História As sombras de Edigar e Castiel de sangue. - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Caçadores, Castiel, Demonios, Edigar, Gêmeos, Mistério, Passado, Sobrenarural, Sombras, Vampiros, Yaoi
Visualizações 29
Palavras 699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Obrigado por lerem e muitíssimo obrigado a quem passou e comentou. Valeu mesmo gente! Espero que gostem do Cap. Ah! Vocês estão achando a história lenta? Respondam aí nos comentários please!!!!

Capítulo 5 - 05 - A inocência das sombras e o perfume das trevas.


05

A inocência das sombras e o perfume das trevas.

"O que nos unia era além das tormentas que nos cercavam .Eu só precisava dele, incólume êxtase,doce obsessão..."

  -Edigar? Edigar? -A voz suave me chamava.

  -Quem é? -Respondi ainda sem ver direito.

  -Sou eu Castiel, meu querido.

  -O que faz aqui? Onde é aqui? -Pude vê-ló melhor.

  -Você está sonhando.

  -Isto é um sonho?

  -Sim!

  -O que está fazendo no meu sonho?

  -Estou te observando, eu sempre estive te observando.

  -Por que ?

  -Porque eu vou te proteger. Não é assim que deve ser?

  Sorri com satisfação naquele doce sonho onde mais uma vez me refugiava em seus braços.

   -Sim! É assim que deve ser Castiel.

   -Perfeito. Agora durma meu querido,durma...

  Quando acordei já era manhã naquela linda terça feira. Eu nunca havia achado uma terça tão agradavel, mas o mutivo da minha estranha alegria tinha nome e sobrenome, se chamava Castiel Cérlvio.

Sendo sensato, era estranho o fato de que desde o momento que ele aparecera minha vida estivece melhor.

  Eu já não tinha meus tenebrosos pesadelos, nem mesmo meus odiaveis poderes se arriscavam à causar atrocidades em minha vida. O melho de tudo o que andava acontecendo, era o fato de que minha antiga solidão parecia se dessipar.

  As vezes parecia que em tão pouco tempo eu conhecia ele o suficiente para uma vida inteira, eu andava em êxtase ultimamente com todos os acontecimentos.

  Quando desci para as aulas da manhã, Henrri me esperava de frente ao meu quarto.

  -Bom dia!

  -Bom dia Henrri,como foi sua noite?

  -Maravilhosa! Sonhei com aquela menina nova do 2° ano. Amigo foi incrível, ela até me beijou!

  Como sempre Henrri com seus sonhos idiotas e sem o menor sentido, ainda sim era muito divertido ouvi-ló falar sobre suas bobagens. Quando cheguei na saída do prédio onde ficava os dormitórios, foi grande a surpresa Castiel estava me esperando. Estava lindo como sempre, encostado numa árvore que tinha logo de frente a saída do local.

   Ele estava sorrindo, na verdade desde que conhecera ele não me recordo de nem se quer um momento em que ele não estivece sorrindo gentilmente. Pedi a Henrri que seguisse sem mim e fui até Castiel.

   -Bom dia Edigar?

   -Bom dia! O que o trás aqui Castiel?

  Nesse momento ele sorriu com um sorriso muito bem humorado, o jeito que ele me olhou me fez senti algo que até então eu nunca havia sentido. Tenho certeza que minhas bochechas queimavam naquele momento.

   -Não está óbvio? Vim te ver bobinho!

Fiz-me de difícil, só para brinca um pouco com a situação.

   -Se veio aqui só para me ver, já pode volta!

Ele pareceu se diverti com minha seninha, acabamos por rir juntos.

   -Está com fome?

Respondi em um tom de brincadeira a pergunta dele.

   -Se tem uma pergunta que a resposta sempre será "sim", tenha certeza de que é "está com fome?" Castiel, sempre estou com fome! Entenda, a fome é minha pior inimiga...

  Foi mágico, ele me chamou para comer com ele e conversamos muito, mas certamente tudo que é bom dura pouco.

Enquanto conversávamos notei que atrás de mim, no fundo do refeitório, surgiram os meninos que estavam a me observa no dia anterior.

  Notei que Castiel conhecia eles, pois não paravam de trocar olhares, isso até que o grupo saiu do refeitório. Não demorou muito para ele dizer que teria de se retirar também, eu sabia que essa súbita reação tinha relação com aquele pessoal.

  -Pesso perdão,mas terei que me retirar agora Edigar. Tenho que me preparar para as próximas aulas.

  -ok, mas nos vemos depois?

  -Sim, passarei no seu quarto mais tarde.

Sua última resposta foi acompanhada de uma piscadinha de olho, logo em seguida saiu.

   Resolvi retorna para o meu quarto, ainda possuido por uma grande quantidade de ódio. Porque aquele grupinho tinha de atrapalha meu café da manhã com Castiel? Minha crise não durou muito tempo, senti em minhas costas um frio cogelante, eu sabia bem o que isso significava. Era "aquilo" que eu nem mesmo compreendia o que era, mas já me atormentava a anos.O medo e o frio me cercaram e logo surgiram aqueles atormentadores gritos....

  "Mas estava tudo bem, à noite ele viria ao meu quarto..."


Notas Finais


Então..... Alguma curiosidade da parte de alguém?
"Obrigado por lerem, espero que tenham gostado e comentem o que acharam mesmo que tenha ficado horrível!
Aceito críticas, elogios, e etc.... E chingos também, mas levem em consideração o meu esforço ok!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...