1. Spirit Fanfics >
  2. As He Wishes; Na Palma da Mão >
  3. Eu Irei Tomar o Seu Título no Futuro.

História As He Wishes; Na Palma da Mão - Capítulo 46


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa pelo capítulo de enrolação, pensei em fazer a luta nesse capítulo mesmo, mas pensei que seria uma bosta caso fosse 3,5K de conversa e 1,5K apenas de luta, por isso estou passando ela para o próximo capítulo, luta ao qual eu já tenho pensando já faz um tempo, já que realmente dar para eu alongar ela, diferente da do Midoriya Vs Bakugou.

Boa leitura, lhe desejo sorte para que nada o interrompa e, por favor, não espere muito.
Até professores de português não percebem o seu próprio erro de escrita até algum aluno o avisar.

Capítulo 46 - Eu Irei Tomar o Seu Título no Futuro.


Fanfic / Fanfiction As He Wishes; Na Palma da Mão - Capítulo 46 - Eu Irei Tomar o Seu Título no Futuro.

< < < Dia Seguinte, 15:11 > > > 

< < < Normal Pov On. > > > 

 

O Midoriya, em pé em frente a janela do seu quarto, observava o seu braço direito, o anteriormente coberto pelo gesso do hospital, olhando para o seu ante braço e vendo as fracas cicatrizes que ele havia ganhado após a “explosão” dos Full Gauntlet, mas por sorte, a explosão do Full Gauntlet esquerdo havia sido mais fraca e havia sido o primeiro a ser curado, segundo a Recovery Girl, foi por causa que o braço esquerdo havia sido menos usado durante as lutas com o One For All ativo. 

Ele tocou levemente as cicatrizes com o dedo da sua outra mão, sentindo uma ardência ao ser tocado lá, aquilo provavelmente o faria receber um sermão das garotas, da Momo em especial, sendo aquela que mais se preocupa com ele, e será um pouco difícil para ele esconder isso delas. 

Mas ele tem formas de ganhar tempo para suavizar elas. 

O Midoriya foi até a sua cama e pegou as ataduras jogadas lá, as usando para tampar o seu antebraço, passando a mangá da camisola do hospital por cima. Aquilo serviria por um tempo, mas só por um tempo, as ataduras com certeza iriam chamar um pouco da atenção dos outros. 

Ele usou a câmera do celular como um espelho e viu a sua aparência atual, tirando o fato dele está usando a roupa do hospital, ele parecia igual a antes, não, a sua pele estava um pouco mais vermelha. Foi pelo uso incontável do One For All e ainda precisava curar um pouco? Bom, isso não havia o deixado feio e seria difícil para receberem, tirando a Hatsume, por isso estava tudo de boa. 

Enquanto o Midoriya guardava o celular no seu bolso, ele pode escutar a porta do quarto ser aberta de repente, criando um baque alto ao bater pesadamente contra a parede, tendo que saltar para o lado ao ver o mini foguete sendo lançado, tão rápido quanto uma bala, contra ele, ele conhecia muito bem aquela figura pequena. 

[Gran Torino] - - Pivete... Você está mais rápido que antes, sabia disso? --- Ele havia se jogado para cima antes de acabar passando pela janela do hospital, se agarrando no teto e abrindo um grande sorriso animado no rosto, olhando para o Midoriya ao mesmo tempo que se jogava no chão, caindo calmamente, apesar do fato dele ter tentando um ataque surpresa contra o Midoriya antes. 

[Izuku] --- Ohayo para você também, velhote, é impressão minha ou é o senhor que está mais lento? --- Abaixou os seus braços ao abrir um sorriso de lado no rosto, brincando com o velhote enquanto via ele se aproximar dele, tendo que olhar para baixo por causa da diferença de altura entre eles. 

Desde a luta dos dois que ocorreu no dia que o Midoriya o conheceu, o Gran Torino pareceu ter ficado animado demais para dar uma surra no Midoriya, começando uma série de lutas contra ele para poder ver o limite do seu poder, nunca mais subestimando o pivete que se tornou o nono sucessor do One For All. 

[Gran Torino] --- Fazia um tempo desde a última vez que vi você se machucando tanto assim, esteve se tornando um pouco confiante demais desde que aprendeu o “Full Cowling”, mas pelo jeito não esqueceu de continuar o seu treinamento físico, mesmo após os outros presentes do One For All. --- Analisou a estrutura física do Midoriya com um olhar, reparando facilmente nas ataduras, mas pensando que era algo colocado pelas enfermeiras, não por ele próprio. 

Por sinal, a desculpa do Midoriya para as duas Quirks, [Attraction] e [Scalding Breath], era que o One For All havia e tornado forte demais, resultando na evolução dos resquícios das Quirks dos pais do Midoriya, fazendo com que ele recebesse aquilo que deveria ter recebido a 12 anos atrás. 

Junto dos dizeres do Midoriya de “Toda vez que eu uso o One For All, eu sinto que parte do poder dele entrar no meu corpo e me fortalecer aos poucos, cada vez que eu uso, sinto que a dor diminuir se comparar com a primeira vez”. 

Foi difícil para o Gran Torino explicar que tinhas chances do One For All realmente fazer aquilo, apesar de nunca ter ouvido algo assim acontecer com os outros portadores, a única experiência que ele é com a Nara e o Yagi, mas apesar disso, talvez por causa que o One For All na vez deles tenha sido mais fraco, tenha sido mais fácil para eles o controlar ou algo assim? [*1] 

[Gran Torino] --- Pivete, sem nenhum item de suporte, quanto que você é capaz de aguentar o One For All ligado em 100%? --- Perguntou ao perder o sorriso animado, fechando a cara ao fazer o clima do quarto de hospital ficar sério, notando o rosto do Midoriya se tornar um pouco hesitante antes de responder. 

[Izuku] - - ... Eu não sei, eu não tentei usar o One For All nenhuma vez desde “aquele dia”... Eu posso sentir que a minha recuperação estava mais rápida, me podendo me mexer antes que o dia dito pelos médicos, assim como sinto o meu corpo mais forte que antes, podendo notar o poder deixado por usar o 300%... Mas tenho um pouco de medo de me decepcionar caso realmente não tenha aumentando em nada, nem mesmo aumentando um mísero segundo... Tenho medo de ainda não está forte o suficiente, por isso estou esperando o meu corpo se recuperar para testar... Não... Na verdade, eu estou me sentindo fraco por dentro... Gran Torino-San... Eu sinto que ainda não posso lutar realmente contra o Joker... Sinto que não posso nem ao menos servir de algo para resgatar o All Might...  

O Midoriya apertou fortemente a sua mão enquanto falava, abaixando ainda mais o seu rosto ao lembrar da cena do “túmulo do All Might desenterrado”, liberando um pouco da sua raiva no ar, parando apenas ao sentir um punho pequeno ir de encontro com a sua bochecha, caindo de bunda no chão confuso, vendo o Gran Torino pousando no chão. 

[Gran Torino] --- Quer parar de ser tão contraditório? Acabou de dar uma de confiante quando me chamou de velhote e agora está dando uma de “Eu não sei se consigo”! Para a sua informação, o One For All é muito mais difícil para você do que para o All Might, aquele moleque não sabia nada sobre aconselhamentos, e ainda tinha eu e a Nana para treinarmos ele, e para a sua informação, diferente de você, eu dava uma surra ferrada naquele loiro de farmácia! Agora para com esse choro que o One For All está mais forte do que nunca do seu lado! 

Gritou irritado enquanto as suas pernas tocavam o chão, se esforçou para não dar mais um soco no Midoriya enquanto falava, mas não se esforçou para dar mais um outro soco nele ao acabar de falar, mirando bem na outra bochecha do Midoriya. 

Mas o mais novo pareceu já ter se tocado disso, segurando a mão dele no meio do golpe, usando a própria força do Gran Torino para o jogar para trás, mas o velhote era rápido, podendo parar o seu impacto contra a parede bem a tempo ao usar a Quirk, olhando para trás e vendo o Midoriya se levantando enquanto já se colocava em guarda, nem ao menos ativando o Full Cowling ainda. 

[Gran Torino] --- Me deixe me ver se você já é realmente capaz de sair desse hospital, recebi um pequeno “Spoiler”, como vocês chamam, do EraserHead sobre a aula de amanhã, ele havia conseguido um ótimo presente de melhoras para você, sabia. --- Abriu novamente o sorriso animado no rosto, vendo o mesmo tipo de sorriso aparecer no rosto do Midoriya, os dois estavam animados para a próxima luta. 

O mais talentoso aluno, sem usar o One For All Vs O mais rápido veterano, não se preocupando em nada com os seus pulmões... Que pena que ninguém pode ver a luta encirrada. 

 

. . . . . . . . . . . . 

< < < Dia Seguinte, 07:30 > > > 

 

Enfim os 3 dias passaram, dando alta do Midoriya logo de manhã, por isso que ele teve que acabar se arrumando lá no Hospital, e após a corona do Aizawa, ele, depois de tanto tempo, na verdade não tanto, se reuniu outra vez com os seus colegas, estando na frente do quadro da sala. 

[Izuku] --- Sinto muito por todos os problemas!! Obrigado a todos pelas anotações das aulas que acabei perdendo!! Momo, eu sinto muito por deixar todo o trabalho como representante para você!! Eu prometo que tentarei recuperar todo o tempo perdido!! --- Praticamente gritou ao se curvar para todos, fazendo todos os seus colegas, quase todos, se sentirem um pouco desconfortáveis por causa da animação que ele irradiava sem parar. 

[Uraraka] --- Deku, bom trabalho pela sua recuperação. --- Tentou esconder parte dos seus sentimentos de felicidade e alívio para não deixar explícito para toda a sala de aula, segurando a sua vontade de ir até ele e o abraçar, apenas para poder ver se realmente havia se curado totalmente. 

Por sinal, ela é a única da sala que realmente sabe o motivo do Midoriya ter se machucado seriamente do nada, por pedido do Aizawa, ela não pode revelar para ninguém que o corpo do All Might havia sido roubado, muito menos dizer que foi pelo Joker. 

[Momo] --- Estava apenas fazendo o meu trabalho, não se preocupe sobre isso não, tive um pouco de ajuda do Iida-San, conseguimos ao menos manter tudo em ordem durante a sua ausência. --- Respondeu, quase que formalmente a Momo, apontando levemente para o Iida, mas apesar disso, o Midoriya podia sentir o ar “irritado” que ela tinha por ele ter se machucado. 

[Kirishima] --- Ah, sim! Admiro a sua animação, parceiro! --- Estendeu o seu punho, se contagiando um pouco pela animação do Midoriya, apesar de não saber bem o porquê. 

[Ashido] --- Cuidado para não acabar se animando demais durante as aulas, está quase para cuspir fogo e nem está percebendo. --- Ao ouvir o aviso da Ashido, o Midoriya rapidamente tampou a sua boca com uma das mãos, mas não sentiu calor algum, olhando novamente para ela e vendo a segurando a risada. Ela pensou que ele havia caído na sua pegadinha. 

[Aizawa] --- Se senta de uma vez, tenho uma aura para começar. --- O Midoriya rapidamente assentiu para ele ao ouvir ele estalar a sua língua, se sentando na sua cadeira atrás do Bakugou, finalmente dando a chance para o Aizawa começar a sua aula. --- .... Agora que o Midoriya voltou, vamos falar de verdade sobre os estudos de trabalhos. --- Esperou um pouco antes de começar a falar, vendo a expressão de todos normalizarem. --- Entrem. --- Dessa vez, a sua frase não foi para nenhum da 1-A, mas sim para a porta, reparando que aquilo havia deixado os seus alunos um pouco confusos e curiosos. --- Para explicar como os estudos de trabalho diferem com estágios, aqui estão umas pessoas que já passaram por essa experiência, eles se deram o trabalho de reservar um tempo das suas agendas cheias. Portando, prestem atenção neles, dentre todos os estudantes da Yuuei, esses terceiranistas são os três melhores... Eles são chamados de Big Three. [*2]

Apesar do tom preguiçoso ao qual ele falava, as suas palavras haviam sido realmente sérias, a Yuuei era uma das melhores acadêmicas do mundo, tendo até mesmo pessoas que fizeram intercâmbio de outro países só para estudar nela, um exemplo disso era a Pony Tsunotori que veio diretamente dos Estados Unidos. 

Dize que entre todos esses estudantes, aqueles três eram as melhores pessoas da Yuuei, era o mesmo que dizer que era o melhor que a Yuuei poderia dar ao mundo, criados a partir do seu esforço e do esforço próprio deles. Melhor explicando, eles são os melhores candidatos a heróis no Japão. 

Ao terminar de falar, sendo alvo da expectativa de todos da sala, até mesmo o Bakugou e o Todoroki, a porta foi aberta e, em uma fila, 3 pessoas entraram, um garoto com um sorriso, parecendo animado, no rosto, uma garota fofa com um sorriso doce, e logo atrás e por último, mas não menos importante, um garoto cansado e com a postura fechada, dando um pouco de medo. 

Os três haviam parado ao lado do Aizawa, na mesma ordem que chegaram, o garoto que chegou por último mais próximo da porta e o primeiro a entrar mais próximo do Aizawa. Dando a oportunidade para os alunos da 1-A observarem eles melhores, apesar de que uns nas salas não estavam podendo acreditar muito a partir da aparência deles. 

[Jirou] --- Esses caras... Eu já ouvi falar deles... Mas...! --- A Jirou é uma daquelas que não podia acreditar, apesar de não está querendo ofender eles, controlando bem as suas palavras, era meio difícil de acreditar nisso. 

[Denki] --- Mas você não pensaria nisso pela aparência deles. Olha, há até uma bem bonita... --- O Denki ao lado dela parecia ter o mesmo pensamento que a Jirou, mas a sua frase morreu ao sentir o seu pé sendo pisado. 

Enquanto isso, ignorando a reação dos seus colegas, o Midoriya estava a analisar todos os três ao mesmo tempo, indo atrás de toda a informação que podia lembrar sobre eles, procurando algo que pudesse aumentar a sua taxa de vitória. 

A aparência da primeira pessoa a chegar é a de um rapaz alto e musculoso, que possui várias cicatrizes visíveis ao redor dos braços. O design dele é muito exclusivo devido aos seus olhos azuis em formato oval, desenhados em um estilo simplista, sem esclera visível, e nariz mais proeminente do que a maioria das outras pessoas. Os seus cabelos são loiros, a parte superior é arrumada em um capuz, enquanto a parte inferior é usada para trás. [*3] 

Ele fazia o Midoriya lembrar um pouco das pessoas americanas, mas ele não tinha certeza se ele era realmente um aluno de intercâmbio... O Midoriya puxou informações de todos os Festivais de Esportes ao qual ele viu, sentindo uma chama queimar dentro dos seus olhos ao lembrar dele e da garota que estava no meio dos três. 

A garota tem pele clara e estatura média, com olhos arregalados e curiosos. Suas pestanas superiores são longas e grossas, e sua íris de cor azul royal, onde suas pupilas são inteiramente brancas. O cabelo dela é ondulado e grande o suficiente para chegar até os seus joelhos, torcendo-se na cintura e curvando-se para dentro das pernas. Ela tem franja lateral, dobrada atrás das orelhas, à direita, e pendurada logo acima dos olhos, à esquerda, e dois cachos curtos de cabelo em ambos os lados do rosto, curvados em direção ao rosto à direita e atrás, sob la orelha, à esquerda. De acordo com a opinião do Midoriya, ela é mais do tipo "fofa" que do "sexy". [*4] 

As Quirks deles são [Wave Motion] e [Permeation], [Wave Motion] da garota, Nejire Hado, e [Permation] do garoto, qual o Midoriya lembrou se chamar Mirio Togata. Mas apesar disso, o Midoriya não lembrava em nada do último a chegar, nem ao menos se lembra dele aparecer no Festival de Esportes. 

[Aizawa] --- Vamos diretamente ao ponto: Que tal algumas apresentações, começando com você, Amajiki. --- Nem mesmo ao ouvir o nome dele, o Midoriya foi capaz de se lembrar de algo...  

Amijaki é um jovem alto, de pele bastante pálida. Suas orelhas são mais longas que a maioria, suas pontas pontudas e um tanto quanto os dos elfos de jogos e animes de Fantasia. Ele tem cabelos bagunçados, índigo, que se destacam atrás da cabeça, e olhos finos e cansados, parcialmente cobertos por sua franja, apesar do fato de que eles devem estar separados para não prejudicar sua visão. Seus ombros são geralmente curvados, e ele evita fazer contato visual com as pessoas. [*5] 

[Amajiki] - - ..... - - O último dos três fitou todos os alunos com um olhar, ficando em silêncio enquanto deixava a sua presença ir contra eles, assustando os alunos do poder que ele passou a exalar do nada, mas isso cessou quando ele se virou para o quadro, tocando a sua testa contra a parede. - - Isso não é bom... Mirio... Hadou... Eu estava pensando em batatas, mas... Todos eles ainda parecem com pessoas do pescoço a baixo... O que eu faço? Estou com problemas... Para falar... Minha mente “deu branco”, isso dói! Eu quero ir embora agora! 

Quê? O Midoriya sentiu o seu sorriso calmo tremer um pouco, confuso... 

[Ojiro] --- Mas vocês não são... Os melhores do curso de heróis... Não é? --- Perguntou ele meio hesitante, confuso ao ter a sua expectativa quebrada do nada. 

[Nejire] --- Não é engraçado as pessoas dizerem que isso é “ter um coração de pulga”? Tão estranho! Ele é Tamaki Amajiki, o “pulga”, e eu sou Nejire Hadou, nós viemos aqui você falar com vocês sobre o estudo de trabalho. --- Ela já pareceu já ter se acostumado com a personalidade dele, sorrindo ao dizer aquilo tudo calmamente, mas enquanto isso, o Midoriya pensava que a Quirk dele era a de transformação em Pulga. --- Mas ei, ei, ei: Que máscara é essa? Está com resfriado? Ou está apenas sendo parte do seu estilo? --- Mudou totalmente de assunto do nada, se aproximando da cadeira do Shouji ao fazer aquela pergunta para ele. 

[Shouji] --- A muito tempo, eu... --- Foi interrompido na tentativa de a responder, tendo a sua fala cortada pela mesma que havia feito a pergunta. O Midoriya observou a Nejire começar a fazer as perguntas repentinamente do nada, se afastando ainda mais do assunto dos estudos de trabalho, mostrando ter uma personalidade um pouco diferente da mostrada durante o Festival de Esportes que a viu participar. 

[Nejire] --- Ei, ei, ei, Midoriya, você consegue usar aquele poder já com o braço quebrado? Ele iria mais forte ou mais fraca? Ei, ei, ei, me diga. --- Abriu um sorriso sem graça ao ver ela fazer a pergunta para ele, mas logo após fazer outra pergunta diferente para Ojiro. 

[Aizawa] --- Ela não é a pessoa mais racional, certo? --- Até o Aizawa estava achando aquela situação estranha, tendo que se controlar um pouco para não acabar com aquilo ao gritar “ordem”, e como se desse um aviso que iria fazer isso, olhou irritado para o Mirio ao seu lado. 

[Mirio] --- Não há com o que se preocupa, EraserHead! Afinal, eu sou o ator principal aqui! --- Até mesmo ele estava pensando que aquela situação estava meio estranha para os alunos da 1-A, se sentindo um pouco pressionado. --- A perspectiva para vocês é.... --- Gritou do nada, chamando a atenção da 1-A para ele, se curvando para ele ao colocar a sua mão na olheira, esperando eles completarem a sua frase. 

[Momo] - - .... Sombria? --- Deu de ombros levemente, não tendo realmente certeza que era essa a resposta para a frase dele, chutando que aquilo era como uma piada de Kanjis que se perdeu por ser dita, mas pelo jeito parecia que sim. 

[Mirio] --- Sim, sombria! Sombria é a resposta! --- Agradeceu um pouco por alguém ter entendido a sua brincadeira, mas sentindo o quão inútil ela havia sido ao piorar ainda mais a situação ao qual ele ficou, mudando a sua forma de ataque ao deixar o clima sério. --- Estou vendo muitos rostos que parecem dizer “Quem se importa?”. Vocês estão olhando para nós, terceiranistas, que apareceram repentinamente aqui para falar a respeito dos estudos de trabalho, que vocês, aliás, nem ao menos precisam fazer. Isso não faz sentido, certo? --- Fez todos os alunos se calarem ao falar seriamente, perdendo a animação que tinha ao chegar, abrindo um sorriso de lado, debochando deles antes de voltar a falar. --- Todos vocês conseguiram as suas licenças como primeiranistas... Hunf, quero dizer, quase todos, mas é um recorde, acho que o lote de calouros desse ano é... Bem energético... E já que a nossa conversa aqui não está indo tão bem... --- Olhos para todos os alunos presentes na sala, até mesmo o Amajiki e a Nejire, abrindo de volta o seu sorriso animado antes de completar. --- Que tal... Todos vocês me enfrentarem? 

--- O.... QUÊ? --- Grande parte da 1-A gritou confusa ao ouvir o Mirio os desafiar do nada, se surpreendendo ainda mais do que com os outros dois terceiranistas. Mas enquanto isso, o Midoriya não aguentou, ele teve que abrir um sorriso animado no rosto, era uma oportunidade perfeita... 

[Mirio] --- Parece racional os fazer sentir o peso total de nossas experiências em primeira mão!! Não acha, EraserHead? --- O Mirio pode ver o sorriso animado no rosto do Midoriya, ignorando o rosto “pronto para explodir” do Bakugou, sentindo um pouco de animação quase tenha que lutar contra ele. 

[Aizawa] --- .... Faça como quiser. --- Deu a sua permissão após ele dar de ombros, na verdade, ele também queria que os seus alunos levassem uma surra para aumentar a animação deles, você tem que bater com um martelo em um pedaço de metal várias vezes, dependendo da força do ferreiro, para criar uma bela espada. Palavras ditas pelo próprio Gran Torino. 

Aquilo apenas animou ainda mais o Midoriya, ele estava quase para ter a luta mais chata da sua vida... E isso era um elogio... 


Notas Finais


[*1] -- Eu não sei estou realmente mentindo sobre isso, se pensarmos nisso corretamente, ser a Nana fosse uma mulher de combate a curta distância, o que podemos supor que é, quer dizer que quando o All Might recebeu o One For All, ele somou toda a força dela com a sua própria, qual podemos dizer que para não ser explodido em mil pedaços, teria que ser pelo menos 5% do One For All na sétima geração, mas teria que ser ainda mais forte para ser realmente capaz de o controlar, precisando ser ao menos 50%.
Se fizermos a conta assim, a cada geração que passa, o One For All iria aumentar metade do seu poder ao comparar o antigo portador e o atual portador com o controle total do One For All. Por isso, faria certo sentido ao falarem que o All Might foi o único realmente capaz de machucar o AFO e ser tão estranho o One For All do All Might e o One For All para o Midoriya.
[*2] -- Erro que eu não sei se muitas pessoas tem, mas eu quase escrevo Big Tree, de grande árvore.
[*3], [*4] e [*5] -- São tirados do Fandom Gringo, exceto o do Amajiki, eu havia traduzido e feito alterações para não ficar 100% igual.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...