1. Spirit Fanfics >
  2. As Sete Luas - Sterek >
  3. 02x01 - O Primeiro Mês

História As Sete Luas - Sterek - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Então pessoal, eu pensei em criar outra história para ser a continuação, entretanto percebi que poderia fazer isso aqui mesmo já que é algo que segue direto. Então, boa leitura.

Capítulo 8 - 02x01 - O Primeiro Mês


Derek odiava com todas as forças a empresa de vinhos de sua família e como legalmente era o único Hale maior de idade, Cora ainda tinha 17, coube a ele ter que viajar para ver como estavam os negócios da família. Peter ainda estava teoricamente morto,  e mesmo que estivesse legalmente vivo, Derek não deixaria que ele pudesse suas patas ali novamente.

Podia ser seu tio, já havia superado as merdas que ele havia feito no passado, mas odiava suas piadas e seu jeito de deboche que tinha a proeza de ser pior que o de Stiles. Entretanto tinha que admitir que Peter sabia comandar aquele lugar como ninguém.

O clima da cidade de Nova York era extremamente confuso, havia ocasiões que a temperatura beirava os trinta graus e outras ficava abaixo de zero. Naquele dia estava frio, Derek estava com roupas sociais apenas, enquanto as pessoas ao redor usavam casacos e cachecóis, pareceriam surpresas ao ver tão confortável naquele frio sem roupas mais quentes.

Chegou na cidade um dia depois da noite que teve com Stiles, e depois de convencer ele de que a viagem duraria apenas aqueles meses e nada mais, entrou no vôo e seguiu viagem. Gostaria de tê-lo beijado, mas todos os outros também foram se despedir no aeroporto para seu desagrado. Sorte que havia se despedido de forma correta na noite interior.

 Aquilo o deixou com raiva, pois parecia que estava partindo pra porra da guerra e o que ele menos gostava era de despedidas longas, então o que fez foi dar um abraço em Stiles, que apertou sua bunda discretamente, e deu um "até logo" ao demais saindo sem dizer mais nada. Os outros o vaiaram em desagrado, mas Derek ignorou soltando um rápido riso.

Quando entrou na sede da Companhia de Vinho Hale, Derek revirou os olhos quando viu Viollet vindo em sua direção. Era uma mulher elegante, alta e levemente cheinha que parecia uma águia caçando suas presas. Tinha os cabelos loiros apertados num coque e a postura sempre ereta, era a única mulher que Derek tinha um certo receio por causa de seu profissionalismo exagerado, mas também era a única pessoa em que confiava para deixar a empresa em boas mãos.

— Bom dia, Senhor Hale! - Comprimentou, tinha um tablet na mão. Derek ficou com dor de cabeça quando percebeu que ela já de cara iria enfiar trabalho em seu rabo.

— Bom dia! - Respondeu em marcha para o elevador. Os funcionários saiam do caminho quando notavam que ele estava ali. 

Viu um ou dois fingindo estar trabalhando quando na verdade estavam jogando League of Legends no computador, imaginou o que Viollet faria se tivesse visto.

 Seria impossível para ele não saber qual jogo que era já que Stiles e Scott viviam falando sobre aquela porcaria, até tentou jogar uma vez com Stiles, mas o garoto encheu tanto sua paciência dizendo o que fazer que Derek simplesmente jogou o teclado do computador de Stiles pela janela.

— Teve uma boa viagem?

— A pior da minha vida! - Derek apertou o botão de subir do elevador.

— Ótimo. - Ela respondeu inabalável. — Sua bipolaridade continua a mesma, isso é bom. Durante todo esse tempo em que você esteve fora tivemos uma margem de lucro relativamente baixa.

— Mhm.

— Durante esse período perdimos espaço para a marca de Conhaques Winchester, e algumas de nossas plantações de vinho acabaram morrendo. Eu tentei a todo custo fazer com que…

A voz dela lhe dava sono, Derek fingia estar prestando atenção por educação, mas ele tinha vontade de jogá-la por uma das janelas do prédio. Até imaginou a manchete do dia seguinte: 
"Se beber, não vá trabalhar! Homem descontrolado joga mulher do quadragésimo andar de umas das maiores empresas de bebidas do país."

Derek riu internamente, pois aqueles pensamentos claramente eram influência de Stiles, ele era o único que conseguiria pensar e falar qualquer loucura que viesse em sua cabeça. Lembrou de uma das vezes quando chegaram em sua casa depois de um piquenique e ele ligou sua televisão num canal onde um documentário mostrava lobos acasalando:

— Na sua forma de lobo, você treparia com outra loba daquele jeito? Será que ela engravidaria? - Perguntou, achando a coisa mais normal do mundo fazer aquele tipo de questionamento a Derek, que estava fazendo o jantar no momento.

 Derek ficou tão atordoado com a pergunta que não conseguiu dizer nada.

O elevador chegou ao seu destino e Derek seguiu a sua sala. Viollet olhava o tablet e continuava dando detalhes dos acontecimentos passados da empresa, parecia não perceber que Derek não estava escutando.

Na porta de sua sala, Derek pediu que ela enviasse todos os relatórios para seu computador que ele verificaria cada um ainda aquele dia. A mulher lançou um olhar irritado e saiu, o salto ecoando pelo corredor. Era assim que ele próprio fazia? Derek preferia não saber a resposta.

Quando finalmente pode sentar em sua mesa, Derek soltou um suspiro aliviado. Já estava vendo que aqueles seriam meses de trabalho pesado, passou tanto tempo fora que o trabalho tinha se acumulado como um monstro de sete cabeças. Seu Seu humor só iria piorar dali em diante e a prova disso foi o que ele disse ao entender o telefone sem ver quem era.

Porra, o que é?

Houve um som de surpresa do outro lado.

— Ué, você tá doido?

Merda. Derek olhou o visor do celular. Era ele. colocou uma mão na cabeça e tratou de justificar sua resposta.

— Ah, é você! Pensei que fosse minha assessora. - Derek não era bom com pedidos de desculpas.

Ouviu umas risadas do outro lado da linha, Stiles deveria estar um pouco afastado, mas a voz irritante de Scott era algo que sobressaia onde quer que ele estivesse. Stiles talvez devesse estar em sua casa, afinal os dois eram inseparáveis.

— E é assim você trata a coitada?

Derek riu.

— Você não conhece Viollet, aquela mulher consegue ser bem pior eu, confie em mim.

Foi a vez de Stiles rir. Como Derek sente falta disso, podia ter se passado só alguns dias, mas o garoto conseguiu entrar em sua vida de tantas maneiras que ainda se perguntava se ainda era a mesma pessoa. Claro, seu humor como sempre ainda iria variar daquela forma como sempre foi, entretanto o ato de se importar com alguém novamente era o que deixava Derek incomodado, não que ele não gostasse da sensação, o homem gostava de tudo em Stiles. Tinha mais a haver consigo, com o fato de temer perdê-lo.

O que um cio de sete dias não faz com alguém, pensou.

— Ainda estou esperando. - Ouviu ele dizer.

— Esperando o que?

— Você se desculpar.

Derek revirou os olhos.

— Você não deveria estar a caminho da escola? - Perguntou. O horário de Beacon Hills tinha três horas a menos do de Nova York. Lá deveria ser 7 da manhã aquele horário.

— Estou esperando Scott terminar de tomar café pra nós irmos, mas ele tá conversando com a Tia Melissa ainda.

Bom, isso explicava as risadas.

— E você aproveitou esse tempinho pra me ligar não é? - Derek sorriu quando notou seu silêncio, gostava quando Stiles ficava envergonhado.

— Vai me dizer que não gostou?

— Eu não disse isso. 

Derek estava com tanta saudades quanto Stiles, só eram um pouco mais reservado e guardava suas emoções para si mesmo. Diferente de Stiles, que após Derek chegar em Nova York há uma semana, sempre mandava mensagem para ele. 

Às vezes era só pra dizer como foi seu dia, o que estava fazendo, e outras eram coisas totalmente sem nexo, como memes de uma mulher idosa fazendo poses engraçadas, geralmente com uma legenda bem esquisita e links para com matérias do tipo: "Veja quem você é em Game Of Thrones", ou, "Qual monstro você seria".

Stiles o infernizou para fazer o segundo por quase meia hora, o que ele negou por achar que era algo totalmente ridículo. Quem faz uma coisa daquela? Porém ele continuou insistindo até que Derek enfim fez e mandou o resultado a ele.

"Um Vampiro? É sério?" Foi seguido de uma chuva de emojis de risos. "Que irônico, e eu tirei o Lobisomem. Volta logo pra eu enfiar minha estaca de madeira em você!"

Se Stiles estivesse do seu lado e dissesse uma coisa daquelas, Derek lhe daria um safanão por ser tão inconveniente.

— Como você tá? - Perguntou.

— Com saudades.

Droga, Stiles não iria facilitar e dizia aquilo com certeza de fazer Derek se sentir culpado por ter tido que viajar. O garoto era um tremendo filho da mãe. 

— Faz só uma semana que viajei Stiles!

— É que nós estávamos tão próximos durante aqueles dias e do nada você teve que viajar. - Derek ouviu passos e movimentos, ele provavelmente estava gesticulando como sempre fazia.

— Eu já estava com a viagem marcada há meses, eu ter entrado no… - Derek não iria dizer nem morto. —  Eu ter ficado naquela situação foi inesperado.

— E bota inesperado nisso. - Stiles riu alto. — Acho que nunca transei tanto na minha vida, eu lembro de cada detalhe. O que era aquele negócio que aparecia no seu pau depois que você gozava?

Derek respirou fundo e negou com a cabeça tentando não explodir. Era pra ser uma simples conversa entre namorados que estão longe um do outro, por que não poderia ser tão simples? Claro, deveria lembrar que uma conversa com Stiles, por mais curta que seja, nunca seria tão simples.

— Stiles, não é hora pra perguntar isso. Scott deve estar escutando tudo, pois eu tô escutando ele rir daqui.

Houve um silêncio do outro lado.

— Mas o que era aquele negócio?

— Stiles!

— Tá bom, desculpa! Scott ta saindo de casa agora, vou precisar desligar.

Derek gostava das ligações com Stiles, mas não via a hora de acabar com aquela conversa estranha.

— Tá legal, bom dia pra você na escola! - Derek se preparou para desligar, porém a voz de Stiles chegou aos seu ouvidos.

— Espera Derek, espera!

— O que foi dessa vez? - O homem perguntou mal humorado.

— Fala pra mim.

— Eu não vou falar aquilo de novo!

— Anda, vai. Por favor!

Que humilhação! Stiles vinha pedindo pra Derek dizer aquilo desde que saiu da cidade, quase todas as noites ligava e mandava o homem dizer aquilo. Derek respirou fundo e sabendo que ele não iria desistir falou contra sua vontade.

Derek... quer... seu Stiles.

Aquele era só o primeiro mês.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo. Como é uma continuação direta, eu vou colocar apenas algo mostrando que é uma segunda temporada.

Também tenho um grupo no WhatsApp onde leitores e escritores integrarem, tem poucas pessoas, então vocês são bem vindos ♥

https://chat.whatsapp.com/KKazyUiB7Av9PQDGLM4IBd

Até mais ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...