História As idiotices da Emele - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Tags Dia A Dia, Diário, Idiotice, Kpop, Shipp
Visualizações 22
Palavras 1.643
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente vim deixar esse imagine q minha amiga linda gostosa dlc chamada Yasmin escreveu pra mim
Te amo Yasmin ♡♡♡

Capítulo 6 - Imagine Taely (Taehyung+Emily)


Fanfic / Fanfiction As idiotices da Emele - Capítulo 6 - Imagine Taely (Taehyung+Emily)

*Emily narrando*

Eu estava deitada na cama observando o teto enquanto a chuva lá fora só piorava. Pra falar a verdade, eu gostava muito de noites chuvosas, mas havia um problema. Os raios e trovões. Eu odiava eles, realmente era a única coisa que me assustava. Desligo o abajur do lado da minha cama e me viro para o lado, tentando achar uma posição confortável para dormir. Fecho os olhos e tento dormir. Nada. Bufo irritada e jogo o cobertor no chão. Levanto, e vou até a cozinha buscar um pouco de água. Estava tudo muito escuro e tive que me guiar através das mãos, tateando as paredes. Ao chegar no balcão, ouço a campainha tocar.

" Quem será a essa hora? Maldição!"

Vou até a porta com bastante cuidado para não tropeçar em nada e não cair.

- Quem é? -pergunto receosa.-

- Seu homem

- Meu... Meu o quê? Só pode ser brincadeira. Vai para o inferno!

Xingo seja lá quem seja que está atrás da porta.

- Abre, Emily. Sou eu, Taehyung.

Taehyung é meu vizinho desde dos meus 7 anos, nós moramos praticamente juntos. Meu apartamento é de um lado, o dele de outro. Quando ele brigava com a sua mãe, ele vinha até aqui para tentar esfriar a cabeça. Nós jogávamos video game, comíamos brigadeiro de panela e ficava jogando conversa fora. Até ele se sentir melhor e voltar para casa e tentar se resolver com a sua mãe. Pra falar a verdade, eu sempre fui muito apaixonada por ele. É incrível isso, já que antes, eu afirmava que nunca gostaria de ninguém. Algo nele chamou minha atenção, isso há uns dois anos atrás. Quase nos beijamos enquanto voltavamos de uma festa, ele havia me deixado na frente de casa, então eu decidi tomar o primeiro passo. Depois, culparia o efeito do álcool sobre mim. Mas tudo foi de água abaixo quando meu irmão apareceu do  nada atrás de nós perguntando o que eu ia fazer. Ele é um inferno na minha vida, argh!!!

- Entra, Tae - falo enquanto destranco a porta.-

Ele está vestindo suas roupas de sempre. Camisa branca, jaqueta de couro e calça jeans. Ele fica tão sexys, oh Deus.

Ele sorri de canto e continua parado me olhando.

- Não vai entrar? - bufo e cruzo os braços.-

Ele sorriu novamente e entrou na minha casa. Parece um pouco diferente do que é no dia a dia. Acho que está bêbado.

- Brigou com a velhinha de novo? - pergunto enquanto tranco a porta e me jogo no sofá. -

Ele continua parado no meio da sala observando o nada, isso realmente está começando a me assustar.

- Não, não. Eu queria te pedir algo, mas estou envergonhado- ele se pronuncia pela primeira vez. -

- Fala

- Posso dormir hoje aqui?

- Por que?

- Hoje fui a uma festa com uns amigos e acabei bebendo de mais. E acho que perdi as chaves de casa- ele se senta do meu lado e cruza os braços-

- Como você é burro - empurro de leve e jogo uma almofada nele, que a joga de volta em mim. -

- Dá um desconto aí, Mel.

Argh!! Eu odiava quando ele me chamava assim. Me sinto uma idiota ao ser chamada assim, não me pergunte do porquê.

-Tudo bem. Mas dorme ai no sofá- falo e me levanto rapidamente - Vou para meu quarto. Tenha uma boa noite

Ouço Taehyung soltar uma gargalhada abafada após eu passar na sua frente.

- Qual o seu problema? - pergunto

Ele não responde, apenas aponta para meu corpo. Não entendo seu ato mas olho para meu corpo.
Eu estava vestindo apenas um vestido super curto que mostrava quase toda a minha bunda. Ele morde os lábios inferiores de uma maneira sexy e me olha com aquele olhar safado. Solto um gritinho agudo e corro para meu quarto.

- Mas que merda...

Tento me acalmar e destranco a porta. Me sento na beirada da cama e começo a cantar uma música baixinho para tentar me acalmar.
BABY DON'T CRY do EXO realmente me acalma. Me deixa em uma paz incrível.

Posso ouvir batidas na porta, como se alguém estivesse prestes a arrombá-la.

- O que você quer? - indago

- Não quero dormir sozinho, por favor Mel, me deixa dormir com você

- Como é que é? Tae, por favor né. Claro que não

- Por favor Mel, eu estou assustado

Eu realmente não quero deixá-lo entrar no meu quarto, muito menos dormir com ele. Mas de repente, um barulho estrondoso fez-se ouvir por todo quarto, até a luz de toda a cidade cair. Corro para a porta e a abro para Tae entrar. Ele parece um pouco mole, talvez por está bêbado demais.

- Calma Mel, Já passou - ele me abraça e passa suas mãos em minhas costas para tentar me acalmar, algo que está dando certo. -

- Pode dormir aqui, mas não vai acontecer nada, ok? - me afasto dele e dou espaço para ele entrar.

Ele entra no meu quarto e vai até minha cama. Ele retira os sapatos e a jaqueta. Jogando-a em cima da cadeira ao lado do criado-mudo. Logo em seguida a camisa, deixando seu abdome amostra. Tento focar minha visão em outro lugar, mas é quase impossível. Ele se deita no canto esquerdo da cama e se vira para o lado.

Caminho lentamente até a cama e me deito. Ela parece tão diferente. Procuro meu celular para ouvir música, mas não o acho.

- Cadê meu celular?- pergunto a Taehyung que não me responde.

Ele nem sequer se mexe, que tremendo filho da puta.

Me levando novamente e saio revirando todo o quarto a procura do meu celular.

- É esse aqui?

Olho para Taehyung deitado na cama e vejo meu celular em sua mão.

- É, me dá - vou até ele com as mãos já abertas para pegar meu celular, mas ele esquiva e joga ele pela janela.

- MAS QUE PORRA É ESSA TAEHYUNG? ME DIZ QUE ISSO É BRINCADEIRA - grito com ele na tentativa falha de consegui uma resposta-

- Vai dormir Mel. Eu estou cansado demais, amanhã eu compro outro pra você.

Mil formas de torturas passam pela minha cabeça enquanto o vejo tentando dormir. Eu só conseguia dormir com música, e agora não tenho mais. Me deito na cama novamente e me cubro com o lençol.

- Eu só consigo dormir ouvindo música - murmuro baixo

Em um instante, Taehyung se levanta e fica em cima de mim. Mal tive tempo de gritar ou falar algo, ele tapa minha boca com a mão e fala:

- Então eu vou cantar pra você, querida.

Ele se aproxima do meu rosto e encosta-o no meu pescoço. Sinto um arrepio subir e descer pela minha espinha, minhas pernas? Nem as sinto mais. Ele beija toda a extensão do meu pescoço e mordisca o lobo da minha orelha levemente. Seu membro dentro da calça parece estar ereto, e ele faz questão de eu saber enquanto esfrega-o em minha perna. Quando percebo, minhas pernas estão envolvidas em torno do Tae, e ele não parece se importar com isso.

- Você me deixa te violar
Você me deixa te profanar
Você me deixa te penetrar
Você me deixa te complicar

Ele canta baixinho no meu ouvido uma música que eu nunca havia ouvido na vida. Ele passa sua língua em torno do meu pescoço enquanto continua a esfrega-se em mim.

- Eu quero te fuder como um animal
Eu quero te sentir por dentro
Eu quero te fuder como um animal
Toda minha existência é defeituosa
Você me deixa mais perto de Deus

Sinto que irei chegar ao ápice apenas com a sua voz rouca cantando coisas sujas no meu ouvido. Ele junta meus pulsos e os seguram com força na cama, acima da minha cabeça. Seu beijos descem do meu pescoço para a minha clavícula. Prendo-o com mais força entre mim, e sinto como se fosse quebrar ao meio ao senti minha intimidade pulsar contra seu membro. Ele me deseja assim como eu o desejo. Quero que ele me foda aqui, agora.

- Você pode ter minha isolação
Você pode ter o ódio que isso traz
Você pode ter a minha falta de fé
Você pode ter o meu tudo

Ele solta meus pulsos e começa a desabotoar os botões do meu vestido. Em nenhum momento ele desvia o olhar de mim, e isso só me deixa mais louca de desejo.

- Me ajude
Derrube a minha razão
Me ajude
É o seu sexo, eu consigo cheirar
Me ajude
Você me faz perfeito
Me ajude a me tornar outra pessoa

Após retirar meu vestido com a minha ajuda, Taehyung começa a massagear meus seios com as mão, sem desviar seu olhar do meu. Seus olhos são como mapas, me convidando a descobri os segredos de sua alma. Sua respiração quente e acelerada me deixava em puro extâse. Sua boca vai ao encontro do meu seio direito, onde ele o beija por toda extensão. Ele mordisca meu mamilo, fazendo-me gemer alto.

Ele prende meus pulsos novamente na cama e volta a beijar meu pescoço.

- Através de todas florestas
Acima das árvores
Dentro do meu estômago
Raspando por meus joelhos
Eu bebo o mel
Dentro da sua colméia
Você é a razão
De eu estar vivo

Suas grandes mãos movem-se por todo o meu corpo, chegando por fim ao encontro de minha intimidade. Ele massagea-a por cima da calcinha, enquanto beija minha barriga

- Desce mais - gemo por impulso

Ele continua me torturando enquanto brinca comigo; isso não é nada legal. Então ele para.

- Boa noite Mel

Ele se joga para o lado, puxando o cobertor para si e se virando para o lado oposto.
   


Notas Finais


A música que ele canta é essa: https://youtu.be/PTFwQP86BRs

Esse final realmente é a cara do TAE vebgsbfsbfsfbnssgegnwbf

OBRIGADA POR LER ♡ FIGHTING \o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...