História As Crônicas de Sarada Uchiha - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Araya, Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Himawari Uzumaki, Inojin Yamanaka, Metal Lee, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shinki, Yodo
Tags Boruto, Comedia, Mitsuki, Sarada, Shinki
Visualizações 29
Palavras 2.664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Feriadão na Praia (Parte 2 final)


Então eu, Shikadai, Shinki e Boruto fomos catar manga. Chegamos na frente da mansão do gordão vizinho do Shinki e avistamos o gigante pé de manga, tava repleto de mangas rosas prontas para serem cotadas e decoradas. Hmmmm amo manga.

_ Tá legal parece que ele não tá em casa. _ disse Shinki olhando pelo portão.

_ E aí? Como a gente faz? _ perguntou Boruto.

_ Pular o muro, meninão. _ respondeu Shinki.

_ Nem pensar! Não vou pular muro porr nenhuma. _ disse Shikadai.

_ Então fica aí, bunda mole. _ disse eu.

_ Hey! _ reclamou Shikadai. _ eu vou.

_ Hey Shinki! Seu vizinho não tem cachorro não? _ perguntei.

_Acho que não. _ respondeu ele. 

_ Acha? _perguntou Shikadai.

_ Ué eu nunca ouvi latidos daí não! _ explicou Shinki.

_ É bom que não tenha porque se eu levar mordida de cachorro nesse feriadão eu te mato, falou? _ respondi.

_ Relaxa maninha e confia. _ respondeu ele.

Shinki foi o primeiro a se pôr pra pular o muro.

_ Alguém faz um calço pra eu pular por favor. _ disse ele com as mãos na cintura.

_ Vai Boruto!. _ reclamar Shikadai e os dois fizeram calço pro Shinki subir no muro. Shinki subiu e ficou sentado lá.

_ Agora vem, o próximo. _ disse ele sentado. Eu fui e subi no muro. Shinki do muro foi direto pro pé de manga.

_ É bom que os dois fiquem aí mesmo. Vamos jogar as mangas pra vocês. _ eu disse e pulei no pé

_ Melhor assim. _ disse Shikadai aliviado.

Eu e Shinki começamos a catar as mangas. O pé tava cheio. O que custava aquele velho pão duro dar umas manguinhas pra galera?

Eu e ele jogávamos pra Boruto e Shikadai e eles iam colocando num saco plástico que pegamos na cozinha.

Latidos foram ouvidos. Era. Rotwailer preto e babando embaixo do pé. Pânico.

_ Que porra é essa? _ disse Shinki.

_ Um cachorro, um cachorrão! Se é que esse monstro pode ser chamado de cachorro! _ disse eu.

_ Que merda eu jurava que aqui não tinha cachorro! _ disse Shinki.

_ É, mas tem! Um enorme e faminto. _ disse eu.

O cachorro latia pra cacete e alto.

_ Cala a boca vira lata! _ gritei pro cachorro e ele rosnou pra mim.

_ Para Sarada, não xinga o bicho que ele fica pistola de vez. _ disse Shinki.

_ O que foi Rufus? _ disse o gordão lá de dentro. _ Tem alguém no portão garoto?

_ Agora fudeu! O dono da casa! _ disse eu.

_ O jeito é subir mais e se esconder lá em cima do pé. _ disse Boruto lá de fora.

Eu e Shinki subimos lá pra cima onde tinha várias folhas e dava pra se esconde bem. Eu fiz um sinal com a mão pra Boruto e Shikadai irem embora com as mangas e eles saíram correndo pra casa do Gaara.

O senhor veio até o portão pra ver se tinha alguém e eu e o Shinki prendemos a respiração.

_ Não tem ninguém seu malandrinho. Isso é fome Rufus? _ disse o véio pro cachorro e levou o monstrinho lá pra dentro com ele.

Eu e Shinki bufamos aliviados.

Descemos do muro do coroa e saímos correndo no desespero. Encontramos Boruto e Shikadai no quarto do Shinki chupando manga.

_ Onde cês tavam? _ pergunta Boruto com a boca toda suja de manga.

_ Tentando fugir. Esperamos o barrigudo entrar com o cachorro pra poder sair. _ disse eu.

_ E aí? _ disse Shikadai.

_ Nos safamos! O véio n viu a gente lá e levou o cachorro pra comer. _ respondeu Shinki.

Eu e Shinki sentamos no chão do quarto junto a eles.

_ Como tão essas mangas ai? _ perguntou Shinki.

_ Muito docinhas, uma delícia de manga. _ disse Shikadai.

Nos chupamos as mangas e depois descansamos com o bucho cheio. 

Voltamos pra praia, eram cerca de 3:50 da tarde.

Sentamos na areia, observando o mar.

_Que mar lindo! _ disse eu.

_ Bem que podia ter um mar na nossa cidade. _ dias Boruto.

_ Há Boruto, um mar não é que nem um shopping que pode abrir em qualquer lugar. _ respondi.

Consegui ver de longe o grupinho parafinado vindo em nossa direção de novo.

_ Ih, ó quem vem lá. _ disse eu.

_ Ah não! Lá no bairro é a Yodo, aqui, esses surfistas maconheiros. Nunca estamos livres desses oxigenados. _ disse Shinki.

_ Eles tão vindo pra cá, galera. _ disse Shikadai.

_ Ora, ora, quem tá aqui! Os surfistas amadores. _ disse o loirinho 1.

_ Cara, vai procurar o que fazer! _ disse Boruto.

 _ É! Se você não percebeu ainda seu retardado... Não.Somos.Sufistas! _ falei pausadamente.

_ Isso deu pra notar! Mal sabem pegar numa prancha. _ disse o loirinho 2.

_ Isso por que a gente não é surfista seu mongolóide. Vai encher o saco de outro, falou? _ disse Shikadai.

_ É bom o grupinho ficar bem longe do nosso pedaço, ou vão se arrepender. _ disse ele.

_ Cara, você já disse isso hoje! Para de repetir! Agora some, vaza! _ disse Boruto.

_ Valeu! _ disse ele

Achei estranho que o Shinki não disse nada pra esses caras... Nenhum desaforo. Olhei pra ele e ele tava de olho na bunda da loira que estava com eles.

Ahhhh esses garotos.

_ Shinki! _ gritei pra ele e estalei os dedos.

_ Que foi Sarada, eu hein! _ disse ele irritado.

_ Você por acaso viu o trio de idiotas tentando zoar a gente. _ perguntei.

_ Tava mais preocupado com a loirinha gostosa que tava aqui. _ respondeu ele sorrindo.

_ Pensando bem, ela é uma coisinha. _ disse Boruto.

_ Também achei. _ respondi Shikadai.

_ Quem dera se ele fosse na festa do prefeito hoje. _ disse Shinki.

_ Ih, gamou na loira. _ disse Boruto

_ Gente, por falar em festa a gente tem que se arrumar , começa às seis. E na casa só tem três banheiros pra todo mundo! _ eu disse.

Saímos correndo pra pegar os banheiros primeiros.

Às seis já dava pra ouvir músicas altas vindo da beira da praia. A festa tinha começado. Ahhhhhhhh, como eu amo festa!  Pode ser a menorzinha possível, eu amo uns sacodes!

Tava num quarto de hóspede com minha mãe, tia Hinata e Himawari. Estávamos nos maquiando. Eu tava com um vestido branco curto e justo com um tênis branco, já que a festa era na praia eu queria algo bem confortável. Minha mãe tava com um preto e tia Hinata um azul, mas elas tava de sandálias rasteiras. E Himawari com seu vestido florido de criança, tava bom demais pra pirralha.

Eu desci, os meninos tava lá embaixo brincando de bater uns nos outros. Estavam com aquelas casacos iguais sem graça de capuz e tênis Boruto e Shikadai de calça jeans e Shinki de calça preta. Enfim, coisa de homem.

A Tia Temari já tava pronta lá embaixo a muito tempo, ela era do tipo mulher prática que detesta frescuras. Mas ela estava linda também com um vestido longo e sandália rasteira.

Os homens da casa já tinham saído pra festa pra pegar as melhores mesas pra gente e juntar pra ficarmos todos juntos.

Eles me olharam de cima a baixo.

_ Sarada, você tá linda hoje. _ disse Boruto.

_ tá mesmo. _ concordou Shinki.

_ Hoje? Quer dizer que estou bonita só hoje, nos outros dias não? _ eu disse de brincadeira.

_ Claro que está, você está linda sempre meu bem.  _ disse Shinki.

_ Quem bom saber! _ respondi de olhos fechados.

_ Vamos logo pra essa festa que eu quero ver se aquela loirinha está lá. _ Disse Shinki.

_ Cê acha mesmo que aquela garota vai te querer? Ela tava zoando a gente hoje a tarde. _ eu respondi. Não sei o que o Shinki viu naquela baranga.

_ Eu vou tentar a sorte. _ respondeu ele.

Nós fomos para a festa do prefeito e para tudo! Aquilo era coisa de outro nível meu bem! Cheio de gente bonita e rica. Comida pra caralho. E as músicas  não  eram de velho  brega. E cada gato! Hoje eu ia me dar bem sim.

Vi um cara alto e lindo passar por mim sorrindo eu pisquei pra ele.

_ Ahhhh, vocês viram esse deus grego passar por mim? _ disse eu pros meninos.

_ Sarada mal chegou já tá sendo xavecada, tá podendo hein. _ disse Shikadai.

_ Pois é meu amor, quem pode, pode. _ respondi.

_ Shinki, olha lá, a loira que você tava atrás! Não é que ela veio mesmo! _ disse Boruto.

_ Eu vou lá, jogar meu charme pra ela. _ disse Shinki e saiu.

Boruto e Shikadai se arrumaram com umas minas na festa e foram dançar na areia.


_ Com licença, gata. _ disse o moreno alto com a voz grave. Até me arrepiei lol.

_ Oi! Tudo bem? _ disse pra ele.

_ Tudo ótimo, então... Posso te pagar uma bebida? _ disse ele.

_ É claro! _ eu disse e nós saímos pro balcão.

_ O que gostariam de beber? _ pergunta o bartender.

_ Pode ser um drink de morango sem álcool. _ disse eu.

_ Eu vou acompanhar a senhoria aqui. _ disse ele.

_ Então... Você não bebe álcool? _ pergunta ele.

_ Não, tem gosto de inseticida, aliás eu já fiquei de porre passei vergonha numa festa e de uma ressaca miserável e não pretendo passar por isso de novo. _ respondi.

Ele caiu na gargalhada.

_ Você é engraçada. _ disse ele. _ álcool realmente te cheiro de inseticida, agora o gosto eu não sei. E ficar de ressaca também não é bom. A partir de hoje, vou beber menos graças a você.

_ Você é daqui? Qual sua idade _ perguntei.

_ Não, eu sou do centro, vim passar o feriado com meu pai. Tenho 17.

_ Você mora com sua mãe?

_ Sim. São divorciados. Meu pai é o prefeito. _ o quêeeeee? Eu tava flertando com o filho do prefeito. Que ma-ra-vi-lha.

_ E você?

_ Sou do leste. Eu tenho 15 anos recém completados, também vim pro feriadão. O pai do meu melhor amigo tem uma casa na praia e juntamos todos os amigos e viemos nos divertir juntos.

_ Legal.

Ficamos conversando até que rolou um clima e nós ficamos. Esse feriadão estava melhor impossível.

Depois de beijar muito aquele gato fui me reunir com meus amigos. Sentamos na mesa. Tinha a mesa dos adultos e nossas mães pegaram outra mesa pra os adolescentes ficarem.

_ Ei... Quem era aquele que você tava beijando lá? _ perguntou Shinki tomando um drink de laranja.

_ O João, filho do prefeito da cidade. Ahhhh. _ disse sorrindo.

_ Ele já foi? _ perguntou Shinki.

_ Sei lá, Só sei que já me dei bem nessa festa. Peguei o mais gato, mais gentil, um cara mais velho e rico. Isso eu faço questão de escrever no meu diário ridículo.

_ Tá bom, mas gato que eu não tem, e peguei a loirinha. _ disse Shinki.

_ Uh tá se achando. _ disse Boruto._ então parece que ninguém ficou no zero a zero. Porque eu e o Shikadai fixamos com as garotas que estávamos dançando.

_ Como é que foi pegar a loira baranga? _ perguntei a Shinki.

_ Baranga e você, Sarada. Ela é a mais linda daqui, foi difícil no início, ela me xingou de pirralho e disse que não tinha chance nenhuma. Mas no fim, não resistiu aos meus encantos. _ disse Shinki. Tava se achando esse moleque.

_ Pegou o telefone cara? _ perguntou Boruto.

_ Não. Pra quê também, ela nem mora no país. Mas valeu a pena... _ ele disse olhando pro céu.

_ Tá bom, chega de sonhar acordado com essa loira Shinki, e vamos dançar na areia. _ eu puxei ele pra dançar e Boruto e Shikadai vieram atrás. Nos quatro tiramos os sapatos e fomos dançar na beira do mar. Foi tão divertido. Nada melhor do que ficar com seus amigos homens. As vezes são infantis e idiotas mas são sempre legais e divertidos.

Lá pras três da manhã voltamos da festa. Tia Hinata e tio Naruto estava na sala deitados no chão puxando um ronco. Deviam ter bebido além da conta, nem os sapatos eles tiraram. Então eu, Shikadai, Boruto e Shikadai nós jogamos nos sofás de sapatos e tudo. E dormimos lá mesmo. Nem vi onde estavam meus pais nem Temari e Shikamaru.

No dia seguinte, segunda feira,  feriado, nada melhor que uma segunda feira feriado, acordei de 9 da manhã. Não tinha ninguém mais na sala. Ouvi vozes da cozinha e fui até lá. Nossos pais estavam conversando e aprontando o café da manhã.

_ Sarada querida, vai tomar um banho, tirar essa roupa de festa pra tomar café. _ disse minha mãe.

_ Cadê os meninos? _ perguntei coçando os olhos.

_ Estão tomando banho. Quando um deles sair, você entra. _ disse minha mãe.

_ Ok. _ respondi e me joguei no sofá.

Vi Shinki descer às escadas.

_ Bom dia, Saradinha. Sonhou muito com o Joãozinho pelo visto. _ disse ele.

_ Ô. _ respondi. _ E você deve ter caído da cama sonhando com a loirinha 

_ Sim, com certeza. O banheiro tá livre se quiser ir. _ ele disse.

_ Valeu, vou mesmo. _ subi as escadas e fui tomar banho.

Depois fui pra cozinha, os meninos estavam lá com aquelas brincadeiras idiotas de homens e tal.

_ Parem com isso já. _ disse eu chegando e sentando na cadeira ao lado de Shikadai que ficamos de frente pra Boruto e Shinki.

_ Sim mãe. _ brincou Shinki.

_ Tô morrendo de fome. _ eu disse pra eles.

_ Sobrou alguma manga de ontem? _ perguntou Boruto.

_ Que nada, detonamos o saco todo ontem! Tinha bem umas 15 mangas. _ disse Shikadai.

_ nem me fale, minha barriga ficou inchada mas valeu a pena, que delícia aquelas mangas. _ disse eu.

_ Daqui a pouco vamos voltar pra casa. E pra escola. _ disse Boruto.

Bufamos.

Que tristeza!

Eram cerca de duas da tarde quando partimos pra casa. Dessa vez eu dormi o caminho inteiro. Acordei já de noite eram sete e meia, na minha cama. Provavelmente meu pai me carregou. Nem me despedi dos meus amigos. Levantei e peguei meu celular. Entrei no grupo e mandei a mensagem.

Sarada: "Foi super divertido passar esse feriadão com vocês galera! Temos que fazer isso mais vezes! Boa noite"

Shikadai: também achei maneiro. Concordo. Boa noite.

Shinki: também adorei roubar mangas com você amiga, a gente se vê na escola. Boa noite agora vou dormir que tô quebrado.

Mitsuki: amanhã quero todos os detalhes! Nem pude ir tô puto. Mas meu feriadão foi ilario, fui visitar meus avós no asilo, tenho uma história divertida pra contar amanhã. Boa noite.

Boruto: Nosso feriadão foi foda, garanto que o seu também, Mitsuki. Amanhã quero saber tudo. Buenas Notches.

Querido diário idiota.

Nesse domingo e segunda fomos pra casa de praia do Gaara. Foi super divertido. Primeiro tivemos uma viagem de quatro horas dentro do carro. Minha mãe e meu pai cantando músicas dos anos oitenta foi a melhor parte. Apostamos corrida com tio Naruto e Tia Hinata além do Gaara, Temari e Shikamaru. Nossa família perdeu e então tive que pagar de contos para cada um de meus amigos. Chegando lá fomos surfar na praia. Mas obvio que foi um desastre. Não sabemos surfar. Teve até birra de um grupinho de surfistas da Austrália. Um bando de pentelhos se quer saber. O Shinki ficou gamado na loira. Uma baranga se quer saber. Não vi nada demais nela. Eles tentaram intimidar a gente mas tomaram naquele lugar. Depois disso fomos roubar mangas no vizinho. Estava tudo bem até o pulguento do dono da casa denunciando a gente pro dono. Mas eu e o Shinki conseguimos se esconder na árvore até o dono entrar em casa. Depois passamos a tarde conversando e chupando a s mangas que roubamos do vizinho do Shinki. Mas de noite foi a melhor parte. Teve uma puta festa do prefeito da cidade. Teve comida de graça pra caralho, gente bonita pra cacete. E eu fiquei com um cara que era um sonho. O filho rico do prefeito. Ele pagou drinks pra mim. Bebidas eram pra pagar. E ele pagou todas pra mim. Depois fui dançar na areia com meus amigos malucos. Dormimos de três da manhã e voltamos as duas da tarde. Foi um fim de semana super maneiro. Temos que ir de novo ano que vem. Boa noite Orochi







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...