História As Flores Matam, Jungwoo. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jungwoo, Lucas
Tags Angst, Deathfic, Hanahaki!au, Luwoo, Menção!kunwoo, Songfic
Visualizações 109
Palavras 1.118
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Iih rapaz não é que eu finalmente postei algo meu?
Pois é, essa é a primeira vez que posto algo. E estou radiante de felicidade por perder um pouco do medo e da timidez que tenho.
Estou a anos – literalmente ANOS – arranjando coragem para compartilhar com o mundo alguma coisa ou obra minha, e ontem à noite, às exatas 23:32, eu tive um surto de criatividade enquanto conversava com amigos no Whats e BOOM! Cá estou eu postando ela haha XD
Espero que gostem do meu xuxuzinho. Fiz com muito carinho e amor.

Aah! Eu recomendo que leiam escutando a música I Went Too Far, da nossa fada nórdica Aurora!
Boa leitura!

Capítulo 1 - Rosas brancas, suas favoritas.


Fanfic / Fanfiction As Flores Matam, Jungwoo. - Capítulo 1 - Rosas brancas, suas favoritas.


I went too far when I was begging on my knees
Begging for your arms, for you to hold them around me
I went too far and kissed the ground beneath your feet
Waiting for your love, waiting for our eyes to meet


Aurora - I Went Too Far





Desculpe por não ter sido direto com você esse tempo todo.


Eu sempre fui tímido demais pra essas coisas, sabe disso, não é? Eu podia ser o mais palhaço do grupo, mas quando se tratava de sentimentos… eu era uma negação. Sem falar que você estava sempre ocupado demais com seu novo melhor amigo, então não quis atrapalhar.


Sabe, eu sempre tive um carinho muito forte e especial por você. Desde a quinta série, quando eu vim da China. Meu peito se encheu de um sentimento tão bom, que achei que estava sonhando ou algo do tipo. Haha, eu era tão novinho e já estava nas nuvens. Você foi a única pessoa que se importou comigo naquele tempo. Ninguém queria falar comigo pois eu não sabia o idioma perfeitamente. Mas você estava lá, e me ajudou.


Lembra daquela vez na sexta série em que eu acidentalmente comi algo com amendoins e fiquei todo vermelho sem conseguir respirar? Eu realmente achei que iria morrer ali. Foi bem assustador… Mas você estava lá, e me ajudou.


As matérias de exatas nunca foram meu forte. Eu nunca soube muito bem lidar com números. Era tudo tão difícil, que às vezes eu até chorava, me martirizando e me chamando de burro e incapaz. Mas com sua paciência, me ensinou. Você estava lá, de novo.


No primeiro ano eu passei a ter crises de ansiedade. E tive uma bem feia no primeiro dia de aula. Eu saí correndo da sala e fui para o banheiro, tentando ao menos saber como se respirava outra vez. Eu estava com tanto medo. Meu corpo tremia, minhas mãos suavam. Tudo parecia girar. Foi horrível. Mas então você apareceu em um estrondo na porta, se abaixou no quanto onde eu estava, e me abraçou, falando palavras de que tudo iria ficar bem. Você estava lá outra vez.


No segundo ano, eu sofri um acidente de carro. Fiquei dois dias em coma. Quebrei três costelas e o fêmur da perna esquerda. Eu havia batido a cabeça com muita força na hora do impacto, que acabou fazendo com que eu perdesse parte das minhas memórias. Eu fiquei um bom tempo em observação, mas todos os dias você estava lá. Me fazendo lembrar de tudo. Você sempre esteve lá.


Eu não sei ao certo quando me apaixonei por você. Mas acho que sempre fui, só não tinha percebido antes.


Antes do Kun chegar.


Ele foi o gatilho para que eu percebesse o quão perdido nesse sentimento eu estava. Eu finalmente caí na real. Abri os olhos. E tentei abrir meu coração.


Mas você já estava com seu coração aberto para ele. Eu fui lento demais. Já era tarde demais. Eu havia te perdido.


Eu passei mais três anos tentando te fazer ver o quão loucamente e estupidamente apaixonado eu estava, mas você não pareceu ver, nem perceber. Parecia que Qian Kun havia fechado seus olhos.


Você parou de me visitar. De jogar videogame comigo. De sair sem rumo, só pra ver pessoas ou simplesmente respirar o ar puro que não existia em nossas casas ou na faculdade. Parou de me enviar mensagens que não envolvesse aulas ou estudo. Parou de virar a noite jogando conversa fora quando eu não conseguia dormir por causa da insônia. Quando eu tinha uma crise de ansiedade, você dizia que estava ocupado demais fazendo outras coisas e me mandava ir ao médico ou tomar meus remédios.

Você esqueceu nosso aniversário de uma década de amizade.


Você estava preocupado demais com seu novo amigo. E acabou esquecendo-se de mim.


Lembro que passava noites e mais noites acordado, mas não era apenas a insônia, eu chorava  a noite inteira pensando em você. Depois de um tempo, eu passei a tossir algumas pétalas de rosas brancas. As suas favoritas. Eu fiquei apavorado.


Mais um tempo se passou, e eu passei a vomitar flores inteiras. Sangrava muito e doía muito. Mas a dor de minha garganta não se comparava a dor do meu coração.


Eu pesquisei sobre e descobri o que estava acontecendo comigo. E tudo pareceu tão claro. Fazia tanto sentido.


Sabe aquele dia em que eu precisei sair cedo do nosso grupo de estudo e você perguntou onde eu ia, e eu falei que iria me encontrar com alguém da minha família? Então, não fui ver ninguém dela. Eu fui ao hospital. Tinha uma consulta marcada. O médico falou que existia apenas três maneiras de parar com tudo isso. As opções eram; fazer um cirurgia, porém, minhas memórias sobre você seriam completamente apagadas, então… dispensado. A outra opção era ter o amor correspondido. Essa parte era complicada, já que você não me via como outra coisa a não ser seu amigo. E então chegamos a última opção. A morte.


Sim, exatamente. Eu não tinha escapatória.


Eu ponderei a segunda opção por um tempo, mas você, como sempre, não parecia ligar muito. Então desisti depois do terceiro mês tentando me aproximar.


Mas quer saber? Eu já não ligava muito.

Veja bem, você estava muito bem com o Kun. Sabia que toda a minha implicância com ele era puro ciúmes. Mas eu também sabia que ele era uma boa pessoa. E você estava tão feliz com ele…

Não quis atrapalhar. Por que era exatamente isso que eu fazia sempre que estávamos nós três juntos. Eu atrapalhava. Era um à parte. Sabe a vela? Então.


Sinto muito por tudo isso. Sei que está lendo essa carta depois de tudo ter acontecido, assim como pedi ontem – agora enquanto escrevo – quando te falei que iria te entregar uma carta especial.


Ah! Sobre ontem! Desculpe sair correndo daquele jeito… eu me senti mal por ter atrapalhado o beijo de vocês…


Bem, acho que finalmente pude falar tudo o que sentia. O que precisava dizer para você.

Agradeço por tudo o que você fez por mim esse tempo todo. Espero que tenha uma boa vida ao lado do Kun, ele parece gostar de você também. Por favor, seja feliz e viva bem. Sei que Kun será um cara incrível e bondoso pra você, de um jeito que nunca fui, acho. Fique com essa foto nossa quando fomos naquele parque que você queria tanto ir. Eu simplesmente amo esse seu sorriso...


Eu queria que você estivesse comigo quando eu precisei, quando estava sozinho. Quando passei a vomitar pétalas, flores, e até buquês inteiros. Quando precisava de um ombro amigo. Quando eu precisava apenas de você.


Mas dessa vez, você não estava comigo, Jungwoo.


Why can't I turn around and walk away?

Go back in time?

I'll have to turn around and walk away

I couldn't stay, I had to walk away.






Notas Finais


E ae? Continua vivx? Pois eu não ksoaksaoskao
Desculpa gente, mas eu simplesmente acho a junção de Hanahaki e LuWoo a melhor coisa. Acho que combina kkk
Mas é isso. Agradeço a todos por me ajudarem a ter coragem e postar, principalmente à Flora – realmente uma fada Winx mesmo ehn – que sempre tá do meu lado QUASE ME BATENDO PRA EU POSTAR MINHAS FANFICS KKK SOCRE Obrigada mana <3

Mas eae, comentem se gostaram ou não. Eu vou amar ler cada um deles.

Até a – talvez – próxima!


Att: Oi gente! Então, eu resolvi realmente fazer um projetinho que tive idéia a um tempo, se chama NCT Vamp!au.
Aqui nesse Jornal estou explicando melhor sobre tudo. Se tiver interesse, peço que leia >///< Obg <3
https://www.spiritfanfiction.com/jornais/meu-projetinho-nct-vampau-14679393


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...