História Asian Wolves - NCT, WayV - TaeTen AU! PT-BR - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT), Red Velvet
Personagens Doyoung, Hendery, Jaehyun, Johnny, Lucas, Seulgi, Taeyong, Ten, Winwin, XiaoJun, Yeri, Yuta
Tags Ação, Ceo, Drama, Nct, Nct U, Nsfw, Suspense, Wayv
Visualizações 13
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ficção, LGBT, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - (03) - SeoulEXPO


Fanfic / Fanfiction Asian Wolves - NCT, WayV - TaeTen AU! PT-BR - Capítulo 4 - (03) - SeoulEXPO

A ansiedade tomou conta de mim. Andava de um lado para o outro e não conseguia parar quieto e respirar com calma. Toda vez que havia uma estreia, sempre fico desse jeito. Tentei sentar no sofá da sala de espera para tentar me acalmar, mas mesmo assim eu mexia uma parte do corpo, batia o pé freneticamente, pelo visto não funcionou.

– Você nunca consegue se acalmar não é, Taeyong? Acalme-se, tudo vai dar certo. - disse Seulgi.

Ela se sentou ao meu lado e acariciou minhas costas usando a mão direita enquanto repousava a esquerda sobre a minha coxa, afim de me acalmar. Ouvir sua voz era como ouvir o Requiem de Mozart, não importava a situação, ela sempre me acalmava assim como Mozart. O poder de Seulgi para me acalmar era uma coisa impressionante, se não fosse ela em todos os eventos, eu seria capaz de surtar. Afaguei a sua mão e a beijei em forma de agradecimento. Ela sempre soube me amparar nos momentos difíceis e eu soube como confortá-la quando era preciso.
Além de ser uma ótima esposa, era uma ótima amiga, isso se deve talvez pelo fato de nos conhecermos deste a faculdade de administração, éramos ótimos amigos até metade do curso, até que então nos apaixonamos e estamos juntos até hoje.
Seulgi é dona de uma das maiores grifes de roupa de toda a Coreia, assim como eu também herdou a empresa de sua família, porém ao contrário de mim ela mesma pediu para assumir as lojas. Antes a White Moon era apenas uma loja de departamentos, como outra qualquer, mas a partir dos anos 2000 expandiu seus negócios e assim cresceu desenfreadamente.

– Acho que vou assistir essa marca nova, talvez me acalme mais um pouco. Você quer vir comigo?

– Não, obrigada. Tenho algumas coisas para resolver da White Moon, vim apenas para lhe desejar boa sorte, sabe que não gosto muito de ser fotografada, os flashes me ardem os olhos.

– Certo, então. Quando chegar me ligue.

Beijei sua testa e me levantei. Nos despedimos e depois me dirigi ao salão principal. O evento começaria com uma divulgação de uma marca estreiante na exposição, era uma marca de tecnologia que surgiu a pouco tempo chamada Empire. Estou curioso para saber mais sobre esses amadores, vamos ver como que eles vão se sair.
Avistei Yuta conversando com alguém ao longe, os dois estavam conversando sentados na primeira fileira, que era destinadas as CEOs e jornalistas. Ao lado deles havia um lugar vago, deduzi que fosse para mim, então me aproximei deles e sentei logo em seguida.

– Taeyong, onde estava que demorou tanto?  - perguntou Yuta.

– Estava com Seulgi.

– Com uma esposa bonita que nem ela, eu entendo você demorar. - respondeu.

– Rapaz... - olhei sério pra ele, ele sabia muito bem que havia dias que eu era ciumento, ele fazia esses comentários já para provocar.

– Calma, Taeyong. - disse John. - Não precisa se estressar.

Rimos e em seguida retomamos a conversa.

– John, quanto tempo. - disse sorrindo enquanto o cumprimentava. - Como estão as coisas nos EUA?

– Estão bem, já vi que por aqui está tudo ótimo, não é mesmo?

– Estão sim, menos com esse japonês aí.

– Por que?

– Explica pra ele Nakamoto, diga a ele como que a Sana está tirando a sua sanidade.

Rimos e continuamos a conversa enquanto que o evento não começava de fato.
Depois de alguns instantes, as luzes se apagaram, logo deduzimos que o evento estava prestes a começar. O mestre de cerimônias subiu ao palco e começou o seu discurso.

– Boa noite senhoras e senhores, sejam muito bem vindos a SeoulEXPO, o maior evento de tecnologia e negócios de toda a Ásia. Hoje, vamos iniciar nosso evento e nossas atividades com a estreia de nosso novo parceiro, uma empresa que é uma nova aposta nesse cenário internacional que encontramos hoje. Eles vieram deixar sua marca, pessoal! Com vocês, os representantes da Empire Technology Inc., Qian Kun, Wong Kunhang o CEO senhor Ten Chittaphon. Vamos os aplaudir!

As palmas entraram em uníssono enquanto os três subiam ao palco. Os três subiram ao palco e se concentraram ao centro dele.

– Boa noite, senhoras e senhores. Vocês devem estar se perguntando, "quem são esses três pacanas?", não é mesmo? - disse o CEO.

Toda a platéia riu, quando as risadas cessaram, Chittaphon voltou a falar.

– Bem, como já vos foi apresentado, nós somos representantes da Empire Technology, para os mais íntimos e clientes, EmpireT. Me chamo Ten Chittaphon, sou CEO da empresa, e esses são Wong Kunhang, diretor de Marketing e Qian Kun, diretor de programação. E hoje viemos apresentar um pouco mais sobre nós, agora passo a fala para meu colega Kunhang para que ele conte um pouco da nossa história.

O jeito com que ele falava me impressionou, era formal e cômico ao mesmo tempo, o que dava um tom leve ao discurso, isso me levou a esquecer que aquilo tudo se tratava de um evento de negócios. Sempre nesse tipo de evento, há sempre um tom formal e pesado, se fosse outro representante, com certeza iria ser pesado e rígido, sua fala iria ser dura e seca como concreto.
Não só seu jeito de falar me impressionou, sua aparência também. Ele estava vestindo um terno vermelho impecável, assim como seus colegas, porém ele se destacava mais, não sei se era pelo seu cargo ou pela sua beleza, de qualquer forma ele se destacava mais.

*

Depois da apresentação da EmpireT e da exibição de seu Phire X, chegou a minha hora. Respirei fundo e me direcionei ao início da escada. Os três desceram pela escada a qual que estava subindo, eles me cumprimentaram e Ten me cumprimentou por último. Aproveitei para lhe elogiar. Nossos olhos se encontraram felizes e seu olhar me parecia familiar, porém ignorei, acontece algumas vezes, talvez tenha visto ele algum momento da vida, vejo muitas pessoas todos os dias.

– Parabéns pela sua estréia, se fosse eu tinha morrido ali mesmo.

– Muito obrigado, senhor Lee, ouvir isso de alguém experiente me deixa cheio de expectativa. - disse Ten de forma muito contente.

– Não precisa agradecer, inclusive... ótimo terno, você tem um ótimo gosto.

Me despedi dele com um pequeno tapa nas costas e assim segui meu caminho para o palco.
Era a hora de lançar a nova linha de smartphone e conseguir arrancar dinheiro dos compradores com aquele velho papinho de que os novos celulares vão facilitar a vida alheia. Sempre consegui isso, não é agora que vai ser diferente. 

____________________________________________

Tá broxante né gente? Desculpa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...