1. Spirit Fanfics >
  2. As Five - Reencontros >
  3. Declaração

História As Five - Reencontros - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 7 - Declaração


- Lica eu quero ver a minha filha!

- A Clara não quer te ver. Você já fez mal o suficiente pra ela. Vai embora daqui antes que eu chame a segurança. 

- Eu vou mas eu não vou desistir de ver a Clara. Foi tudo que Malu disse antes de sair.  Lica entrou no quarto da irmã e foi logo abraçar a loira que começou chorar nos seus braços . 

- Eu terminei com a Ellen. 

- Ela me contou. Irmãzinha a Ellen  te ama.  Disse Lica depois  de soltar a irmã. 

- Eu sei e  eu também amo ela.  Por isso eu não posso deixar ela se prender a mim.  

- Clara...

- Eu não vou discutir sobre isso com você. E tem mais uma coisa. Eu vou pra una casa de repouso então você já pode voltar pra sua vida. 

- Você não vai pra casa de repouso nenhuma.  Lica segurou a mão direita de Clara em suas mãos.

- Você parou a sua vida pra cuidar de mim quando eu precisei. Eu quero fazer o mesmo por você.  Eu preciso. 

- Mas você tem a sua galeria...

- Eu já vendi a minha parte. E eu já tenho uma prosta de empego. Você não vai conseguir me afatar de você irmãzinha.  Se você for pra essa tal casa de repuso eu vou te visitar todos os dias. Eu não vou deixar você passar por isso sozinha. 

- Lica eu sei que você não tá bem então me esquece e cuida de você. 

- Eu  não do bem mesmo e justamente por isso que eu preciso estar perto de você. Volta pra casa.  Por mim. 

- Tá bom eu volto.

- Eu te amo tanto irmãzinha. 

- Eu também  te amo muito Lica. 

Mais  apartamento de Gune 

- Tá tudo bem Benê? 

- Tá sim eu só tô cansada do trabalho. 

- Então descansa um pouco que eu vou preparar a janta. 

- Tá mas amanhã eu cozinho então. Você anda muito estranho ultimamente.

- Eu só tô tentado ser um bom namorado.  Falando de namoro eu quero a sua ajuda e das outras Five pra juntar a Lica e a Sam. 

- Eu não sei Guto a Lica tá muito frágil. Se a gente forçar a barra e a Samantha rejeitar ela eu tenho medo até da Lica ter outra recaída. 

- Calma a gente não precisa forçar nada é só fazer as duas perceberem que as amam e que podem ser muito felizes juntas. 

- Tá se for assim eu até posso falar com as meninas.  

- Eu prometo que eu vou ter muito cuidado. Disse Guto olhando para Benê com cara de bobo. 

- O que foi? 

- Nada é que você tá muito linda hoje. Disse Guto antes de beijar a namorada. 

No dia seguinte 

Samantha e Gune se encontram para tomar café da manhã numa padaria perto do trabalho de Samantha.  

- Então Sam o que você tem de tão importante pra falar pra gente?  Perguntou Guto. 

- Eu não consigo parar de pensar na Lica.  Eu nunca deixei de amar ela é eu acho...Eu acho que eu não consigo ficar fora da vida dela. Eu só tenho medo pela Sófia. 

- Samantha você não vai casar amanhã com a Lica e pedir pra ela adotar a Sófia. Você está sofrendo por antecipação. Ponderou Benê. 

- Você pode ir devagar. Tanto com a sua relação com a Lica quanto com relação a aproximação dela com a Sófia.  Completou Guto.  

Vocês têm razão. A Lica tá limpa a tanto tempo eu quero dar uma segunda chance pra ela. 

- Só não vai ser fácil convencer a Lica disso ela parece estar muito deprimida e falou na reunião das Five que você merece coisa melhor que ela.  Contou Benê. 

- Ela falou uma coisa parecida pra mim.  Mas eu vou mostrar pra ela que ela tá errada. A Clara volta hoje pra casa então eu vou procurar ela amanhã.  A Lica me falou coisas que doeu muito ouvir. Eu quero cuidar dela. Mais que querer eu preciso. 

- Que bom que você decidiu dar uma segunda chance pra vocês. Comentou Guto. 

- Só toma cuidado pra não machucar a Lica. Pediu Benê. 

- A última coisa que eu quero nessa vida é machucar a Lica. Garantiu Samantha.

No apartamento de Marta e Luís.  

Lica empurrou a cadeira de rodas da irmã  e a levou até o quarto. Clara passou a viagem inteira do hospital até em casa sem falar uma palavra. Heloísa ajudou a irmã a said da cadeira e deitar na cama. Foi quando Marta e Luís entraram no comodo.  

- Filha o que você quer de café da manhã? 

- Eu tô sem fome pai. 

- Meu amor você precisa se alimentar.  Disse Marta.  

- Tá eu como um queijo quente se vocês me deixarem em paz depois disso.  Respondeu a loira. O casal saiu do quarto. 

Eu não posso ficar aqui Lica! Atrapalhado a vida de todo mundo! 

- Irmãzinha você não tá atrapalhando a vida de ninguém. Nós somos a sua família e a gente vai cuidar de você. 

- As vezes eu acho que seria melhor se eu tivesse morrido naquele maldito acidente ! Ao ouvir isso Lica sentiu seu coração partir.  Ela se deitou ao lado da irmã e a abraçou. 

- Não fala isso nunca mais Carlinha.  Eu te amo tanto se eu tivesse te perdido eu acho que eu não aguentava.  Declarou Lica entre lágrimas. 

- Desculpa Lica eu não queria te deixar assim é  que tá muito difícil. 

- Eu sei irmãzinha mas vai melhorar. Você vai ver. 

- Eu sei que você não tá bem mas eu preciso muito de você agora. 

- Eu sei. E eu tô aqui. 

- Eu  te amo muito Lica. Declarou a loira. 

No apartamento de Keyto 

Keyla acordou e viu que Tonico não estava mais no quarto. Ela encontrou no menino deitado na cama com Tato fazendo cafuné no pai.  

- Bom dia meus amores.

- Bom dia meu bem. 

- Bom dia mamãe.  Eu acordei e vim cuidar do papai.

- Você é um anjo meu filho.  Disse Keyla antes de dar um beijo no rosto menino e um selinho em Tato.  

- Filho vai acordar o seu pai pra aí a fazer café.  Tonico deu um beijo no rosto de Tato antes se sair. 

- Amor como você tá hoje? 

- Tô cansado eu fiquei com dor  não consegui dormir direito. Confessou ele. 

- Você devia ter me acordado. Vem deixa eu te dar um banho que você precisa comer pra tomar os remédios. Keyla deu banho no noivo   e levou ele de volta pra cama e foi para a cozinha pegar o café da manhã dele. 

- Bom dia Key. 

- Bom dia Deco. Cadê o Tonico?  Disse Keyla pegando uma bandeja e colocando o café da manhã de Tato nela. 

Foi tomar banho.  O Tato tá bem? 

- Ele tá com dor e não conseguiu dormir. 

- Eu entendo mas ele precisa caminhar pelo menos um pouco. Eu vou ver se ele se anima de andar um pouco pelo condômino comigo e com o Tonico enquanto você trabalha. 

- Obrigada mesmo Deco de verdade pela força que você tá dando c com o Tato.

-  Vocês são mais amigos  e pais do Tonico então não precisa agradecer.  Key  eu queria falar um assunto com você. Agora que você e  o Tato vão casar  eu... Eu acho que seria bom se o Tato adotasse o Tonico.  Eu acho justo sabe? Ele também é pai...

- Deco isso vai deixar o Tato tão feliz eu nem sei o que dizer! Disse Keyla emocionada. 

- Não precisa dizer nada.  Eu só tô fazendo o certo. Respondeu ele.  Keyla foi levar o café da manhã do marido. 

- Obrigada amor. Key  tá tudo bem? 

- Tá tudo ótimo meu lindo.  Depois que Tato comeu e tomou os remédios  ele se aconchegou nos braços da noiva.  

- Amor assim você acaba se machucando.  Tato de ajeitou e ficou deitado com as costas no colchão enquanto recebia o cafuné da esposa. Não demorou para ele adormecer. Ela saiu do quarto e encontrou Tonico e Deco tomando café da manhã . 

Filho  a gente tem uma coisa pra te contar.  O papai Tato vai te adotar!

- Mas mãe como assim se ele já é o meu papai..

- Ele é seu papai do coração mas se ele te adotar ela também vai ser seu papai no papel.  Você vai ter no nome dele na sua certidão de nascimento. Explicou Deco. 

- Eu quero fazer uma surpresa pro papai então eu quero que você faça um desenho bem bonito pra ele. Deco segura as pontas aqui que eu já volto.  

Num restaurante 

Marta e Luís encontraram Malu.

- Maria Luiza o que você quer?  Questionou Luís.

- Eu só quero concertar as coisas com a minha filha.  Eu sei sei que eu errei muito com ela e com vocês também mas eu mudei...

- Mesmo que você esteja falando a verdade o que eu duvido muito a Clara tá passando por um momento muito difícil. E a última coisa que ela precisa é ter que lidar com você , com todas as mágoas que você causou.  Argumentou Marta. 

- Se você realmente mudou prova. Faça pela primeira vez na vida o que é melhor pra Clara e deixa ela decidir quando e se ela quer te ver. Completou Luís.

- Vocês envenenaram a minha filha contra mim! Ela não quer me ver e a culpa é toda de vocês dois e da noia da Heloísa!

- Lava a sua boca pra falar da minha filha!  A gente tá aqui a cinco minutos e já da pra ver que você não mudou em nada! Continua culpando os outros pelos seus erros! Declarou Marta.  Ela e Luís se levantaram e saíram dali. 

Mais tarde no Kitnet  de Samantha 

- Mamãe você não tá mais  tiste. 

- Eu resolvi que eu vou fazer as pazes com a Tia Lica e por isso eu tô feliz. 

- Que bom mamãe. Eu não gosta mamãe  tiste.

- Quer que a mamãe faça bolo?

- Quelo sim! 

- Então vem ajudar a mamãe!

No dia seguinte 

Lica acordou com o celular tocando. 

Ligação on 

- Oi gatinha. Eu tô morrendo de saudade de você. 

- Aline eu tô no Brasil e pra ficar. 

- Eu sei . Eu também.  Acho que é o destino.  Eu queria tanto te encontrar. 

- É melhor não as coisas entre a gente não terminaram bem...

- Helô a gente já foi tão feliz junta.  Você sabe que quando você  se comporta eu te trato igual uma rainha. Eu sinto tanto a sua falta.  

- Aline isso é uma péssima idéia...

- Me dá só uma chance.  Eu quero tanto te ver. A gente podia sei lá sair pra jantar.  

- Tá eu aceito jantar com você mas isso não quer dizer que a gente vai voltar. 

- Eu sei. Eu vou fazer de tudo pra te reconquistar. Eu te pego as oito. Beijos gatinha. Disse Aline antes de desligar. 

Ligação off

Lica encerrou a ligação e fechou os olhos.  Logo ela mergulhou em lembranças do passado. 

Flash back on

 - Você não tem vergonha na cara mesmo! Fica dando mole pra piranha na minha cara! Você acha que eu sou trouxa? Questinou Aline aos berros.  

- Não...Eu não dava dando mole pra ninguém eu juro! Respondeu Lica entre lágrimas.  Aquilo foi o suficiente pra fazer Aline surtar. Ela acertou um soco no rosto de Lica a derrubando. Em seguida ela deu alguns chutes no corpo dele e a puxou pelos cabelos. 

- Você  não vai me fazer de otaria! Se eu vir você  dando mole pra vagabubda de novo eu te arrebento. Você é minha  e tem que me respeitar! 

- Desculpa. Eu não vou fazer de novo eu juro. 

- Eu acho bom. Essa vagabundas só querem te comer. Eu sou a única que sou capaz de amar um lixo igual a você. 

- Eu sei eu  também te amo.  Eu juro que não vou fazer de novo. 

- Ótimo agora tira  essa roupa  que eu  vou te comer. 

- Aline eu não tô afim...

- Porque não dá afim?  Você tá me traindo?  Sua puta de merda! Disse Aline antes de dar outro soco em Lica. 

- Desculpa. Eu não tô te traíndo eu só to com dor de cabeça mas se você quiser  a gente pode transar. 

- Você  tem me satisfazer na hora que eu quiser. Agora tira essa roupa e deita na cama!

Flash back off

Lica foi tirada das suas lembranças pela mãe. 

- Filha tá tudo bem? Perguntou Marta se sentado na cama.

- Tá sim mãe.  Mentiu Lica enxugando as lágrimas.  

- Não mente pra mim. Pediu Marta fazendo cafuné na filha.  

- Eu só tô mexida com tudo isso que tá acontecendo com a Clara. Mentiu Lica. 

- Quando você quiser me falar a verdade eu tô aqui. 

- Eu tô falando a verdade mãe.  Fica aqui comigo?  

- Fico sim. Respondeu Marta se deitando ao lado da filha e a abraçando. 

Mais tarde no apartamento de Keyto.

Keyla chegou em casa e encontrou Tato deitado no Sofá junto com Tonico e Deco sentado na poltrona no outro lado do sofá.

- Você cuidou direitinho do papai? Perguntou Keyla se ajoelhando perto do sofá. 

- Cuidei sim mamãe. Não foi papai? 

- Foi sim. Eu vou acabar ficando mal acostumado desse jeito. 

- Viu?  Eu te falei que não era tão ruim assim deixar a gente te paparicar. Disse Keyla enquanto fazia carinho na barba do noivo. 

- Você fica lindo assim de barba. Eu  e o Tonico temos uma surpresa pra você.  Disse Keyla tirando um envelope da bolsa e entregando para o filho que entregou para Tato. Ele abriu o envelope e encontrou um desenho de Tonico e junto dele um documento.  Quando ele leu Requerimento de Adoção Unilateral os seus olhos encheram de lágrimas.  

- Key isso é sério? 

- Claro que é.  

- Mas o Deco...

- Foi idéia dele...Quer dizer eu já queria fazer isso...

- Papai você tá triste? 

- Não. Eu tô chorando de felicidade.  Eu te amo mais do que tudo no mundo filho. 

- Eu também te amo muito papai  eu também amo você mamãe.  

- Eu  amo vocês dois tanto. Declarou Keyla. 

Lica estava deitada na cama chorando quando foi surpreendida por Samantha. 

- Acho que você errou de quarto. 

- Eu não errei não. Eu vou ver a Clarinha mas primeiro eu quero conversar com você.

- Eu não preciso da sua pena. Respondeu Lica.  Samantha se ajoelhou perto da cama e fez carinho no rosto da ex. 

- Não é pena. O que eu sinto por você é amor. E por te amar me dói te ver sofrendo.  

- Sammy...

- Eu  fui muito infeliz com você  quando você tava usando mas quando você tava limpa  foram os melhores anos da minha vida. Você  me ajudou a sair  da minha bolha de preconceito e babaquice e me ajudou a ser uma pessoa muito melhor. Começou Samantha. 

- O meu amor por você foi o que me fez parar pra pensar sobre quem eu era. Eu te amo Heloísa. E eu quero estar na sua vida. Disse Samantha antes de Lica. 

- Sammy eu não posso fazer isso. Eu vou estragar a sua vida e a da Sófia. Vocês merecem alguém melhor do que eu.

- Não fala assim.  Isso não é verdade.  Você é uma mulher incrível.  Corajosa, determinada, inteligente  , generosa e linda. Declarou Samantha passando os dedos pelos lábios dela. 

- Sammy eu te agredi. Te roubei.  Roubei a minha mãe.  Menti pra todo mundo.  Eu sou um lixo .

- Heloísa olha pra mim. Você não é um lixo. Você fez muitas coisas erradas por conta do vício. Mas você é muito mais que essa doença minha linda. 

- Para de mentir pra mim Sammy.  

- Eu não tô mentindo.  

- Samantha vai embora daqui por favor.

- Lica...

- Se você não for embora eu vou. 

- Eu  não posso te forçar a nada mas mesmo que você não queria estar comigo  eu quero estar do seu lado.  Mesmo que seja só como amiga.  

- A gente nunca foi amiga Sammy. Se você quiser ver a Clara ela tá no quarto dela mas por favor sai do meu quarto.  Sem muita escolha Samantha saiu do comodo . Logo o celular de Lica apitou. 

Whataspp on

Aline 

Gatinha  esteja pronta no horário  e eu quero você bem arrumada pra mim .

Helô

Não se preocupa que eu já vou começar a me arrumar. 

Whatsapp off

Marta entrou no quarto. 

- Filha você e a Samantha brigaram? 

- Não mãe.  Eu só não quero causar mais confusão na vida dela. Além disso eu tenho um encontro.

- Posso saber com quem? 

- Não.  Eu tenho que ir tomar banho. Disse Lica antes de entrar no banheiro. 

No quarto de Clara 

- Como você tá Clarinha? 

- Péssima. Eu terminei com a Ellen e eu só não fui pra uma casa de repouso porque a Lica praticamente me implorou pra vir pra casa. Mas eu não quero falar sobre mim. Você tá com uma cara de enterro. 

- Eu me declarei pra sua irmã e ela me dispensou. Ela fica falando coisas tão horríveis sobre ela mesma...

- Não desiste da Lica.  Ela passou por muita coisa ruim nesses anos . Se envolveu com cada embuste que você não tem nem idéia. 

- Eu amo a Lica  mas eu não sei o que fazer.  Eu já tenho os meus medos e as minhas mágoas eu não sei se eu posso resolver os dela também. 

- Você não precisa resolver nada. Só não desiste. Acho que a Lica só precisa de alguém que trate ela com amor e carinho. Sam eu não quero ser chata mas eu tô precisando ficar sozinha. 

- Eu te entendo.  Só não esquece que eu tô aqui.  Disse Samatha antes de dar um beijo no rosto da amiga e sair. 

Algum tempo depois.  

Samantha estava indo para o ponto de ônibus quando viu Lica entrando no carro que era dirigido por uma bela mulher.  



 


 



Notas Finais


Gente desculpa a demora. Muito obrigada pelos comentários que me deixaram muito feliz.

E aí o que acharam? Querem mais cenas de outros casais? Vocês acham que a Sammy deve lutar pela Lica? E o que esperar da Aline? Gostaram do Tato poder adotar o Tonico?

Quem puder de uma olhada na minha outra fic.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/as-five-190-21653183

Vejo vocês no próximo capítulo. XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...