História As cores do Vento - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabelo, Headspace, Lauren Jauregui
Visualizações 30
Palavras 462
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo


A luz do sol incindia sobre a copa das árvores ao redor da clareira.
Raios tocam nossas peles, nos esquentando por dentro e fora, incidindo sobre meus olhos, me fazendo apertá-los para ver a diante.
O cheiro é a mistura exata de terra molhada e grama fresca, com toques amadeirados dos enormes salgueiros ali próximo.
- Vem, Lolo! - ouço a voz doce, se propagar por entre a clareira
Forço meus olhos a verem, na direção dos raios solares.
Seus cabelos sacodem com o vento, chicoteado em suas costas pequenas, levados no mesmo compasso e direção que a relva verde e alta, recém molhada pela chuva da noite passada
A saia preta, se move ao seu compasso, deixando partes demais de suas lindas e fartas coxas, me fazendo ter pensamentos impróprios com minhas mãos naquele local.
Corro atrás dela, incansavelmente.
Por alguns segundos, só consigo ver sua silhueta e em segundos, seu sorriso, brilhante e ofuscante. O meu preferido.
- Não são lindas? - pergunta com calma, olhando ao nosso redor enquanto corre
- O quê? - grito abobalhada para sua beleza
- As cores!
Paro devagar e olho em volta. Não há tantas cores no outono texano, há?
Sinto suas mãos pequenas em minha cintura e sua cabeça entrando no vão de meu pescoço. Me arrepio indubitavelmente quando sua respiração quente toca minha pele desnuda
- São só cores baby... Iguais - digo, a abraçando com calma, trazendo seu pequeno corpo pro meu, onde ele pode facilmente se fundir
- Não Lolo... - resmunga frustada contra meu pescoço e a ouço sugar a própria língua, sentindo falta da chupeta que ficara em casa - As cores do vento - me explica
Preciso, realmente, olhar em volta e constatar que, não há nada além de verde escuro opaco, marrom, dourado e cinza. Apenas as cores de um outono em uma fazenda típica do Texas.
- Não vejo nada Camz, nada mesmo - digo dando de ombros
Ouço seu muxoxo ainda mais frustado
- Mais tem sim Lo! As cores! Cores do vento! - grita repentinamente feliz e então me larga
A vejo correr pelo campo, girando, gargalhando e cantando algo que não reconheço
Sorrio sem me conter, ela é tão linda e Deus, estou tão apaixonada por ela
- Você pode colorir com elas Lolo! - grita em meio a risadas infantis - Colorir com as cores do vento!
Dou risada sem entender
Eu posso recolorir o céu pra você baby, e as estrelas e os oceanos.
Eu posso pintar as nuvens de rosa e todos os peixes de vermelho. Eu posso fazer o sol ser verde e a lua dourada.
Eu posso recolorir o mundo
Nós podemos colorir o mundo
Vamos colorir o mundo baby, eu e você, você e eu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...