1. Spirit Fanfics >
  2. As Supremacias Tecnológicas >
  3. Aviso de Magna, pedido da Lorna.

História As Supremacias Tecnológicas - Capítulo 156


Escrita por: e SibellyLavely


Notas do Autor


Juntos de novo meus consagradissimos leitores!!

Capítulo 156 - Aviso de Magna, pedido da Lorna.


Fanfic / Fanfiction As Supremacias Tecnológicas - Capítulo 156 - Aviso de Magna, pedido da Lorna.

Meridianos

Acordando na cama, Lorna coçou os olhos ainda tonta. Wendel coloca um prato de comida na frente dela, com vinho, frutas e um bom café da manhã.

Wendel: Bom dia meu anjo - diz sorrindo.

Lorna: B-Bom... Dia... - Diz olhando para ele ainda tentando enxergar por causa das pupilas. - O que aconteceu?... - Perguntou baixinho.

Wendel: Você desmaiou por causa de um sonífero, já esta tudo bem, mesmo que ninguém saiba o que foi, parece que a minha sogra resolveu isso - fala beijando a testa dela.

Lorna: Wendel... - Diz beijando a bochecha dele. - Obrigada... - Diz colocando as mãos no seu rosto e selando nossos lábios

Wendel: Ficou três dias desacordada, come alguma coisa se não vou te encher de comida - diz sorrindo.

Lorna: Sim, amor. - Diz comendo algumas frutas. - Porque eu estava desacordada? Não me lembro de ter desmaiada.

Wendel: Não se incomode com isso meu anjo - sorri colocando uma rosa lilás em seu cabelo - Ao menos descansou bastante, quando voltarmos para o Hecate vamos fazer mudanças lá e a rainha precisa aprovar é claro, mas como eu disse, não pense muito, o importante é que está bem.

Lorna: O Hécate não é meu, ele é nosso, assim como a rainha tem o direito de mudar algumas coisas, o rei também tem o mesmo direito. - Diz deitando no seu colo.

Wendel: Juntos - beija a bochecha dela - Não vou fazer nada que você não vai ficar sabendo.

Lorna: Amor... - Diz se levantando. - Eu quero voltar para o hécate, não quero mais ficar aqui, não estou segura... - Diz olhando para ele de forma serena.

Wendel: Vamos sim, eu já cuidei de algumas coisas, o lugar não ficou sozinho - fala sorrindo - Vamos nos despedir de nossos pais e voltamos.

Lorna: Não... - Diz juntando as nossas mãos. - Não quero que você vem comigo, preciso que você aproveite um pouco no reino de nosso pais, quero a sua permissão para ir sozinha, alguém tem que cuidar das coisas nessa dimensão, tá tudo uma bagunça, eu não posso ajudar ninguém, você sabe como eu sou, por isso que quero ficar um pouco isolada de todos.

Wendel: Ah... - diz a olhando - Não tenho mais nada para fazer por aqui, porém se quiser ficar sozinha eu posso ficar mais um dia, no Hecate vai ter passado um bom tempo - sorri alisando o cabelo dela.

Assim eles se despediram, Lorna foi para o Hecate sozinha e Wendel ficou no reino por mais um dia a fim de dar espaço para a mesmo ficar sozinha.

Na sala do trono, os guardas se aproximar da rainha kaithy com magna ao seu lado.

Kaithy: Boa tarde, o que houve? - indaga olhando alguns papeis.

Magna: Estou de partida - Diz rindo ao ver os guardas se afastar. - Já conversei com a clara, e acredite. - Ficou ao lado dela. - Não foi muito bom me deixar sozinho com ela. - sorriu

Kaithy: Nem imagino - diz rindo - Pena que já vai, sabe, no nosso reino é comum dar livros de presente, então vou te dar um como símbolo de que somos no mínimo reinos sem objetivo em comum - um livro aparece na mão dela - Aqui, esse é de uma história muito boa - o livro flutua até ele.

Magna: Obrigado - Pegou o livro. - Não sou de enrolar, vou direto ao ponto, eu quero que você fique de olho na clara, como já reparei, vocês são próximas umas as outras.

Kaithy: Pode deixar, sempre estou de olho nela, ela já morreu duas vezes, não quero que aconteça de novo, ela está sob vigilância - diz sorrindo para que ele entenda que é brincadeira - Mas vou ficar de olho nela sim, obrigada pelo alerta.

Magna: Ela tem sorte de ter você ao lado dela. - encostou o corpo na parede. - Não querendo encher o seu saco, você tem muitas coisas para fazer. - Apontou para os papeis. - Mas, tem cara de querer saber a história das pessoas, é por isso que elas sempre desabafa com você, representa segurança para elas. - Diz rindo.

Kaithy: Acho que nasci com dom para isso mesmo, quando conheci a Clara ela me falou a vida dela sem eu perguntar - o olha deixando os papeis - Pode falar.

Magna: A minha vida? - Indagou rindo. - Não, obrigado, prefiro morrer quantas vezes for preciso envés de contar a minha história para alguém, as pessoas não são confiáveis rainha. - Continua rindo. - Mas, a história da clara posso até contar se você quiser, já que ela nunca te falou sobre, acho que vai precisar saber de alguns detalhes, porque mais para frente ela pode fazer atitudes bem irresponsáveis.

Kaithy: Isso deve ser de familia - diz se lembrando do rei Robert, Clara e Lorna - Quero saber sim - fala indo até ele.

Magna: E mais um filho... - Falou a sentar no chão sussurando. - A famosa família dos ariorianos tinha muitas coisas suja por trás de segredos, por exemplo, lorna é filha de clara, clara é filha do rei robert, você acha que é somente isso mesmo?

Kaithy: Não mesmo, mas como acabou e ela sofreu com o pai, eu não pergunto nada disso a ela.

Magna: A clara tinha um irmão, mas, ele foi morto pelo ataque de alguns inimigos, o único irmão dela que não conseguiu proteger, antes a clara era bem mais firme, depois que perdeu o seu irmão na guerra, a sua personalidade mudou bastante, se você fosse conhecer a clara de antes, duvido muito que vocês seria amigas, antes do ethan, capitão dela viajar para o reino do pai, eles já tinha feito uma viajem antes, a noelle, melhor amiga dela, culpa ela pela morte do irmão dela, por ele ser melhor amigo dela.

Kaithy: Isso é complicado, ela nunca me disse que tinha um irmão, e vou continuar fingindo que não sei - diz olhando ele singelamente.

Magna: Não era bem um irmão de sangue, o rei robert jogava baixo, ele ficou com uma mulher diferente da antiga, no reino dele era proibido uma rainha, então, ficou com uma das servas, assim que ele soube que ela tinha engravidado, enviou para a clara cuidar dele.

Kaithy: Não importa muito a linhagem, irmão é irmão - se senta novamente - Essa informação vai me ajudar a entender ela mais para frente?

Magna: Creio que não, mas, vai evitar uma guerra entre nós. - Olhou para ela.

Kaithy: Ah... Não pretendia de todo modo - fala sorrindo confusa - Bem, mas se evitar qualquer conflito eu agradeço desde já.

Magna: Como te falei, a noelle e a clara agora são inimigas, antes era amigas, porém, os nossos amigos não sabe que ela está viva e que está logo nesse reino, não quero ter que escolher um lado.

Kaithy: Entendi, mas não pretendo iniciar um conflito por causa de desentendimentos - sorri - Se ela fizer alguma besteira vamos tentar resolver sem guerras.

Magna: Vocês segurar a clara, vai ser mais fácil, agora eu segurar a noelle vai ser mais difícil. - Inclinou a cabeça para trás fechando os olhos. - Pensa numa pessoa muito doce, porém, calculista, e fria, se ela gostar de uma pessoa, você verá o melhor lado dela, mas, se ela não gostar, é pior do que a clara.

Kaithy: Esse nome não me é estranho na verdade, mas não me lembro mesmo de onde é - coloca a cabeça na mão - Bem, obrigada pelo alerta, espero que faça uma boa jornada de volta.

Magna: Agradeço você pela maneira de lidar com os seus não-inimigos. - Diz rindo. - Somos um povo bem tranquilo, não somos demônios, nem mesmos bruxos ou anjos, somos humanos comuns, só sabemos algumas habilidades, isso não te faz ser um bruxo, usamos a nossa inteligência ao nosso favor para melhorar os reinos, mas, ainda não temos nenhum aliados, seria bem fácil vocês nós matar, não poderia deixar isso acontecer.

Kaithy: Longe de mim fazer isso, um dos nossos aliados é o contrário, eles odeiam pessoas inteligentes demais por lá, resolvem tudo com sangue - o olha - Prazer te conhecer Magna.

Magna: Se referiu ao reino do lucky? - Diz rindo.

Kaithy: Os Sacrier... - suspira rindo - Dão dores de cabeça, mas são bem leais.

Magna: Já ouvimos falar, estamos trabalhando para achar uma fraqueza para eles, é considerado o reino da ciência justamente por desenvolvemos as fraquezas das pessoas, antibiótico e etc, lembre-se dessas palavras pequena rainha, as aparências engana. - Se levantou rindo. - Foi um prazer te conhecer, já sabia que você era uma pessoa pacífica, e sinceramente? Agradeça por eu ter vindo, se não íamos ter uma guerra por causa de pessoas mais doidas do que a gente. - Começou a rir.

Kaithy: Obrigada então - diz rindo - Tchau Magna.

Magna: Tchauzinho - Saiu de perto dela.

Assim que ele saiu da sala a Rainha Kaithy voltou a cuidar dos papeis com o que Magna havia lhe dito na cabeça.

Kaithy: Hoje de manhã tudo estava tão bem...


Notas Finais


Os próximos será da sibelly!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...