História As desilusões do amor- Bughead e Varchie - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Alice Cooper, Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Chuck Clayton, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "FP" Jones II, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Hal Cooper, Jason Blossom, Josephine "Josie" McCoy, Kevin Keller, Marmaduke "Moose" Mason, Melody Valentine, Polly Cooper, Reginald "Reggie" Mantle, Trev Brown, Valerie Brown, Veronica "Ronnie" Lodge
Tags Bughead, Riverdale, Varchie
Visualizações 243
Palavras 1.043
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O último por hoje, mas acredito que um dos mais esperados. haha

Capítulo 10 - Você está bêbado?


Fanfic / Fanfiction As desilusões do amor- Bughead e Varchie - Capítulo 10 - Você está bêbado?

A tarde de Archie e Verônica foi bem agitada, mas não seriam as únicas pessoas a terem um começo de noite agitados...

 ..........................................................................................................

Alô? - Diz Betty coçando os olhos em questão do sono, afinal ela já estava quase indo dormir.

Você não sabe como ter que deixar você hoje com aquele ruivo acabou comigo - Dizia a pessoa do outro lado da linha, se atrapalhando um pouco com as palavras.

Jughead? Você está bem? Você está bêbado? - Pergunta Betty agora preocupada.

Você é linda Betty, quando você sorri... eu poderia ficar olhando o seu sorriso o dia todo - Diz Jughead sorrindo do outro lado da linha.

Jug, aonde você está? sério, eu estou indo te buscar - Diz Betty enquanto tentava trocar de roupa sem soltar o telefone.

E me levar para aonde Elizabeth? A sua mãe me odeia por eu ser quem sou - Dizia Jughead agora um pouco alterado.

Eu vou te levar para a sua casa Jughead, vamos me diga aonde você está - Perguntava Betty cada vez mais preocupada.

Você vai para a minha casa? - Perguntava Jughead agora um pouco mais calmo.

Vou te levar Jug, mas vamos me diga aonde você está - Dizia Betty já impaciente, ela já estava pronta só faltava ter essa informação.

Eu estou na boate do leste Betty, mas eles insistem em não me deixar entrar pelo fiasco da outra noite - Diz Jughead agora com a voz engraçada por ter feito uma careta do outro lado da linha.

Ok Jug, estou indo para ai, então não saia dai - Disse Betty antes de desligar a ligação e ir direto para o seu destino: Jughead Jones.

Chegando lá...

Jughead, meu deus - Diz Betty se aproximando do menino que estava atirado no chão do lado de fora da boate.

Betty, é um sonho ou é você? Na verdade você é o meu sonho - Diz Jughead olhando para a garota que estava na sua frente tentando o levantar.

Como você veio parar aqui Jones? - Diz Betty agora conseguindo levantar o garoto, fazendo ele se apoiar nela.

Eu transei com a Jennifer Betty - Dizia Jughead com a língua enrolada - mas enquanto ela gemia o meu nome, eu só conseguia pensar no seu e no seu rosto - Dizia Jughead sacudindo a cabeça como se tentasse tirar aquilo de sua mente - Isso é uma droga Elizabeth, nós não podemos ficar juntos, mas eu quero - Jughead disse logo após parar de andar, fazendo com que Betty pare também.

Vamos Jughead, você não sabe o que está falando, amanhã não vai nem se lembrar disso - Disse Betty mordendo o seu lábio inferior, beijar Jughead sem ele se lembrar no outro dia era algo tentador, ainda mais depois de ouvir que ele transou realmente com Jennifer aquela não era uma informação que há fazia feliz.

Por favor Betty, talvez se a gente se beijar eu consiga esquecer esses pensamentos loucos que estão na minha mente - Diz Jughead suplicando um beijo da garota.

Jug, a gente não pode - Dizia Betty olhando o chão.

Eu sei, tudo ao nosso redor diz isso, mas e o que você me diz? Um beijo para finalmente esquecer? - Diz Jughead tentando se manter em pé.

Mas e se for um beijo impossível de esquecer? - Dizia Betty agora olhando nos olhos do garoto.

Então eu irei lembrar amanhã - Diz Jughead puxando a garota para um beijo, um beijo aonde tudo havia '' começado '' na verdade tudo começou naquele colégio do sul aonde seria o pesadelo dos dois, mas no fim acabou sendo o começo de tudo e agora o que eles mais queriam era matar essa vontade, matar a vontade um do outro; a vontade que estava presente desde o primeiro toque naquele banheiro sujo do lado sul. Jughead estava encantado em como a boca de Betty tinha um gosto gostoso e o quanto ele não queria se soltar dela jamais, Betty estava pensando em como não havia experimentado isso antes, Jughead com certeza era bom no que fazia e ela só tinha provado o beijo por enquanto, aquele momento era mágico, mas foi interrompido pelo táxi do aplicativo que Betty havia chamado os trazendo assim para a realidade, os dois entraram no carro e não pronunciaram uma palavra até chegar ao trailer de Jughead.

Vem Jug, eu te ajudo; moço por favor me espere não irei demorar - Betty falava com o motorista que apenas concordou e então Betty tirou Jughead do táxi - Vamos, me diga qual é o seu? - Perguntou Betty que se referia a quantidade grande de trailers que tinha naquele local.

Aquele - Apontou Jughead para um trailer a sua esquerda.

E assim Betty foi arrastando Jughead até a entrada do trailer, logo que chegou bateu na porta que não demorou muito para abrir.

Puta que pariu Jug, você está um caco - Dizia Kevin na porta do trailer, puxando o irmão para dentro. - Entre Betty, não gostaria de saber o que vocês fizeram para ele estar neste estado e você sóbria, mas estou ficando curioso - Dizia Kevin jogando Jughead no sofá voltando assim sua atenção para a menina parada na porta.

Não posso demorar Kevin o taxista está me esperando, mas acredite eu já o encontrei assim; só o trouxe em segurança para casa. - Dizia Betty tentando se mostrar calma.

Vou ter que acreditar em você então Cooper, por que com certeza ele não lembrará de nada desta noite amanhã - Dizia Kevin sorrindo para a garota.

Ah, então está bem Kevin - Dizia Betty que estava claramente desconfortável com esse comentário, mas não ficou para Kevin a lhe perguntar o porque e foi rapidamente de volta para o seu táxis.

O domingo passou voando e ao contrario de Verônica, Betty esperou o dia todo por uma mensagem de Jughead e não recebeu nenhuma já estava começando a acreditar no que Kevin havia dito, então na segunda-feira no colégio do sul...

Realmente foi um daqueles impossíveis de esquecer - Disse Jughead no ouvido de Betty que estava colocando seus livros no armário e se arrepiou com a proximidade, ainda mais por que ela sabia bem de quem se tratava.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e enfim Bughead aconteceu e o melhor ELE NÃO ESQUECEU!! haha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...