História As Garotas da Minha Vida - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Carol Peletier, Daryl Dixon, Ezekiel, Gabriel Stokes, Michonne, Negan, Rosita Espinosa
Tags Carol Peletier, Carol X Daryl, Caryl, Daryl Dixon, Daryl X Lydia, Ezekiel, Ezekiel X Carol, Judith, Lydia, Michonne, Negan, The Walking Dead, Twd
Visualizações 20
Palavras 638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Luta, Romance e Novela, Survival, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Logo Atrás


Carol sentou na cama, engoliu em seco. Lydia estava certa? Daryl estava realmente apaixonado por ela? Respirou fundo. Poderia perguntar sobre os sentimentos dele.

Não, sacudiu a cabeça. Ela não queria pressioná-lo ou algo assim. Ela o amava demais para deixá-lo envergonhado ou desconfortável. Sua atitude poderia destruir a amizade deles para sempre.

Respirou fundo.

Acalme-se, Carol.

Daryl sempre a defenderá, não importa o quê. Limpou as próprias lágrimas, levantou-se da cama e foi direto para a casa dele.

 

 

 

 

Daryl e Lydia ouviram a porta da frente sendo batida. Ele abriu para ver aquela mulher bonita na frente dele, ele sorriu, ofereceu espaço. Ela entrou e ele pediu desculpas imediatamente.

— Me desculpe por...

— Tudo bem.

Lydia sorriu, levantou-se e foi para o quarto.

— Por que não caçamos juntos, Lydia, você e eu? — Pronta para ir, equipamento em sua mochila.

Ele sorriu ainda mais, faria qualquer coisa por ela.

— Claro.

 

 

 

 

 

Com uma flecha, a garota apontou para um zumbi que caiu sobre o chão. Carol e Daryl sorriram como pais orgulhosos, a menina estava aprendendo rápido. Lydia sorriu de volta e eles caminharam pela estrada. Carol e Daryl estavam lado a lado, enquanto ela o seguia, observando como eles sorriam um para o outro. Por que eles eram tão próximos, capazes de se defender, mas, ao mesmo tempo, não eram capazes de expressar seus sentimentos? Ela não conseguia entender isso.

Olharam para ela para verificar se ainda estava atrás deles e sorriram em resposta. Não importa, ela fez o que tinha que fazer. Disse a Carol o que era óbvio. Não iria mais enfiar o nariz onde não era chamada. Estava feliz que eles a aceitavam como família agora, era melhor não estragar isso.

Daryl e Carol pararam para esperar a garota atirar em mais um zumbi se aproximando. Ela fez mais uma vez e conseguiu. Aplaudiram enquanto ela sorria de volta.

Dentro da floresta, Alpha os observou.

Rosto infeliz.

Observando a família feliz que eles eram.

 

 

 

 

 

De volta a Alexandria, estavam na casa de Carol para jantar. Ela preparou mais uma vez, enquanto Lydia e Daryl ajudavam. A mesa posta, os três conversaram, sorriram, até Lydia dizer.

— Obrigado por me ajudar.

— Daryl foi quem o fez. — Carol bebeu um pouco de água.

— Ele fez, mas eu não estou falando apenas sobre me resgatar. Mas sobre ter uma família. —Desviou o rosto.

Carol lacrimejou e deixou o rosto cair. Daryl sorriu.

— Eu nunca soube o que era ter uma família ... minha vida era na floresta ... eu não era ninguém.

Daryl a encarou gentilmente.

— Tudo bem. Você está segura agora.

— Não se trata apenas de estar segura ... — Parou nervosamente. — Se trata de ter uma família ... uma família real.

Carol estava chorando agora, enquanto Daryl lacrimejava.

— Desculpe dizer isso, mas é assim que me sinto ...

Carol se inclinou, se aproximou e a abraçou. Lydia deixou cair as lágrimas, chorando, enquanto Daryl também deixou as dele sair. Aproximando-se e abraçando-a também. Os três choraram enquanto acariciavam o cabelo da garota.

— Está certo. Agora somos sua família. Carol a encarou.

— Nada vai acontecer. —Daryl tentou alcançar seus olhos também.

Lydia se permitiu chorar novamente, estava feliz e aliviada. Daryl e Carol a abraçaram de volta, enquanto trocavam olhares.

Limpando a cozinha, os três ainda estavam conversando, sorrindo e se divertindo. Lydia observou seus olhares mais uma vez, como eram bonitos juntos. Ela parou, terminou de secar o último prato.

Vou dormir cedo. Tem algumas coisas para estudar.

Os dois assentiram enquanto a garota fechava a porta logo atrás. Daryl e Carol terminaram a limpeza, enquanto ela o encarava mais uma vez. Ele notou o olhar dela, mas parou envergonhado.

— Boa noite.

Ela continuou olhando enquanto ele saía, mas não disse nada.

Observando-o fechar a porta.

Analisando.

Pensou.

Esperou alguns segundos, caminhou até a porta da frente e a abriu.

Seguindo-o até sua casa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...