História As sombras da luz - SasuNaru - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hashirama Senju, Itachi Uchiha, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Sasuke Uchiha
Tags Hashimada, Itadei, Narusasu, Sasunaru, Shonen-ai, Yaoi
Visualizações 119
Palavras 2.519
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oi gente, me desculpem a demora, eu estou em semana de provas, mas vou postar só pra ficarem feliz.

Capítulo 21 - É ele que eu amo


Fanfic / Fanfiction As sombras da luz - SasuNaru - Capítulo 21 - É ele que eu amo

Naquela mesma tarde o Naruto teve que ir em bora, Sasuke insistiu pra que ficasse, mas ele disse que teriam aula no outro dia e o moreno não teve escolha a não ser desistir, ele acompanhou o mais novo ate sua casa com medo de que fosse atacado de novo, quando chegaram na porta se despediram e o Uchiha seguiu seu caminho, Deidara acabou ficando na casa dos Uchihas e dormiu lá novamente, Sasuke não tinha esse luxo, ambos eram estudantes e Naruto precisava focar mais na escola.

Acho que muitos já perceberam que o Uchiha nunca estudou e sinceramente nem precisava, não era bem assim, eles não podiam se misturar com os outros então ficavam completamente nas sombras, eram ensinados em casa desde jovens, já que Sasuke era dez vezes mais inteligente, ele decora qualquer livro que lia em apenas uma leitura. Dinheiro também não é problema para eles, além de serem herdeiros de empresários ricos o seu pai conseguiu muitos e muitos ganhos com os trabalhos da máfia, quando morreu passou isso pra seus filhos, Madara conseguia a maior parte por conta da empresa que era dirigida por seu irmão Izuna, mas também conseguia com as missões da Akatsuki, Sasuke se recusou a usar o dinheiro sujo do pai, ele dizia que teria que trabalhar por conta própria pra ter o que queria, Itachi não teve escolha a não ser aceitar a decisão do irmão, mas ele usa o dinheiro pra coisas básicas, o menor ganhava quando trabalhava na policia e era o suficiente pra viverem ali.

No caminho para a escola ficou escutando Pink Floyd no seu celular, quando chegou recebeu olhares imediatos, mas como sempre ignorou, foi para o corredor e não encontrou Naruto, o Uchiha estranhou logo de cara, pois o loiro ficava sempre no mesmo lugar com seus amigos então ficou vagando pela escola e o encontrou em um lugar mais afastado, digamos que ele estava em uma companhia especial.

 

                                *Momentos antes*

Naruto havia chegado na escola e estava acompanhado com seus amigos, ate que um ruivo veio em sua direção.

Naruto: – Oi Gaara.

Gaara: – Oi Naruto, posso falar com você em particular? – O Uzumaki acenou com a cabeça e Gaara o puxou pela mão e eles foram pra um corredor vazio onde não havia ninguém, no caminho pra lá Naruto havia mandado uma mensagem para Sasuke perguntando o porquê do atraso, não era muito comum ele chegar depois de si. – Pelo jeito a noite foi boa. – Falou em tom calmo, mas queimava de ciúmes por dentro.

Naruto: – Sim, foi boa, eu ele nós.... – Se recordou da cena enquanto falava e coçou a cabeça um pouco corado. – Conversamos bastante e eu descobri varias coisas. – Mexeu no colar em seu pescoço.

Gaara: – Então esta me dizendo que descobriu? Que aquele bastardo é o mesmo que te deixou oito anos atrás? – Naruto olhou diretamente para o ruivo.

Naruto: – Você sabia disso?

Gaara: – É claro que eu sabia, quando éramos crianças você me contava tudo e eu via como isso te afetava, você disse que eu era seu melhor amigo mas foi preciso somente duas semanas pra isso mudar.

Naruto: – Você esta mesmo me lembrando disso? Nós não estamos mais no jardim de infância Gaara.

Gaara: – Eu não queria que você sofresse mais por causa dele Naruto.

Naruto: – Mas você sabia... – Falou com raiva. – E nem pensou em me dizer?

Gaara: – Tente entender meu lado.... Eu não podia deixar isso acontecer

Naruto: – Seu lado? Como assim seu lado? Primeiro que isso nunca teve nada a ver com você Gaara, ele é meu amigo eu tinha todo o direito de saber, quem você pensa que é pra se intrometer nisso?

Gaara: – Eu sou um amigo preocupado com você, não queria que tivesse mais lembranças dolorosas envolvendo aquele bastardo.

Naruto: – Pare de chamar ele assim, você não sabe quem ele é pra ficar falando coisas das quais não sabe.

Gaara: – ISSO MESMO NARUTO EU NÃO SEI. – Aumentou o tom de voz e o Uzumaki recuou. – Exatamente por isso que você deveria ficar bem longe dele.

Naruto: – Não, você não tem influencia nenhuma sobre mim, eu sou dono das minhas escolhas, eu descido de quem devo ou não devo me aproximar. – O Sabaku se irritou.

Gaara: – Entendi.... Ele te contou alguma coisa não é? – O outro começou a ficar sem saída, Gaara se aproximou e colocou sua perna no meio das dele. – Ele te contou sobre ele, nunca pensei que alguém nessa escola poderia saber alguma coisa sobre Sasuke, o que ele te contou?

Naruto: – Não é da sua conta. – Olhou o celular mais uma vez e viu uma mensagem do Uchiha dizendo “Saia daí agora! Arrume uma desculpa e só vai em bora!!!” – *Ele esta me observando? Mas como.* – Olhou em volta.

Gaara: – Acho que você não entendeu o x da questão não é Naruto?

Naruto: – Que?

Gaara: – Porque você acha que eu fico inquieto com aquele bastardo por perto? Porque você acha que eu quero vê-lo sangrar? Eu gosto de você. – O outro arregalou os olhos, o ruivo deu um sorriso sapeca, foi direto para o pescoço dele e colocou a mão por debaixo da blusa.

Naruto: – Mas.... Você disse pra mim que não era gay.

Gaara: – Porque você acha que eu fiquei com você no bar aquele dia? – O outro se lembrou da cena. – Eu não estava bêbado, pelo contrario você que estava, eu te provoquei, cobri seus olhos e você ficava falando “... Hmm... Por favor cuidado.” Você imaginava aquele maldito fazendo coisas sujas com você não é? Então eu resolvi me aproveitar daquilo. – O loiro ficou de boca aberta com o que ouviu. – Eu te amo Naruto, quem quer que seja Sasuke eu posso ser bem melhor do que ele. – Deu um beijo no pescoço do loiro.

Naruto: – Não, não pode. – Gaara deu leves apertões na sua cintura e ele se sentiu horrível ao toque. – Para... E-eu não me sinto bem. – Ignorou a fala de Naruto e o pressionou contra a parede.

Gaara: – Como você sabe Naruto? O que você pode saber sobre ele?...

Naruto: – EU SEI.... – Gritou pra o Sabaku ouvir claramente. – Eu sei muito mais que você, ele é.... – O Uchiha estava prestes a ir lá e pensar em 1500 maneiras de matar o Sabaku, mas foi impedido pela fala de Naruto.  – Gentil... Atencioso e me ajudou quando eu mais precisava na noite em que me confessei.

Gaara: – Caso tenha esquecido fui eu que te ajudei, ele só fez piorar a situação.

Naruto: – Você não sabe não é?

Gaara: – Sei o que?

Naruto: – Quando eu sai da sua casa, Yahiko juntou pessoas e vieram pra cima de mim. – Gaara ficou com mais raiva ainda. – Ele e mais um cara de capuz me assediaram, eu nunca me senti tão inútil e tão fraco na vida, eu queria morrer, o cara que eu amo tinha acabado de me rejeitar e eu estava sendo tocado por caras com intensões sujas, foi ai que ELE apareceu pra me ajudar, ele, não você, os enfrentou e me tirou daquela situação, sem pensar duas vezes me levou pra sua casa e cuidou de mim, foi Sasuke que arriscou sua própria vida pra me salvar e onde você estava quando isso tudo aconteceu?

Gaara: – Mas você insistiu em ir pra casa sozinho, não me deu escolha e simplesmente saiu.

Naruto: – Se fosse um amigo de verdade não teria me deixado ir, se me amasse teria tomado uma atitude, mas Sasuke não é covarde igual a você. – Gaara se irritou em níveis extremos e empurrou o loiro tão forte que ele caiu no chão.

Gaara: – O que aquele maldito tem que eu não tenho? Foi ele quem te feriu não eu.

Naruto: – Sinto muito, mas é ele que eu amo. – O ruivo pressionou o corpo do Uzumaki contra o chão colocando seu pé contra o peito dele, levantou o punho cerrado e com uma expressão de raiva, o moreno entrou rapidamente, o puxou pela blusa, passou os pé de baixo dos dele fazendo perder o equilíbrio e cair no chão.

Gaara: – Mas o que.... – Viu o moreno parado na frente de Naruto. – Sasuke...

Sasuke: – Você... Não passa de uma segunda versão de Yahiko. – Se abaixou na altura dele, por mais que Sasuke estivesse com raiva ele sabia controlar suas emoções e ficou o mais calmo possível. – Você não me conhece, mas ele. – Apontou para Naruto. – Sabe tudo sobre mim, você não é nada meu pra saber.

Gaara: – Mas o que você é? Um monstro? – Pegou o Sabaku pela gola da camisa com o punho cerrado pronto pra socar a cara dele, Gaara fechou os olhos e ficou com a expressão de medo esperando o pior, Sasuke foi dar o golpe e quando os dois viram ele parou com a mão a meio centímetro do nariz do Sabaku.

Sasuke: – Eu não sou... Um monstro. – Colocou ele no chão com um olhar penetrante, Gaara achou estranhou, mas o Uchiha continuou olhando pra ele, o moreno suspirou e deu as costas. – Eu não vou fazer nada, então você já pode ir. – Foi ate Naruto, se abaixou a altura dele, Gaara estava com raiva e cerrou o punho andando lentamente em direção a Sasuke.

Gaara: – E como sabe que eu não vou fazer?

Sasuke: – Por vários motivos, eu acho que você não é um idiota sem coração igual à Yahiko, não quer envolver o Naruto nessa briga.... Ou quer? – O outro se acalmou um pouco e aliviou a pressão que fazia na mão.

Gaara: – Vamos nos ver em breve Sasuke.

Sasuke: – Mais do que você imagina. – Gaara apenas sorriu maleficamente e saiu dali a passos duros. – Ta tudo bem? Ele te machucou?

Naruto: – Não, estou bem, de novo fui salvo por você. – O moreno estendeu as duas mãos.

Sasuke: – Quantas vezes vou ter que disser que não vou deixar nada te acontecer?

Naruto: – Nenhuma, eu acredito em você. – Pegou as suas mãos do maior e se levantou. – Você acha que ele desistiu?

Sasuke: – Não. – Olhou para o corredor em que Gaara saiu. – Eu vou ter uma conversa com ele mais tarde.

Naruto: – Você não vai machuca-lo vai?

Sasuke: – Se você não quiser.... – O loiro olhou assustado. – Estou brincando, não perco a calma tão facilmente assim.

Depois daquilo o sinal tocou e eles tiveram que ir pra sala fingindo que nada aconteceu, as aulas passaram rápido e eles estavam do lado de fora da escola, no lugar onde o moreno sempre ficava, mas Naruto estava sozinho lá, Gaara não conseguiu aceitar o que aconteceu e ficou imaginando onde o Uchiha poderia estar.

Sasuke: – Stalkear não combina com você. – Gaara se assustou ao ver o outro parado atrás de si.

Gaara: – O que você quer aqui Sasuke?

Sasuke: – Conversar. – O outro virou pra frente já desconfiando que aquilo ia dar em uma briga. – Não precisa ficar alerta.

Gaara: – Não vai sair coisa boa dessa conversa.

Sasuke: – Você quer mesmo brigar? – O ruivo ficou em silencio. – Eu acho que isso pode ser resolvido apenas com uma conversa.

Gaara: – Tudo bem. – Abaixou as mãos. – Mas eu quero te perguntar uma coisa. – O moreno acenou com a cabeça. – Porque você me deixou ir? Porque não me bateu igual fez com Yahiko aquele dia?

Sasuke: – Você e Yahiko são pessoas diferentes, eu acredito que você possa mudar.

Gaara: – Como assim mudar? – O outro suspirou.

Sasuke: – Não me entenda mal Gaara, eu não te odeio, mas parece que você me odeia então tudo que eu peço é uma conversa e não uma briga. – Levantou as duas mãos em sinal de paz e colocou no bolso de sua blusa logo em seguida. – Eu não vou tirar elas daqui.

Gaara: – Você não me odeia? Mesmo depois de eu tentar tirar o Naruto de você?

Sasuke: – Não, eu não concordo com o que você fez, mas eu entendo seu lado.

Gaara: – Como você pode entender? Você sempre teve qualquer um caindo aos seus pés então não acho que tenha sofrido uma rejeição na vida.

Sasuke: – Eu nunca sofri porque nunca tentei, só existia uma pessoa que eu queria.

Gaara: – Porque você deixou o Naruto sem disser nada?

Sasuke: – Eu tinha assuntos de família pra resolver, digamos que ela estava se desmanchando e eu estava com muita coisa na cabeça na época, além disso, eu estava de viagem naquela cidade e o Naruto sabia disso, eu não queria deixa-lo, mas não tive escolha.

Gaara: – Eu não sabia, apenas observava de longe.

Sasuke: – Você fez tudo isso por desespero, já me senti assim também, desesperado e a única saída era se enfiar de cabeça pra isso. – Gaara abaixou a cabeça. – Você não merece apanhar, isso se chama piedade, você não merece mas seu coração esta implorando por amor e infelizmente não é o amor dele. – Gaara olhou para Naruto ao lado da arvore. – Você é uma pessoa boa. – Deu uma pausa. – Admito.... Cometi um erro ao deixa-lo sozinho, mas pelo menos fiquei feliz por ele ter amigos que o confortaram. – As lagrimas caíram do rosto de Gaara. – Todos tem o direito de ser amados, mas não pode forçar pessoas a te amar. – Estendeu a mão para o Sabaku.

Gaara: – Agora eu entendo.... Sinto muito Sasuke, pensei coisas horríveis sobre você e agora eu vejo que não era verdade, você tem um coração no final das contas. – Pegou na mão do outro em sinal de pazes.

Sasuke: – Ajude o próximo e será recompensado, foi o que Deus me ensinou.

Gaara: – Acho que nunca tinham me falado de Deus antes.

Sasuke: – Você crê?

Gaara: – Agora sim. – Sorriu.

Sasuke: – Desculpe perguntar, mas porque desistiu assim tão facilmente?

Gaara: – Não fique preocupado com isso, é claro que eu não entendi tudo, mas se o Naruto foi capaz de te amar de verdade você deve ter alguma coisa especial, além disso, eu não sou igual a Yahiko.

Sasuke: – Bom ouvir isso, mas não se importe se eu ficar de olho em você. – O outro acenou com a cabeça, apenas ficou sem graça por tudo aquilo mas no final acabou recebendo um sorriso sincero do Uchiha.

Gaara: – Nossa, acho que nunca te vi sorrir.

Sasuke: – É uma exceção, não conte pra ninguém. – O ruivo sorriu de volta.

Gaara: – Eu quero ver o Naruto feliz mesmo que não seja comigo então cuide bem dele, caso contrario não vou excitar em tira-lo de você.

Sasuke: – Tudo bem, parece justo, mas você não vai precisar se preocupar com isso. – Gaara acenou com a cabeça e saiu dali, o moreno foi em direção a Naruto e o viu encostado na arvore.

Naruto: – Deu tudo certo?

Sasuke: – Sim, agora esta tudo bem. – O loiro ficou feliz ao ouvir aquilo e abraçou o maior.

Naruto: – O que você disse pra ele?

Sasuke: – Eu não ameacei se é isso que esta pensando, apenas disse algumas coisas e ele concordou.

Naruto: – Sei... – Depois daquilo eles ficaram lá por mais algum tempo e o sinal tocou.

Depois da aula ambos foram pra caminhos diferentes, na hora do adeus doeu muito, por algum motivo Sasuke não queria soltar suas mãos com medo de que não fossem mais se ver, uma despedida cheia de olhares, mas os dois sabiam que se amavam.

 

Continua......  


Notas Finais


Eu nao vou postar por um tempo por conta das provas, espero que entendam e ate o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...