História "As I Was Before You" - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Barbara Palvin, Como Eu Era Antes de Você, Justin Bieber
Personagens Barbara Palvin, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags As I Was Before You, Barbara Palvin, Como Eu Era Antes De Você, Justin Bieber, Romance
Visualizações 157
Palavras 2.343
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


. Na imagem estão o pai da Lindsay ♡️
. E o vestido que ela usou (no decorrer do capitulo vocês vão entender sobre o vestido)
. Capítulo não revisado

Capítulo 15 - 15' capitulo


Fanfic / Fanfiction "As I Was Before You" - Capítulo 15 - 15' capitulo

Los Angeles / Califórnia 

Uma semana depois.. 

Point of view Justin Bieber 

Uma semana havia se passado e os garotos ainda não tinham conseguido falar com o pai da Lindsay ele por ser um homem rico e esta sempre cheio de seguranças que não ajudam mais pedi pra eles falarem com seus pais afinal os mesmos são ricos e também influentes pode ajudar eles dois se aproximar do pai dela, inclusive nesse momento estamos esperando a enfermeira trazer Luna ela enfim recebeu alta e vai poder ir pra casa com a gente o médico recomendou muitos cuidados por causa da viagem com a pequena quando Lindsay viu a pequena seus olhos brilharam e um sorriso enorme apareceu no seu rosto Chaz pegou sua filha e a bolsa dela com a enfermeira ao ver o jeito encantado de Lindsay entregou Luna pra ela que babava na pequena.. 

-Oh Justin olha só como ela é linda. 

-Sim ela é linda. 

Seguimos Chaz ate a recepção e ele assinou alguns papéis Lindsay com todo cuidado do mundo jogou a manta sobre a pequena por causa do sol apesar de não estar tão quente entramos no taxi e o tempo todo ela babava na pequena que dormia tranquila no seu colo ela estava mais tranquila não vimos mais o idiota do padastro dela mais a mesma disse que ele em silêncio é perigoso sinal que ta aprontando.. 

Após alguns minutos chegamos no hotel Chaz pagou a corrida e entramos Lindsay colocou Luna na cama e perguntou se Chaz ia ficar com pequena ele disse que sim então ela trocou Luna e entregou pra ele.. 

-Qualquer coisa me chama. 

-Tabom, eu vou comprar nossas passagens pra gente ir logo embora. 

Assentimos e ele saiu Lindsay respirou fundo e foi pra varanda a segui e envolvi meus braços em sua cintura e ela virou pra me olhar nos olhos.. 

-Acha que ele vai acreditar que estou viva? 

-Seu pai?_ela assentiu_Com certeza ele vai ficar confuso pode achar que é brincadeira mais vai acreditar enfim. 

-Mais e se ele me rejeitar não quiser mais ser meu pai ou se sentir vergonha de mim, ou se ele mais uma vez se afastar como fez.. 

-Ei pare de pensar nessas coisas tenho certeza que seu pai ti ama mais as vezes os nossos pais são meio cabeça dura e erra muito com a gente mais no fundo nos ama. 

-Eu tenho medo. 

-Não tenha, você é uma mulher incrível e.. 

-Eu te amo_ela disse baixo mais eu ouvi_Eu sei que não devia mais eu te amo Justin. 

-Eu também te amo Lindsay. 

Selei nossos labios em um beijo calmo que foi ficando quente dei impulso pra ela entrelaçar suas pernas no meu quadril e assim fez a levei ate a cama e deitei Lindsay com toda calma passei a beijar seu pescoço.. 

-Eu te quero Lindsay. 

-Eu também te quero mais não aqui Justin. 

-Por que não? Eu quero e você também. 

-Quero que seja especial pra nós. 

-Ok como desejar. 

Sai de cima dela e sai do quarto eu não estou com raiva dela mais estou ficando frustrado ate parece que ela é a virgem sempre evitando eu quero e estou preparado então pra que evitar, fui até o quarto do Chaz e bati na porta ouvi seu "entra" e sentei na cama acariciando Luna que ainda dormia e ele estava no notebook.. 

-Cadê a Lindsay? 

-No quarto. 

-Aconteceu alguma coisa? 

-Eu to tentando ficar com ela mais Lindsay sempre com o mesmo papo de que quer que seja especial. 

-Espera ai; você contou pra ela que é virgem? 

-Contei, ela reagiu bem só que toda vez que tento avançar ela me para e diz pra mim que quer que seja especial pra mim. 

-Na verdade acho que ela ta com medo. 

-Medo do que? 

-Ora cara para pra pensar um pouco a Lindsay desde bem nova sofreu bocados com certeza a primeira vez dela foi com o padastro deve ter sido traumatico, ela deve estar com medo de se entregar pra você e na hora H acabar lembrando dos piores momentos da vida dela eu duvido que ela tenha se entregado a algum homem durante esse tempo, nos nossos olhos ela é forte mais se a gente parar pra pensar Lindsay é fragil por dentro ela quer que seja especial porque ela quer que sua primeira vez seja algo magico coisa que ela nao teve entende, tenta ver pelo lado dela um pouco e se ela quer fazer que seja especial pra você deixa ela fazer pois se você pensar sera a primeira vez dela também após anos.. 

-Você tem razão acho que tô sendo idiota com ela, vou lá pedir desculpas e tentar conversar com ela. 

-Vai lá irmão e amanhã de manhã vamos estar embarcando meu pai vai mandar o jatinho pra gente. 

-E você falou da Luna? 

-Sim ele ate que não surtou muito mais disse que quando eu chegar quer conversar comigo e provavelmente vai querer que eu trabalhe agora na empresa dele. 

-Menos mal que ele não pirou total, vou indo lá. 

Sai do quarto dele e segui rumo ao da Lindsay bati na porta e ela não abriu então coloquei a mão na maçaneta e abri a cena que vi quase me fez querer morrer ali o padastro dela estava em cima da mesma a penetrando enquanto Lindsay se debatia e ele tampava a boca dela eu não aguentei e puxei ele de cima dela o derrubando Lindsay correu pro banheiro e se trancou o idiota levantou fechando as calças e veio pra cima de mim e me deu um soco ao qual retribui com vontade soquei a cara dele umas quatro vezes ele conseguiu inverter as posições e bateu minha cabeça no chão fiquei mole vendo tudo rodar vi ele se levantar e ir até o banheiro logo em seguida ele apareceu segurando o braço da Lindsay ela tentou se soltar e eu não conseguia me mecher tudo estava ficando embaçado.. 

-JUSTIN. 

Foi a ultima coisa que escutei antes de apagar; acordei com a claridade batendo no meu rosto e pisquei algumas vezes pro meus olhos se acostumar com a claridade e tentei ficar de pé mais minha cabeça tava doendo o quarto que eu tava não conhecia senti um leve enjôo e sentei de volta vendo Chaz aparecer.. 

-Onde estamos? O que aconteceu? 

-Estamos no jatinho aqui é o quarto que meu pai pediu pra fazer, você após a pancada desmaiou e.. 

-Cadê a Lindsay meu Deus Chaz ele estava lá ele a machucou.. 

-Ei calma ela ta bem esta com a Luna na poltrona tente descansar. 

-Eu preciso falar com ela. 

-Depois você fala Justin, ela esta muito assustada ainda e com vergonha depois vocês conversam. 

-O que aconteceu depois que eu apaguei? 

-Eu escutei o grito dela e fui até lá e vi Lindsay tentando ti acordar e ela estava chorando muito me contou o que aconteceu, chamei um médico que ti examinou e disse que você ia ficar bem só precisava descansar hoje de manhã os seguranças que eu pedi ajudaram trazer voce pra colocar aqui. 

-E aquele filho da puta? 

-Lindsay disse que ele saiu correndo após ela gritar. 

-Eu vou matar ele Chaz juro por tudo que é mais sagrado. 

-Você não vai fazer nada agora descansa logo chegamos em Miami. 

♧️♧️♧️♧️♧️

Acordei com Chaz me chamando havíamos chegado me levantei e ja me sentia melhor sai do jatinho pois só faltava a mim e vi Lindsay dentro do carro com Luna no colo me senti tão mal e culpado se eu não tivesse deixado ela sozinha isso não teria acontecido entrei no carro e sentei no banho de tras ao lado dela que evitava me olhar, alguns minutos depois estavamos na casa do Ryan que pediu pra gente ir pra lá eles nos ajudaram subir com minha mala e a da Lindsay.. 

-Lind eu vou precisar ir ver meu pai você pode ficar com a Luna? 

-Claro Chaz pode ir tranquilo. 

-Vou deixar a bolsa dela aqui mais tarde eu volto. 

Ele beijou a testa da sua nós fizemos o nosso toque e ele saiu Ryan e Chris babavam na pequena e sentaram no sofá.. 

-Lindsay conseguimos falar com seu pai_Ryan falou e ela ficou tensa_ele não acreditou na gente ficou nervoso disse ate que a gente tava querendo brincar com ele mais pedimos pra ele vir aqui hoje a noite e ele aceitou vir. 

-Meu pai vai vir aqui? 

-Vai sim. 

-Eu.. eu.. ai meu deus to com medo. 

-Ei relaxa tabom, olha a gente contou tudo pra ele. 

-Inclusive do Ian? 

-Sim e ele ficou puto mais disse que só ia tomar uma atitude quando tivesse certeza que você tava viva, bom Chris disse pra mim que talvez você quisesse passar boa impressão pro seu pai então compramos algumas coisas pra você. 

-Que coisas? 

-Compramos um vestido pra você usar essa noite na verdade dois porque a gente não sabia qual estilo você vai preferir, compramos salto alto e maquiagem também tem uma chapinha e secador, perfume e creme e alguns acessórios. 

-Meninos não precisava mais confesso que aparecer mal arrumada no meu pai não seria bom. 

-Todos nós só queremos sua felicidade Lindsay. 

-Eu sei que sim e amo vocês por isso, todos vocês se tornaram minha família. 

Eles sorriram pra ela e Luna começou chorar assustando a gente Lindsay disse que ela estava com fome então eu peguei a pequena dos seus braços pra ela preparar a mamadeira e logo voltou.. 

-Posso dar pra ela? 

-Pode_ela disse sem me olhar_só cuidado pra ela não se engasgar. 

-Relaxa ja fiz isso com Jazmyn e Jaxon. 

Comecei dar a mamadeira pra Luna que realmente tava com fome após ela terminar coloquei ela pra arrotar depois fiquei mimando ela deixando os meninos com ciúme.. 

-Deixa eu segurar ela também Justin aff. 

-Chris você vai derrubar ela. 

-Não sou nenhum criança agora dá ela aqui. 

E bem na hora que Chris pegou ela Luna gorfou fazendo eu estava Ryan cair na risada com a cara de nojo dele.. 

-Chega vocês me dá ela aqui Chris. 

Lindsay a pegou e após pegar a bolsa subiu pro quarto e fui atrás encostei na porta e fiquei observando ela tirar a roupinhas suja da Luna.. 

-Você daria uma ótima mãe_ela não respondeu e seguiu com a pequena no colo e ligou a banheira_Eu sinto muito pelo que houve a culpa foi minha. 

-Justin por favor sai daqui ok eu não posso e não consigo olhar pra você depois do que precensiou a culpa não foi nossa e sim dele então por favor não me obrigue ti olhar mais pois a vergonha e o nojo de mim mesma esta me consumindo. 

-Eu te amo Lindsay não sinta vergonha ou nojo de você por causa dele. 

-Só sai esta bem. 

Me aproximei dela e beijei sua testa logo em seguida sai deixando ela ali com sua atenção na pequena Luna, Chaz chegou e disse que o pai lhe deu um baita sermão e cancelou tudo dele tipo fez igual o meu e após uma longa conversa todos nós iamos morar juntos na casa do Ryan ate eles passarem na universidade e a gente se mudar.. 

♧️♧️♧️♧️♧️

Ja era sete da noite daqui a pouco o pai da Lindsay ia chegar todos nós incluindo Luna estavamos na sala prontos todos vestidos formais só faltava Lindsay mais não demorou muito ela logo apareceu com um vestido vermelho longo (imagem acima) que tinha um decote discreto o vestido marcava suas curvas e seus cabelos estavam soltos com alguns cachos nas pontas uma maquiagem leve ela estava perfeita como nunca vi antes eu estava hipnotizado.. 

-Uau Lindsay você esta maravilhosa. 

-Obrigado Chris. 

-Realmente esta linda. 

Falei a deixando sem graça mais não olhou pra mim ela veio até Chaz e pegou Luna do colo dele que também estava fofa em um macacão vermelho.. 

-Queria saber como vocês conseguiram descobrir o número dela. 

-Ué Justin logico que sabemos a gente tava no mesmo hotel e olhamos o número das roupas dela porque Chaz pediu pra gente comprar umas de frio pra mesma. 

Eu ia dizer algo mais a campainha tocou e Lindsay com uma mão livre apertou meu braço ela estava tensa.. 

-Esta tudo bem Lindsay voce ta linda. 

-E se ele me rejeitar? 

-Ele não vai. 

A empregada do Ryan abriu a porta e Chaz pegou Luna do colo da minha Lindsay e então ele apareceu de mão dadas com um mulher linda que segurava um bebê no colo e dois seguranças o acompanhava, Lindsay só faltava quebrar meu braço de tanto que ela apertava e seus olhos estavam cheio de lagrimas.. 

-E então cadê ela?_ele perguntou e na hora seu olhar foi pra mulher ao meu lado_Lindsay? 

-Oi Pai. 

-Filha é você mesmo? 

-Estou com 20 anos agora mais ainda sou eu. 

-Minha menina. 

Ele abriu os braços e ela correu ate ele se jogando em seus braços o apertando e ele retribuiu e o mesmo estava chorando assim como ela.. 

-Minha filha eu achei que tinha ti pedido, me perdoa minha menina.. 

A mulher dele olhava a cena com um sorriso de alivio nos labios e fez sinal pros dois brutamontes sairem.. 

-Acho melhor deixar eles um pouco a sós. 

Falei e os garotos concordam e seguimos pra cozinha eu estou feliz pela Lindsay espero que agora ela consiga o que deseja.. 

Narradora on.. 

Lindsay junto com seu pai e a mulher dele estavam sentados na sala a garota contou tudo para o pai o que ela passou desde que o mesmo foi embora ele se sentiu culpado e chorou por ter sido tão ausente pra ela mais a garota estava feliz que agora estavm juntos ela conheceu seu meio irmão o Thomas que tinha cinco meses de nascido tudo estava se encaixando e seu pai prometeu fazer Ian pagar por ter feito mal a sua filha logo eles seguiram pra cozinha pra jantar e a noite foi boa e familiar Lindsay se sentia completa.. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...