1. Spirit Fanfics >
  2. As Sete Mosqueteiras; Interativa BTS >
  3. 00;; Prólogo

História As Sete Mosqueteiras; Interativa BTS - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


❛⸺ baseado em Barbie e as três mosqueteiras. Coletânea Barbie + interativas.

❛⸺ Oi gente! Bom, eu estou muito animada pra começar essa interativa, e dei tudo de mim pra fazer o menu e esse plot. Agradeço por ter se interessado, mas aqui vão alguns avisos:

❛⸺respeito acima de tudo. Caso eu precise mudar desde o par da personagem até algum traço da história, eu o farei. Irei contatar o/a autor/autora, e espero que aceite a mudança de bom grado, ou tente ao menos negociar isso de maneira pacífica comigo. Caso eu veja xingamentos ou qualquer coisa do tipo sobre mim em qualquer lugar por conta disso, não só vou ficar chateada, mas a pessoa entra na minha lista negra e não poderá mais participar de nenhuma interativa minha.

❛⸺ não aceito personagens masculinos, por um motivo simples: não possuo experiência com yaoi e não faço parte da comunidade LGBTQIA+, logo não quero errar ao falar e descrever a relação. Sinto muito, e espero que eu não deixe ninguém chateado comigo.

❛⸺ meus critérios para avaliação são os seguintes: coerência, coesão, inovação (no sentido da personalidade e história), organização e detalhes.

❛⸺ As instruções e tudo o que precisam saber está nos comentários, ok? Esperem eu colocar os comentários de reserva.

Capítulo 1 - 00;; Prólogo


Fanfic / Fanfiction As Sete Mosqueteiras; Interativa BTS - Capítulo 1 - 00;; Prólogo

Paris, França

1625

As rodas enferrujadas davam voltas e mais voltas, sendo puxadas por cavalos brancos. O senhor com chapéu, ou chofer, os comandava com fervor, conduzindo-os ao monumento colossal no centro da capital. A mulher ali dentro não estava tendo um dos seus melhores dias. Seu encontro com o rei a deixava com calafrios, a fazendo abraçar seu próprio corpo, envolvendo-o para se sentir mais calma. Já enfrentou situações piores, mas as reuniões com reis, rainhas ou corte em geral ainda a assustava. O senhor que ali estava parou a carruagem instantaneamente, e a mulher quase caiu, se não fossem pelos seus reflexos muito bons. Entregou uma quantia pequena de moedas, o suficiente para pagar a corrida e partiu para fora do coche. 

  Ao descer, logo ajeitou seu uniforme, deixando-o o mais apresentável possível. Ao chegar no portão, os dois guardas que antes estavam parados, se mudaram para bloquearem a sua passagem.

⸺ Sinto muito, mas as visitas estão fechadas.

 Ao ouvir isso, a mulher ali presente deu um sorriso de canto, já estava acostumada, mas sempre se divertia com esse tipo de situação. Retirou sua máscara vermelha, fazendo os dois guardas arregalar os olhos e imediatamente darem passagem.

⸺ Perdoe-nos, mademoiselle, não percebemos que era a senhora. Por favor, entre, o Rei está a sua espera.⸺ Com uma reverência pequena e suficiente, ela dirigiu seus passos para dentro do castelo. O jardim sempre impecável e os arranjos florais que adornavam as paredes sempre a deixava extasiada. O mármore branco que revestia-o, combinado dos longos tapetes vermelhos ao chão a faziam suspirar em agrado. Andando de cabeça erguida dentre os corredores, chegou ao Salão do Trono, encontrando Aubert III, o rei, sentado em frente à uma mesa de xadrez. Ela fez uma reverência ao monarca, e logo sentou-se em sua frente, como ele lhe aconselhou.

⸺ Estava a sua espera, Marjorie. Ou, como estamos no trabalho, devo chamar-lhe de Jasmine? 

⸺ Como preferir, Majestade. ⸺ Ela sorriu levemente, vendo o Rei fazer o primeiro movimento com o peão.

⸺ Certo. Então, Jasmine, qual a situação dos outros países? Soube que vocês aceitaram missões de reinos aliados, estou certo?

⸺ Está sim, Majestade. Algumas das meninas estão na Europa, outras na América. Eu acabo de vir das novas terras, a antiga Ilha de Vera Cruz, agora conhecida como Brasil. Lá, os portugueses dominam a colônia, e estão tentando achar ouro no interior. Acho difícil, mas possível. Ainda não há dimensão do quão grande é o território, mas estima-se que seja maior do que seu reino, Senhor. ⸺ Marjorie fez uma jogada, peão para duas casas a frente.

⸺ Compreendo. Então, eu a chamei aqui para conversarmos sobre algo deveras importante. Mas antes disso… Guarda! ⸺ Chamou um dos que estavam alinhados ali. ⸺ Chame meus filhos, mas apenas os príncipes. 

Andando alguns passos com o peão,o bispo e os cavalos, os dois ali presentes jogavam em silêncio, esperando àqueles que o monarca havia mandado chamar. O silêncio era cômodo, apenas se escutava o barulho das peças chocando com o tabuleiro, e ambos estavam perdidos em seus pensamentos estrategistas e seus próximos passos. Os portões então foram abertos, e de lá, saíram os príncipes. Jasmine fez reverências pequenas e rápidas, enquanto eles o fizeram para o rei. Ainda assim, a única figura feminina do salão não levantou o olhar a nenhum deles. O rei então contou quantos estavam presentes; seis. Pensando rapidamente, faltava Jungkook, o que já não era uma surpresa.

⸺ Onde está o Jungkook? ⸺ Estranhamente, seu tom de voz era calmo. Ele se concentrava em mudar a torre de lugar.

⸺ Ele estava trocando suas roupas, acaba de acordar. ⸺ Como de costume, quem respondeu foi Namjoon. Ouvindo o suspiro do mais velho, que estava incrivelmente ganhando da mais nova, todos mudaram seu olhar para a porta, esperando que o dito-cujo surgisse magicamente ao meio delas. Felizmente, a ação de algum divino fez com que Jungkook entrasse no salão, recebendo uma reverência de Marjorie.

⸺ Ótimo. Agora que todos estão presentes, Jasmine, tenho uma proposta a lhe fazer. Acredito que já esteja familiarizada com a situação dos "Cavaleiros Negros", correto?

⸺ Sim, Vossa Majestade. ⸺ Mais um peão foi mexido.

⸺ Muito bem, então será tudo muito mais simples. Eu tenho recebido ameaças de morte, além de ameaçarem os meus herdeiros. Fiquei estupefato com as ameaças, deveras agressivas até então. Logo, pensei que o seu grupo pudesse ajudar-me.

⸺ Sempre ao seu dispor, Majestade. Diga-me as condições, por obséquio. ⸺ Um bispo avançou, e era impossível saber quem estava para fazer o movimento fatal.

⸺ Claro, mademoiselle. Seu grupo ficará a maior parte do tempo com os príncipes, e dormirá no Palácio, com exceção de dois dias na semana, os quais vocês podem dormir com a família. Irão para os bailes, e obrigatoriamente devem obrigar cada um deles a fazer suas tarefas. Não aceitarei desculpas, então eles devem cumprir seus deveres diários. Vocês teriam mais autoridade no reino do que jamais tiveram, e só serão subordinadas à mim e à minha primeira esposa, Sooyoung. Eles devem lhe respeitar. Agora preciso saber, está de acordo? ⸺ Moveu-se o rei. Antes que ela pudesse respondê-lo, o caçula dentre os príncipes interrompeu-o:

⸺ Pai, não posso acreditar que estejas considerando essa possibilidade. Mulheres, cuidando de nós? Com mais autoridade que qualquer um de nós? Impossível! 

Marjorie então levantou seu rosto em direção da voz arrogante que interrompeu sua conversa. Sorrindo em escárnio, ela o encarou nos olhos, proferindo as exatas palavras:

⸺ Eu aceito a missão, Vossa Majestade. ⸺ Agora, voltando seus olhos à partida, mexeu com o seu cavalo, vendo que seu bispo acabara de ser "devorado", e matou a rainha de Aubert III, vencendo o jogo. ⸺ Xeque-mate, Majestade.


Notas Finais


❛⸺ Foi isso gente! Espero que gostem, preparei com carinho. Beijos<3

❛⸺ menu: https://bityli.com/dWZYK

❛⸺ agradecimentos finais:
≻ à @lilrabbit, pela capa e banner incríveis. recomendo muito ela como capista e a admiro como designer e pessoa.
≻ à @girlsflames, pelos templates e por me ajudar sempre. por aguentar meus surtos diários com aquele menu e as estéticas. ah, e por várias vezes ter me dado um banho de realidade ou me acalmado.
≻ à @palevtte, por sempre estar do meu lado e por ser uma das pessoas que mais me motivou a continuar mesmo quando eu estava no fundo do poço.
≻ à barbie, por ter me dado inspiração pra fazer uma loucura, que no final deu certo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...