História As Sombras Da Vida: Hot Edition - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 131
Palavras 1.888
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu sei que o nome do shipp ficou um lixo, mas pelo menos tive criatividade (que aliás ta faltando)


*LEIAM A PORRA DAS NOTAS FINAIS*

Capítulo 1 - Lydietra


Fanfic / Fanfiction As Sombras Da Vida: Hot Edition - Capítulo 1 - Lydietra

Eu estava deitada no colo da Pietra assistindo televisão enquanto ela mexia no celular,foi quando minha barriga começou a me avisar sobre a fome, eu me levanto e vou em direção a cozinha:

-Porque levantou? -A Pietra fala meio desapontada

-To com fome. - Eu falo da cozinha

Comecei a preparar meu miojo,foi quando senti duas mãos me abraçando pelas costas, a Pietra encaixou seu rosto na curva do meu pescoço e começou a beija-lo:

-Ei! Eu não te deixei fazer isso! - Eu a repreendo 

-Não presciso de permisão de ninguém para tocar na minha namorada. - Ela cochicha com tom de voz bem sedutor em meu ouvido

Eu me arrepio só ouvi-lá cochicha, eu solto um pequeno riso e volto a minha atenção ao meu miojo que ja estava pronto:

-Você não fez um pra mim não? -A Pietra pergunta ja encarando o meu miojinho. 

-Eu sou sua namorada, não sua escrava. - Falo indo em direção a mesa

Quando eu coloco o miojo na mesa a Pietra me puxa pela cintura e começa a me apertar:

-O que ta fazendo?! -Falo surpresa por isso. 

-To jantando! - Ela fala mordiscando meu pescoço e também o lambendo

-Para!  Hahahaha pa-para de fazer isso!  Faz cócegas!! - Falo quase morrendo de rir

-Não sabia que carne falava! - Ela fala ainda me mordiscando. 

Ela me leva para o sofá me deita e fica em cima de mim, eu ainda estava tentando voltar ao normal depois de tanto rir, ela me encara com um sorriso em seu rosto, isso estava me deixando desconcertada:

-Porque tá me encarando? - Falo sorrindo de volta. 

- Eu apenas estou olhando os dois diamantes que tem nos seus olhos, que aliás são meus. - Ela fala encostando sua testa na minha. 

-Que gananciosa você é hein ! - Falo tirando um riso da Pietra

- Eu sou totalmente humilde senhora! - Ela fala com um grande sorriso. 

-humilde uma ova! Enfim, tenho que ir comer, se não meu miojo vai acabar ficando frio. - Falo a afastando de mim e levantando para comer o miojo

Chego na mesa e começo a comer meu miojo, a Pietra olhou para mim com uma cara de cachorro carente, eu apenas ignorei, ela parou de fazer aquela cara e foi assistir televisão, quando acabei de comer fui lavar a louça e fazer outras coisas como botar roupa para lavar e arrumar meu quarto. 

Algumas Horas Depois... 

Eu terminei de fazer tudo e fui novamente para a sala, a Pietra estava dormindo,  já eram 7:13 da noite,para não ter que expulsar a Pietra eu peguei um cobertor e a cobri, quando estava indo para meu quarto sinto algo segurando meu pulso e me puxando para perto, a Pietra me puxa para seu colo e começa a me encarar, ela chega perto do meu ouvido e cochicha :

- Você vai mesmo me deixar aqui? 

Ela começa a me beijar e também a me puxar pela cintura, seu beijo delicado e cheio de amor sempre me dava um pequeno choque que me fazia desejar mais ela, eu entrelaço meus braços em seu pescoço e me ajeito em seu colo, enquanto estávamos nos beijando ela pede passagem para a língua, eu não tinha motivo para não aceitar seu pedido, então apenas aceitei, eu queria que esse momento durase para sempre, mas infelizmente a respiração não deixou isso acontecer, nos separamos com um fio de saliva em nossas bocas, ela me olhava com desejo, ela foi para o meu pescoço e começou a lambe-lo e beija-lo, eu soltava gemidos baixos e involuntários, enquanto ela estava beijando meu pescoço sua mão passava pelas minhas costas me deixando arrepiada,a Pietra para seus beijos e deixa uma marca em meu pescoço, ela me olha e encosta sua testa na minha:

-Lydia, eu estou esperando esse momento a muito tempo, e quero te perguntar, você quer? 

Eu não sabia como reagir, muito menos responder essa pergunta, eu apenas fechei meus olhos e selei nossos lábios em um beijo lento e apaixonado, ela segura minhas coxas e se levanta, eu entrelaço minhas pernas em seu tronco e então a Pietra começa a andar em direção ao meu quarto, chegando na frente da porta ela a empurra  com o pé e depois a fecha com o calcanhar, chegando perto da minha cama ela separa nosso beijo por um tempo e depois junta nossos lábios novamente mas desta vez foi um beijo lento e voraz, eu de certa forma  estava esperando esse momento também, e eu estava muito nervosa por causa disso, e para completar,é minha primeira vez, não sei oque fazer, eu estava perdida em meus pensamentos quando voltei para a realidade onde eu estava deitada e a Pietra estava em cima de mim com uma de suas mãos levantando minha blusa, por instinto eu comecei a desabotuar o short jeans que ela usava, enquanto eu fazia isso, a Pietra retirava minha blusa, apenas por aquele momento nossos lábios ficaram separados, sem contar com as pausas para respirar que nos fizemos ao longo do tempo, naquele momento eu estava apenas de short e sutiã, eu queria poder retirar alguma peça de roupa da Pietra mas ela não deixava, eu então tomei iniciativa e troquei nossas posições, ficando eu por cima :

-Parece que alguém resolveu mostrar as garras, não é? - Ela fala com um sorriso malicioso

-Fi-fica quieta!  -Eu falo totalmente ruborizada 

Ela começou a rir de mim, eu então junto coragem e a beijo, parecia levar horas para o beijo acabar, quando finalmente nos separamos,não deu nem tempo de respirar que a Pietra ja me beija novamente, ela se levanta e fica sentada, enquanto estávamos nos beijando,ela começa a passar a mão em minhas costas e barriga, fazendo assim eu me arrepiar por completo, ela começou a trilhar beijos por todo meu pescoço indo para meus seios ainda escondidos pelo sutiã, ela me levanta fazendo assim eu ficar sentada em seu colo, e com suas duas mãos vai em direção aos ganchos,eu por instinto a abraço na intensão de quando soltar meu sutiã meus seios não apareçam :

-Oque houve? - Ela pergunta afastando suas mãos dos ganchos. 

-Estou apenas nervosa, só isso. - Falo olhando para o lado na tentativa de esconder meu rubor. 

-Você sabe que não prescisa fazer isso, não estou te forçando a fazer nada. - Ela fala segurando meu queixo com delicadeza e movendo minha cabeça para que nossos olhos se encontrassem  

- Eu quero fazer isso.... mas.... Estou nervosa... nada mais. - Falo tentando evitar os seus lindos olhos castanhos 

-Não é só porque você está nervosa. - Ela fala sorrindo

-Bem.... e que.... esta meio injusto para mim.... já que você está completamente vestida.... e eu estou sem camisa... - Falo totalmente ruborizada

-Se era só por causa disso, tá bem. -  

Quando me afastei de perto de seu corpo, ela começou a retirar sua blusa e quando terminou a jogou para longe, ela continuou a beijar o meu pescoço e enquanto o fazia, uma de suas mãos foi indo em direção aos ganchos do sutiã, quando me dei conta,o sutiã ja estava escorregando pelos meus braços, eu o retiro e pouco tempo depois a Pietra começa a lamber meu seio esquerdo enquanto O direito era masageado por uma das mãos dela, eu gemia involuntariamente alto, não ao ponto do vizinho ouvir, mas apenas quem estava no quarto ouviria eu gemer o nome de minha amada que estava naquele momento me levando a loucura, ela depois trocou e começou a lamber o direito e a massagear o esquerdo, enquanto ela fazia isso eu puxava seus cabelos castanhos, não demorou muito para que sua lambidas comessem a descer um pouco mais,passando então pela minha barriga e logo depois fazendo ela parar por conta do short que eu usava, ela rapidamente desabotua meu short e o retira fazendo então eu ficar somente com minha calcinha. Por um momento a Pietra ficou por cima de mim apenas para me encarar, eu a posto que se tivesse um espelho por perto daria para me ver totalmente ruborizada:

-Q-que foi? -Pergunto tentando esconder o nervosismo. 

-Não posso te olhar não? -A Pietra responde se aproximando mais nossos rostos. 

-Bem.. poder pode mas.... isso me deixa nervosa.. -falo revelando novamente um nervosismo gigantesco. 

Ela me olha e solta um sussurro que eu não consigo escutar,foi então que ela me envolveu em um beijo totalmente a apaixonado, sua mão direita começou a adentrar minha calcinha, deixando assim eu mais nervosa do que já estava, a Pietra começa a fazer movimentos circulares em meu clitóris começando assim algumas mudanças em meu corpo. Enquanto ela fazia esse movimento, eu apalpava seus seios fazendo então ela soltar vários suspiros carregados de malícia, eu por outro lado já estava prestes a enlouquecer sem mesmo ela ter começado. A Pietra novamente me envolveu em um beijo mas dessa vez ela havia sussurrado uma coisa antes de me beijar, ela parecia estar dizendo "Desculpa", mas porque ela estaria se desculpan:

-Aaaaaa! -a Pietra introduz um dedo dentro de mim sem eu perceber. 

-Des-Desculpe Lydia, eu esqueci completamente que você é virgem é, Ah!  Desculpe! -A Pietra fala retirando logo em seguida o dedo que estava dentro de mim. 

-tudo bem, não tem problema, mas doeiu um pouco. 

-Eu mereço, desculpa Lydia eu estava entretida demais e me deixei leva-

-Continua.-Falo evitando contato visual com ela. 

-O que você disse? -A Pietra se faz de surdinha só para ouvir isso novamente. 

-Eu falei Continua. - Eu tento evitar contato visual, mas falho miseravelmente. 

A Pietra me beija e começa novamente a fazer movimentos circulares em meu clitóris, ela lentamente introduz um dedo em meu sexo, eu solto um gemido abafado por conta do beijo, eu fecho minha pernas deixando assim a mão juntamente do braço presos. Depois de um tempo eu relaxo e abro novamente minhas pernas, a Pietra então começou com um movimento lento que com o tempo foi ficando mais rápido e dando estocadas mais fortes, eu gemia alto enquanto segurava seus cabelos, eu sentia algo dentro de mim que estava para sair,foi quando a Pietra parou e retirou seu dedo de dentro de mim. Ela ficou de joelhos e depois se deitou de bruço com a cabeça entre minhas pernas, ela lambe meu clitóris e cuidadosamente introduz sua língua em meu sexo, eu gemia e pude perceber que cada gemido que eu soltava a Pietra dava um pequeno sorriso.Depois de pouco tempo senti um liquido descer do meu sexo que estava a ser penetrado pela Pietra :

-Pi..... Pietra. -Falo entre suspiros

- Eu sei. - Ela fala ainda com a língua dentro de mim. 

Pouco tempo depois eu sinto finalmente o líquido sair de mim,quando ele saiu, foi diretamente a boca da Pietra. Logo depois, a Pietra levanta a cabeça com a boca suja de um liquido branco que eu soltei, ela se posiciona em cima de mim e me dá um beijo, mesmo com a boca suja. Ela se deita ao meu lado e me recolhe em um abraço:

-Então,oque achou? -A Pietra fala ainda no abraço 

-Foi ótimo Pietra, mas ainda ta faltando sua vez. -Falo ficando por cima dela

-A gatinha ja ta querendo um Round 2. - Ela fala se sentando e colocando sua mão em minha bochecha. -Bom.. Então oque estamos esperando.... 


















To be continue..... ( na verdade não porque eu não to com paciencia pa escrever esas porra)


Notas Finais


Podem me xingar, mas eu to enrolando essa merda a muito tempo, e se todo dia eu entrase no spirit e escrevese pelo menos por 30 minutos, essa fic ja estaria acabada, e também só para não deixar vocês esperando por muito tempo e postei essa "Demo" da fic, ficarei um pouco sem continua-la por motivo pessoais... (ESSAS PORRAS DE PROVAS QUE SO SERVEM PARA ROUBAR TEMPO E A ALMA DAS PESSOAS )pois então era só isso mesmo que eu ia avisar, falows e até os comentários (Eu achu )


OBS: Terminei esaporra depois de muito tempo,eu só vim mesmo dizer isso, e não prometo ter uma parte dois, então Bye.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...