História Asking the stars - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts Jikook Lisa Blackpink
Visualizações 18
Palavras 1.259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fic nova❤️
Espero que gostem❤️

Capítulo 1 - 1 Capítulo


Fanfic / Fanfiction Asking the stars - Capítulo 1 - 1 Capítulo

-Jimin...já falei que eu não te quero mais!- Taemin,agora, ex-namorado de Park Jimin, estava exaltado pela insistência do loiro.- Que merda. Vê se me erra!
-Mas...- Jimin é cortado, pela saída do moreno.

Park, estava atordoado,segurando as lágrimas que ainda não estavam caindo. Sem saber o que fazer, saiu de dentro da balada, ainda chocado com a cena que vira. Seu “namorado” e sua “melhor amiga” se beijando.
Olhou para os lados, a procura de um rosto conhecido, para poder pegar o ombro e chorar,mas...nada.
Caminhou por alguns metros,passando por algumas ruas escuras e casais de namorados,dizendo o quanto se amavam e outras coisas românticas.
A cabeça do garoto estava em outro lugar,um mundo totalmente diferente da realidade. Pensando o quanto foi trouxa em dizer “Eu te amo” para aquele Lee Taemin. 
Sentou-se em um banco de uma praça iluminada pelas estrelas e luzes dos postes.
Parou, e pensou. Repensou e enfim, começou a chorar,soluçar. Não conseguiu mais aguentar e se derramou.Colocou as duas mãozinhas gordinhas no rosto e fechou os olhos se inclinando para a frente.
Ficou assim por um tempo.
Nariz escorrendo, rostinho inchado e vermelhinho. Fungando, se levantou. 
Tentou caminhar, mas ao se virar, deu com a cara no peito de alguém. Um alguém cheiroso,o loiro não deixou de reparar nesse detalhe.Ele ainda usava o mesmo perfume.

-M-Me desculpe...- olhou para as órbitas escuras do homem à sua frente. E junto com aquele sorriso perfeito e memorável, veio a dança das borboletas no estômago do baixinho.
-Tudo bem...- o maior sorri e fita o menino a sua frente.- Jimin! Quanto tempo.- fala,abraçando o Park que estava com os olhos arregalados e a boca entreaberta, tentando formar uma frase que nunca sairia. O menor,observou a mulher ao lado do Jeon,seu antigo melhor amigo, desde da infância, vale ressaltar. A mulher sorria docemente,mostrando um sorriso perfeito, com um batom vermelho que ressaltava seu belo sorriso branco.- Ah! Que falta de respeito a minha. Jimin, essa é a Lisa, minha noiva.- ele olha o baixinho que se mantinha parado.
Jimin apenas assentiu com a cabeça e murmurou um “ Prazer” baixinho.
-Foi bom te ver Park- o homem,vulgo Jeon JungKook, bagunça os cabelos loiros do menino e sorri novamente.- Espero te ver de novo...eu e Lisa esperamos.- Jeon abraça mais uma vez o Park, dessa vez mais apertado,como se não quisesse soltá-lo nunca mais, porém, soltou. Se virou, pegou na mão da noiva e foi embora. Deixando para trás, um Park com o coração saltando para fora do corpo, com pensamentos a mil e uma tremedeira no corpo, que se pedissem, ele diria que não sabia o que estava acontecendo, mesmo sendo um dos médicos mais “adorados” em Seoul.

Quando Jimin finalmente saiu da “paralisia”, caminhou até sua casa, que não era muito distante do parque onde encontrara Jeon e Lisa. Entrou dentro do prédio, dando um oi ao porteiro e subindo as escadas receoso. Abriu a porta do apartamento, ligou à luz da cozinha e trancou a porta novamente. Se direcionou até o quarto,onde o amor da sua vida o esperava... a cama. 
Sentiu ao seu redor, o cheiro do ex. O perfume que o Park presenteara o moreno traidor.
Novamente, as lágrimas insistiam em cair. Porém, Jimin foi forte e se olhou no espelho.
-Não chore por ele,Jimin!-implorou a si mesmo e caminhou até o banheiro. Se despindo,entrou em sua banheira e ligou a água para enche-la. Assim feito,tomou um banho relaxante. Lembrando de tudo que havia passado com Taemin. Portanto, suas memórias começaram a se voltar para Jeon JungKook. O Ex-Melhor amigo do rapaz. O Ex-Amor nunca declarado. O Ex- perdido, entre varios outros “ex’s”
Lembrou do dia que conheceu o mais novo. 


13.10.2002


O pequeno Jimin estava aniversariando. Fazia sete aninhos naquele dia e estava super feliz.
Com toda sua agitação,corria pela casa atrás da cadelinha Hee, que não parava de latir.
-Jimin! Para de correr, se não você vai quebrar uma perna,menino!- a senhora Park, gritou da cozinha. Estava preparando o almoço para a criança elétrica.
-Desculpa mamãe!- ChimChim, apelido que o pai do garoto o dera, se sentou no sofá, cansado e suado.
O menino ouviu barulhos de carro, estranhou, pois na vizinhança, quase ninguém possuía um carro.
Correu até a janela que dava de frente para a rua, e notou a presença de um ser novo.
Percorreu seus olhinhos puxados,por toda a extensão da estrada e deu de cara com um garotinho, que devia ser um ano mais novo que o loirinho.
Fez uma cara pensativa. Será que deveria falar com ele e se tornarem amiguinhos?
-Vejo, que já conheceu seus novos vizinhos, Jiminie.- a mais velha ri e bagunça os cabelos do filho. - Acho que você deveria ir brincar com aquele menininho.- ela aponta para o garotinho de cabelos escuros e sorriso de coelho. Sim, Jimin já havia reparado no sorriso do garoto.
-Eu vou ir.- Jimin declarou, confiante de si mesmo. Calçou seus tênis surrados e foi em direção a casa em frente à sua. Parou ao lado do menino, sorriu gentilmente e dedilhou devagar.
-Olá, meu nome é Park Jimin e sou um humano. De que planeta você veio?-ele ri sapeca e encara o garoto.
-O que? Eu sou humano também.- o moreno diz e faz uma cara estranha.
-Eu sei,bobinho.- ChimChim bagunça os cabelos macios do maior- Eu só...estava brincando.- o loiro sorri- Não vai me dizer o seu nome?
-Ah,claro- o novato diz- Sou Jeon JungKook. Seu novo vizinho. -deram as mãos para o cumprimento breve. E dali em diante,houve uma amizade jamais vista na terra.


01/09/2018

Jimin saiu da banheira e se agarrou a uma toalha limpa,saindo do banheiro e se direcionando ao guarda-roupa. Pegou uma cueca box preta. Uma calça de moletom e um camisetão. Vestiu-se e sentou em frente à janela grande que havia em seu quarto. Pôs-se a olhar o céu, que por sinal, estava magnifico.
-Pelo menos isso tinha que estar bom.- sussurra para si mesmo,dando um pequeno sorriso. 
Caiu mais uma vez em lembranças. Lembrou da vez em que deu um fora no Jeon, preferindo ficar com Taemin, que sempre o usara, porém, jimin nunca percebia. 
Não percebeu também, o quanto JungKook era apaixonada pelo loiro. Os olhares que trocavam...Jimin nunca deu bola, pois sempre fora louco pelo,agora,ex.
Mas hoje...havia sentindo algo diferente. Um ferver dentro de si. Uma coisa que fazia ele querer sorrir e chorar ao mesmo tempo.
Não sabia explicar. Talvez estivesse ficando louco.
Pensou mais um pouco, e se deu ao certo de que não estava delirando. Estava perfeitamente lúcido .
-Mãe. Que saudade- se permitiu,deixar uma lágrima rolar- Tenho um pedido a fazer. Para você e suas amigas.- riu nasalado- Queridas estrelas...me tragam Jeon JungKook de volta.- se deixou sorrir mais uma vez.
-Que idiotice- baixou a cabeça, balançando-a vagarosamente.
Apesar de amar sua mãe, Jimin nunca acreditou nas palavras da mais velha. A mãe do garoto disse,antes de morrer, que viraria uma estrela, e que caso o loiro precisasse de algo,era só olhar
as estrelas acima dele e pedir com fé e amor,que aconteceria.

Então ele riu de si mesmo e olhou para o céu mais uma vez.
-Por favor...- começou a implorar- Queridas estrelas, me tragam Jeon JungKook de volta.- fechou os olhos e pediu mentalmente também. 
ChimChim não havia visto, porém, uma pequena estrela,brilhara forte no céu. Aquilo significava algo. Tinha que significar.
O baixinho,já cansado do seu dia, deitou na cama. Puxando as cobertas brancas em cima de si,fechou os olhos, sorriu mais uma vez, lembrando do ato constrangedor, e adormeceu.


Notas Finais


Perdoem os erros de ortografia e não desistam de mim❤️
Mais tarde tem capítulo novo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...