História Assassin's creed faculdade-Assassin's Creed College - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Assassin's Creed
Personagens Altair Ibn-La'Ahad, Claudia Auditore da Firenze, Desmond Miles, Edward James Kenway, Ezio Auditore da Firenze, Kadar Al-Sayf, Lucy Stillman, Malik Al-Sayf, Ratonhnhaké:ton "Connor"
Tags Ação, Assassin's Creed, Drama, Romance, Violencia
Visualizações 15
Palavras 1.032
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 24 - O baile-The prom


Fanfic / Fanfiction Assassin's creed faculdade-Assassin's Creed College - Capítulo 24 - O baile-The prom

No último capítulo a ex namorada do Connor voltou para os Estados Unidos o porque eu não sei ainda, meu celular começa a tocar, eu viro para ver quem é.
“Mensagem do Connor”
-O que será que ele quer? To tão cansada agora.
Eu abro a mensagem.
“Oi Ana gostaria de sair comigo hoje? Eu vi ontem que você estava triste quando Aveline voltou, mais saiba que eu não quero nada com ela, eu te amo tá .”
-A como é que ele consegue ser tão fofo.
“A onde quer ir?”
O meu celular começa tocar, ele é bem rápido nas mensagens.
“Hoje tem uma festa da minha família, é tudo a ver com baile sabe, e eu queria ver se você gostaria de ir comigo.”
Eu levanto e mexo no meu cabelo, começo a olhar envolta do meu quarto.
-A eu devo ou não ir, eu não sei.-Deito na cama de novo e fico olhando pra mensagem.
“Tenho que ver com o meu tio.”
“Tá eu entendo .”
Começo a rir, quando vejo a carrinha que ele mandou.
“Tá eu vou.”
“Tem que usar vestido.” ♡^▽^♡
Não consigo ficar brava com ele, ele é tão fofo.
“Não tenho vestido ಠ╭╮ಠ sabe alguém que pode me ajudar.”
“Sim, a Claudia.” (♡ >ω< ♡)
“Ok, vou mandar uma mensagem pra ela agora.”
“Ok, eu também vou me arrumar, te vejo a tarde, te amo (✿ ♥‿♥).”
“Também te amo (。’▽’。)♡.”
Começo a procurar o contado da Claudia no meu celular, achei.
“Claudia tá ai.”
Espero ela ver a mensagem e responder.
“Oiiii Ana ʕ≧ᴥ≦ʔ.”
“Pode me ajudar?”
“Claro o que precisa.”
“Tenho uma baile para ir hoje mais não tenho vestido.”
“Pode deixa comigo Ana, venha na minha casa, eu tenho muitos vestidos.”
“Ok daqui a pouco to ai.”
“Esperarei.”
Eu desligo o celular e vou tomar um banho, começo a tirar tudo as minhas roupas, depois o amarado, meu cabelo ela muito grande ele ia até a bunda, eu ligo o chuveiro e começo a lavar o cabelo, pego o shampoo e passo em meu cabelo, começo a cantar (music: Zara Larsson - Never Forget You (Price & Takis Remix)), depois a dançar, começo a passar o condicionador.
-Ana por favor não demore no banho.
-Sim tio.
-Aliás sua voz me lembra da sua tia.
-Sente saudades dela.
-Eu nunca a esqueci, saiba disso.
-Entendo.
-Se ela estivesse aqui ela ia perguntar a onde você vai?
-Vou sair com o Connor hoje.-Pego a toalha e saio com ela em volta do meu corpo.
-Entendo, pretende voltar hoje?
-Não sei, aliás não posso te prometer nada.-Falo tocando em seu nariz.
Saio andando até meu quarto, meu tio pega meu braço.
-Só toma cuidado tá.
-Tomarei.
Ele me solta e eu entro no quarto, vejo a porta e começo a colocar uma calça rasgada, um tênis e uma camiseta aberta nas costas, bom nem tanto aberta, coloco um brinco preto e saio de casa, começo a caminhar até a casa da Claudia.
-A onde você vai gatinha.-Um homem segura meu braço.
-Alguém não te falou que é perigoso meninas lindas como você sair sozinha por ai.
-Você é a primeira pessoa e a última.-Eu viro e dou um soco no nariz dele, ele cai no chão.
-Sua puta você quebrou meu nariz.
-Alguém já te falou que é feio chamar uma dama de puta.-Eu pego ele pela blusa e o ergo, para ver cara a cara.
-Por favor não me bate.
-Você é fraco, da próxima eu arranco seu dente, vai embora.-Eu solto ele, ele sai correndo.-Homens sempre idiotias.
Chego perto da casa da Claudia e mando mensagem para ela.
“Cheguei onde você tá ʕ•ᴥ•ʔ.”
Espero receber uma mensagem.
“Ok, já vou abri a porta.”
Eu espero um pouco, e escuto alguém abrir a porta.
-Ana.
-Claudia.
-E ai vai sair com o Connor hoje né.
-Vou.
-Ainda bem que amanhã e sábado, daí vocês dois aproveitam muito né.
-É Claudia.-Falo rindo.
-Vem achei um vestido que eu acho que você vai gostar.
Eu entro na casa da Claudia, não tem ninguém, ainda bem não quero conhecer a famílias da Claudia agora, talvez depois, eu entro em seu quarto, todo rosa, ela pega alguma coisa em seu guarda roupa.
-Eu achei esse vestido, quando vi eu vi você nele.-Ela mostra o vestido vermelho longo e muito lindo e brilhante.
-Uau.
-Isso uau é isso que as pessoas vão disser quando virem você entrar.-Ela fala toda brilhante.-A o vestido veio com este colar branco e esse brinco branco também, a esse sapato vermelho, aliás pode ficar com você eu nunca usei, esse vestido não faz meu estilo.
-Serio?
-Serio, agora vai vestir quero ver como fica em você.
Eu entro no banheiro da Claudia e troca de roupa, coloco o colar e o brinco, sai com o cabelo solto, eu sento na cama e Claudia faz um coque, depois amara um laço vermelho nele, eu me levanto, do nada Ezio entra no quarto eu me viro e ele está com a boca aberta e com a bochecha vermelha.
-Uau Ana.
-O que você achou?
-O que eu achei, Ana você tá...Você tá maravilhosa.-Ezio fala com um sorriso no rosto e ainda bom bochecha vermelha.-Connor tem sorte.-Eu fico com a bochecha vermelha.
-Para com isso Ezio, você tá babando na Ana sabia.
-Desculpa, ainda bem que você chegou agora, porque se Federico estivesse aqui, a ele te beijaria.
-E isso Ezio tem razão.-Começo a rir, quando vejo Claudia e Ezio estão com as bochechas vermelhas.
-Mano até sua risada é delicada.
-A que isso gente.-Começo a ficar vermelha de novo.
Escutamos uma buzina de carro.
-Quem é?
-É o Connor, ele chegou bem na hora.
-Verdade.
-Vamos Ana
-A você acha que to bonita?
-Ana você está literalmente sexy, agora vai.
-Ok já to indo.
Eu saio da casa do Ezio, quando Connor me vê ele fica de boca aberta e com o rosto vermelho.
-Nossa Ana, você está incrivelmente maravilhosa.
-Obrigada.-Falo um pouco tímida.
-Deixa que eu abro pra você.-Connor abre a porta do carro pra mim entra, depois que entro ele entra no carro.
-Tchau gente.
-Tchau Ana, Tchau Connor.-Ezio e Claudia falam.
Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...