História As vezes é difícil amar você - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Estou contando agora o que era para eu ter contado no primeiro capítulo, eu sou muito esquecida, bom agora que lembrei vou contar para eu não esquecer de novo.

Essa estória as vezes é difícil amar você, era de um sonho maluco que eu tive a cinco anos atrás, e quando cheguei na escola e contei para a minha amiga na época, ela disse para eu por no papel e fazer uma adaptação, na hora achei bobagem mais depois pensei muito é agora estou aqui depois de cinco anos postando essa estória com muito carinho.

Espero que quem esteja lendo, estejam gostando da estória.

Há e outra coisa recomenda pro amigos, para família e todo mundo.

Agora vamos para o que interessa não é mesmo.

Capítulo 14 - Capítulo 14


Fanfic / Fanfiction As vezes é difícil amar você - Capítulo 14 - Capítulo 14

Camila

Se me alguém tivesse me dito antes que o beijo de Lauren era tão bom assim eu a teria beijado a muito tempo atrás, tudo bem que eu ainda estava muito magoada com ela por ter ido viajar que nem uma covarde e voltado como se nada tivesse acontecido, mas naquele momento não estava pensando direito só estava no meu modo automático. Nos só nós separamos do beijo gostoso por conta do ar que pedia socorro.

- C-Camz me d-descupa, foi no calor do momento - Lauren tenta se levantar, mais puxo ela pelo colarinho da camisa fazendo voltar para o mesmo lugar.

- Shh - Coitadinha estava confusa, eu também estava, mas não ligava no momento, só queria aqueles lábios no meu de novo, me aproximei dela dando uma mordidinha em seu lábios.

Lauren

Naquele momento não tinha saida e nem queria que tivese, que se dane tudo, eu estava gostando disso era bom estar nos braços dela.

Voltei a beijar aqueles lábios gostoso e carnudos que Camila tinha, coloquei minha duas mãos em sua cintura, quando dei por mim o meu corpo já estava em cima do dela sem fazer qualquer pressão para não machuca-lá, as minhas mãos passeava pela lateral de seu corpo horas apalpando horas procurando a barra de sua blusinha que ela estava vestida para dormir, quando achei a bentida barra da blusinha e comecei a subir lentamente sem parar o beijo que passei a amar tanto.

Um tempo depois separamos o beijo, sentei-me em sua cintura e ela também sentou comigo em seu colo. Camila começo a tirar sua blusa sem tirar os olhos do meu e isso era tão sexys. Assim que terminou de tirar completamente, não aguentei e coloquei a minha boca em seu lindo pescoço dando um chupão no mesmo, quando já estava satisfeita desci com os beijos até chegar no lugar que queria, seus peitos.

Passei as mãos por suas costas até achar o fecho de seu sutiã Branco, logo que abri o tirei com muito calma não queria que fosse broto queria dar amor para a minha Camz naquela noite chuvosa, queria curar sua dor nem que fosse por algumas horas.

Seguro um de seus seios médio e durinhos massageando e o outro seio eu coloquei em minha boca lambendo e sugando seu mamilo, isso era muito bom e melhor ainda escutar seus gemidos baixinhos.

- Uhum... - Escutei gemer assim que toquei sua parte íntima ainda coberto pelo short de algodão.

Quando terminei em seus seios fui descendo com os beijos carinhosos até sua barriga lisinha onde dei uma leve mordida na altura de seu umbigo, continuei descendo os beijos até chegar no cós de seu short onde parei.

Levantei um pouco a cabeça olhando para aquele mar de chocolate que me encarava agora bem escuros por conta do desejo.

Como as duas mãos fui descendo lentamente seu short com a calcinha junto, vi sua respiração começando a ficar mais acelerada, Abaixei meu olhar para a sua intimidade livre de pelos e cheirosa, minha boca começou a salivar com a visão que eu tinha em minha frente.

Terminei de tirar sua roupa completamente, dobrei seus joelhos e abri bem suas pernas para logo em seguida me enfiar no meu da mesma. Passei uma das mãos sobre sua boceta e puta que pariu que delícia ela estava bem molhada para mim, não aguentei tanta tentação soltei um gemido sôfrego.

Me levantei ficando de frente para seu rosto, voltei a beijar seus lábios dando mordinhas de vez enquanto.

Quando terminamos o beijo ardente voltei minha atenção para a sua boceta, com o polegar comecei a brincar com o seu clitóris, vendo ela gemer um pouco mais alto.

- Lauren não me torture, vai logo com isso porra! - Camila disse entre os gemidos que dava e que eu estava adorando escutar, porque eu sabia que os gemidos era para mim, era só para mim.

Decidi atender seu pedido, com o meu dedo indicador comecei a enfiar lentamente com medo de machuca-lá, eu sei que estou sendo uma retardada e sei que ela não é mais virgem, mais é que ela é tão delicada que chega ser um pecado toca-la.

Comecei a fazer um vai e vem lento depois que meus dois dedos estava dentro dela e com o dedo polegar continuei estimulando seu clitóris.

- Lolo coloca um pouco mais de força.

Não pensei duas vezes para colocar um pouco mais de força e aumentei a velocidade do vai e vem até sentir sua vagina se contrair um volta dos meus dedos.

- Por que tirou a porra do dedo de dentro de mim! - Disse irritada me fazendo segurar a risada, porque ela ficava uma gracinha irritada.

- Calma meu anjo, não quero que goze em meus dedos, quero que você goze em minha boca, quero sentir seu gosto.

Deixei alguns beijos em sua virinhas indo em direção a sua boceta lambendo a mesma e sem aviso sequer enfiei Minha língua dentro dela começando os movimentos, tudo isso sem deixar de olhar para ela que estava de olhos fechados aproveitando meus movimentos, aquela imagem estava me deixando cada vez mais excitada. Não tardeo muito e ela gozou em minha boca me fazendo engolir tudo de seu gozo que era uma maravilha.

Levantei assim que terminei de sugar até a última gota, ambas estava ofegante por causa do esforço. Fiquei sentada na cama ao seu lado contemplando sua beleza.

- Lauren vai embora por favor! - Camila abre os olhos, se senta com as costas encostadas na cabeceira e o lençol em volta do corpo.

- Que? - Era sério aqui que ela estava dissendo.

- Te disse para ir embora! - Levantou com um raio da cama e foi em direção a porta do quarto abrindo - o que a gente acabou de fazer aqui foi um erro, foi um momento de carência.

- Se para você foi um erro desculpa porque para mim foi maravilhosa - dei um sorriso de lado me lavando da cama  passando por ela e sai de lá - como pude ser tão burra para pensar que ela me queria por perto - Bati em minha testa. - Droga! - Cheguei na sala sentando no sofá.

- Lauren agora deu para falar sozinha? - Olhei para trás encontrado Sofi descendo as escadas.

- Olha princesa você me desculpe,  não sabia que você iria reagir daquele jeito - voltei meu olhar para frente, senti o sofá do meu lado se afundar e uma cabeça deitar em meu ombro.

- Lolo não é sua culpa, não tem como prever o sentimentos do outro - Levei minha mão em seus cabelos para fazer carinho - tive depressão um tempo atrás - Quando ela disse isso meus olhos arregalaram e minha automaticamente parou o carinho, como um quase pré adolescente já teve esse tipo de doença - continua fazendo carinho estava tão bom - recomecei de novo os carinhos em seus cabelos.

- Sofi você ainda tem? - Perguntei ainda perplexa.

- Hoje não mais. A depressão veio depois que papai morreu, eu era muito apagada a ele, quando mamãe parou de falar e só ficava trancada em seu quarto - Bocejou - mais a minha estava no grau leve - Deitou a cabeça em meu colo - Nada comparado com o da minha irmã - Senti ela suspirar fundo sabia que já tinha dormido.

Olhei para minha frente, mais me arrependi completamente, lá  estava ela com os braços cruzados abaixo do peito me olhando com uma cara nada boa, tentei me levantar, mais percebi que Sofi com a cabeça em meu colo e isso me impedia de levantar, droga e agora que eu moro.

- Sofi levanta e vai para o seu quarto - Disse baixinho em seu ouvido escutando ela resmunga - Preciso ir para a casa também - mais um resmungo - Sofi é sério, se eu não sair daqui agora acho que vou ser comida viva e eu ainda sou muito nova para morer - Ela nem sequer se mexeu.

- Deixa eu aqui, está tão bom - Mais um resmungo. 


Notas Finais


Eu sei que esse capítulo deve ter ficado uma bosta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...