1. Spirit Fanfics >
  2. As Irmãs Atena >
  3. Encontro com Julian

História As Irmãs Atena - Capítulo 17


Escrita por: Army_13_BTS

Capítulo 17 - Encontro com Julian


Fanfic / Fanfiction As Irmãs Atena - Capítulo 17 - Encontro com Julian

Japão - 6:40hrs AM

Cobertura - Prédio da família Park

Cozinha - Sasha on

Estava na cozinha terminado de tomar o café da manhã com o  Oros, pois o Shion tinha saído praticamente de madrugada, pois teria uma reunião com alguns acionistas as 8:00 AM na Coreia.

Eu pra eu e o Oros termos ido junto com ele, mas ele disse que não precisava que eu acordasse tão cedo pra voltar pra Coreia, então o meu voo está marcado para as três da tarde.

Aioros: o quê acha de darmos uma volta? Ir no shopping talvez?

Sasha: você querendo ir no shopping comigo é novidade.

Aioros: não é novidade. Quase não tenho ficado com você, e além do mais, tenho certeza que ainda não comprou um vestido para ir a festa amanhã.

Sasha: tem razão. Não comprei ainda. Na verdade, não tive tempo pra isso. Jimin me informou quando estávamos saído de lá pra salvar a Saori.

Aioros: então senhorita, aceita sair comigo?

O mesmo me perguntou se ajoelhando na minha frente e estendendo uma de suas mãos em minha direção.

Sasha: sabe que nessa posição me lembra muito um pedido de casamento, né?

Falei sorrindo para ele que ficou com as maçãs do rosto e as orelhas vermelhas.

Aioros: Sasha!

Sasha: hahaha.... desculpe, Oros. Não resisti a te ver vermelho assim. 

Peguei em sua mão e aproximei meu rosto do seu.

Sasha: aceito sim, meu cavaleiro. E você fica muito fofo com vergonha.

Aioros: aish... você não muda.

Ele se levantou e me abraçou.

Aioros: pode ir se arrumar que eu te espero aqui.

Sasha: certo, eu não demoro.

Fui para o quarto, e como o hotel era da minha família, a empregadas trouxeram dois conjuntos de roupas para que eu pudesse usar,  afinal, sai de casa sem nem uma mala pronta.

Tomei uma ducha rápida e troquei de roupa. Fiz uma make simples, coloquei perfume e penteei meus cabelos os deixando soltos mesmo.

(Imagem capa)

Peguei meu celular e sai do quarto indo para a sala onde o Aioros me esperava.

Aioros estava com uma calça preta, uma blusa social branca e sapatos pretos. Seu cabelo estava penteado para trás e seu cheiro deixaria qualquer mulher doida.

Sasha: oros, sua namorada vai ter uma sorte da [email protected]

Aioros: olhe a boca. E porque diz isso?

Sasha: porquê você é um pedaço de mal caminho de tão lindo que é.

Nera lindo que eu ia falar não, mas... deixa quieto.

Aioros: hoje você acordou atrevida, em.

Sasha: eu sempre fui. Agora, vamos! Vou querer tomar sorvete depois, em?

Aioros: tudo bem.

Saímos da cobertura, descemos até a garagem do prédio e entramos na BMW preta que era de uso exclusivo dos membros da família.

Tínhamos três carros em cada um de nossos hotéis, a disposição para os membros da família usar, já que viajávamos muito.

°•°🤍•°•🤍°•°🤍•°•🤍°•°🤍•°•🤍°•°

Depois de algumas horas andando pelo shopping, não tinha encontrado nenhum vestido do meu gosto, e os que eu tinha encontrado do meu gosto, não eram do meu tamanho. 

Sasha: acho que o shopping está conspirando contra mim.😓 Não tem nenhum do meu tamanho.

Aioros: tudo bem, não desanime. Vamos nas lojas na Coreia quando chegarmos e tenho certeza que encontraremos um lindo vestido para você.

Sasha: hum... ah (suspirei) está bem. Oros, já que não achei um vestido, podemos ir tomar sorvete agora?

Perguntei o segurando pelo braço.

Aioros: claro. Tudo que minha deusa quiser.

Sasha: obrigado!

Saímos do shopping e fomos para uma sorveteira que ficava a duas ruas dali.

Assim que chegamos, Aioros estacionou o carro e entramos na sorveteira.

Aioros me pediu pra escolher uma mesa que ele iria até o balcão pedir nossos sorvetes.

Eu balancei a cabeça concordando e fui a procura de uma mesa, pois a sorveteira estava um pouco cheia. Ela era uma das minhas sorveteiras favoritas.

Depois de andar um pouquinho encontrei uma mesa quase no final da loja, ao lado da janela. 

Me sentei na mesma de costas para o balcão e fiquei a olhar para a vista que a janela me proporcionava das pessoas e dos carros passando pela rua.

Sentiria falta de poder fazer isso. Será que depois que eu assumir meu lugar no santuário, eu conseguiria ter alguns momentos assim novamente?

Estava distraída quando mãos foram colocadas em cima de meus olhos e uma voz rouca, porém ao mesmo tempo suave falou em meu ouvido.

?: advinha quem é?

Essa voz... e esse cheiro de mar com lírios recém-cordados...

Sasha: Julian?

Julian: acertou, minha joia do mar.

Ele falou tirando as mãos dos meus olhos e eu me virei para vê-lo melhor e me levantei em seguida o abraçando.

Sasha: a quanto tempo! O que faz aqui?

Julian: acho que essa pergunta é minha, minha doce Tássala.

Tássala: na mitologia grega, deusa do mar

Sasha: já lhe pedi pra não me chamar assim. Não sou a deusa do mar.

Julian: mas é a minha deusa.

Falou beijando o dorso da minha mão.

Sasha: bobo! Vamos, pare com isso, vai me deixar sem jeito e as pessoas vão começar a olhar.

Julian: só se for pra sua beleza.

Sasha: você continua o mesmo galanteador.

Julian: só sou assim com você.

Sasha: hurum, sei.

Julian: está aqui sozinha?

Ele me perguntou se sentado a minha frente.

Sasha: não, na verdade eu vim com o...

Aioros: peço desculpas pela demora. Aqui o seu sorvete, minha linda.

Sasha: obrigada, Oros.

Aioros: de nada. Olá senhor Solo. 

Julian: Olá, Aioros. Como está?

Aioros: vou bem e o senhor?

Julian: vou bem também.

Aioros: que bom.

Julian: bom, Sasha. Ainda não me disse o que faz aqui.

Sasha: ah, eu vim resolver uns problemas da empresa. Nada de mais.

Julian: entendi, mas em que estava pensando quando eu cheguei aqui? Parecia distante e preocupada com algo.

Sasha: ah...

Notei que Aioros que estava sentado ao meu lado me olhou preocupado, assim como o Julian.

Sasha: não era nada. É só que tenho uma festa em casa amanhã, só que não consegui achar nenhum vestido para usar.

Julian: mesmo?

Sasha: sim. E como fui avisada em cima da hora, acho que terei que me virar com algum vestido que eu tiver em casa.

Julian: hum... quando você voltará para casa?

Sasha: volto hoje a tarde. Nosso voo sai às três.

Julian: é pouco tempo...

Sasha: hm?

Julian: nada. Eu estava pensando em uma coisa. Bom, temos mais ou menos duas horas até seu voo. Se importa de dar uma volta comigo nesse tempo?

Sasha: ah, bom...

Olhei para o Aioros que só ouvia a nossa conversa.

Aioros: tudo bem. Pode dar uma volta com o senhor solo. Agora que são 13:05hrs PM. Mas, quero que deixe seu GPS ligado para eu saber onde está e que não vão tão longe, para que eu possa pegá-la depois.

Sasha: tudo bem. Obrigada, Oros.

Aioros: não tem que agradecer. Está tudo bem para o senhor, Sr. Solo?

Julian: sim, por mim tudo bem. Agradeço por confiar a Sasha a mim.

Aioros: bom, sou o segurança da senhorita, mas o senhor é um amigo da família desde de criança, então darei essa colher de chá por hoje.

Julian: Agradeço, senhor Aioros. Mas, não precisa se preocupar. Pode vir atrás de nós se for ficar mais calmo com a segurança da Sasha.

Sasha: não se sentiria incomodado, Julian?

Julian: talvez, mas sua segurança vem em primeiro lugar. Embora eu não vá à machucar.

Aioros: pois bem, irei os seguir no carro. E ficarei de longe.

🌊•°•🌊•°•🌊•°•🌊•°•🌊

O Julian estava de moto, mas pude perceber dois seguranças em um carro mais afastado.

Julian: desculpe por isso.

Sasha: não precisa se preocupar por causa dos seguranças. É algo normal, além disso Aioros também está nos seguindo.

Julian: eu não poderia deixar meus seguranças me seguirem, enquanto o seu não.

Sasha: você é muito amável, Julian.

Ele sorriu pela viseira do capacete e estacionou a moto mais a frente.

Desci sendo seguida por ele em seguida. Ele pegou meu capacete e colocou junto com o dele em cima da moto e me estendeu sua mão.

Julian: me permite?

Sasha: claro.

Segurei em sua mão e fomos andando pelo calçadão até que chegamos ao final dele.

Tirei meus saltos e o Julian tirou seus sapatos e fomos andando pela areia da praia de mãos dadas.

Sasha: o clima está ótimo hoje.

Julian: acho que com a companhia certa é que ele se torna assim.

Sorri para o mesmo e desviei o olhar para o mar. Quando, uma brisa soprou balançando meus cabelos e trazendo o cheiro do mar junto.

Sasha: esse cheiro me lembra você 

Julian: cheiro? O do mar?

Sasha: sim. Tanto o cheiro, quanto o mar em si me lembra você.

Julian: agora estou curioso. Que cheiro em específico eu tenho?

Soltei sua mão e me aproximei mais do mar, ficando de costas pro Julian e deixei a água do mar molhar meus pés.

Sasha: seu cheiro é único. Mar e lírios recém-cordados. Não tem como eu errar.

Julian: foi assim que descobriu que era eu lá na sorveteira?

Sasha: sim e pela sua voz.

Ele se aproximou de mim e tirou um pouco de cabelo que estava em meu rosto, devido a brisa.

Julian: já eu prefiro o seu cheiro de flores me encanta. É um cheiro doce, mas não enjoativo.

Ele fez carinho em minha bochecha.

Julian: é único. Assim como você.

Sasha: pelos deuses, Julian. Vai me deixar sem jeito.

Falei virando o rosto, pois sentia minhas bochechas esquentado.

Julian: linda...

Sasha: hm?

Julian: ah, eu estava falando da vista. Bem, quando você voltará? Tem pretensão de voltar pro Japão?

Sasha: ainda não sei. Mas, ao que tudo indica, irei para a Grécia e talvez não possa ir para outros lugares por um tempo.

Julian: Grécia? Onde exatamente?

Sasha: ah, vou para a cidade de Atenas. Julian?!

O mesmo colocou a mão na cabeça e fez uma expressão de dor.

Sasha: você está bem?

Falei o segurando, meio que um abraço.

Julian: estou, foi só uma dor de cabeça do nada.

Sasha: acho melhor voltarmos.

Julian: não, está tudo bem, Sasha. Só preciso me sentar um pouco.

Sasha: Vamos para aquele coqueiro então, pra você ficar na sombra.

Julian: Certo.

Fomos até o coqueiro e o Julian antes de se sentar, tirou sua jaqueta e colocou a mesma na areia e me pediu para sentar.

Sasha: Julian, não precisa disso. Vai sujar sua jaqueta.

Julian: está tudo bem. Vem, senta aqui do meu lado.

Suspirei, pois eu sabia que ele não iria mudar de ideia e fui me sentar ao seu lado.

Sasha: está se sentindo melhor?

Julian: sim. Só foi um mal estar passageiro.

Ele falou apoiando sua cabeça em meu ombro.

Julian: senti falta de ficar assim com você.

Sasha: lembro que brincávamos muito na beira do mar quando éramos crianças e eu vinha com a minha mãe ver seus pais.

Julian: sua mãe era muito amiga de minha mãe. Quando eu estava aqui no Japão de férias da escola, sempre que dava eu que você também estava de férias, sua mãe vinha visitar a minha e trazia você junto.

Sasha: eu vinha mais pra aprender a trabalhar, mas quando conheci você naquele dia anos atrás, nos tornamos amigos.

Julian: melhores amigos. Lembro que nossas mães eram loucas pra que nós casassemos quando fossemos adultos.

Sasha: mais sua mãe do que a minha.

Julian: verdade. Mas, acho que isso teria que ser uma decisão só nossa. E continuo pensando assim.

Virei meu rosto para o olhar e nesse momento ele levantou o rosto do meu ombro e acabamos ficando com as faces bem perto uma da outra.

Sasha: errr... 

(Celular começou a tocar)

Sasha: desculpe, preciso ver quem é.

Falei rápido e me afastei dele um pouco, pegando meu celular do bolso e vi que era uma mensagem do Aioros.

Mensagem on

Aioros- Princess temos que ir.

- Nosso voo sai em meia hora.

Sasha- estou indo.

Mensagem off

Sasha: desculpe, Julian, mas tenho que ir. Meu voo sai em meia hora. Não posso atrasar os pilotos.

Julian: tudo bem. Embora tenha sido rápido, foi bom ter passado esse tempo com você.

Ele sorriu, se levantou e me ajudou a levantar.

Peguei sua jaqueta e tirei a areia da praia que estava nela e o entreguei. E fomos andando até onde estavam os carros e a moto.

Cheguei em frente ao BMW e o Aioros já que esperava com a porta aberta pra mim.

Me virei para me despedir do Julian e o mesmo pegou minha mão e a beijou.

Julian: obrigado por me dar um pouco do seu tempo, minha Tássala.

Sasha: não precisa agradecer.

Me aproximei mais dele e tive que ficar na ponta dos pés ainda, mesmo com o salto para ficar da altura dele e lhe dei um beijo na bochecha.

Sasha: se cuida, Julian. Espero vê-lo outra vez.

Julian: não se preocupe, garantirei que isso aconteça. Tenha uma boa viagem.

Sorri e acenei para ele e entrei na BMW e o Oros fechou a porta em seguida. Ele se despediu do Julian também e logo ele veio para o local do motorista e fomos em direção ao aeroporto para enfim voltarmos para casa. Onde essa seria minha última vez antes de ir para o santuário.

•🤍•°•🤍•°•🤍•°•🤍•



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...