História Assine aqui! (Creepypasta) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 738
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Magia, Misticismo, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Essa é a minha primeira história então por favor tenha paciência com erros de ortografia ou de escrita!
obrigado!

Capítulo 2 - Escola de otários


Fanfic / Fanfiction Assine aqui! (Creepypasta) - Capítulo 2 - Escola de otários

Eu entrai na escola andando pro meu armario que ja tinham me apresentado quando me inscrevi na escola. Eu arrumei alguns livros que eu não precisava e alguns suportes de canetas. {pulo temporal de 20 min.} Eu entrei na sala de aula antes de todos e comecei a ler um livro que eu gostava, ele era sobre um assassino que era perseguido por seus demônios interiores. Tudo estava correndo bem até que uma garota loira de olho azul junto de suas amigas pega o meu livro e olha pra ele virando angumas paginas.

-que pouco interessante... você não tem mais nada que fazer como se cuidar garota?!- Elas três riram e eu fiquei calada fechando o meu rosto para não arrumar mais briga- 

- a propósito você esta sentada no meu lugar... eu aconselho você sair antes que as coisas fiquem feias - ela pega um pequeno canivete do bolso pequeno que ficava na camiseta escolar- 

Eu me levanto e me sento numa mesa no fundo da sala. 

No final das aulas eu sai andando pra casa, ao passar por uma casa abandonada eu reparo em uma silhueta negra que não dava pra perceber muito bem no escuro daquela casa. Eu logo acelerei o passo quando percebi que aquela coisa me olhava e chegando em casa uma meia hora depois.

Dia 08 de outubro 1995...

Hoje era uma terça feira mas a escola tinha fechado por conta de uma infestação de vermes e baratas na cafeteria. Eu fiquei em casa trancada no meu quarto como sempre e fiquei escutando musica bem alto para não escutar os barulhos das brigas que os meus pais estavam tendo a cada segundo. 

Eu lembrei que meu amigo Josh morava em uma casa ali perto e que eu poderia ir perguntar se ele ta afim de dar uma volta, eu peguei uma roupa (Moletom preto com uma saia calção também preta e meias altas pretas e brancas com sapatos também pretos) e escovei meu cabelo. Eu sai pela janela, ao chegar na casa dele eu toquei na campainha e ele logo atendeu a porta. 

-Oi kaka! faz tempo! 

-verdade! -eu dei um sorriso meio falso mas não dava pra reparar- então, você quer vir? 

-claro! eu vou me arrumar! -algum tempo depois ele voltou já arrumado e nos saimos andando até a cidade-

-então... oq você tem feito esse tempo sem mim kaka?? 

-nada de mais... -eu comecei a sentir que ele estava tentando se aproximar e eu voltei a ter aquele sentimento estranho de ontem mas parecia que eu estava com mais adrenalina- só estava... -antes de eu poder falar ele me puxou para um terreno cheio de mato do lado da calçada, eu fiquei paralisada e surpresa, ele estava em cima de mim- O QUE CARALHOS VC ESTÁ FAZENDO!? -eu falei me debatendo mas parei ao perceber uma faca afiada perto do meu pescoço- 

-você achou mesmo que eu era seu amigo Kiira?? que inútil você é... eu so queria te tornar mais uma das minhas vítimas.... -ele moveu um pouco a faca com uma das mãos cortando levemente o meu pescoço e com as outras mãos ele prenfia os meus braços acima da minha cabeça, de repente eu lembrei de umas garitas cochichando algo na escola... algo sobre garotas que desapareciam pir ai e eram encontradas mortas naquele mesmo lugar- 

-J-Josh... p-para.... -eu falei suando frio, eu engoli seco quando ele forçou a faca no meu pescoço- 

-shhh... isso vai ser rápido... -ele estava prestes a cirtar minha garganta quando olhou para cima e simplesmente correu pra longe, eu olhei naquela direção mas não tinha nada... pelo menos que eu conseguisse ver-

Eu fui pra casa sentindo uma presença ... eu me sentia bem até... mas com medo... eu cheguei a casa e quando entrei eu me deparai com algo horrivel, minha mãe estava morta no chão e aparentava ter levado varios golpes com uma garrafa, sendo que a mesma se encontrava no seu abdômen. Eu corri pra ela tentando acordala, meus olhos estavam arregalados, eu não conseguia aguentar então comecei a chorar. Quando olhei pra cima meu pai estava segurando uma arma apontada a minha testa- P-papai?... -eu me levantei e ele seguiu o meu movimento com a arma, quando eu estava prestes a pegar uma faca no balcão e a perfurar o estomago dele com a lâmina ele me deu um tiro na cabeça fazendo eu cair no chão "morta"-

Continua...


Notas Finais


Obrigado por ler!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...