História Assassinos podem amar? - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Lendas Urbanas, Life Is Strange
Personagens Chloe Price, Maxine Caulfield, Personagens Originais
Visualizações 41
Palavras 902
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, LGBT, Luta, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Vcs amam então voltei

Capítulo 10 - Lembranças part 1


Fanfic / Fanfiction Assassinos podem amar? - Capítulo 10 - Lembranças part 1

Eu poderia fingir demência sobre o ocorrido naquela noite, mais olhar pra ela com aquele sorriso de criança travessa me irrita bastante

Chloe... Você esteve na minha casa ontem a noite?- Pergunto pela terceira vez e ela simplesmente continua do mesml jeito, faltam 5 minutos para o fim da consulta e diferente das outras ela se manteve quieta- Chloe, por favor... Oque custa me responde? Como saiu naquela noite?- Pergunto e ela suspira levantando os braços

Sair...- Aponta pra parede- O papai me ajuda, ele não gosts daqui... Tem pessoas más e fazem mal as crianças- Diz levantando e indo até a porta- Já cansei de espera você lembra- Diz arrancando a porta, os guarda abrem fogo e mais uma vez as sombras aparecem sugando eles e deixando corpo secos e sem vida, ela me olha e estende a mão- Vou te fazer lembra, por bem ou por mal- Diz e seus olhos estavam escuros novamente

Eu... Eu Não vou com você pra lugar algum!! Eu não sei do que você ta falando!!- Gritei sem pensa e ela me agarra

Não levante a voz, ele gosta de silêncio- Fala perto do meu ouvido, abro os olhos vejo o homem atrás dela extremamente alto, magro, de terno e sem rosto, as sombras atrás de si como se fosse tentáculos- Vamos pra casa? Eu te mostro minha coleção- Sorrir igual uma criança e me arrasta pra fora do quarto, vários guardas aparecem e o alarme soa trancando todas as saídas e entradas, o barulho dos tiros soam por todo o prédio assim como os gritos do pacientes e médicos

Chloe tranca todos em um tipo de armazenamento para remédios e roupas, após isso ela vai para o último andar e me deixa na entrada ainda trancada, é possível escuta as sirenes da Polícia, bombeiros e ambulâncias na frente no prédio, chance de escapa 0, o prédio está cercado e não tem outras saídas 

Não se preocupe, a Chloe sabe oque está fazendo- Kate diz sorridente olhando alguns papéis

Kate... Porque está aqui? Porque a Chloe não te prendeu? Como sabe do plano dela?- Pergunta indo até ela, odeio não saber das coisas 

Calma, olha vamos te conta mais antes você presisa lembra da Chloe, vocês viveram juntas a muito tempo e vocês foram separadas- Diz calmamente vindo em minha direção

(....)

Abri os olhos e vi que estava num quarto, que por sinal parecia na época da escravidão, de Reis e Rainhas, levantei da cama e olhei em volta, tinha uma mesa com algumas folhas e uma pena com um pouco de tinta, andei ate a porta que era muito linda porém muito pesada e fazia um barulho estranho, desci as escadas e olhei em volta era uma casa muito muito grande e era completamente de madeira com algo que parecia ferro e tinha muitas velas e algumas tochas, eu diria que era uma casa de classe média 

Abri a porta da frente e vi 3 cavalos amarrados logo a frente, tinha tochas nas ruas mais ficava bastante escuro, era uma rua de barro sem asfalto tinha carruagens e algumas pessoas de cavalo, algumas mulheres andavam com escravos? Ao seu lado, tadinho carregavam tudo e pareciam bastante cansados

Sra.Price, me perdoa por favor eu não vi que tinha acordado- Me virei e vi uma senhora negra com o cabelo amarrado num coque e com trapos para vestido, ela olhava para baixo

Ah... Não, tudo bem- Falei entrando novamente em casa

Ok! Eu definitivamente não estava na minha casa, muito menos no meu século, eu via medo no olhar dela que mal se aproxima de mim e ainda procura se afasta ao máximo ao falar, eu era um monstro? A porta se abre bruscamente e a mulher sai praticamente correndo, olho pra porta e la estava ela com um sorriso malicioso no rosto, ela estava usando roupas que pareciam aquelas que os príncipes usavam, tinha uma espada ao seu lado, seu físico estava diferente... Estava mais gordinha que antes, claro antes ela passava dias sem comer

Amor, ainda acordada? Pensei que tinha lhe dito para está deita quando eu chegasse- Diz Chloe passando a mão no meu rosto, ela estava usando luvas brancas e finas

Eu...Eu...- Não conseguia falar nada, seus olhos brilham naquela escuridão 

Tudo bem, dessa vez passa- Beija minha bochecha e pega uma maçã que estava num cesto logo a frente- Amanhã você vai comigo na reunião com o Rei... Eu sei que você não gosta dessas coisas, mais é o meu trabalho afinal- Sorrir tirando a escpada, tira o casaco que parecia não ter fim, mds é muito tecido, logo aparece a camisa fina de mangas longas, tira as luvas e o cinto- O que foi? Algo errado?- Pergunta me olhando 

É muita roupa, você não sente calor?- Pergunto e ela rir balançando a cabeça- Qual a graça?- Pergunto cruzando os braços ela vem até mim e me abraça 

Veja o lado bom, Na hora do sexo fica excitante- Sorrir e beija minha testa- Vamos deita?- Pergunta alegre

Subimos pro quarto, a cama já estava perfeitamente arrumada o quarto tinha um cheiro ótimo, Chloe foi para o banheiro e eu sentei na cama, após um tempo ela saiu e se deitou ao meu lado

Com  exatamente você trabalha?- Pergunto 

Comercialização de escravos- Diz com um pequeno sorriso- Eu sei que vc não gosta amor, mais prometo que será por pouco tempo- Completa acariciando meu rosto, eu poderia me acostumar com essa Chloe e aparentemente somos casadas

(...)



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...