História As Long As You Love Me - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Chaz Somers, Dylan O'Brien, Justin Bieber, Shay Mitchell
Personagens Ashley Benson, Chaz Somers, Dylan O'Brien, Justin Bieber, Shay Mitchell
Tags Amigos, Ashley Benson, Atlanta, Incesto, Irmãos, Justin Bieber, Proibido
Visualizações 50
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Parte Dois, do capitulo anterior e não se esqueçam de comentaaaaaaar o que estão achando! Espero que gostem e Sem mais delongas vamos lá!!

Capítulo 7 - The Kiss


Fanfic / Fanfiction As Long As You Love Me - Capítulo 7 - The Kiss


Quando começou a chover, eu apenas ignorei, eu sempre gostei de sentir água da chuva e por mais fria que água pudesse estra, eu ainda gostava muito. Depois de alguns minutos a chuva começou a ficar realmente forte e eu resolvi ir para a casa da árvore, Justin já devia ter embora, e estava chovendo muito para voltar pra casa agora, fui chegando perto e a garrafa de uísque estava no banco, mas meu irmão não estava, e eu vi como um bom sinal.
Logo subi na casa e estava tremendo, quando entrei, me decepcionei, pois Justin estava sentado no canto da casinha, olhando pela pequena janela que havia ali, mas quando me viu ficou me encarando, e eu preferi o ignorar. Mais minutos se passaram, mas a chuva parecia mais forte a cada minuto, e eu tremia muito, meu moletom estava ensopado e já mal me esquentava, eu ficava encarando alguns brinquedos que haviam ali, provavelmente das crianças que brincavam por aqui e isso me distraiu um pouco. Mas quando eu notei, Justin estava vindo até mim, ele tirou sua jaqueta preta, colocou do meu lado e voltou para o outro canto.

- Tire essa blusa antes que fique doente e ponha a jaqueta logo

- Ahm... Obrigada –respondi, mas não recebi nenhuma resposta-

Essa atitude dele, foi tão inesperada, o normal para Justin era no mínimo rir do meu sofrimento, mas acho que no fundo ele sempre tinha o instinto de cuidar de mim. Eu fiz o que ele “pediu” e me senti muito mais quente, Justin havia voltado a olhar para a janela e estava com uma camiseta branca, bem fina, ele parecia com frio, mas nunca iria admitir aquilo, era orgulhoso demais. Eu o encarei e mal conseguia ver, pois estava escuro, mas vez ou outra um relâmpago iluminava seu rosto. Justin pode ser mal, orgulhoso, maluco ou ignorante, mas ele é com certeza lindo, seus traços são tão perfeitos que as vezes eu penso que erro de Deus deixar uma pessoa tão ruim, ser tão bonita. Eu me sentei ao lado dele e o abracei, tentando o aquecer e é claro que a mim também, a jaqueta dele era uns dois números maiores que o dele, então cobria os dois parcialmente, estávamos muito próximos, mas nenhum olhava pro outro até que um trovão soou.
Eu sempre tive medo de trovões, desde meus sete anos.

FLASHBACK ON

Eu não conseguia dormir, estava chovendo muito nessa noite, então eu peguei meu ursinho Audi e fui até o quarto dos meus pais, a porta estava aberta, então eu apenas entrei e vi minha mãe lendo um livro

- Mamão posso dormir aqui hoje? Estou com medo dos trovões e não consigo dormir!

- Mas é claro que não Ashley! Você já está grande para essas palhaçadas, volte para seu quarto agora, antes que acabe de castigo.

Eu sai do quarto de mamãe e algumas lágrimas caíram de meus olhos, eu fui para o quarto de Justin que estava dormindo como um urso.

- Justin, acorda...

Nada.

- Jay, acorda por favor –digo o balançando- Justin!

- Ah, só mais dez minutos!

- Sou eu, Ash! Posso dormir com você? –ele levantou um pouco a cabeça e coçou um dos olhos-

-Por que?

- Porque, eu não vou dormir com esses barulhos aterrorizantes...

- Eu devia ter por pra dormir com o cachorro do vizinho, sua inútil! Deite logo aqui

- Obrigada Jus –digo animada e me deito ao seu lado-

Eu escutei um trovão realmente alto e me assustei, Justin ainda estava meio sonolento, mas me deu um abraço quentinho.

- Vai ficar tudo bem, amor, vou protege você!

- Pra sempre? -pergunto-

- Pra sempre...

FLASHBACK OFF

Aquele trovão realmente me pegou de surpresa e eu apertei meu corpo contra o de Justin involuntariamente, claro e acho que ele se lembrou do mesmo que eu, pois olhou em meus olhos e pôs o braço em volta de mim

- Vai passar logo... –disse com sua voz rouca-

- Espero que sim.

- Me desculpe, Vic –disse ele, acariciando meu rosto- Eu sou um irmão ruim, e eu não quero mais ser...

- Você é bom nisso

- Com o que?

- Com as palavras, você sempre sabe falar o que as pessoas querem ouvir, mas... Acontece que suas ações não tem muito haver com elas

- Me desculpe por isso... Mas não posso evitar

- Evitar?! ­– pergunto confusa-

- Evitar... esse sentimento estranho

- O que quer dizer com isso?

- Quero dizer, que eu quero... eu quero...

Ele não terminou a frase, apenas me beijou, um beijou que eu pela primeira vez correspondi inteiramente, ambos realmente queriam aquilo e foi quase mágico.
Eu não gosto de romantizar as coisas, não sou muito romântica, mas mágica foi a única palavra que eu consegui usar nessa situação. Naquele momento eu não pensava em Justin como irmão, mas como um cara qualquer e ele beijava muito bem, era um beijo tão doce e calmo, não tinha nada a ver com o Justin que eu conheço, os lábios dele eram muito aveludados e deliciosos. Durante o beijo, ele mordia meu lábio inferior e isso me fez ficar mais derretida ainda, quando o ar faltou nos afastamos nossos rostos e ele apenas me olhava, tocava meu rosto com delicadeza, tanta que eu estava surpresa.

- Quanto tempo isso dura?

- Até você se cansar de mim... Mas pode não pensar nisso? Se concentra em mim um pouco, ainda é meu aniversário e.. –antes de terminar, ele interrompido pelo toque de seu celular- Alô? Ah, oi Maddie... Não vai dar agora...Vou passara noite com a Ash, e talvez te ligue amanhã –e desliga, provavelmente na cara dela-

- Não precisa ficar aqui comigo...

- Mas eu quero muito... E por favor não diga como se não me quisesse aqui

- Eu não disse isso, apenas acho estranho, sabe não ficamos juntos a muito tempo

- Fomos ao cinema esses dias...

- Sim, mas eu digo, passando um tempo juntos! Você só tem tempo pros seus amigos e pra suas vadias

- Ora, não diga isso, eu sempre arrumo tempo pra você

- Seja honesto consigo mesmo, nós dois sabemos que eu não sou sua prioridade... Isso talvez me magoe, as vezes

- Eu apenas não posso ficar muito tempo perto de você, depois do que houve... Eu não consigo me controlar, por isso nós nos afastamos, Ash.

- Nós nos afastamos, porque você não gosta mais de mim...

- Hey –ele me deu selinho- Eu gosto sim, apenas não sei demostrar isso bem

- Então, você pode me prometer que vai ficar até o final do verão comigo?

- Eu prometo, estarei com você... sempre

- Sempre?!

- Pra sempre....- ele responde e logo me beija novamente-

Essa é a maior burrada que eu já fiz na minha vida. Merda.

 


Notas Finais


Foi isso meus caros leitores, novos capítulos só na semana que vem, mas também serão CAPÍTULO DUPLOOOOS
Espero que gostem desse novo modo de postar, Obrigada por lerem, até a próxima AMO VCS<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...