História ASL's older sister - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias One Piece
Tags One Piece
Visualizações 17
Palavras 725
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Bishoujo, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus queridos leitores, tudo bem com vocês?
Bom eu avisei que ia postar mais capítulos durante a semana.
Até as notas finais,
Beijinhos.

Capítulo 4 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction ASL's older sister - Capítulo 4 - Capítulo 3

• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Pov Aiko

Monkey D.? Eu acho que já escutei isso em algum lugar, mas onde? Hum... pera, esse não é o sobrenome do Garp-san?

"Luffy, você tem alguma relação familiar com Garp-san?" perguntei a Luffy.

"Sim, ele é meu avô" que!? o Garp-san tem um neto!? Ok, isso é novidade.

Pov Autora

Durante o resto do dia, eles foram conhecendo um ao outro: suas ambições, sonhos, o que gostam e o que não gostam, entre outras coisas. Luffy disse a Aiko que queria ser amigo de Ace, só que o mesmo não queria.

"Mas porquê você quer tanto ser amigo de Ace, Luffy?" Aiko perguntou curiosa.

"Porque eu não tenho ninguém! E se eu não correr atrás dele, eu vou continuar a não ter ninguém!" ele exclamou tristemente.

“Você não tinha amigos antes de vir morar aqui? ” perguntou Aiko.

“Não, as outras crianças tinham medo de mim por causa do meu corpo ser de borracha. Elas começaram a ter medo quando eu sem querer dei um soco na cara de menino, e depois a vila inteira começou a me chamando de monstro. ” diz o menino cabisbaixo.
 

Aiko ao ouvir essa história, se surpreendeu por a história dele e a Ace serem tão parecidas. As crianças podem até ser irracionais em casos como esses por sua idade, mas adultos fazendo isso, é algo completamente desumano, além de passar a infância praticamente inteira sozinho. Claro, ela sabia que Luffy tinha o seu avô, mas sabia também que Garp não era muito presente na vida do mesmo ou na dela e de Ace, por causa de seu trabalho na marinha. Mesmo quando vinha fazer uma visitar de vez enquanto, mesmo não afetando-a muito nem no garoto de sardas, mas afetava bastante em Luffy. 

"Entendo. Isso deve ser mesmo muito ruim. "Aiko disse ao menino cabisbaixo.

"É, você não tem ideia." disse o menino ainda triste.

"Já sei! Vamos fazer o seguinte. Eu vou ser sua amiga até conseguir ser amigo de Ace." Aiko exclama alegre.

"É sério!? Yayy!!!! Mas quando eu conseguir ser amigo dele, você não vai querer ser mais minha amiga?" perguntou com cara de choro.

"Se quiser eu posso continuar. Mas depende de você." disse a albina sorrindo.

─────────────────⊱

Time Skip 2 meses

Pov Autora

Já se passaram dois meses desde o acordo entre a albina e o mugiwara. Atualmente são 6 horas da tarde e Aiko estava um pouco nervosa, já que os dois meninos ainda não chegaram na casa de Dadan. A menina não queria ir dormir até ver os meninos em casa e em segurança. Os bandidos viram o estado da mais nova e se preocuparam com sua situação, desde que os dois pirralhos sumiram, Aiko não comia, e nem pensava em dormir. Só ficava sentada perto da porta a fitando, com a esperança deles voltarem para casa logo. Os bandidos perguntaram se ela estava bem, que só pela a aparência dava para ver que ela não estava nada bem, mas continuava insistindo que estava, então acreditando em suas palavras a deixaram em paz.
 

Se passaram duas horas desde a última conversa da nossa pequena albina com os bandidos sem nenhum sinal dos pequenos. Todos estavam estranhando o silêncio que reinava na pequena cabana, sem nenhuma murmuro irritado de Aiko. Eles resolveram ver se ela estava bem esperando lá sem comida, bebida ou um leve sono. Mas para a sua surpresa, quando chegaram lá, viram uma menina desmaiada no chão. Eles entraram em desespero e foram chamar Dandan. Quando a mais velha ouviu que sua única companhia feminina da casa estava passando mal, também entrou em desespero, a levando para o quarto, isso aconteceu por volta de 1 da manhã.

Quando foi umas 3 da manhã, os meninos chegaram, com uma pessoa a mais. Quando foram para o quarto dormir, não viram a menina mais velha encostada na parede dormindo e passando mal. Como não perceberam, foram dormir para um amanhã com muitas aventuras a mais.

• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •


Notas Finais


Bom esse foi o capítulo 3, eu não posso dizer se foi de 'hoje' porque eu não sei se vou ou não postar mais um hoje mas né, kkk.
Bom beijos pessoal!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...