História Ascenção - Deuses Caídos - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Todos os capítulos fazem parte de um universo que está em desenvolvimento para a criação de um livro no futuro. Contribuições em críticas e no desenvolvimento do próprio universo serão sempre bem vindas.

Capítulo 5 - A grande queda


Fanfic / Fanfiction Ascenção - Deuses Caídos - Capítulo 5 - A grande queda

A grande queda.

Em outrora, em um tempo remoto e distante, existiu um rei que tomado pela ganância do poder, decidiu que conquistaria todo o continente e estava determinado que sua amada esposa seria a rainha de todos os homens que pisassem por aquelas terras, o rei prometeu a sua amada um enorme reino para governar, com a sede pelo poder, ganância e orgulho,iniciou um monopólio dos países vizinhos, o maior exército até então visto, suas tropas faziam tremer a terra por onde passavam. Os soldados do rei eram altamente treinados como guerreiros de elite desde crianças, e seus números eram descomunais, por onde o exército passava deixavam um rastro de destruição e corpos de soldados inimigos caídos ao solo tingido de vermelho pelo sangue dos derrotados, os abutres e corvos se deleitavam com o banquete sem fim do rastro de morte. A extensa campanha para a conquista total do continente era árdua, já haviam se passado anos, o objetivo do rei estava quase concluído. Após quase três décadas estava por fim terminado, todos os impérios unidos em apenas um, por onde o rei passou deixou apenas os filhos dos antigos monarcas vivos, ele os fez jurar lealdade a seu império, já que era impossível uma única pessoa administrar todo um continente sozinho essa foi a única maneira viável que ele encontrou para conseguir manter os reinos funcionando. Anos se passam e as canções sobre Arthorias o conquistador eram cantadas em tavernas, o homem que juntou todos os reinos em um único império, sem guerras ou conflitos por território, a paz prosperou. Sua queria rainha carregava um filho em seu ventre, e um único e futuro sucessor, aquele que herdaria a vontade de seu pai, infelizmente a rainha veio a falecer dando luz a seu filho, tomado pela angústia e tristeza ele reuniu os mais habilidoso magos do império, os disse para que ressucitassem a rainha. Por meio de um longo estudo de um pergaminho antigo, que havia sido fragmentado porem achado por todos os 12 reinos que formavam um estranho ritual para criação de um portal para outro mundo, o mundo dos mortos, junto com os fragmentos do pergaminho foi acabado também uma pedra que serviria para fechar o portal caso fosse aberto. Assim os magos imperiais acreditavam ser capaz de abrir uma fissura para o mundo dos mortos e dessa forma trazer a rainha de volta. O ritual foi concluído, um portal foi aberto no subsolo do Castelo, infelizmente o feitiço do portal de onde os magos retiraram o encantamento estava em uma língua antiga, por uma má tradução eles acabaram abrindo uma passagem para o mundo inferior, o inferno. Demônios pularam da fissura como formigas saem de um formigueiro quando estão ameaçadas, um dos feiticeiros ao tentar usar a pedra para fechar a brecha entre mundos foi morto por um dos demônio, a chave para fechar a fissura caiu dentro do próprio portal. A capital Imperial caiu em uma única noite, com um portal para o inferno aberto no coração da cidade, a força militar do rei não tive qualquer chance sobre os inimigos, o continente se afogou novamente em uma onda de caos, o pior que o mundo já viu, os filhos dos Reis destronados assumiram a liderança abandonando qualquer juramento que haviam feito, agora a catástrofe dos demônios estava preste a começar. Um Império destruído, por culpa de um rei tolo que buscou rever novamente sua esposa e por amor acabou trazendo a calamidade para o mundo dos homens.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...