História As Duas Nerds - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aceitacao, Homofobia, Nerd's, Preconceito, Romance, Yuri
Visualizações 33
Palavras 1.880
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostemmm! Szsz

Capítulo 21 - O Pedido


Fanfic / Fanfiction As Duas Nerds - Capítulo 21 - O Pedido

Estava quase caindo em meus pensamentos novamente até ouvir o barulho da porta abrindo.

- está tudo bem? * Ouço a voz de Wagner *

Olho e era realmente ele se sentando na cadeira me olhando.

- sim são só pensamentos ruins na hora errada * digo dando um sorriso amarelo para ele*

- o que está te preocupando? * Ele coloca a cadeira para perto de mim*

- tenho medo, das pessoas, disso não dar certo e meu coração estar errado

- pessoas? Elas nunca estarão satisfeita mesmo se você fosse perfeita. Para elas sempre terá um erro, não fique pensando tanto em pessoas que não são significantes, seguir seu coração pode dar errado as vezes é claro mas não tentar e se arrepender é pior * ele fala e me olha um pouco espantado* - eu preciso fazer uma coisa * ele diz sorrindo e sai da sala rapidamente*

Não entendo muito bem mas penso no que ele disse, eu realmente tenho que parar de pensar no que vão pensar e fazer algo que eu realmente quero fazer, se eu errar vai ser um erro meu e vou lidar com isso e começar novamente. Não vou ficar pensando demais

- vamos lá...o que escrever...* Digo baixinho*

Começo a escrever o texto que seria no começo, queria uma frase que impactasse no final, demorei mas consegui fazê-la.

- acho que é isso...* Ao me levantar da cadeira ouço a porta abrir*

- Hey! Conseguiu!? * Era Wagner novamente e ele parecia brilhar*

- sim! Aqui! * Mostro o papel com os textos*

- certo, agora vá, logo estará pronto...* Ele diz se sentando na mesa*

Vou até o quarto de Stella, ela parecia em paz. Me sento novamente ao seu lado a olhando até cair no sono. Apenas acordo com David tirando o soro que estava na veia de Stella e colocando outro remédio.

- ela irá acordar em breve agora.. * ele diz suavemente e sorrindo* - você devia trocar de roupa.

- só tenho essa por agora * digo ainda sonolenta*

- Misericórdia garota * ele me puxa, me levando ao banheiro do quarto * - agora vá tomar banho vou achar algo para você

Ele me olha de cima a baixo e logo fecha a porta. Tomo meu banho, a água não estava tão quente quanto gostaria mas não podia pedir muito de um hospital público. Ao terminar me enrolo na toalha e espero, logo a porta se abre e era David. Admito que por um segundo fiquei com medo de ser outra pessoa.

- fique tranquila eu não gosto do que você tem * ele diz rindo e me entregando umas roupas dobradas*

- seu bem da melanina que você gosta * digo rindo e pegando a roupa*

- ousada você! Bem , peguei essas roupas e umas calcinhas para você e para Stella. Também peguei para ela uma roupa para quando ela sair daqui * ele diz com um sorriso lindo em seu rosto*

- pera... você comprou isso tudo? * Eu digo me levantando segurando as roupas e a toalha meio envergonhada, não pelo fato de estar de toalha e sim por ele ter gasto comigo e com ela*

- hey! Vocês me ajudaram mais do que pensam, só estou retribuindo * ele diz fechando a porta, logo após dizer a frase*

- h-ey * ele já havia fechado a porta*

Estava grata, mas confusa. Não estava acostumada a ver esse lado das pessoas. Meus olhos se enchem de lágrimas por tudo isso, estava entrando em meu coração o deixando mais quente , o deixando mais esperançoso.

Me troco e era completamente meu estilo, calça rasgada branca, blusa cinza e preta nas extensão do braço, e ainda tinha uma blusa xadrez vermelha e preta. Era tudo completamente minha cara, como ele conseguiu...ao sair do quarto olho para uma roupa dobrada.

*Acho que é a que ele comprou para Stella*

Ao desdobrar a roupa era um vestido branco com detalhes na ponta de sua saia em vermelho.

* Como ele conseguiu!?*

Estava chocada por ele ter nos lido sem nem ter conversado direito com a gente. Dobro a roupa novamente e olho Stella, a mesma começa a se mexer.

Eu queria gritar mas saio correndo da sala, ela não podia me ver. Grito David que estava na recepção e o mesmo vem correndo em minha direção.

- Ela acordou? * Ele diz afobado*

- S-Sim * eu digo trêmula*

- okay me espere na sala, avise Wagner! * Ele diz indo para o quarto de Stella*

Stella Kannenberg

Minha cabeça doía, estava tudo muito claro . Ouço barulho de porta mas ainda não conseguia enxergar bem quem era, onde estava.

- Stella, pode me ouvir!? * Ouço uma voz doce e ao olhar em direção consigo ver, ainda meio borrado, um homem loiro que parecia mais um anjo.

Apenas concordo com a cabeça, minha visão estava se acostumando com a luz, então realmente o vejo e sim ele parecia uma anjo.

- eu morri!? * digo com uma voz meio rouca e falhada*

- não! Estava viva, está no hospital.. * ele diz me olhando *

Nessa hora lembro o acontecido, olho para os lados a procura de Carla.

- E-E onde...tem alguém comigo !? * Eu digo começando a ficar desesperada por dentro*

- exatamente sobre isso que temos que conversar, você chegou ao hospital sozinha...por isso teremos que te mandar para uma clínica até que alguém que te reconheça possa te levar de volta....pra ser sincero é mais um internato que uma clínica * o rapaz diz com uma voz de pena e pude percebe-lo tremer*

- QUE? Como assim sozinha? V-você só pode estar brincando * digo começando a tremer* - onde está Carla? * Olho por trás dele*

- Quem é Carla senhorita? * Ele diz me olhando confuso*

Eu entro em Pânico, uma lágrima sai de meu olho. Então resolvi me acalmar algo deve estar errado é impossível.

- Preciso te levar para uma sala onde será dada a informação sobre o internato * ele diz me estendendo a mão trêmula*

Eu também estava a tremer, como aquilo podia estar acontecendo e COMO ASSIM INTERNATO? Eu estava prestes a explodir em minha mente...

O rapaz me leva até uma sala que só tinha uma cadeira e um painel.

O olho com medo em meus olhos

- Quando acabar eu voltarei * ele sai rapidamente*

- puta que pariu, mas como assim? Eles acham que...* As luzes apagam e eu fico aflita*

Um homem aparece no painel, e começou a explicar regras de um tal internato Mount Massive , mas que porra?

Olho para os lados com medo de ao me puxar por trás , até que ouço a voz de Carla de fundo.

- CARLA? * o som estava vindo do vídeo*

°Achou mesmo que te deixaria só mocinha!? °

- Pelo amor de Deus o que tá acontecendo? * Digo baixinho e me inclino para ver se tinha algo na tela preta do vídeo*

Um instrumental começou...

°Foi um "licença" com resposta em sorriso,

E que sorriso,

Que fez nascer de novo,Tudo que se perdeu,A esperança que já não havia, Fez voltar novamente a acreditar que talvez possa amar alguém todos os dias. Tudo que pensava saber, Todas as certezas foram quebradas,Por argumentos seus que me deixava intrigada. E no final de tudo só fez um sentimento crescer.

- Não Carla....você não tá fazendo isso * várias fotos nossas estavam passando*

Nas nossas trocas de olhar se sente desejo, mas a mente não nos permite mergulhar em algo ainda tão raso.

Vamos fazer nosso pequeno lago virar um oceano, para que possamos nadar sem medo.

Me faça seu refúgio, seu modo de escape. Me ensine a viver e eu te ensino conviver e tudo a nossa volta irá crescer. Independente da forma estarei aqui, para limpas suas lágrimas, te dar esperança e te fazer pensar no futuro mesmo que não há certeza de nada. Te levarei para longe daqui com minhas palavras, e farei acontecer todas essas viagens.

*Minhas lágrimas começaram a sair involuntariamente, só podia pensar no quanto estava feliz ouvindo tudo aquilo*

Quando a noite cair e nosso horário chegar irei sempre fazer o mesmo pedido até que ele se realize e quando acontecer eu estarei com você, pra você, fazendo tais pedidos que no final se encontram e se transformam em um só. °

- Se transformaram....eu te amo * olho para tels que ficou preta novamente*

°E foi assim....de repente

Você entrou na mente

Fez eu pensar na gente

E não quis mais sair....°

Sinto uma mão em meu ombro, me viro e as luzes se acendem. Era Carla ajoelhada em minha frente, ela também estava com lágrimas nos olhos....

- Sua idiota! * Digo dando um tapa fraco em seu ombro e a mesma ri*

- Stella, Você quer namorar comigo? * Ela diz como uma voz trêmula*

- besta, lógico que quero! * Abraço ela muito forte *

A porta se abre e entram dois rapazes um negro alto e o loiro que estava comigo antes ambos rindo, eles estavam de mãos dadas...

Ela me olhou sorrindo e colocou a aliança em meu dedo, e meu Deus que aliança linda!

Nos beijamos, e não foi um beijo normal era um beijo sincero, de saudade. Se esse beijo falasse, ele diria que estávamos prontas para seguir em frente essa fase de foi.

Vamos até os dois rapazes, e Carla abraça ambos.

- vocês dois....sempre soube * ela sorri para eles*

- você me fez enxergar que eu não devia pensar no que iriam dizer, e sim viver feliz * o rapaz alto diz abraçando o mais baixo que não para de sorrir*

- vocês são lindos juntos....* Digo com um eye smile para os dois*

- vocês duas são mais * O Loiro diz * - temos que voltar ao trabalho, vocês duas me sigam e você...* Ele se vira para o outro rapaz* - conversamos a noite.

Pude sentir malícia no ar então apenas troquei olhares com Carla.

Carla Lins

Eu não consigo descrever minha felicidade, de ter ela comigo e ainda mais por ela ser minha. Vamos até o quarto novamente e David volta a examinar Stella.

- Ótimo, você está pronta para ir...porém Preciso que não faça caminhadas muito longas então * ele entrega dinheiro a ela* - peguem um táxi para casa*

- hey! Você já fez muito David...não precisa * eu digo*

- vocês fizeram mais, é sério...aceitem...e não sumam * ele sorri * - e aquilo é seu Stella * ele aponta para o vestido*

Ela vai até o mesmo e seus olhos brilham ao ver o vestido. Ela o abraça forte e ambos rimos. Ela vai ao banheiro, David se despede pegando meu número de telefone e saíndo do quarto, Carla sai , ela foi linda no vestido como sempre fica em tudo que coloca.

- você está linda! *Digo me aproximando dela*

- Estamos combinando viu? * Ela olha para nós duas*

- meu Deus....David é incrível * amanhã rimos da situação*

Saímos do hospital e logo ligamos para um táxi.

- Onde ficaremos? * Eu digo começando a ficar preocupada*

- Não sei... * Ela segura minha mão*

* Dou uma respiração fundo fechando meus olhos*

Vai dar tudo certo, eu espero....


Notas Finais


Até o próximo nenis!

*-*

SungChie


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...