História As Três Princesas Goguryeo (Hwarang) - Capítulo 3


Postado
Categorias Hwarang: The Poet Warrior Youth
Personagens Dan-se Seok, Han-sung Seok, Jiso, Moo-myung / Sun-woo rang, Personagens Originais, Sammaekjong / Ji-dwi Kim, Shin Park, Soo-ho Kim
Tags Drama, Hwarang, Magia, Romance
Visualizações 28
Palavras 1.736
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


@CrazyArmy32 na área com mais um capítulo pra vcs beijos

Capítulo 3 - O Encontro


Fanfic / Fanfiction As Três Princesas Goguryeo (Hwarang) - Capítulo 3 - O Encontro

{ Narradora/Autora on }

Mi-Jee, Sun-Hee e Danbi estavam chegando ao reino de Silla, o Rei Kiung pediu para que elas fossem ao outro reino por conta que o reino de Goguryeo estava com alguns problemas para tratar ali. Mesmo ele não querendo as deixar ir no lugar dele, ele teve de fazer isso, pois o Conselho achava melhor elas irem por acharem que elas ainda não estavam prontas para assumirem o trono, mesmo que seja por alguns dias e por serem jovens de mais. Já em Silla, o Lord Wi-Hwa estava decidindo quem seria os Hwarangs escolhidos para protegerem as princesas de Goguryeo, pois o rei Kiung deixou bem claro que se elas tiverem um machucado nem que seja leve, ele iria declarar guerra a Silla (A: Sim, o pai delas é BEM protetor). Era bem difícil escolher qual deles escolheria pois : 

Soo-Ho é um bom espadachim, porém muito conquistador, Han-Song é bom para se aproximar das princesas , mas não sabia lutar com espada direito, Seok Woo lutava bem, mas não era tão bom assim, Ban-Ryu apenas as respeitaria por serem princesa e o segundo pai da Ban-Ryu, Young-shil, enxergaria uma oportunidade para o coroa-lo rei, Yeo-Wool até daria, se não fosse um tanto quanto "estranho". Ele estava com uma grande dúvida, além do mais os outros hwarangs eram um tanto quanto brutos e mal sabiam lutar direito. 

- Ainda sem ninguém escolhido? - Perguntou o segundo chefe do Hwarang, que havia adentrado na sala a alguns segundos

- Nenhum exceto Ji Dwi, todos os outros não são muito bons e o rei de Goguryeo deixou bem claro que não queria as meninas machucadas caso o contrário causaria uma guerra. - Se pronunciou Wi-Hwa, que estava tenso até então pela ameaça do rei. 

- Por que não colocar algum servo dos Hwarangs? Como exemplo o Dan-Se. Ele é ótimo com espadas.- Proferiu o segundo chefe. O que fez Wi-Hwa pensar um pouco e concordar com a ideia. - Já temos dois que irão cuidar delas. Agora falta mais dois. 

- Hmm... Avaliando alguns Hwarangs, reparei que Han-Song está se empenhando bastante ultimamente percebeu? Será que eu deveria o colocar para as protege-las ou não? - olhou diretamente ao segundo no comando, que apenas pensou e balançava a cabeça concordando. -  Percebe-se que sim. Três, falta mais um. Agora quem?

Passaram algum tempo tentando decidir quem poderia ser o último para proteger as princesas. Mas todos que pensavam, logo eram descartados. Até que tiveram,sem muitas escolhas, escolher o Soo-Ho, mesmo que seja um conquistador, era um rapaz bom de espadas. 

Tudo foi anunciado e quem seria escolhido. Alguns Hwarang ficaram bravos por não terem sido escolhidos, outro gostaram pois não teriam que lidar com nenhuma princesinha mimada ou birrenta, outros ficaram confusos por Han-Song e um servo terem sido escolhidos. Os quatros escolheram suas melhores roupas, pegaram suas espadas, montaram em seus cavalos e foram em direção ao castelo, conhecer as princesas que deveriam proteger. 

                      {    ...   

Elas haviam chegado e adentrado no castelo. Estavam sendo guiadas pela dama de companhia da rainha Jisoo. Sun-Hee sentiu algo estranho sobre aquela dama, sentia que não podia confiar nela. Chegando na sala do trono, lá estava a Rainha Jisoo junto ao Conselho Real. Alguns olhavam-as com uma certa desconfiança, outros as olhavam como se as conhecessem desde crianças. Andando em direção a rainha, Mi-Jee notou que a rainha estava tossindo, pensou que fosse alguma gripe apenas uma tosse comum. Reverenciaram ela e a rainha sorriu para Mi-Jee, Jisoo tinha gostado já de cara pela Mi-Jee, sentia que podia contar até seus segredos mais obscuros para ela, mas não deveria baixar a guarda. 

- Princesas herdeiras do trono de Goguryeo, Mi-Jee, Sun-Hee e Danbi. É um prazer conhece-las. Espero que o tempo que ficarem por aqui seja algo memorável e totalmente interessante. - Falou em um tom de autoridade porém com docilidade. Aquilo fez as meninas se sentirem um pouco mais confortáveis, pois era a primeira vez em que estavam mais ou menos no século XV(15). 

- Obrigada Vossa Majestade. Será um prazer conhecer o seu reino e resolver os assuntos pendentes que temos entre nós. Espero que tudo acabe bem. - Proferiu Danbi, que deu um sorriso dócil, que abriu mais ainda o sorriso da Rainha. 

- Espero que as princesas não se incomode com a presença da rainha e não ser o herdeiro que deveria estar no trono a está altura em vez dela . - Alfinetou Young-shil, que apenas queria incomodar a rainha e fazer as princesas desconfiarem dela.

- A Rainha não está a nos incomodar, mas a sua presença me incomodou depois deste seu falatório que foi inútil.- pronunciou Sun-Hee, que fez grande parte do Conselho rir, a rainha e Danbi também, Mi-Jee, por sua vez a olhou brava, mas a mesma não ligou. 

- Mil perdões Vossa Majestade, Sun-Hee é  um tanto quanto ousada e teimosa, às vezes fala as coisas sem pensar. - Mi-Jee falou meio sem jeito, pois estava constrangida pela atitude de Sun-Hee. 

- Tudo bem Mi-Jee, não precisa ficar assim. Não precisa se preocupar. - Jisoo olhou sorrindo provocativa (maldosa) para Young-shil por ter recebido uma resposta daquela e ainda de alguém mais jovem que ele. De repente, batidas na porta da sala do trono. - Ah, provavelmente os seus guardas que irão as proteger acabaram de chegar. Mande-os entrar. - Após aquelas palavras, as princesas se viraram e encontraram olho a olho as pessoas que amariam. Ji Dwi, Han-Sung, Dan-Se e Soo-Ho, quando olharam para as princesas, seus corações palpitaram mais rápidos que estavam antes e o mesmo acontecera com elas. Se aproximaram das garotas, se ajoelharam e se apresentaram

- Nós somos os Hwarangs : Ji Dwi, Soo-Ho, Han-Song e Dan-se. Seremos os seus protetores até a saída de vocês de Silla. Protegeremos e cuidaremos com nossas próprias vidas. - Se levantaram e as reverenciaram. Eles não as olhavam no rosto, pois seria um desrespeito com elas, porém Han-Song levantou um pouco sua cabeça, mas seu olho acabou o levando ao rosto de Danbi, o que fez ele corar e seu coração bater mais forte do que estava. Danbi percebeu e sorriu para o Hwarang, que olhou para o chão corado e tímido. 

- Bom, eles as acompanharão em um passeio pela capital, eles conhecem este lugar melhor do que ninguém, e sei que estarão em boas mãos para serem protegidas. - A rainha sorriu até então alegre, porém estava angustiada em ver seu filho ali em sua frente sem poder impedi-lo de o proteger de qualquer um daquele Conselho. Logo, os hwarangs saíram da sala juntos as princesas, deixando apenas a rainha e o povo do Conselho. 

- Essas princesas não aparentam ser uma ameaça ou algo perigoso. Parecem serem gentis e dóceis. - Proferiu um conselheiro.

- Mas mesmo assim, devemos tomar cuidado, não sabemos se essas garotas são assim mesmo ou é algum tipo de disfarce para nos atacar. - Protestou outro e assim um alvoroço aconteceu naquela sala apenas por conta das princesas. Porém, aquele conselho e nem mesmo a rainha sabia que aquelas garotas iriam mudar a vida desses Hwarang. 

                          { ... }  

Danbi estava na guarda de Han-Song, Mi-Jee na guarda de Ji Dwi e Sun-Hee na guarda de Dan-Se e de Soo-Ho. Todos estavam conhecendo a Capital, eles vigiavam a uma certa distância. Danbi chamou Han-Song para perto dela, Han-Song só se aproximou um pouco por conta que estava tímido na presença da princesa. 

- Poderia me dizer por que dessa timidez? Eu estou te intimidando? - Perguntou ela tímida e um pouco magoada. 

- N-não, Vossa Alteza. É que eu estou e-encantado por tamanha beleza. - Na mesma hora, Danbi corou fortemente e olhou timidamente para Han-Song, que logo percebeu o que havia falado e ficou se desculpando por ter falado sem pensar. Mas Danbi tinha perdoado tantas vezes que tinha perdido a conta. Um pouco longe dali, Mi-Jee admirava as crianças ao longe, ela sempre teve um atrativo por crianças, gostava bastante que trabalhava em uma creche. 

- Vossa Alteza gosta de crianças pelo o que percebi. - Pronunciou Ji Dwi que a observará a um certo tempo. 

- Sim. Sempre amei crianças. E um dia espero ter filhos com alguém que amo e que retribua esse amor. - Proferiu e abriu um sorriso olhando em direção ao Hwarang ao seu lado. 

- Talvez essa pessoa apareça. Mas deve demorar pois para o coração ser conquistado, requer mais do que apenas se olharem nos olhos. Eles tem que se aproximar e demostrarem esse amor. - Falou Ji Dwi, que estava com o seu coração ferido, mas mal sabia ele que Mi-Jee também estava desse jeito. 

- Então, nós dois demoraremos para curar a dor em nossos corações para dar espaço para um novo amor. - Mi-Jee olhou diretamente nos olhos dele enquanto falava. Por algum motivo, os corações dos dois bateram cada vez mais forte. Já com Sun-Hee, a garota teve de atura por um tempo os dois homens ao seu lado se "alfinetando" por um ser meio osso-sagrado e outro ser um mulherengo. 

- Se poderem parar com essa discussão tosca entre si e me apresentar a capital de Silla direito agradeceria.- Protestou Sun-Hee que já  estava totalmente irritada por conta daquela "briguinha infantil" dos dois. 

- Me perdoe princesa,mas só não acho que um meio osso-sagrado deveria estar te protegendo sendo que eu sou um ótimo espadachim. - Proferiu Soo-Ho, que mais uma vez, irritava Dan-Se, que por sua vez tentava ignorar. 

- Olhe pelo lado bom, eu não sou um mulherengo que atraí até mesmo as amigas da própria irmã, tenta conquistar até mesmo a rainha. - Alfinetou Dan-Se. A partir daquilo, Sun-Hee não aguentou mais aquela intriguinha idiota dos dois. 

- CHEGA!- Bateu o pé e os encarou irritada, o que causou uma má sensação sobre os dois dos rapazes. - Mais uma frase alfinetando um ou outro e pedirei a cabeça dos dois para a Rainha sobre uma bandeija de ouro. - Ela se aproximou deles devagar, causando uma tensão forte e pesada sobre eles. - Então sem nenhuma intriga daqui para frente. Estamos entendidos? - Ela os encarou com o olhar em chamas de fúria e raiva. Logo os dois concordaram e voltaram a apresentar Silla para a garota que pode até ser baixinha mas causa muito medo nos outros.


                    Continua?

SIM (X)                              NÃO (  ) 


Notas Finais


Quem escreveu este capítulo foi a CrazyArmy. Andei praticando a minha escrita gente por isso demorou bjs :3

Aliás com quem vocês querem que a Sun-Hee fique? Soo-Ho ou Dan-Se?
Vcs decidam ai :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...