História As Crônicas de Nárnia - A Filha de Hogwarts - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas de Nárnia, Harry Potter
Tags Aventura, Crossover, Femslash, Harry Potter, Nárnia
Visualizações 3
Palavras 702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Fantasia, FemmeSlash, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Cerimônia e Reconciliações


Antes porém, que Antares pudesse ler um pouco, Slughorn, seu diretor de casa apareceu convocando todos para assistirem a cerimônia de abertura do evento. O campo de quadribol fora magicamente ampliado para acomodar o público que veio assistir. Grandes nomes da comunidade bruxa estavam presentes dentre todo o povo. Um show de música seguiu-se.

Beauxbatons exibia seu lindo balé local, que fora substítuido logo em seguida pelo carnaval de cores de Castelo Bruxo. Contrapondo as cores, os tons escuros de Durmstrang vieram numa arrepiante apresentação de heavy metal.  Os alunos de Hogwarts apresentaram música clássica, o que podia parecer entediante, mas as demonstrações de magia e os acordes da Tocata e Fuga em Ré Menor abriram o caminho perfeito para o pop animado e a diversidade de Nárnia encerrar o show.

Houve um pequeno intervalo, que seria para dar um tempo para todos se acalmarem e Hermione pudesse declarar a abertura, mas Bellatrix quebrou o protocolo e ao mesmo tempo que Hermione levantou-se da tribuna de autoridades, a rainha invadiu o palco e segurou o microfone com os olhos marejados. Os aurores que faziam a segurança quiseram retirar a rainha, mas Minerva os parou firmemente.

-Deixem-na! -Vociferou a diretora-

-Eu gostaria... de dizer algumas palavras... -Ela suspirou e fez uma pequena pausa antes de prosseguir.- Primeiramente, eu gostaria de agradecer a alguém que me permitiu ter acesso a conhecimentos mais profundos sobre mim mesma e a chance de estar aqui agora. Abandonar atitudes erradas e me relembrou, após anos de trevas, o que é o amor materno. Eu serei eternamente grata a você, senhora Molly Weasley!

Houve choque em toda a arena. Molly ficou surpresa, mas podia reconhecer a veracidade na voz da rainha. Ela soriu maternalmente.

-E Ginevra... quero dizer que você já era uma jovem muito forte, e tenho esperanças de que manteve isto. Talvez eu possa arriscar confirmar isso algum dia. -Ela riu, buscando descontrair um pouco.- Claro, que não devo me demorar com essa quebra de protocolo, mas senti que esta era a hora de buscar a renovação plena de tudo o que já houve. 

Bellatrix bateu duas palmas e duendes narnianos apareceram desenrolando... a tapeçaria da família Black. Os Tonks e Malfoys adicionados e Andrômeda e Sirius restaurados.

-Por que eu tenho um coração rosa? -Perguntou Antares-

-Digamos que Bella é bem irreverente, até mesmo quando demonstra carinho -Respondeu Draco, abraçando a filha.-

-Cissy, Andie... que tal deixarem de ser frouxas e virem aqui para um abraço? É hora de deixar para trás o passado e reconstruir o amor que sempre nos uniu.

De lados opostos da arena, Andrômeda Tonks e Narcisa Malfoy abraçaram Bellatrix de Charn, mas sentiam-se no fundo, apenas as três garotas Black. Sem trevas, ideologias ou casamentos arranjados. A cena emocionava a todos.

-Eu... senti muito a falta de vocês... e só agora me sinto feliz. -Disse Andrômeda-

-Não se faz um triângulo com dois traços, certo? -Respondeu Bella.-

-E você é maluca, leãozinho. 

-Não sou Antares, Cissy.

Bellatrix então finalizou sua fala.

-Eu só gostaria de dizer aos três amores da minha vida: Jadis, Antares e Leonardo que vocês são essenciais pra mim e tudo que conquistei hoje, eu devo a vocês, que sempre acreditaram em mim e estiveram aqui em todos os momentos. Só tenhoa dizer: Obrigada.

Bellatrix saiu do estádio, de mãos dadas com as irmãs e voltou para a tribuna de autoridades, aconhechegando-se nos braços de Jadis, visivelmente chorando. As reações foram das mais variadas.

-Devo admitir que ela tem estilo. -Reconheceu Sirius, virando-se para os Potters.-

-Sim, e humildade. Nunca esperei que fosse agradecer por ter perdido uma batalha. -Respondeu Molly-

-Bonito. Nem ao menos uma menção a mim nem a estes velhos amanteigados. -Brincou Snape, na tribuna de autoridades-

-Snape, se você não fosse um amigo tão querido eu o transformaria num calango. -Respondeu Merlin.-

Hermione buscou manter a compostura, mas acabou confusa demais para um grande discurso, limitou-se a dizer:

-Declaro aberto o Torneio Pentágono.

E saiu, com seriedade, querendo organizar as ideias enquanto as festividades continuavam. Iriam organizar o estádio para a primeira prova e prender os dragões. Ela foi cumprir seu dever de supervisionar tudo e garantir que tudo saísse com a absoluta perfeição.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...