estava próximo demais de Jennie e eu e ela coramos ao mesmo tempo.

Jimin: Perdão- Digo me afastando

Jennie: Não liga pra minha mãe, ela me faz ficar envergonhada quase sempre...

Jimin:Tudo bem, eu sou o Jimin

Jennie: Prazer, tenho 15 anos.

Jimin: eu também, legal...Morava nessa casa certo?

Jennie: Sim.

Jimin: É legal viver aqui?

Jennie: É, mas eu tenho a impressão que seus dois vizinhos de lado e o meu vizinho novo, já que me mudei pra casa de frente pra sua, não gostam de mim.

Jimin: Por que?

Jennie: Eu não sei...

Nossas mães entraram então Jennie as seguiu, decidi conhecer os meus vizinhos. Bati na porta da casa ao lado da de Jennie e um garoto de cabelos vermelhos atendeu a mesma.

??: Oi?

Jimin: Eu sou o Park Jimin, moro naquela casa- aponto pra mesma- sou o seu novo vizinho e já que você é da minha escola queria saber se posso te conhecer..

??: Claro! Prazer eu sou o Jung Hoseok, mas pode me chamar de Hoseok ou J-Hope ou Hobi ou como preferir, entre- Ele diz sorrindo e abrindo passagem pra mim.

Eu entrei em sua casa e ele logo fechou a porta.

Jimin: Bela casa.

Hoseok: Minha mãe está trabalhando então eu fico sozinho, mas as vezes o Namjoon e o Jin vem pra cá, são os seus vizinhos de lado.

Jimin: Ainda vou conhecer eles.

Hoseok: Se você quiser eu posso os chamar pra vir aqui, pode ser?

Jimin: Se não tiver problema...

Hoseok manda uma mensagem para os mesmos que chegam logo depois.

Hoseok: Entrem, o garoto que eu disse que é vizinho de vocês está aqui- Ele disse abrindo a porta.

Dois garotos entraram.

Jin: Eu sou o Jin, você deve ser o Jimin certo?

Jimin: Sim, prazer.

Namjoon: Sou o Namjoon mas pode me chamar de Nam.

Jimin: Ok!

Hoseok: Está em que série? 

Jimin: primeiro ano do colegial, eu sou da escola de vocês!

Hoseok: Legal, eu vou me mudar pra tua classe, porque na minha está dando problema, agora não vai ser tão ruim porque eu te conheço, Enfim, Namjoon e Jin estão no segundo.

Nam: Somos da mesma classe- Ele diz abraçando o maior.

Jin: Me solta cacete!

Eu e Hoseok fomos da cena, e assim eu passei a tarde, na casa dos meus novos amigos.






Povs Jungkook 


Atualmente (dois anos depois)



Abri meus olhos com pressa, era hoje! Eu me mudaria para Seul, me levantei e peguei minhas coisas, eu já havia comprado os móveis da casa nova então uma pessoa já a arrumou para mim, estava tudo pronto para quando eu chegar lá, escovei meus dentes com pressa e fiz minhas necessidades, vesti uma camiseta branca e coloquei uma jaqueta jeans clara por cima, coloquei uma calça de moletom cinza e uma botina, penteei meus cabelos e fui para a cozinha, peguei uma torrada e enfiei na boca enquanto ligava meu celular e pegava a caixa de leite.

Irmã do Kookie: Que pressa- Ela diz chegando na cozinha e comendo uma bolacha.

Kookie: Faltam quarenta minutos pra eu pegar o ônibus.

Comi tudo e me despedi dela e da minha avó aos choros, peguei minhas coisas e fui correndo para a rodoviária, ofegante, mostrei meu bilhete ao motorista e entrei no ônibus, colocando minhas malas no lugar indicado, me sentei ofegante em um banco vazio. O ônibus estava pouco movimentado, havia eu e mais duas pessoas apenas, peguei meu celular e enviei uma mensagem ao meu melhor amigo que já havia se mudado pra lá duas semanas antes que Eu, cursariamos a mesma coisa na mesma universidade, ele era Kim Taehyung, eu adorava ele.

Perguntei se ele estava bem e o mesmo disse que sim, depois eu dormi e acordei já na rodoviária de Seul, abri um sorriso de felicidade e peguei minhas coisas, desci correndo do ônibus e peguei um taxi, paguei o motorista e desci, minha nova casa...Entrei na mesma e olhei  deslumbrado para o interior decorado da mesma, eu estava muito feliz, tudo foi decorado como eu pedi, subi para o meu quarto e logo desfiz as malas, fui para a cozinha e percebi que eu precisava comprar comida, abri minha carteira e notei que havia o suficiente ali, fui para o centro e entrei em uma cafeteria, me sentei sozinho enquanto aguardava alguém me atender, a porta se abre e Taehyung entra, Eu o olho animado.

Tae: Jungkook? Mas já veio comer?

Kookie: Eu estou com fome, sente-se - Eu digo apontando para o acento vazio na minha frente.

O mesmo se senta e sorri.

Tae: Sabe o que vai querer?

Kookie: Como sempre, Capuccino.

Taehyung chamou uma moça de cabelos ruivos que veio sorrindo até nós.

Lisa: O que vai querer Tae Tae?

Tae: Um Expresso e um Capuccino por favor, eu pago.

Lisa: Ok, trago em dez minutos, ah Sim, obrigado por ter me deixado passar a noite na sua casa ontem, você foi muito bom pra mim

Tae: Ah É, gostaria de sair comigo hoje a noite? Eu só vou ter aulas semana que vem, se quiser, eu te busco na sua faculdade.

Lisa: Quero Sim, eu saio as 21:00

Tae: Ok

Ela sai sorrindo e eu olho para o mesmo.

Kookie: Dormir? Só Dormir?

Tae: Me poupe Jungkook, ela só dormiu mesmo, desde que vim pra cá eu frequento esse café todos os dias porque eu me apaixonei por ela assim que a vi

Kookie: E pelo jeito ela também gosta de você.

Tae: É...eu espero.

Fomos servidos por ela e novamente eu fiquei de vela, comemos tudo e no final das contas, eu não fui para o mercado, pelo jeito, eu iria comer pizza a noite.





Notas Finais


Foi isso gente, espero que tenham gostado, novamente, não plagie pois é crime, feito por mim, beijos ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...