História As long as you love me. - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Caio Castro, Justin Bieber
Personagens Caio Castro, Justin Bieber
Visualizações 17
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, sei que era pra ter postado sexta, mas fiquei MUITO ocupada o dia inteiro, acabei de escrever hoje, por isso que postei cedo. Esse capítulo é pequeno, mas prometo que o próximo vai ser maior, e ter mais coisas ok? Boa leitura bjoo.
LEIAM AS NOTAS FINAIS!!!!!!!!

Capítulo 12 - Capítulo 12


Depois do café, subi para o meu quarto, como eu tinha faltado alguns dias na escola, precisava por as matérias em dia. Quando eu acabei tudo, eram quase 20h, decidi começar a me arrumar, ainda tinha que escolher um vestido. Até que eu estava lidando muito bem com a morte do meu pai, chorei muitas vezes, claro, mas sabia que ele ficaria feliz em saber que eu estou tentando ficar feliz também, e isso é bom. Não tinha visto minha mãe, nem minha irmã hoje. Elas provavelmente foram para o enterro, eu optei por não ir, queria ter a imagem do meu pai feliz e vivo, não pálido e sem vida num caixão, isso com certeza não me faria bem. Tomei o banho, lavei o cabelo, deixando algumas lágrimas caírem, mas me recompus. Sai do chuveiro e fui escolher a roupa. Acabei escolhendo por um preto longo, tinha uma abertura na perta direita, indo até o meio da minha coxa, um decote bem grande e as costas eram quase todas a mostra, em um corte em v. Escolhi um cordão que meu pai tinha me dado no meu aniversário. Ele era simples, e tinha como pingente um diamante pequeno, peguei algumas pulseiras e anéis para combinar. Um salto preto bem alto, e um bolsa da mesma cor. Pentei o cabelo e sequei o mesmo, fazendo algumas ondas nas pontas. Comecei a fazer a maquiagem, base, corretivo, pó, blush, sombra, delineador, rímel, lápis de olho, fiz uma sombra bem escura e marcada, e coloquei um batom vermelho vivo, calcei meu sapato, coloquei meu celular e documentos na bolsa e estou pronta, pego o celular novamente para ver a hora e tinham várias mensagens do Tom, já eram quase 23:30. Mandei um "tô indo" e guardei o celular novamente, saindo do quarto. A casa estava silenciosa e escura, todos os garotos deveriam ter ido para a boate também. Abro a porta e vejo uma mercedes preta me esperando, com o Tom encostado nela, fecho a porta de casa. Tom me olha da cabeça aos pés com um sorriso malicioso.

- Está mais linda que o normal, tá querendo me impressionar? - me deu um abraço e abriu a porta do carro para que eu entrasse, fazendo o mesmo.

- Não preciso me arrumar pra te impressionar, você já se impressiona com a minha beleza natural. - joguei o cabelo com um ar superior e coloquei o cinto.

- Não mentiu. - deu ombros e colocou o cinto também. Fiquei com vergonha e peguei meu celular que tinha apitado.

Mensagens on
Justin: Vai vir pra boate?
Eu: Vou, daqui a pouco estou aí.
Justin: Vai vim sozinha? Quer que eu te busque?
Eu: Não obrigada, o Tom tá me levando.
Justin: Hm, ok. A gnt se vê então.
Eu: Beijos.
Mensagens of

- Justin está com ciúmes. - revirei os olhos e ele riu.

- Ele é assim, não gosta de competir com pessoas mais bonitas que ele.

- An? Como assim?

- Ora, eu sou bem mais bonito e gostoso que ele, e tá na cara que você tá super apaixonada e atraída por mim, eu que não te dou bola, e Justin não tá gostando. - eu tive que rir, na verdade, eu caí na gargalhada e ele não gostou, me fazendo rir mais ainda. - Já acabou?

- Acabei. - ri mais um pouco e me controlei. - Por que ficou tão bravo do nada? - dei um beliscão em seu braço e ele deu um grito com a dor.

- Você falou que eu não sou bonito.

- Mentira, eu não falei isso, eu ri porque você falou que eu estou apaixonada, eu achei engraçado.

- Então você me acha bonito? - corei

- An, sim ue, você é bonito. - desviei o olhar dele, para esconder minha vergonha.

- Agora sim tá parecendo uma pimenta. ele riu e voltou a direção para a rua, que estava movimentada. Ficamos em silêncio até chegarmos. Chegando em frente a boate, a mesma estava lotada, cheia de seguranças por todos os lados. Tom saiu do carro, deu a volto e abriu para que eu saísse, estendeu a mão e eu peguei me levantando, fui tentar soltar minha mão, mas ele segurava mais forte, para que eu não fizesse isso. Estranhei, ele provavelmente só queria mostrar que estava com uma mulher bonita ao seu lado. Relaxei e entramos. 


*Thomas*


Eu tinha que pegar a Rebeca hoje, ela estava gata demais, e não me importava do Justin ficar puto. Ela mesmo falou que não tinha nada com ele, então não importava, fiquei pegando em sua mão o tempo todo, e ela já tinha falado que me achava bonito. Não faltava nada. Quando ela começar a se soltar, vou chegar nela. E ela não vai resistir.


*Rebeca*


- Quer beber ou ver o pessoal primeiro? - ele praticamente gritou no meu ouvido.

- Vamos ver o pessoal. - gritei no mesmo tom, estava com saudades do Thomas, não o vi o dia inteiro. Fomos andando, e quando estávamos chegando, soltei sua mão e ele suspirou, mas aceitou. Justin estava com uma blusa social preta, e uma calça social preta também, Thomas estava com uma blusa social vermelha e calça social preta, e Gabriel, estava com uma blusa social cinza, e uma calça social preta, como estava escuro, seu cabelo platinado estava em destaque, o mesmo estava levemente bagunçado.

- Você está maravilhosa. - Gabriel disse me olhando dos pés a cabeça. Justin e Thomas fizeram a mesma coisa, mas o olhar de Justin parou em minha coxa exposta.

- Vou pegar uma bebida. - Thomas disse se manifestando - Querem alguma coisa?

- Eu quero 2 vodcas. - todos me olharam assustados - Que foi gente?

- Você bebe? - Justin fixou seu olhar em mim.

- Sim ue.

- Hum, ok. Vou trazer então - Thomas saiu. Começou a tocar uma músicas bem animadas, só não tinha ido para a pista porque estava esperando minha bebida. Thomas chegou, virei os 2 copos, com os olharem dos garotos em mim, não liguei. Fui para a pista de dança. Eu nunca vou sem nenhuma garota, hoje eu ia ter que dançar sozinha mesmo. Comecei a rebolar no ritmo da música. Indo até o chão e subindo com a bunda impinada. Até sentir uma mão na minha cintura, virei para ver quem era.

- Caio?? Tá fazendo o que aqui? 


Notas Finais


Ihhhhh, será que o Caio vai pedir desculpas? No próximos capítulos saberemos!!

Ps: não vou prometer data pra postar, pq to muito ocupada essa semana, mas vou tentar postar o mais rápido possível ok? Bjos amo vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...