História As Tartarugas Ninjas - Minha Versão - Capítulo 8


Postado
Categorias As Tartarugas Ninja
Personagens April O'Neil, Baxter Stockman, Chris "Dogpound" Bradford, Donatello, Hamato "Karai" Miwa, Hamato "Mestre Splinter" Yoshi, Ivan "Rocksteady" Steranko, Kirby O'Neil, Leonardo, Michelangelo, Oroku "Destruidor" Saki, Personagens Originais, Professor Zayton "Fugitoid" Honeycutt, Raphael, Shinigami, Tiger Claw (Garra de Tigre), Triceratons
Visualizações 24
Palavras 1.937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem :v

Capítulo 8 - Um Retorno Inesperado e Novos Poderes!


Fanfic / Fanfiction As Tartarugas Ninjas - Minha Versão - Capítulo 8 - Um Retorno Inesperado e Novos Poderes!



   Capítulo 8: Um Retorno Inesperado e Novos Poderes!

   Sora desviou-se de um golpe desferido por um Mutante de rochas:

   -"Uma transformação instantânea?! Então essa é a velocidade com a qual o novo Mutagênico se manifesta no corpo!"- Sora pensou.

   Sora sacou um das suas espadas, e cortou o braço com o qual o Mutante de rochas tentou golpeá-lo:

   -Não fiquem parados me olhando! Me ajudem aqui!- Sora gritou.

   Yoshiko e as Tartarugas Ninjas partiram para cima dos Mutantes:

   -Tomem cuidado!- Yoshiko sacou sua Katana.

   Um Mutante de fogo olhou para os guerreiros que se aproximavam dele:

   -Não cheguem mais perto!!- O Mutante lançou uma rajada flamejante na direção deles.

   -Desviem!- Raphael exclamou.

   Todos saltaram para os lados, exceto Raphael, que decidiu pular por cima do ataque:

   -Eu ainda tenho que vencer o Sora!!- Raphael caía na direção do Mutante de fogo.

   Raphael perfurou a testa do Mutante de fogo com um dos seus Sais, matando-o na hora; Raphael caiu de pé no chão, e pegou o seu Sai de volta:

   -Lá vem eles!- Donatello manteve-se em alerta.

   Um Mutante diferente, possuinte de dois braços exageradamente musculosos, começou á correr na direção das Tartarugas:

   -Sintam o peso do meu Golpe Martelo!!- O Mutante fechou o seu punho, erguendo-o para cima.

   O Mutante conseguiu golpear Michelangelo, esmagando-o:

   -Mikey!!- Leonardo gritou.- Seu...Desgraçado!

   Leonardo partiu para cima do Mutante que golpeou o seu irmão, mas ele foi interceptado por um Mutante de gelo, que o mandou para longe com um chute muito veloz e bem aplicado:

   -Vocês são os próximos!- O Mutante de gelo criou uma grande estaca de gelo sólido na sua mão.

   -É idêntico ao Suzurian...- Raphael falou.- Mas nada que eu não consiga dar conta!

   Michelangelo conseguiu sair de debaixo do punho do Mutante que o golpeou; Ele estava com alguns ferimentos pelo corpo e o sangue escorria pelo seu rosto:

   -E-eu ainda consigo...- Michelangelo disse.

   Michelangelo golpeou as pernas do Mutante de gelo com seus Nunchakus, quebrando-as por completo:

   -M-maldição...!!- O Mutante de gelo caiu no chão, de bruços.

   Leonardo aproveitou essa chance para perfurar a nuca do Mutante caído, matando ele na hora; O Mutante musculoso deu um chute em Michelangelo, fazendo ele esbarrar violentamente nas outras Tartarugas:

   -Droga!- Yoshiko saltou na direção do Mutante musculoso.

   Antes de Yoshiko cortar a cabeça do Mutante, uma espécie de robô conseguiu arrancar a cabeça dele com as mãos nuas; O robô era preto, e tinha dois braços e duas pernas, e também possuía uma Katana, a qual deixava embainhada nas suas costas:

   -Um...Robô?- Yoshiko se reuniu com seus companheiros.

   Vários robôs como esse começaram á aparecer na frente dos seis guerreiros que enfrentavam os Mutantes; Eram cerca de vinte deles:

   -E-esses robôs...Eles me parecem muito familiares!- Donatello falou.

   Os Mutantes se afastaram dos guerreiros, enquanto estranhavam ainda mais a aparição dos robôs:

   -Hã? O que é isso?- Akemi, a Mutante Incomum com longos cabelos pretos, indagou.

   -Nos já vimos esses robôs em algum lugar...- Leonardo colocou-se á pensar.

   -Sim, é verdade.- Uma voz feminina ecoou pelo campo de batalha.

   Uma mulher, trajando uma armadura metálica, que deixava apenas os seus olhos á mostra, apareceu atrás dos seis guerreiros:

   -Devem se lembrar deles como inimigos, mas esses tempos passaram.- A mulher disse.

   A mulher tirou o seu elmo de ferro, revelando ser ninguém menos do que Karai, a antiga assistente de Destruidor:

   -K-Karai!- Michelangelo se alegrou.- Quem diria? Você está aqui!

   -Contenha-se, Michelangelo.- Karai disse á ele.- Não sou aliada de vocês. Pelo menos, não ainda.

   Raphael segurou o cabo de seus Sais com força, e engoliu seco:

   -Então por que está aqui?!- Raphael exclamou.

   -É uma longa história, mas eu vou resumir pra você.- Karai limpou a garganta.- Meus robôs espiões descobriram a existência de um grupo de Mutantes, criados á partir de um Mutagênico novo, muito mais poderoso do que aquele que gerou vocês quatro. Minha armadura sentiu várias assinaturas de calor vindo daqui, então decidi vir ver o que houve; E parece que cheguei na hora certa.

   -Ninguém te chamou aqui!- Donatello se intrometeu.- Cai fora daqui!

   -Querido, não vim até aqui para ter a aprovação de vocês.- Karai colocou o seu elmo de volta.- Vim para exterminar esses Mutantes malignos!

   -Que ótimo! Sua ajuda seria muito bem-vinda.- Leonardo falou.- Seu pai está muito ferido.

   -Refere-se ao rato modificado? Ele não é meu pai.- Karai disse.

   -Karai, chega uma hora na nossa a vida em que temos que aceitar a verdade.- Michelangelo disse á ela.- Seu pai biológico é o Mestre Splinter, não o Destruidor!

   -Você é outro ignorante. Não sabe de nada e ainda quer ficar dando palpite.- Karai ofendeu Michelangelo.- Destruidor ERA o meu pai, até que vocês o mataram!

   -Não tivemos escolha! Destruidor era muito perigoso, assim como todo o Clã do Pé!- Leonardo exclamou.- Não foi escolha nossa...

   -Não quero ouvir as desculpas de alguém que ajudou no assassinato da pessoa que eu mais amava nesse mundo.- Karai diz.- Fiquem de fora ou serão os meus próximos alvos!

   Karai pegou a sua Katana, que dessa vez, era uma lâmina negra, com o cabo prateado:

   -Eu e os meus robôs temos força o suficiente para acabar com esses caras.- Karai ficou á frente de todos.- Podem voltar para casa, a situação já está sobre controle!

   Akemi se surpreendeu:

   -Uma garota? Caramba, eu pensei que era um homem por atrás desse elmo.- Akemi disse.- Eu achei bem legal.

   -Obrigada...- Karai apontou na direção dos Mutantes.- Meus robôs leais, ataquem!

   Os robôs ninjas, controlados por Karai, partiram para cima dos Mutantes, e um combate violento começou; Karai lançou-se na direção de Akemi, e tentou golpear a Mutante com sua nova Katana, porém, Akemi defendeu-se do golpe com uma mecha dos seus cabelos:

   -Deixa eu ver se entendi...Eu elogio o seu visual e você me ataca?- Akemi perguntou.

   -Nunca fui muito fã de elogios desnecessários!- Karai disse.

   Karai deu um salto mortal para trás, e de dentro de uma das suas manoplas metálicas, saíram três garras:

   -O que é isso? Vai dar uma de Wolverine? Isso é plágio.- Akemi brincou.

   -Quero ver você fazer essas piadinhas...- Karai partiu para cima de Akemi.- No Inferno!!

   Karai partiu para cima de Akemi, duas vezes mais rápida do que antes, mas Akemi ainda conseguiu se defender, usando uma mecha do seu cabelo:

   -Não acredito nessas coisas.- Akemi falou.- Eu acredito que só a vida aqui pode existir, nada abaixo ou acima de nós existe. Mas até onde eu sei...

   Akemi pegou Karai pelo braço usando seus cabelos:

   -O Inferno é um lugar ruim!- Akemi jogou Karai contra um prédio.

   Enquanto isso, um Mutante feito de Rochas conseguiu passar pela muralha ofensiva dos robôs, e aproveitou a chance que teve para golpear Yoshiko, mandando-a para longe num instante:

   -Não...!!- As Tartarugas gritaram.

   Sora viu a cena, e sentiu um ódio sem tamanho tomar conta da sua mente:

   -Seu...- Os olhos de Sora ficaram totalmente brancos.- DESGRAÇADO!!

   Sora ergueu as suas duas mãos, e uma massa de ar poderosíssima as envolveu; O ar no campo de batalha começou á girar em volta de Sora:

   -NUNCA MAIS OUSE TOCAR NELA!!- Sora gritou.

   A massa de ar reunida por Sora começou á girar no campo de batalha, formando uma grande coluna de ar que girava em espiral, ou seja, um grande tornado; O tornado era grandiosamente poderoso, e começou á puxar Mutantes e robôs para dentro dele; As Tartarugas conseguiram se salvar quando se esconderam num beco, e Yoshiko estava no chão, vendo tudo:

   -S-Sora-Sama...- Yoshiko cuspiu um punhado de sangue.

   Quando o tornado se dissipou, só o que sobrou do campo de batalha foram as ruínas das casas que o cercavam e dezenas de corpos, tanto de Mutantes quanto de robôs; Sora se ajoelhou no chão, logo após os seus olhos voltarem á cor normal:

   -E-eu...Fiz...Isso?- Sora mal conseguia manter-se acordado.

   Sora olhou pra trás, e viu as Tartarugas correndo na direção de Yoshiko:

   -P-preciso ver como ela...Está.- Sora começou á caminhar na direção de Yoshiko.

   Sora ajudou ela á se levantar do chão, por mais ferida que ela estivesse:

   -Obrigada...- Yoshiko falou.- Acho que estou bem.

   Quando a poeira gerada pelos fortes ventos se dissipou, todos viram Akemi, acompanhada por mais cinco Mutantes:

   -Um tornado...Quem diria que você também tinha acesso ao novo Mutagênico?- Akemi disse á Sora.

   Leonardo se espantou:

   -V-você foi exposto ao novo Mutagênico, Sora?!- Leonardo gritou.

   -Eu não! Eu nunca coloquei a mão no novo Mutagênico. Eu sei que fiz aquele tornado, mas eu nunca entrei em contato com o segundo Mutagênico, só com o primeiro!

   -Está mentindo na cara dos seus amigos?- Akemi disse.- Que vergonha...Eu queria ver como isso se desenrola, mas o tempo não está ao meu favor.

   Akemi estalou os seus dedos, e os cincos Mutantes que sobreviveram o tornado começaram á correr na direção dos seis guerreiros:

   -Não..Não pode ser!- Yoshiko disse.- Eu não posso arriscar perder você, Sora!

   Yoshiko ficou parada na frente de seu grupo:

   -Eu sinto que já sei o que fazer...- Os olhos de Yoshiko ficaram completamente azuis e brilhantes.- Eu já sei o que devo fazer...

   Os Mutantes se aproximavam cada vez mais do grupo:

   -A garota é minha!!- Um Mutante gritou.- Faz tempo desde a última vez que me diverti matando uma!!

   -DESAPAREÇAM!!- Yoshiko lançou uma rajada gigantesca de água das suas duas mãos.

   A grande quantidade de água tomou a forma de uma onda gigantesca:

   -Um tsunami...- Akemi sorriu.- Eu não tô entendendo mais nada...

   A grande onda atingiu os Mutantes, e devastou uma parte da cidade de Manhattan; Os olhos de Yoshiko voltaram á cor normal:

   -Eu tenho que proteger...O Sora-Sama...- Yoshiko estava prestes á desmaiar.

   Antes de Yoshiko cair de cabeça no chão, Sora conseguiu pegá-la em seus braços:

   -E-ela está bem?...- Raphael perguntou.

   -Ela só desmaiou.- Sora respirou fundo, aliviado.- Ela salvou a gente.

   Karai saiu de dentro de uma pilha de escombros num salto, e ficou ao lado de Sora:

   -Q-quem é você?...- Karai olhou para ele.

   -Um aliado.- Sora a respondeu, friamente.

   -O mestre!!- Donatello exclamou.- Ele foi atingido pela onda!

   -Temos que ver onde ele está!- Leonardo sacou suas Katanas.

   Subitamente, uma figura surgiu na frente dos guerreiros; Era Akemi, e ela estava segurando Splinter pelo pescoço, usando seu cabelo:

   -M-mestre!- Michelangelo hesitou em seu aproximar.

   -Um tornado e um tsunami...É, tem muita coisa que vocês tem que me explicar.- Akemi sorriu sarcasticamente.

   Ela jogou Splinter na direção deles, e as Tartarugas Ninjas o cercaram:

   -Ainda está vivo, não se preocupem.- Akemi disse.- Seria covardia matá-lo nesse estado...

   -Quem é você?!- Sora exclamou.

   -Eu?...Sou uma Mutante dos Inclementes, e pertenço á classe superior dos Incomuns!- Akemi exclamou.- Meu nome é Mizuu Akemi!

   -Akemi...Por favor, conte-nos o que você sabe sobre os Inclementes!- Sora disse á ela.

   -Como você é ingênuo, homem-lagarto.- Akemi ofendeu Sora.- Nessa guerra, ingenuidade é igual á morte. Não vou contar nada! Se meu destino for morrer nas suas mãos, morrerei com os segredos que sei sobre o Círculo!

   -Guerra? Do que está falando?- Sora indagou.

   -Quando dois lados com interesses opostos se enfrentam, podemos nomear a situação como uma guerra.- Akemi falou.- Nossos interesses são distintos, isso é óbvio. Por isso que não posso deixar vocês vivos!

   Karai sacou sua espada e ativou as suas garras metálicas retráteis:

   -Acho que nós ainda não terminamos nossa luta...- Karai diz.- Quer continuar?

   -Você é atrevida demais.- Akemi disse á Karai.- Mesmo sendo uma reles humana, tem mais coragem do que muitos Mutantes.

   Karai sorriu ironicamente:

   -...Acontece que eu não sou uma humana por completo!- Karai partiu para cima de Akemi.

   -Que seja...- Akemi preparou-se para lutar.
                                                                                                                                                                          CONTINUA...


Notas Finais


Obrigado por ler!

Opiniões são sempre bem-vindas :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...