História As noivas selvagens para vampiros interativa - Capítulo 86


Postado
Categorias Diabolik Lovers, Inuyasha, Naruto
Visualizações 19
Palavras 1.263
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 86 - 86 ep


Fanfic / Fanfiction As noivas selvagens para vampiros interativa - Capítulo 86 - 86 ep

-Hinata The Magic-

Estava quase pegando no sono, quando eu ouço o choro das crianças sem nem pensar duas vezes, corro rapidamente para o quarto delas, alias não tinha nada a perder.

Ao chegar ao quarto dos meus filhotinhos, pude notar os dois chorando, mas ao mesmo tempo em que choravam faziam carinho um no outro, como um presentinho de consolação.

Pego meus bebes no colo e sento-me na enorme cadeira de balanço que havia ganhado do Sasuke. Em falar nele, descobri que as duas crianças são filhos legítimos dele, mas mesmo assim os restos dos garotos ainda querem ser considerados pais das crianças.

Aconchego as crianças em meu colo e as coloco para mamar, eles eram lindos, verdadeiros príncipes dos contos de fada. Eu os amava mais que tudo nesse mundo e eu acho que permanecerei os amando assim, para toda sempre.

Sinto um cobertor ser colocado em cima de mim e o ar-condicionado ser ligado para ficar quentinho. Noto que era o Sasuke que nesse momento anda mais preocupado comigo que não sei o que. Parece que a qualquer momento eu fosse evaporar que nem água no calor.

_Obrigada!_ Digo calma e sorrindo para meus bebes, eles tinham um rostinho tão bonitos e não me admiro terem puxado o pai e a mim. –Ri com esse pensamento- Pude ver o Sasuke se deitar no sofá pequeno que tinha no quarto das crianças e ali ele adormeceu.

Eu nunca havia sentindo um calor tão grande como agora, não um calor ruim. Mas o calor de ser amado, um calor de ter sempre pessoas preocupadas com você, um calor de ser amada infinitamente. Claro que sempre tem os erros, mas isso serve como aprendizado para nos.

 Aconchego-me na poltrona e amarro uma forte e resistente cordinha e amarrei os pequenos a mim, assim eu poderia adormecer sem me preocupar por medo deles caírem. Senti meu corpo amolecer e assim eu caio no sono.

##

Acordei com os pequenos querendo começar um fiasco, os desamarro de mim e os coloco no berço. Hoje eles iriam tomar banho, pois somente amanhã o resto das mamães aqui em casa tão banho em seus filhos.

Rapidamente pego as roupas adequadas e de tudo um pouco e assim pego meus bebes e os levo para tomar um bom banho. Ligo a ar-condicionado no banheiro e assim que ele ficou quentinho, eu ligo a água e a deixei morninha.

Coloco meus pequenos na banheira e pude ver seus pelinhos dos braços arrepiarem e os seus pezinhos balançarem rapidamente para lá e para cá. Sorri os olhando.

##

Meus pequenos já estavam de banho tomado, alimentados e finalmente pegaram no sono. Mesmo eles incomodando um pouquinho e me fazem a ficar com mais raiva do que eu naturalmente fico, eu os amo e isso nunca vai mudar.

Fico observando o Pedro e o Alan dormirem tranquilamente em seus berços, e me permiti sorrir mais uma vez com essa linda imagem. Eu estava feliz, alias quem não ficaria com duas pequenas coisinhas que moram no coração.

Sinto alguém me abraçar por trás e colocar o rosto em seu pescoço, sinto a pessoa me puxar mais contra seu corpo, mais eu continuo nem ligando.

_Poxa Hinata... Foi mal por aquilo ok! Eu sei que fui errado na historia, mas você é tão deliciosa!_ Diz o Ayato no pé do meu ouvido, apenas me afasto dele e fico novamente encarando meus bebes.

_E se tivesse me matado? Suas desculpas não adiantariam nada Ayato... Imagina depois que eu morrer meus filhos crescem e terão mais nojo por você, do que eu mesma tenho!_ Digo um pouco alto, mas logo abaixo meu tom de voz. Vejo o Ayato abaixar a cabeça e me olhar como se realmente sentisse muito.

Não que eu ligasse pra ele, pois agora eu somente preciso dos meus filhos. Eu ainda não sei como me apaixonei por um vampiro tão idiota, tão ridículo para chegar o ponto de quase me matar, somente para saciar sua fome.

_Perdoe-me... Por favor!_ Implora com os olhos cheios de água, esse drama todo dele estava me deixando nervosa e muito nervosa para meu próprio gosto.

_Saia daqui Ayato. Outra hora conversamos!_ Digo nervosa e pude o ver sumir do nada e eu finalmente pude soltar o ar que estava prendendo.

Sinto alguém tocar em meus cabelos e eu rapidamente me viro... Mas ao me virar pude sentir toda a minha raiva ir embora, era o Sasuke. Ele estava com um buque de rosas vermelhas nas mãos e assim que eu peguei o buque ele me lascou um beijo. Não beijo, mas AQUELE beijo.

Sinto suas mãos caminhar por todo meu corpo e quando notei já estava em cima da cama, odeio esse telestransporte deles isso me irrita. Sinto ele me beijar de um jeito calmo, mas ao mesmo tempo quente. Nossas línguas batalhavam como se fosse uma guerra para ver quem ficava no controle da situação.

Sorri no meio do beijo e pude o ver sorrir pra mim também. Depois que Sasuke soube que as crianças eram filhos dele, ele ficou mais apaixonado por mim do que antes e parece que ele me queria, somente pra ele. E é isso que eu faria, ficaria somente com ele. Somente com Uchiha Sasuke o meu amado Uchiha.

Logo passamos a noite trocando carícias e depois de uma noite agitada, dormimos de conchinha. Eu não sei se é loucura minha ou algo assim... Mas sinto que amanhã será um dia inteiro de emoções.

##

Acordo sentindo um gostoso cheirinho de café da manhã e assim que abro meus olhos, pude perceber que o Sasuke estava com uma enorme bandeja lotada de café da manhã. Sentei-me rapidamente na cama e logo senti aquela bandeja ser colocada em meu colo.

Assim eu e o Sasuke tomamos nosso café da manhã tranquilamente e eu podia jurar que parecíamos um casal. Um verdadeiro casal feliz.

##

Estava dando um jeitinho na sala, pois depois que as meninas tiveram mais filhos que eu fiquei somente eu com as obrigações da casa e eu acho isso um saco. Poxa o que tem haver ter vários filhos e não poder arrumar a casa.  

Logo vejo o Sasuke se agachando na minha frente e imediatamente eu fiquei o olhando seria e com um pouquinho de raiva, por ele simplesmente atrapalhar a minha limpeza. Vejo que ele tinha uma caixinha dourada em mãos e logo a abriu revelando um par de alianças. Somente senti as lagrimas molharem rapidamente o meu rosto.

_Hinata The Magic... Você quer casar comigo?_ Pergunta com seu típico sorriso convencido no rosto. Ele sabia que eu iria aceitar sem pestanejar e bem eu fiz exatamente isso.

_Sim. Sim. Sim. Mil vezes sim!_ Digo e vejo-o colocar a aliança em meu dedo e eu coloco a outra no seu dedo. Assim que olhei bem a aliança pulei em cima dele e tanta felicidade.

_Eu te amo Hinata!_ Diz no pé do meu ouvido. Eu não sabia como sua voz podia ser sexy e como ela me deixava exitada rapidamente.

_Eu te amo Uchiha Sasuke!_ Digo e selei rapidamente nossos lábios.

Se eu estava feliz? Meu amigo eu podia até virar um balão e estourar no enorme céu azul. Eu estava mais animada e feliz do que nunca... Nunca imaginaria eu casando e ainda mais com o pai de meus filhos...

Claro que eu imagino que ALGUMAS pessoas não vão gostar nada disso... Mas quem disse que eu ligo, se eu estou feliz é a conta o que vem é lucro.

 

 

 

AHHHH EU ESTOU NOIVA!

 

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...