1. Spirit Fanfics >
  2. As vezes a dor trás felicidade - Noart >
  3. Amor, eu quero te contar algo.

História As vezes a dor trás felicidade - Noart - Capítulo 43


Escrita por:


Capítulo 43 - Amor, eu quero te contar algo.


Noah Pov's -

Depois que a Zoe saiu daqui, eu senti meu mundo desmoronando. Como eu poderia ficar sem a Dulce? Passei 4 anos longe dela, sem saber da sua existência por causa da Zoe. Agora que a tinha por perto não poderia deixar a Zoe levá-la para longe de mim novamente.

Mas a Zoe é capaz de fazer qualquer coisa para conseguir o que quer, agora eu tinha certeza disso. Ela não quer a filha de volta para cuidá-la como uma mãe faz, o que ela quer é vingança. Vingança contra mim por a ter "deixado" quando descobri sobre a traição, vingança por não tê-la deixado ver a Dulce e ter deixado a Sina falar umas verdades na cara dela.

Mas eu não vou permitir que esse ego estúpido dela me tirasse de perto da minha filha, vou fazer o possível para ficar com a guarda definitiva dela!

Depois da conversa que tive com o Lamar eu estava um pouco menos histérico, mas ainda estava com muita raiva da Zoe e com medo de perder a minha filha. 

Eu estava agora voltando para casa, seria difícil passar por tudo isso, mas sei que teria a Sina do meu lado me ajudando em tudo. 

 

Sina Pov's -

A Heyoon havia ido embora a mais ou menos 10 minutos, eu estava contado os segundos para o Noah chegar e eu fazer uma surpresa para ele. Estava tudo como tínhamos planejado, algo simples, mas significativo.

Assim que ouço o barulho das chaves abrindo a porta da frente, me ajeito no sofá e fecho o moletom com o zíper, assim que ele viesse falar comigo eu abriria e mostraria o "Te amo papai" que está escrito com batom vermelho na minha barriga, e os testes que estão na caixinha. 

O vejo entrar, ele estava totalmente distraído, não percebeu minha presença na sala e foi direto para a cozinha.

- Amor? -o chamo, indo em direção a cozinha, mas ele não responde- Amor, eu quero te contar algo.

Chego na cozinha e o vejo de frente para a geladeira, e de costas para mim. Assim que chego perto dele, ele se vira para mim, mostrando seus olhos que estavam cheios de lágrimas. Ele se aproximou de mim e me puxou para um abraço apertado, e eu apenas retribuí. 

Eu não fazia ideia do que estava acontecendo, mas com certeza ele não estava bem. Vou deixar a surpresa pra outra hora, ele precisa de mima agora.

- O que aconteceu amor? Por que você está chorando? -pergunto, enquanto ainda estou o abraçando-

Ele se afasta de mim e volta a olhar nos meus olhos. Me partia o coração ver o Noah chorando, vê-lo chorando me fazia querer chorar também. Os hormônios da gravidez estavam me deixando mais sensíveis do que nunca.

Noah- É a Zoe, ela... ela levou a guarda da Dulce para a justiça e agora vamos ter que participar de um tribunal para ver qual de nós dois poderá ficar com a guarda dela. Ela... ela quer tirar a Dulce de mim, de novo -disse, em meio aos soluços-

- Não acredito... O que essa mulher tem na cabeça? 

Noah- Eu não sei Sina, mas ela está decida a tirar a minha filha de mim. -abaixou a cabeça, e logo eu a levanto com a mão-

- Presta atenção. Ela não vai conseguir ficar com a Dulce ok? Ela a abandonou, nenhum Juiz vai deixar uma criança com uma pessoa que já a abandonou. Você cuidou dela sem fazer a mínima ideia que ela era a sua filha, e agora que você sabe que é mesmo o pai dela, você tem mais diretos ainda. Tudo vai dar certo ok? Eu vou estar aqui a todo momento.

Noah- Ok... Obrigada Sina, eu precisada ouvir isso. Eu te amo. -ele volta a me abraçar-

- Eu também te amo, a Dulce também te ama, e nós quatro vamos ser uma família feliz. Sem a Zoe atrapalhando. 

Noah- Nós quatro? -pergunta confuso-

Droga! Falei sem pensar. Eu não quero contar que estou grávida agora, ele está em uma situação difícil com a filha dele, não quero sair falando que ele vai ter outro filho ou filha agora. Coço a nuca tentando achar uma explicação, até que algo vem a minha mente.

- É... sim. Nós quatro. Eu, você, a Dulce e o Príncipe.  -olhei para ele para ver se ele demostrava mais alguma expressão de confusão-

Noah- Ah, claro. -suspirei aliviada. - Quando eu cheguei, você disse que queria me contar algo. O que é?

- Uhn... é... não é nada. Não me lembro sobre o que eu queria falar, não deveria ser nada importante.

Noah- Ok... -me olha desconfiado.

 

Alguns minutos depois fomos buscar a Dulce na escola, resolvemos não tocar no assunto da guarda com ela por enquanto. Preferimos organizar tudo com o advogado primeiro, para saber o que falar para ela.

Creio que vai ser bem difícil contar para a Dulce que talvez ela terá que ir morar com a Zoe de novo, a Zoe foi uma pessoa horrível com ela, e ela com certeza não quer voltar a morar com ela. Além do mais, ela estava extremamente apegada ao Noah, a mim e ao Príncipe. 

Eu espero de coração que o que eu disse para o Noah, sobre o Juiz não dar a aguarda da Dulce para a Zoe por causa das atitudes dela, seja verdade. Pois eu imagino o quanto o Noah ia sofrer se a Dulce fosse separada dele novamente. E eu também, eu a amo como se ela fosse minha filha. Não filha é de sangue, mas é de coração.


Notas Finais


Desculpa por não ter postado nos últimos dias, eu estava com muita coisa da escola para fazer.

Ideias para a fic são bem vindas, CURTAM E COMENTEM por favor.

Até mais...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...