História As Pedras das Inscrições - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Itasaku, Naruto, Romance, Sakura, Sasuke
Visualizações 199
Palavras 2.252
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente linda do meu coração,

Peço desculpas pela demora, mas todo esse meu restante de ano será uma enorme correria, já peço perdão desde já. Farei o meu melhor para atualizar o mais rápido que conseguir.

Sem mais delongas, espero que gostem do capítulo...

Bejitos de mojito da Kay

Capítulo 20 - Palácio das Sombras


Itachi mantinha o rinnegan acionado o tempo inteiro e Sasuke o sharingan. Seguiram como ninjas peritos em espionagem escondidos entre as sombras atentos a qualquer espécie de perigo. Ambos os ninjas seguiam à frente, já que nenhum deles, nem mesmo Aodh ou Fukkatsu, conheciam aquele local. Era um lugar que parecia ter sido construído artificialmente; parecia ter sido criado especialmente para aquele fim.

Corriam rápidos, escalando aquelas pedras íngremes e escorregadias até o cume daquele emaranhado de rochas. Itachi e Sasuke concentraram chakra nos pés para que pudessem correr pelas rochas como se estivessem num plano horizontal. Aodh e Fukkatsu flutuavam acompanhando a corrida dos ninjas. A escalada fora difícil, mas mesmo assim chegaram ao topo daquele morro de rochas cinzentas.

O vento gelado e cortante uivava como um lobo perigoso, estremecindo até mesmo os ossos dos mais calorosos, mas nada os paravam. A trupe seguia destemido à frente e com o mesmo propósito, salvar Sakura.

Sasuke apontou para as janelas estreitas e abertas. Todos perceberam o óbvio a se fazer e silenciosos pularam para dentro do castelo, um a um, através da primeira abertura.

O interior do castelo era estéril e escuro. O piso de granito gélido estalava a medida que tentavam caminhar no ruido eco de seus sapatos.

— Silêncio! — murmurou Itachi.

— Vamos mais rápido, a ligação está ficando fraca. Ela está sucumbindo! — decretou o pai aflito.

Itachi franziu os lábios com aquela informação e assim, passaram a correr o mais rápido que podiam…

Aodh tomou a dianteira já que ele conseguia sentir a filha, escolhendo dente as inúmeras passagens, e buscando um silêncio quase impossível devido a acústica do interior do castelo continuaram em frente. Todos seguiram o homem ruivo que sentia a ligação com a filha. Não havia portas e tudo estava muito suspeito já que não parecia haver ninguém ali dentro. O interior do Castelo era um labirinto escuro e insalubre. Dentro da cabeça de todos havia o sinal de alerta ligado, já pareciam estar caindo numa enorme armadilha. Mas precisavam arriscar, era tudo ou nada!

Tudo aquele lugar estava submerso num enorme breu, contudo, cada um ali conseguia ver através da escuridão, Sasuke e Itachi tinham o sharingan, Fukkatsu via através da matéria e Aodh via no escuro.

Passaram por um corredor estreito mal iluminado pela luz da lua e caíram num enorme salão com um trono esculpido por cristais igualmente escuros e pontudos que erguiam-se até o teto como estalagmites mal formadas. Todo aquele salão era cercado por enormes pilastras negras e portas ovaladas. Haviam mais de dez e se escolhessem entrar na porta errada, jamais seriam capazes de chegar a tempo para salvar Sakura.

E agora? Por onde deveriam seguir? Qualquer erro seria fatal e aquele labirinto era algo complicado de se decifrar. Todos dependiam da ligação entre pai e filha.

Aoah fechou os olhos e apontou para uma das aberturas: bem ao lado direito daquele trono sinistro. Aquela abertura ovalada dava para uma escada em espiral que subia muitos degraus até uma das torres daquele castelo vazio e frio.

— Nosso tempo está acabando — ele disse e pareceu desesperado. Puseram a correr sem opções.

Aceleraram, subindo as escadas ainda estranhando a falta de gente dentro daquele local, contudo não pararam para comentarem a respeito. Não havia tempo!

As escadarias desembocavam num outro salão, contudo, menor. Tochas acesas iluminavam o interior daquele espaço permitindo criar sombras.

Itachi estava atento aos mínimos detalhes, e, não lhe passou despercebido dois espectros escondidos entre sombras das pilastras.

Silenciosamente, fez selos com as mãos e de seu corpo se soltaram inúmeros corvos que voaram e rodearam os espectros. Estes assustaram-se e já que não conheciam aquela técnica expuseram suas presenças.

Rapidamente, a fênix os atingiu com pequeníssimas adagas feitas de chama, prendendo-os nas pedras. Eram assustadores, e suas caveiras eram encobertas por uma espessa capa preta.

— O que são vocês? — Sasuke perguntou engolindo em seco, vendo seus chakras inexistentes. Era como se estivessem mortos.

— Somos servos do nosso senhor e vocês são os invasores.

A voz mórbida e arranhada assustava até mesmo os mais corajosos. O timbre metálico e gutural parecia dividir-se ao sair da garganta e rangia rebatendo-se no ar como se correntes enferrujadas roçassem contra o chão de uma casa mal assombrada.

— Preparem-se — Aodh os alertou —, Bressel já foi alertado que estamos aqui.

Dizendo isto, materializou um arco e lançou uma flecha criada de luz, pulverizando ambos os espectros.

— Vamos! — ele apontou para uma porta grande e pesada de uma madeira maciça escura e imponente. — Ela está logo atrás desta porta…

Palmas estridentes estalaram os fazendo travar antes de dar os próximos passos.

— Parabéns por terem conseguido encontrar o caminho no meio do labirinto que preparei para vocês! — a voz sarcástica do homem escondido por entre as sombras rebateu em seus ouvidos.

— Então, realmente era uma armadilha! — Sasuke murmurou.

— Ah, você? — ele apareceu enfim, mostrando dentes brancos num sorriso levemente perturbador. — Achei que a esta hora já estivesse morto!

O homem era alto, extremamente magro e comprido. As extremidades eram enormes de uma forma nada convencional e os cabelos curtos e vermelhos encaracolados rente à cabeça ovalada. Os olhos verdes ligeiramente esticados nos cantos dava-lhe um ar astuto.

— Saia da frente, seu patife.

— Vocês jamais conseguirão. Ela está quase padecendo e todo seu poder será meu… — disse rindo como um alucinado.

Sasuke não perdeu tempo, encheu o peito de fogo e lançou contra o homem.

— Anda logo, Itachi. Vai salvar a Sakura e deixa esse miserável com a gente. Não vou decepcionar uma segunda vez — Sasuke disse ao irmão que com um olhar fraternal virou-se.

— Conto com você, irmão!

Fukkatsu lançou uma bola de fogo contra o deus da destruição, mas este saltou desviando da explosão que abriu uma cratera enorme na porta, permitindo que todos ali vissem Sakura presa dentro de uma cripta de cristal, semi desmaiada com o byakougou acionado e os fios cobrindo todo seu corpo pálido.

Os olhos de Itachi quase saíram da órbita ao ver a esposa daquele jeito, e uma fúria submergiu de dentro dele.

— O que está esperando, Itachi? Salve a Sakura — Sasuke disse preparado para a luta. — Não irei perder uma segunda vez.

Não quis ouvir mais nada ou saber de mais nada. O rinnegan o possibilitou a se materializar dentro da cripta e ele pode abraçar Sakura.

— Princesa, calma! Tudo ficará bem! — disse tremendo de nervoso.

Sakura estava com os lábios roxos e olheiras fundas e escuras abaixo dos olhos. Com dificuldades, ela abriu os olhos e sorriu ao ver seu esposo com lágrimas nos olhos.

— Meu amor! — murmurou com extrema dificuldade. — Estou sonhando?

— Fica quieta e guarde energia. Vou tira-la daqui…

Dizendo isto, acionou o susanoo em sua enormidade e presença. O gigante vermelho com cabeça de faraó explodiu a cripta libertando-os daquela prisão cristalina.

A explosão, chamou a atenção dos que estavam no salão ao lado, interrompendo a luta entre Bressel, Sasuke, Aodh e Fukkatsu.

O que pensa que está fazendo? — a voz ensandecida, gritava. — Largue a Flor da Vida. Ela é minha!

— Ela é dela mesma, seu estúpido! Não pertence a ninguém! — Aodh murmurou entre os dentes.

Segurou, com o esqueleto do susanoo as correntes visando quebrá-las, contudo, aquilo também começou a sugar sua força e seu chakra o enfraquecendo levemente. Entretanto, não foi o suficiente para impedi-lo. Ele continuou forçando as correntes para abri-las.

Bressel lançou um raio negro em direção ao casal, mas Sasuke usou sua chidori para contra atacar e desviar aquele raio escuro.

— Não vou deixar — ele disse com um sorrisinho sinistro nos lábios. — Vai ter que passar por cima de mim primeiro.

Itachi continuava a forçar as correntes para quebra-las enquanto, Bressel lutava contra Sasuke, Aodh e Fukkatsu. A correntes de diamante pareciam começar a ceder e a rachar, enfraquecendo seu poder de absorção.

Neste exato instante, algo totalmente improvável aconteceu. Uma luz intensa surgiu do centro do ventre de quatro meses de Sakura e dali um desenho semelhante aos que estavam nos braços de Aodh surgiram, criando um trajeto iluminado que percorreu todo o corpo da jovem grávida e alcançou tanto o cristal no centro de seu peito quanto as correntes de diamante que a prendiam.

Aquela energia oriunda do ventre da mulher gravida foi tão intensa e somada à força usada por Itachi estilhaçou quase completamente as correntes libertando a jovem mulher. E não só isto, o acumulo de energia fez com que o cristal colado rente ao peito de Sakura trincasse.

Com aquela fissura todo o poder que ele havia absorvido voltara para sua origem, restabelecendo a kunoichi quase completa e instantaneamente. Ele descolou-se de seu peito totalmente opaco e sem vida. Sakura suspirou aliviada, e acariciou a barriga.

— Parece que nosso pequeno ninja já está mostrando sua força mesmo antes de nascer! — sorriu e recebeu um abraço apertado do esposo.

— Nunca mais me dê um susto destes, hime! — Itachi murmurou, agarrado a esposa como se sua vida dependesse daquilo.

Seus lábios se tocaram afoitos e suas línguas procuraram um a outra com intensa saudade. Parecia que estavam sem se tocar por mil anos. Ele acariciou as costas da esposa enquanto deixava que sua língua acariciasse a boca da mulher.

O beijo foi de roubar o fôlego e cada um teve uma reação diferente. Aodh e Fukkatsu sorriram satisfeitos e aliviados, Sasuke abaixou os olhos constrangido por presenciar a intimidade do irmão e Sakura tão intensamente. E Bressel!?

Este, aproveitando-se que todos estavam focados, atentos e encantados pela cena tocante, e concluindo que seu plano havia falido, Bressel, esperto como uma raposa astuta que era, elevou o colar que guardava os olhos da fénix para abrir um portal e com isto fugir. Depois bolaria outro plano para capturar sua presa novamente, principalmente agora que sabia onde ela se encontrava.

Já estava pulando para dentro do redemoinho quando algo o puxou de lá, trazendo-o de volta.

— Nunca. Mais. Aborreça. Uma. Mulher. Grávida. — Sakura pronunciou as palavras pausadamente, mastigando as palavras. Encontrava-se tão furiosa que seus olhos verdes brilhavam ainda mais como se fossem duas esmeraldas luminosas. — Você me enganou uma vez, a segunda não vai conseguir ter sucesso.

— Vamos conversar, priminha! — ele disse buscando uma brecha para conseguir fugir.

— Você não vai escapar assim tão fácil, pessoa inescrupulosa. Tentou matar a mim e a meu bebê! Seu maníaco maldito! — ela ruminava irritadiça.

— Você está fraca, hime — Itachi murmurou entre os dentes. — Não se canse mais. Assinta o show! — sorriu com o canto dos lábios, sádico. Levantou-se encarando seu oponente profundamente.

Itachi saltou e depois correu em direção ao homem que preparou-se para uma sequencia de golpes.

Chutes e contra golpes…

Itachi utilizava-se de ninjutso de maneira magistral. Ele realmente era um ninja de elite e conseguia se equiparar mesmo a um deus oriundo de outra dimensão.

Bressel utilizava-se de golpes desconhecidos, mas Itachi possuía prática e tinha muita técnica. Lutavam sem parar, um contra o outro até que o fim daquela luta fora decidido:

Bressel atingiu Itachi com sua espada no abdômen. Com um sorriso sádico, torceu a arma de metal deixando o liquido vermelho escorrer como uma cachoeira de sangue.

— Que pena, achei que você fosse mais forte que isto! — ele murmurou rente a seu ouvido.

Itachi sorriu para ele cinicamente e…

Você está fraca, hime — Itachi murmurou entre os dentes. — Não se canse mais. Assinta o show! — sorriu com o canto dos lábios, sádico. Levantou-se encarando seu oponente profundamente.

Como assim?” Bressel pensou. “Tudo está se repetindo?”

.

.

Estes eventos aconteciam somente dentro da mente de Bressel.

Assim que ele olhou para Itachi, o ninja o prendeu numa ilusão eterna, dentro de um ciclo sem fim.

— Esta é Izanami — ele disse para todos que estavam ali, tentando entender o verdadeiro motivo para Bressel estar imóvel. — Ele estará preso para sempre dentro de uma ilusão entre o momento em que olhou para meus olhos e o momento em que ele acredita me assassinar. A técnica original foi feita para combater o Izanagi, e só há uma saída: se ele puder reconhecer verdadeiramente os resultados reais de suas ações. Como acredito que este homem não tem esta capacidade, creio que ficará assim até sua morte, repetindo isto sem parar num ciclo eterno.

— Realmente, um destino horrível! — murmurou Aodh. — Venham descansar no meu castelo antes de voltarem. Todos precisam se restabelecer, principalmente minha filha e meu neto.

— Ficarei com Bressel — Fukkatsu disse. — Ele roubou os olhos de minha mãe e mesmo dentro de uma prisão mental poderosa, precisa ficar sob observação.

— Não vejo ninguém melhor que você para isto, Fukkatsu.

— Infelizmente não irei com vocês, voltarei daqui e levarei Bressel comigo — a fênix continuou —, entretanto, antes disso deixe-me dar um pouco de meu chakra de ressuscitação para Sakura se restaurar mais rápido. Fará bem para o bebê também.

Imediatamente, começou a emitir luz em Sakura e depois de uma hora, findou a cura. Seus nervos estavam abalados, mas a revigorada recebida pela luz de fênix fortaleceu todas suas células e voltaram rapidamente a se harmonizar.

— Vamos, então!

Aodh os abraçou com seu disco dourado e começaram a flutuar saindo daquele castelo…

 


Notas Finais


Ufa! Sakura salva... mas não termina por aí... agora temos uma Guerra pela frente.🤪🤼‍♂️
Bejinhos e inté


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...