História As lavadeiras do zodíaco - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Aldebaran de Touro, Asterion de Cães de Caça, Bian de Cavalo Marinho, Camus de Aquário, Dohko de Libra, Geist de Serpente, Hyoga de Cisne, Ichi de Hidra, Ikki de Fênix, Io de Scylla, Isaak de Kraken, Jabu de Unicórnio, Julian Solo, June de Camaleão, Kanon de Dragão Marinho, Kanon de Gêmeos, Kasa de Lymnades, Kiki de Appendix, Krishna de Chrysaor, Marim de Águia, Marin de Águia, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Misty de Lagarto, Mu de Áries, Nachi de Lobo, Poseidon, Saga de Gêmeos, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Shaina de Cobra, Shaina de Ofiúco, Shaka de Virgem, Shion de Áries, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Andrômeda, Shura de Capricórnio, Sorento de Sirene, Thetis de Sereia
Tags Afrodite, Aiolia, Aiolos, Aldebaran, Camus, Destak, Dmxkanon, Dohko, Drama, Geisty, Hentai, Hyoga, Ikki, Jabu, Julian, June, Kanon, Kiki, Lavadeiras, Lemon, Marin, Milo, Misty, Orange, Romance, Saori, Seiya, Shaka, Shina, Shion, Shiryu, Shun, Shura, Thetis, Yaoi, Yuri
Visualizações 74
Palavras 1.364
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Festa, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, seus lindos!

Hoje tem atualização cedinho, pois postarei mais coisas somente quando eu voltar pra casa.

Espero que gostem!

Beijão a todos e obrigada pelo carinho!

Até as notas!

Capítulo 14 - Quem te viu, quem te vê


Fanfic / Fanfiction As lavadeiras do zodíaco - Capítulo 14 - Quem te viu, quem te vê

Kanon estava prestes a entrar em seu quarto, quando deu de cara com Saga saindo do quarto de boxer.


Assim que entrou no quarto, o mais velho se aproximou, antes que seu irmão fechasse a porta.


– Kanon, você tem camisinha? As minhas acabaram. Quebra esse galho pra mim? – perguntou e só então viu, que seu gêmeo não parecia estar muito bem.


– Entra. Você sabe onde elas estão… – deu as costas e entrou no banheiro.


Saga coçou a nuca por não ouvir qualquer tipo de comentário ou reclamação, e deu alguns passos até o banheiro onde deu algumas batidas.


– Kanon… você está bem?


– Sim. O que quer?


– Nada.


O louro ficou mais alguns segundos parado na porta, pensando sobre os supostos motivos de ter deixado seu irmão assim e resolveu não insistir. Pegou as camisinhas que estavam na primeira gaveta da cômoda e saiu do quarto, batendo a porta.


Kanon continuou seu banho, deixando a água escorrer pelas suas costas, enquanto pensava em uma forma de se aproximar do escorpiano sem que o afugentasse. Mas como isso seria possível? Quanto tempo esperaria para tomar uma atitude? Continuou com sua indagações, até que terminou o banho e foi dormir “como veio ao mundo”.



Shura estava bêbado como nunca. Os presentes estavam surpresos com o comportamento do espanhol, visto que mesmo embriagado, sempre conservou seu jeito sério.


O que muitos não sabiam, devido ao seu jeito reservado, é que o pobre cabrito estava de quatro por alguém. (Não no sentido literal, pelo menos, por enquanto) E, claro, com o passar do tempo, as coisas estavam ficando cada vez piores para ele, já que se viam com bastante frequência.


Olhou para os únicos restantes do grupo e decidiu ir embora para a sua casa. A reunião havia perdido a graça, já que a maioria tinha ido embora. Se levantou e já ia se despedindo, quando viu Dohko se levantar também e se despedir de Mask.


– Boa noite, Siri.


– Boa noite, Yoda.


– Buenas, DM.


– Boa, Cabrito.


E assim, ambos partiram juntos rumo às suas casas. Shura teve de ser ajudado algumas vezes no caminho, pois já não tinha mais controle sobre o próprio corpo.


– Você bebeu demais, meu amigo…


– Yo sé…más estoy bién. Estoy quase sóbrio.


Dohko pôs a rir do capricorniano e continuou subindo as escadas com o amigo apoiado em seu ombro.


Assim que chegaram em libra, o chinês se dispôs a levá-lo até a sua casa, mas o espanhol insistiu em ir sozinho. Dohko acabou fazendo sua vontade e observou o mais novo subir as escadarias de escorpião em zigue-zague. Assim que entrou, Dohko se virou e foi para os aposentos se arrumar para encontrar com alguém.


Shura continuou seus passos devagar, até finalmente chegar em Sagitário. Já havia sido uma tarefa e tanto passar por um Milo mal humorado e chorão, e agora, teria que se controlar para não fazer besteira. Mas quem disse que um bêbado tem controle de algo? E, foi justamente pela falta de noção, que acordou não só Aiolos, como também os vizinhos das próximas casas.


– Tiritas, pa este corazón partíoooooo. – começou a cantar em voz alta. – Tiritaaas… tiritando de frioo.

Aiolos se acordou assustado com a cantoria e correu até o salão, encontrando o espanhol cantarolando todo enrolado.


– Shura?!


O espanhol parou de cantar, assim que ouviu a voz de seu amigo e levantou o dedo para falar algo, mas tudo o que fez foi cair duro no chão.


Aiolos arregalou os olhos e foi prontamente ajudar o moreno, amparando-o em seus braços.


– Shura… o que aconteceu? Por que está bêbado? Shura!! – sacodiu o espanhol de leve e viu um sorriso nos lábios do amigo.


– Que estoy enamoradooo… y tu amor me hace graaandee… – cantarolou em meio as risadas.


O grego ergueu a sobrancelha e se levantou, apoiando o braço do espanhol em volta de seu pescoço. O segurou firme para que não voltasse a cair e o conduziu até capricórnio.


– Que estoy enamoradoooo, y que bién me hace amartee… ohhh Lala eh ohhh – continuou cantarolando de olhos fechados, enquanto sentia seu corpo se movendo devagar.


Aiolos ficou confuso diante do comportamento do amigo, já que nunca o viu daquele jeito. Pensou se Shura havia se decepcionado com alguém, por estar cantando aquelas canções e continuou o caminho até Capricórnio.


Subiram as escadas devagar e logo chegaram no templo ao lado, o que deixou o sagitariano mais aliviado. Shura já não tinha mais forças pra caminhar, então o grego o pegou no colo e o levou até o seu quarto.


Assim que entraram, Aiolos seguiu levando-o até a cama e o depositou com cuidado sobre ela. Cuidou para posicioná-lo de bruços, caso precisasse vomitar e deixou a lixeira ao lado da cama. Após cobri-lo, observou o espanhol por uns instantes e ouviu o mesmo sussurrar algumas palavras que não entendeu. Ao se aproximar, se agachou ao seu lado e tocou em seu ombro delicadamente.


– O que disse? – perguntou baixinho.


– Quédate conmigo… – sussurrou e sorriu.


Aiolos tocou nos cabelos de seu amigo e os afagou de leve, como uma forma de deixá-lo mais calmo. Shura novamente sorriu e acabou pegando no sono. O grego se sentou na cama e ficou ali mais alguns minutos, até se certificar que o espanhol estivesse dormindo tranquilamente e só então, voltaria para sua casa.



Mask estava saindo do banho, quando sentiu um cosmo familiar se aproximando de sua casa. Ao pegar o celular da pia do banheiro, soltou um sorriso debochado, constatando que já passava das três da matina.


Então, você resolveu aparecer… – pensou e jogou a toalha sobre a cadeira e vestiu a boxer, passando perfume por todo o seu corpo.


Assim que saiu do banheiro, olhou para o cavaleiro que já estava à sua porta com um olhar manhoso.


– Posso dormir aqui, esta noite? – fez beicinho.


Mask se aproximou e parou na frente do louro, levando a mão até seu rosto. Observou cada detalhe do rosto do amigo e soltou um sorriso.


Bello.


– Como posso negar algo a você, angelo… – disse e sentiu seu corpo ser abraçado.


– Obrigado.



Dohko subiu as escadas rapidamente, cuidando para que não fosse visto e para a sua sorte, a noite do santuário estava em um clima de total “sofrência”, o que lhe ajudou a chegar mais rápido até o templo de seu amado.


Por que demorou tanto?


Desculpa, meu amor. Eu estava conversando com meus amigos e perdi a hora.


Sei. Olha, é melhor você estar preparado, porque não fui até Rodório atoa. Você não sabe como foi difícil me depilar das cabeça aos pés, meu querido...


Dohko riu do comentário e balançou a cabeça para os lados.


E quando foi, que neguei fogo alguma vez pra você, meu amor?


Entra logo!


Dohko sorriu e entrou no templo, chegando até os aposentos de Shion. Ao abrir a porta, viu o louro sentado sobre a cama e sorriu.


– Estou gostando disso… – disse ao vê-lo usando uma longa capa branca que cobria seu corpo. – Por que não tira o elmo, meu bem? – fechou a porta.


Shion se levantou, dando alguns passos estalados e parou na frente do amado. Dohko tocou as mãos sobre o peito do amado e afastou a capa, vendo o louro vestido somente com uma calcinha de renda de cor escarlate e salto agulha da mesma cor.


– Hum… – mordeu o lábio inferior.


– Gostou da surpresa?


– Muito. – disse ao deslizar as mãos pelo corpo definido do louro. – Mas tira esse elmo, por favor. Quero ver o seu rosto.


– Nem pensar! Você não vai cortar meu barato, Chinesinho…– passou o dedo na boca em seu queixo e reparou nas unhas longas e pintadas de vermelho.


Ele caprichou… – pensou, enquanto deslizava de leve a mão pela lateral do corpo do amado.


Dohko virou o amado bruscamente e deu uma olhada no bumbum redondo, voltando a morder o lábio. Largou a mão sobre a nádega direita que estava exposta, devido ao fio dental que usava, e puxou seu quadril contra o dele para que sentisse sua excitação.


Shion gemeu baixinho.


— Tão duro, meu tigrão… rawr!! – olhou por cima dos ombros, imitando um som felino.


– Está certo. – riu. — Ainda darei um jeito de me livrar desse seu elmo, quando você menos esperar, meu carneirão. – sorriu e mordeu o ombro alvo, deixando uma marca ali.


Shion fechou os olhos e sorriu por trás do elmo, ansioso pelo que estaria para vir.


Notas Finais


Ra Ra!!! Bicho vai pegar hj. Muitas questões. Quem apareceu em Câncer? Quem é a pessoa por quem Shura está apaixonado?

E bem... Esse final.🌚🌚🌚🌚 O que acharam? Conseguiram imaginar esse momento do Dohko com Shion?

Obrigada a todos que estão acompanhando!

Beijão, seus lindos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...